Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Adversário político pedirá cassação de Jucá

Diante do risco de o ministro do Planejamento Romero Jucá (PMDB) ser demitido pelo presidente interino Michel Temer, por causa da gravação em que aparece falando em um “pacto” para travar a Operação Lava Jato, o senador e adversário político de Jucá Telmário Mota (PDT-RR) se prepara para enviar nesta terça-feira uma representação ao Conselho de Ética pedindo a cassação do parlamentar. Telmário leva em conta o fato de que, demitido, Jucá reassumiria a cadeira como senador e poderia responder a um processo por quebra de decoro. Nesta segunda, Mota disse que o caso do ministro do Planejamento é “mais grave” do que o de Delcídio do Amaral, ex-líder do governo Dilma preso por negociar estratégias para melar a Lava Jato. Delcídio acabou cassado, depois de relatório do próprio Telmário recomendar a perda do mandato. “[Jucá] é como Lúcifer, que era o anjo iluminado, tinha toda a credibilidade junto à divina trindade e traiu Deus. Romero era o anjo da República desde Fernando Henrique. Hoje cai o Lúcifer da República. Ele caiu em Roraima de paraquedas já com a mala da corrupção. Ele quer fazer um pacto com a Justiça no todo para proteger uma série de políticos. Jucá envergonha meu estado e humilha o povo brasileiro”, criticou. (Laryssa Borges, de Brasília)