Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Obama reativa polêmicos tribunais de Guantánamo

Por Da Redação
15 Maio 2009, 18h24

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, reativou nesta sexta-feira o sistema de julgamentos militares de Guantánamo para estrangeiros suspeitos de terrorismo. A decisão desagradou partidários que afirmam que o presidente quebrou a promessa de campanha de pôr fim aos polêmicos tribunais estabelecidos pelo governo Bush.

Obama disse que os tribunais da base militar norte-americana em Cuba seriam uma opção para o julgamento dos suspeitos presos lá após a implantação de várias modificações no regulamento, incluindo o veto a declarações obtidas sob interrogatório severo e tornando mais difícil o uso de depoimentos não gravados.

O governo também pediu o adiamento de 90 dias nos processos em Guantánamo a fim de dar tempo para as novas regras entrarem em vigor. As mudanças no regulamento precisam ser apresentadas ao Congresso 60 dias antes de se tornarem efetivas.

Obama, que assumiu o poder em janeiro, prometeu fechar a prisão da baía de Guantánamo até 2010. A prisão foi estabelecida em 2002 para abrigar prisioneiros da guerra dos EUA contra o terrorismo, declarada pelo presidente George W. Bush após os ataques de 11 de setembro de 2001. Atualmente há 240 detidos na base.

A reativação dos julgamentos foi a segunda decisão em menos de uma semana a desagradar partidários de Obama, que acreditaram que suas promessas encerrariam os tribunais de crimes de guerra. No começo da semana, o presidente decidiu se posicionar contra a divulgação de fotos de supostos abusos de prisioneiros no Iraque, alegando que as fotografias poderiam colocar em risco os soldados norte-americanos no exterior.

Continua após a publicidade

Podcast do Diogo Mainardi

Tortura é sempre imoral. Mas a pergunta repetida insistentemente por Dick Cheney, depois que Barack Obama decidiu divulgar o relatório sobre os episódios de tortura praticados pela CIA, tem de ser respondida: é mais imoral torturar um terrorista ou permitir um atentado?

(Com agência Reuters)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.