Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Apesar de novo acordo, Colômbia mata guerrilheiros das Farc

Mortes foram registradas durante confrontos no norte do país, no qual soldados foram confundidos com membros do Exército de Libertação Nacional (ELN)

O Exército colombiano confirmou nesta quinta-feira a morte de dois guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) durante um confronto em Bolívar, no norte do país. O episódio ocorreu apenas cinco dias depois de o governo chegar a um novo acordo de paz com o grupo.

Os confrontos foram registrados em Mina Golfo, um município de Santa Rosa, após os militares se instalarem na região para apurar denúncias de crimes que estariam sendo cometidos pelo Exército de Libertação Nacional (ELN), outra organização guerrilheira da Colômbia. Após os combates, outro dos guerrilheiros se entregou ao Exército e confessou que, na verdade, pertencia à frente 37 das Farc, e não ao ELN, assim como os dois mortos.

Humberto de la Calle, negociador do governo no processo de paz, negou que o confronto possa prejudicar o cessar-fogo bilateral entre o Exército e as Farc, mas alertou para a fragilidade da violação da trégua e a necessidade de assinar logo o acordo de paz. O novo acordo foi anunciado no último sábado, em Cuba, depois de a primeira tentativa ter sido rejeitada em um referendo no início de outubro, e ainda será avaliado pelos defensores do “não” no plebiscito anterior.

(Com ANSA)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. RUBEN DARIO SERRANO

    Que jornalistas ignorantes. O exército perseguia extorsionistas supostamente do ELN e no confronto matou 2 bandidos que na realidade eram do frente 37 das FARC travestidos de ELN para poder continuar nas suas sacanagens mesmo após o tal de acordo de Pa$$.

    Curtir