Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

EUA e Canadá pedem que população use máscara devido a fumaça de incêndio

Florestas no Canadá estão queimando há dias devido ao clima mais seco que o normal. Problema se espalhou para Nova York e Costa Leste americana

Por Da Redação
Atualizado em 8 jun 2023, 13h30 - Publicado em 8 jun 2023, 10h11

Autoridades do Canadá e dos Estados Unidos aconselharam milhões de pessoas a usarem máscaras N95 ao ar livre nesta quinta-feira, 8, devido aos baixos níveis de qualidade do ar provocados por intensos incêndios florestais em território canadense.

Nova York começará a distribuir máscaras gratuitas nesta quinta-feira. O Canadá disse que as pessoas devem usar uma máscara sempre que saírem de ambientes fechados.

Espera-se que a poluição se espalhe para além de Nova York, para outras áreas da Costa Leste. Autoridades alertaram que as condições perigosas devem persistir no fim de semana.

+ Fumaça de incêndios no Canadá chega aos EUA e causa alertas de saúde

Pessoas em várias cidades dos Estados Unidos acordaram nesta quinta-feira com baixa qualidade do ar, inclusive na Filadélfia e em outras partes da Pensilvânia. Outras partes do país, incluindo grandes áreas do meio-oeste e do sul, também estão sob alertas de qualidade do ar.

Grande parte da fumaça vem de Quebec, onde 150 incêndios estão ativos. Esta é a pior temporada de incêndios registrada na cidade canadense.

A governadora de Nova York, Kathy Hochul, disse que 1 milhão de máscaras serão distribuídas na cidade nesta quinta-feira.

Continua após a publicidade

“Esta é uma situação temporária. Isso não é Covid-19”, garantiu ela em entrevista coletiva, acrescentando que os ônibus e trens da cidade têm sistemas de filtragem de ar, o que os torna um meio seguro de locomoção.

+Incêndios florestais se alastram pelo Canadá e forçam retiradas em Quebec

A agência Environment Canada disse que as condições estavam piorando em Toronto nesta quinta-feira e recomendou que qualquer pessoa ao ar livre use máscara.

“Essas partículas finas geralmente representam o maior risco à saúde. No entanto, as máscaras não reduzem a exposição aos gases da fumaça dos incêndios florestais”, disse o comunicado da Environment Canada.

Em Nova York, uma névoa laranja encobriu marcos históricos, incluindo a Estátua da Liberdade. A qualidade do ar na cidade foi classificada como a pior de todas as grandes áreas metropolitanas na quarta-feira 7, de acordo com a empresa suíça de qualidade do ar IQAir.

Continua após a publicidade

As autoridades de saúde pública alertaram as pessoas para não se exercitarem ao ar livre e minimizarem a exposição à fumaça o máximo possível, pois o ar representa riscos imediatos e de longo prazo à saúde.

Sem precedentes

O Canadá afirmou estar se preparando para sua pior temporada de incêndios florestais já registrada, devido a uma primavera mais quente e seca do que o normal, condições que devem perdurar por todo o verão.

+ Cidade no Canadá declara estado de emergência por incêndio florestal

Incêndios em todo o país já queimaram mais de 3,8 milhões de hectares – uma área 12 vezes maior que a média de dez anos para esta época do ano. Mais de 600 bombeiros americanos cruzaram a fronteira para ajudar as autoridades locais, e bombeiros franceses também foram mobilizados.

A mudança climática aumenta o risco de clima quente e seco, que provavelmente está alimentando os incêndios florestais. O mundo já aqueceu cerca de 1,2°C desde o início da era industrial, e as temperaturas continuarão subindo, a menos que países de todo o mundo façam cortes drásticos nas emissões.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.