Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Furacão Laura chega aos EUA, causa inundações e deixa milhares sem energia

Ao menos 500.000 pessoas na Louisiana e no Texas foram orientadas a deixar suas casas; tormenta causa fortes ventos e chuva e já destruiu alguns edifícios

Por Julia Braun Atualizado em 27 ago 2020, 10h04 - Publicado em 27 ago 2020, 09h08

O olho do poderoso furacão Laura, de intensidade categoria 4 na escala Saffir-Simpson de cinco graus, tocou terra nesta quinta-feira, 27, atingindo a costa da Louisiana, nos Estados Unidos, com ventos máximos sustentados de até 240km/h, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês).

Em suas primeiras horas em território americano, o furacão já causou fortes inundações e deixou centenas de milhares sem energia elétrica. A tempestade foi classificada como “monstruosa” e “impossível de sobreviver” pelo NHC.

Por volta de 1h (hora local, 3h de Brasília), o olho de Laura atingiu a costa perto da cidade de Cameron, estava localizado a 45 quilômetros ao sul-sudoeste de Lake Charles e se movia para o norte a uma velocidade de 24 km/h. Durante a madrugada o furacão foi reduzido para uma tempestade de categoria 3.

Ao menos 500.000 pessoas na Louisiana e no Texas foram orientadas a deixar suas casas. “Laura está se movendo por terra no sudoeste da Louisiana. Proteja-se agora! Considere esses ventos extremos iminentes se aproximando de um tornado e vá imediatamente para a segurança em seu abrigo. Aja agora para proteger sua vida!”, alertou o NHC em seu último boletim.

O diretor do centro, Ken Graham, dirigiu-se aos moradores da região em um vídeo: “É muito perigoso estar lá, espero que não estejam lá, espero que tenham deixado suas casas”.

ASSINE VEJA

Aborto: por que o Brasil está tão atrasado nesse debate Leia nesta edição: as discussões sobre o aborto no Brasil, os áudios inéditos da mulher de Queiroz e as novas revelações de Cabral
Clique e Assine
Continua após a publicidade

Laura, que já matou 21 pessoas em sua passagem pelo Haiti e outras quatro na República Dominicana, agora ameaça a Louisiana e o leste do Texas com tempestades de até 6 metros, ventos extremos e inundações nas próximas horas. Os meteorologistas do NHC, contudo, preveem um “enfraquecimento rápido” da tempestade, agora que Laura tocou terra.

Até o momento, pelo menos 370.000 casas na Louisiana e outras 85.000 no Texas estão sem energia elétrica. Na cidade de Lake Charles, na costa da Louisiana, imagens transmitidas pela televisão local mostram fortes ventos e chuva, além da destruição de alguns edifícios.

Em sua trajetória prevista, Laura vai se deslocar para o interior através da Louisiana e à noite chegará em Arkansas para percorrer o vale central do Mississippi, enfraquecido para uma depressão tropical amanhã.

Na categoria 4, Laura tocou o solo americano como a tempestade mais forte da temporada de furacões no Atlântico. Os outros foram Hanna, Isaías e Marco, todos os três da categoria 1.

(Com EFE)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês