Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Mugabe prepara outra fraude?

Por Giancarlo Lepiani
1 abr 2008, 10h23

Três dias depois da votação para presidente no Zimbábue, o governo do país ainda não divulgou nenhum resultado oficial do pleito. Na manhã desta terça-feira, enquanto os moradores buscavam informações nos jornais e rádios locais, os grupos de oposição já acusavam o atual presidente, Robert Mugabe, no poder desde 1980, de fraude. Para os rivais, Mugabe percebeu que seria derrotado e agora procura uma forma de mudar o resultado e ficar no poder. O atraso na divulgação dos números aumentou as suspeitas de fraude na contagem. O ditador estaria ganhando tempo para conseguir montar uma farsa — algo que, para a oposição, já aconteceu em 2002. Naquela ocasião, Mugabe enfrentava o adversário Morgan Tsvangirai. De acordo com um grupo de monitores que acompanhou a votação do último sábado, o mesmo Tsvangirai foi o mais votado neste ano, com 49,4% da preferência contra 41,8% de Mugabe. Um representante do partido de Tsvangirai alertou para a possibilidade de nova fraude, dizendo que “o povo do Zimbábue não aceitará que isso aconteça”. “A população já sabe que venceu essa eleição”, disse Thoko Khupe, vice-presidente do partido. A procura por informações da eleição era tão grande que o jornal The Herald era vendido nas ruas pelo triplo do preço normal. A comunidade internacional também pressiona o governo a divulgar os resultados. Antes um dos países mais prósperos da África, o Zimbábue hoje vive situação desesperadora. Há escassez dos produtos mais básicos, a inflação passou dos 100.000%, a produção de alimentos despencou e os sistemas de saúde e educação — antes os melhores do continente — agora são péssimos. Mugabe, no poder há quase trinta anos, não admite ser o responsável pela destruição do país. O ditador culpa as sanções econômicas impostas pelo Ocidente.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.