Clique e assine a partir de 8,90/mês

Tempestade Sally se estende pelo sudeste dos EUA, deixando um morto

Os estados da Flórida e do Alabama estão parcialmente sob estado de emergência; mais de 400.000 pessoas ficaram sem energia até a manhã desta quinta-feira

Por Da Redação - 17 set 2020, 17h16

As fortes chuvas da tempestade Sally se estenderam pela quinta-feira, 17, sobre os estados do Alabama e da Flórida, no sudeste dos Estados Unidos, matando pelo menos uma pessoa, além de causar inundações e apagões, segundo as autoridades americanas.

Sally atingiu o continente na quarta-feira às 4h45 (6h45 em Brasília) em Gulf Shores, uma pequena cidade no Alabama. No momento, se apresentava como furacão de categoria 2 (de um total de 5) até que mais tarde foi rebaixado para tempestade tropical e, eventualmente, depressão tropical.

O fenômeno avança lentamente com ventos mal atingindo a velocidade máxima de 45 km/h , o que faz com que as chuvas caiam no mesmo local por um período maior, intensificando a elevação da altura das enchentes, segundo balanço do governo americano do início da tarde desta quinta-feira.

Sally transformou as ruas de algumas cidades do Alabama e da Flórida em riachos que transportavam lixo e galhos de árvores.

Em Orange Beach, cidade costeira do Alabama onde estava a até então única vítima fatal da Sally, os ventos levaram vários barcos para as docas do porto.

Continua após a publicidade
Uma rua inundada devido à tempestade Sally em Orange Beach, Alabama – 16/09/2020 Dan Anderson/EFE

“As janelas de nossa casa quebraram às três ou quatro da manhã e a casa inteira tremia como um barco na água. Foi assustador”, disse Matt Wilson, morador da cidade, ao canal local WPMI.

“Muitas áreas estão passando por inundações de nível histórico”, disse Kay Ivey, governadora do Alabama, que decretou estado de emergência no início da semana.

O governador da Flórida, Ron DeSantis, também declarou estado de emergência, mas apenas nos condados do noroeste do estado, como Escambia, onde fica Pensacola, uma das cidades mais atingidas pela Sally.

Mais de 400.000 pessoas ainda estavam sem energia nos dois estados até a manhã desta quinta-feira, de acordo com o site poweroutage.us.

A Sally está agora se movendo para o estado da Geórgia, onde deve continuar enfraquecendo até sexta-feira, 18.

(Com AFP)

Continua após a publicidade
Publicidade