Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Caixa-preta da Ethiopian Air aponta ‘claras semelhanças’ com Lion Air

Os dois aviões que caíram num intervalo de seis meses eram do modelo 737 MAX 8, fabricado pela Boeing; autoridades no mundo proibiram novos voos

Uma análise preliminar dos dados da caixa-preta do avião da Ethiopian Airlines mostrou “claras similaridades” com o acidente da Lion Air, ocorrido em outubro passado na Indonésia, afirmou neste domingo a ministra dos Transportes da Etiópia, Dagmawit Moges. As duas aeronaves eram modelos 737 MAX 8 da Boeing.

Sem fornecer detalhes sobre quais seriam as semelhanças identificadas, a ministra afirmou que os dados do voo ET302 foram validados por investigadores da Etiópia e dos Estados Unidos.

Segundo ela, os especialistas conseguiram recuperar todos os dados relevantes da caixa preta. Um relatório preliminar sobre o acidente deve ser divulgado em trinta dias.

No domingo passado, dia 10, um avião da companhia aérea etíope que se deslocava da capital Adis Abeba a Nairóbi, capital do Quênia, caiu logo após a decolagem. Todos as 157 pessoas que estavam a bordo na aeronave morreram. No acidente com a aeronave da Indonésia, as 189 pessoas que voavam morreram.

Ao longo da última semana, autoridades do transporte aéreo em diferentes países proibiram que 387 aeronaves do modelo 737 MAX 8 (e do modelo MAX 9) decolassem por razões de segurança, a fim de evitar riscos desnecessários até que as investigações cheguem a conclusões claras sobre as razões dos dois acidentes.

(Com Estadão Conteúdo)