Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Datafolha: Apoio de Lula a candidatos divide eleitores

Percentuais quase iguais de eleitores escolheriam ou rejeitariam um nome indicado pelo petista; para a maior parte, o escolhido deve ser Ciro Gomes

A nova pesquisa do instituto Datafolha – divulgada na madrugada deste domingo, 10, pelo jornal Folha de S.Paulo –, mensurou o impacto que o apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), tecnicamente impedido de disputar a eleição por ter sido condenado em segunda instância, poderia acarretar aos pré-candidatos à Presidência.

Os números indicam que os brasileiros se dividem diante de uma eventual adesão de Lula a um candidato. Entre os que com certeza (30%) e talvez (17%) seguiriam a sua indicação, ele influencia 47% do eleitorado. Por outro lado, outros 51% dizem que recusariam esse mesmo candidato. Outros 2% disseram não saber o que fariam nessa situação.

Para a maior parte dos entrevistados, 32% do total, a melhor opção para o ex-presidente, se não for candidato, é apoiar o nome do ex-ministro Ciro Gomes (PDT). Diante da possibilidade de uma candidatura própria do PT, o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, apareceria com 15%, o triplo do ex-governador da Bahia, Jaques Wagner, que tem 5%.

À frente de Wagner, dentro da margem de erro do levantamento, de dois pontos percentuais para mais ou para menos, ainda estaria a possibilidade de apoiar a deputada estadual Manuela D’Ávila, do PCdoB, resposta de 7%. O líder dos sem-teto, Guilherme Boulos (PSOL), deveria ser o pré-candidato apoiado por Lula para 3%.

A pesquisa Datafolha contratada pela “Empresa Folha da Manhã S/A” ouviu 2.824 pessoas entre os dias 6 e 7 de junho de 2018. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, e o nível de confiança estimado é de 95%. O levantamento está registrado junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-05110/2018.

Migração

Não incluída entre as opções apresentadas para um apoio do ex-presidente, a ex-senadora Marina Silva (Rede) é a principal herdeira dos votos do petista. Nos três cenários em que Lula não é candidato, ela oscila entre 17% e 18% de preferência dos lulistas.

Está no limite da margem de erro com o próprio Ciro Gomes, que receberia de 13% a 15%. A nova pesquisa indica ainda que a maior parte dos eleitores de Lula desistiria de votar em algum candidato se o ex-presidente não estivesse entre os postulantes. O número é de 38% a 40% do total dos optantes por ele.

Os dois nomes mais cotados para o “plano B” do PT não empolgam, até o momento, esse eleitor. Fernando Haddad e Jaques Wagner tem apenas 2% dos votos dos optantes por Lula. Uma parcela três vezes maior (6%) opta, por exemplo, por Jair Bolsonaro (PSL).

Outros presidentes

Se Lula ainda tem um potencial positivo quase tão grande quanto o negativo, o mesmo não pode se dizer do atual presidente, Michel Temer (MDB), e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

A situação de FHC não é tão crítica quanto à do emedebista. Apesar de 65% dizerem que não votariam em um candidato apoiado por ele, o grão-tucano ainda tem poder de transferir cerca de 32% dos votos para um postulante, entre os que com certeza (10%) ou talvez (22%) o seguiriam.

Já um apoio de Temer é, indicam os dados apresentados pelo Datafolha, capaz de inviabilizar qualquer pré-candidatura. O potencial positivo do atual presidente é de apenas 7%, enquanto 92% dos eleitores disseram não votar em alguém que tenha o apoio do emedebista.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Marcos Santos

    Lula presidente! O Brasil feliz de novo! \o/

    Curtir

  2. gilson schnaider

    Os ladroes continuariam a roubar, Bolssonaro vai cortar as asas dos esquerdopatas

    Curtir

  3. gilson schnaider

    A veja nao escreve o nome do novo orwsidente do Brasik Jair Bokssonaro mas eu escrevo.

    Curtir

  4. gilson schnaider

    Bolssonaro

    Curtir

  5. gilson schnaider

    Os brasileiros tem que ter o direito de escolh

    Curtir

  6. Antonio Augusto Simoes

    No DATAFOICE os ladrões, escroques, assassinos, esquerdopatas sempre ganham.

    Curtir

  7. Antonio Augusto Simoes

    A VEJA é um antro de comunistas esquerdopatas doentios e tem uma verdadeira ojeriza a Bolsonaro. Quem defende a família, a ordem, os cidadãos de bem e o Brasil, para esses esquerdopatas doentes, ladrões, escroques e assassinos é escanteado e nem o nome é citado em nenhuma reportagem. Gente doente e maligna que tem que ser varrida da face da Terra. Chão que esses doentes psicopatas pisaram não nasce nada. Gente niilista. Fora comunistada que são responsáveis por mais de 100.000.000 milhões de mortes mundo afora. Essa ideologia do Diabo não deu certo em nenhum lugar.

    Curtir

  8. Pedro Melo Brito

    Como vcs explicam que Lula tenha só 30% e possa influenciar 47% do eleitorado? Aprendam a mentir. LULA mesmo preso e massacrado pela mídia segue imbatível!

    Curtir