Clique e assine a partir de 9,90/mês

Confira as melhores cervejarias e choperias de Goiânia

Com confecção artesanal ou com títulos importados, elas estão no roteiro do guia VEJA COMER & BEBER GOIÂNIA 2018/2019

Por Daniella Barbosa, Eula Lôbo, Thalys Alcântara, Taynara Borges e Thiago Rabelo - 14 jan 2019, 23h59

Hops Cervejas Especiais – 1º lugar

Numa segunda-feira aqui, você talvez vá deparar com uma porção de gente jogando Super Mario Bros ou Mortal Kombat na TV afixada na árvore enquanto discute qual é a melhor sour do Brasil. O videogame, um Super Nintendo surrado, instalado só nesse dia, é apenas uma das particularidades do bar, que ocupa desde o ano passado o imóvel de um antigo cartório. Com paredes grafitadas e atmosfera underground, espalha mesas e cadeiras no estacionamento em frente à medida que os vizinhos vão encerrando o expediente. A trilha sonora emana de caixas de som a todo o volume e vai de salsa a indie rock. A casa funciona também como distribuidora de cervejas artesanais para outros estabelecimentos, com oferta de cerca de 250 rótulos, todos nacionais. Da cervejaria gaúcha Perro Libre faz sucesso a berliner weisse Sorachi (R$ 30,00, 475 mililitros). Da carioca Hocus Pocus, a preferida é a american pale ale chamada Apa Cadabra (R$ 30,00, 500 mililitros). A paulistana Júpiter está representada pela 10 Lúpulos, uma potente imperial india pale ale (R$ 35,00, 475 mililitros). Levinha, a summer ale da paranaense Maniacs custa R$ 10,00 (350 mililitros). O bar oferece ainda chopes, que jorram de seis torneiras, variam semanalmente e custam a partir de R$ 8,00. Quem não se interessa por cerveja pode recorrer ao negroni (R$ 20,00), ao gim-tônica (R$ 18,00), feito com Tanqueray London Dry, ou ao uísque sour (R$ 18,00). A cozinha expede porções de pastel com recheio de queijo meia-cura e de bolinho de arroz (R$ 19,90 cada uma), entre outras, e dois hambúrgueres. O que leva a alcunha de hops monstro (R$ 26,90) junta um disco de 300 gramas de fraldinha, bacon, queijo prato, alface e tomate. Rua 3, 955, Setor Oeste, ☎ 3215-8162 (84 lugares). 17h/0h (sex. até 2h; sáb. 11h/2h; fecha qua. e dom.). Aberto em 2013.

Antigo Armazém – 3º lugar

O cardápio homenageia grandes nomes da música popular brasileira. Marisa Monte batiza um filé-mignon fatiado, com shoyu, abacaxi grelhado no molho tarê, cobertura de cream cheese e decorado com figo turco e damasco (R$ 78,50). Ainda entre Tribalistas, outra recomendação é o arnaldo antunes, um sanduíche com pão francês, filé-mignon, mussarela, queijo trança, provolone, cream cheese, gorgonzola, rúcula e tomate seco (R$ 28,50). A lista de bebidas conta com 40 tipos de cerveja, com destaque para a Baden Baden Wit bier, feita de trigo, coentro e laranja (R$ 24,50). Rua 83, 337, Setor Sul, ☎ 3212- 1104 (160 lugares). 18h/0h (sex. e sáb. até 1h; fecha dom. e seg.). Aberto em 2012.

Belgian Dash – 2º lugar 

Com um dos maiores catálogos de cervejas artesanais da cidade, a casa reúne cerca de 190 marcas. Elas vão da goiana Lola IPA (R$ 20,00, 500 mililitros) à badalada Delirium Tremens (R$ 41,00, 330 mililitros), com 8,5% de teor alcoólico e considerada por especialistas uma das melhores do mundo. O estabelecimento também faz mudanças rotineiras no cardápio de chope, com, pelo menos, uma novidade a cada semana. Para acompanhar a bebida, a porção de filé-mignon com gorgonzola sai a R$ 29,00. Rua 91, 184, Setor Sul, ☎ 3218-6792 (110 lugares). 15h/0h (sex. e sáb. até 1h30; sáb. a partir das 11h; fecha dom.). Aberto em 2006.

Continua após a publicidade

Bräuhaus — Escola da Cerveja

Com uma das maiores variedades de cerveja da cidade (ao redor de 360 rótulos), o espaço também ministra cursos, como de produção e de degustação. Ainda vende insumos para fabricação própria. A cada três semanas, as opções das doze chopeiras são modificadas. Metade delas é internacional, sempre com três belgas, duas alemãs e uma escocesa, como a Brew Dog (R$ 29,00, 330 mililitros). Entre as nacionais, a EverBrew sai por R$ 19,60 (330 mililitros). Para acompanhar as bebidas, o hambúrguer da casa custa R$ 28,00, com pão brioche, carne bovina, cheddar, bacon, tomate e cebola. O mix de salsichão alemão também tem boa aceitação e custa R$ 26,00. Rua Ruy Brasil Cavalcanti, 639, Setor Oeste, ☎ 3089-0200 (80 lugares). 16h/0h (sáb. a partir das 10h). Aberto em 2016.

Brejaria Terres Biergarten

Inspirado nos parques cervejeiros alemães, o espaço é composto de grandes mesas com bancos de madeira. Pelo recém-implantado sistema de autoatendimento, o cliente adquire um cartão pré-pago, dirige-se à torneira de sua cerveja de preferência e passa o cartão no leitor que libera a bebida, debitando do cartão o valor proporcional aos mililitros servidos. A Pura Prosa Red Lager custa R$ 8,00 a cada 400 mililitros. A mesma quantidade da Cacau IPA sai por R$ 21,00. Para comer, uma sugestão é a torre de batata frita com queijo cheddar, mussarela, catupiry, calabresa e bacon (R$ 40,00, para três pessoas). Rua C-135, 375, Jardim América (546 lugares), ☎ 3991- 8019. 18h/1h (sáb. a partir das 15h; dom. 12h/20h; fecha seg. a qua.). Aberto em 2017.

Officina Cervejaria

Além de cervejas Heineken (R$ 12,95), Amstel, Antarctica e Skol (R$ 9,50 cada uma), a casa tem uma especial com seu nome, IPA e weiss, assinada pela cervejaria local Seresta (R$ 19,90, 500 mililitros). Bebe-se também o caipilé, uma caipirinha com picolé (R$ 22,00, com vodca; R$ 18,00, com saquê). A de limão leva gelado de cajá e borda de sal. A de limão com maracujá vem com um picolé de uva. O prato de entrada traz iscas de filé bovino, queijo de coalho empanado, batata frita, salsicha, salada de tomate-cereja com palmito e calabresa, ovos de codorna e cebolinha branca (R$ 62,00, para quatro pessoas). A porção mais popular é de croquete de presunto cru com queijo brie (R$ 29,00, 12 unidades). Rua T-64, 476, Setor Bela Vista, ☎ 3093-6868 (280 lugares). 17h/1h (sáb. e dom. a partir das 12h.). Aberto em 1996.

Continua após a publicidade
Publicidade