Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Parlamento de Israel decide sobre nova coalização no domingo

Congressistas podem selar fim do governo de Benjamin Netanyahu após 12 anos

Por Ernesto Neves Atualizado em 8 jun 2021, 17h46 - Publicado em 8 jun 2021, 17h01

O Parlamento de Israel decide no próximo domingo (13) se dará um voto de confiança à coalização liderada por Naftali Bennett. Em caso positivo, a decisão do Congresso porá fim aos 12 anos de governo de Benjamin Netanyahu, o mais longo da história de Israel.

Ex-empresário do setor de tecnologia, Bennett é considerado conservador de direita, se opõe à criação de um Estado Palestino e defende que Israel faça a anexação de boa parte da Cisjordânia. 

Antes, porém, o arco de partidos que aprovam Bennett precisa ser mantido até o domingo. Sua coalização é considerada frágil e abriga siglas variadas do espectro ideológico.

Há desde integrantes da esquerda até membros da extrema direita. Pela primeira vez na história israelense, há ainda a participação de um partido árabe independente.

Além disso, a coalização terá maioria apertada no Knesset, o parlamento israelense. Se ninguém desistir, ela ocupará 61 dos 120 assentos.

Para superar a fragilidade, Bennett concordou em estabelecer uma liderança rotatória. Assim, se a coalização for mantida até 2023, ele cederia o cargo de primeiro-ministro a Yair Lapid, um ex-apresentador de televisão de centro.

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade