Clique e assine a partir de 9,90/mês

Satélite da Nasa mostra momento em que Maria passa por Porto Rico

Tempestade foi a pior em mais de oitenta anos

Por Da redação - Atualizado em 20 Sep 2017, 17h29 - Publicado em 20 Sep 2017, 14h27

O furacão Maria tocou a terra em por Porto Rico na manhã desta quarta-feira com ventos de 240 km/h e causou devastação. Árvores foram arrancadas do chão, cidades ficaram alagadas e casas completamente destruídas na pior tempestade a atingir a ilha em mais de oitenta anos. O exato momento em que o ciclone passa por Porto Rico foi registrado em imagens de satélite pela Nasa.

O registro da agência espacial americana mostra, além do furacão Maria, que pode ser visto no pé da imagem passando por cima da ilha de Porto Rico, a tempestade tropical José, próxima à costa do Estados Unidos.

De acordo com o governador de Porto Rico, Ricardo Rosselló, toda a ilha está sem energia elétrica. “É uma devastação total”, disse Carlos Mercader, porta-voz do governador da ilha à CNN. “Porto Rico, em termos de infraestrutura, não será a mesma. Este furação tem uma proporção histórica.”

O ciclone se formou poucos dias depois de a região ter sido vitimada pelo furacão Irma, uma das tempestades mais intensas já registradas no Atlântico e que deixou um rastro de destruição em várias ilhas caribenhas e em Florida Keys, no estado americano da Flórida.

Continua após a publicidade

Raro furacão de categoria 5, a mais alta da escala Saffir-Simpson, Maria foi reduzido para a categoria 4 à medida que se aproximava de Porto Rico. Algumas horas antes, ainda com força total, o furacão Maria castigou St. Croix, nas Ilhas Virgens americanas. Na terça-feira, os ventos catastróficos e inundações litorâneas provocados pelo Maria deixaram oito pessoas mortas nos territórios de Dominica e Guadalupe.

O Maria é o primeiro furacão de categoria 4 a atingir Porto Rico, onde vivem 3,3 milhões de pessoas, em mais de oitenta anos. Segundo o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC), ele está se movendo a 17 km/h e chegará ao nordeste da República Dominicana entre a noite de hoje e amanhã.

(com agências internacionais)

Publicidade