Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Covid-19: Itália ultrapassa 20.000 mortes

Em total de mortes, o país está atrás apenas dos Estados Unidos, que registraram mais de 23.000 óbitos

Por Da Redação 13 abr 2020, 20h02

As autoridades italianas reportaram nesta segunda-feira, 13, o total de 20.000 mortes na Itália pela Covid-19 desde o final de janeiro, quando se deu o primeiro caso de contaminação do novo coronavírus (SARS-CoV-2), causador da doença, no país. Epicentro da pandemia em número de mortos até sábado 11, a Itália só foi superada pelos Estados Unidos, onde mais de 23.000 pessoas morreram.

O Departamento de Defesa Civil da Itália reportou 20.465 mortes pela Covid-19 em todo o território até as 17h (12h, em Brasília) desta segunda-feira. Os italianos respondem por cerca de 17% das mortes pela doença em todo o mundo, segundo estimativa do New York Times.

De acordo com o mais recente relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), 431 pessoas morreram em 24 horas entre o domingo 12 e esta segunda na Itália — a cifra, porém, é inferior às 619 mortes registradas nas 24 horas precedentes.

Mais de 50% das mortes na Itália ocorreram na Lombardia, que fica no norte do país e reportou 10.901 mortos. A região também é a mais atingida pelo surto da Covid-19 no país em número de casos, contabilizando mais de 60.000.

  • De fato, o norte italiano foi mais afetado pela pandemia do que outras partes do país. Dentre as quatro regiões mais atingidas em número de casos e de mortes, além da Lombardia, estão as vizinhas Emília Romanha, Piemonte e Vêneto.

    Juntas, as quatro regiões respondem por quase 80% das mortes na Itália. Ao todo, as autoridades italianas reportaram mais de 159.000 casos da Covid-19, dentre eles 70% nas quatro regiões do norte. Apenas cerca de 35.400 enfermos se recuperaram na Itália.

    Continua após a publicidade
    Publicidade