Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Rio-2016: levantamento de peso da Rússia é banido por doping

Assim como o atletismo, modalidade foi excluída dos Jogos de maneira integral – até mesmo árbitros russos estão proibidos de trabalhar no Rio

Por da redação Atualizado em 29 jul 2016, 17h03 - Publicado em 29 jul 2016, 17h00

A Federação Internacional de Halterofilismo (IWF, na sigla em inglês) anunciou nesta sexta-feira a exclusão de toda a seleção de levantamento de peso da Rússia, composta por oito atletas, que estava inscrita para a Olimpíada do Rio de Janeiro, em meio ao escândalo de doping que já tirou mais de cem atletas do país do evento.

“A integridade do halterofilismo foi fortemente atingida em diferentes níveis pelos russos, por isso foi aplicada a punição apropriada para preservar o esporte”, informou a federação em seu site. O levantamento de peso foi a segunda modalidade banida de forma integral da Rio-2016, depois do atletismo.

Leia também:
Sete nadadores russos são excluídos da Rio-2016
Putin: ‘Rio-2016 terá menos brilho sem russos’
Isinbayeva detona ‘funeral’ do atletismo: ‘Puramente político’

A decisão foi tomada com base em critérios estabelecidos pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) de deixar a cargo das federações internacionais a responsabilidade de autorizar ou não atletas russos a competir no Rio. No início do mês, a Agência Mundial Antidoping (Wada) divulgou o “relatório McLaren”, no qual denunciou um esquema de doping generalizado, com a participação do governo russo.

Dois dos oito levantatores de peso já haviam sido excluídos pelo comitê olímpico russo: Tatiana Kashirina, medalhista de prata nos Jogos de Londres-2012, e Tatiana Romanova. Os outros atletas banidos nesta sexta foram Ruslan Albegov, David Bedzhanyan, Artem Okulov, Tima Turieva, Oleg Chen e Adam Maligov

A IWF revelou, sem citar nomes, que quatro deles foram citados no relatório da Wada. Para justificar a exclusão dos outros dois, a entidade afirmou ter ficado “extremamente chocada e decepcionada com as estatísticas dos levantadores de peso russos.”  A entidade anunciou também que não convidará árbitros do país para as disputas no Brasil.

Outras federações internacionais já anunciaram punições a atletas russos que não comprovaram inocência no escândalo de doping. Por enquanto, sete nadadores, 22 remadores, um lutador, dois pentatletas, um jogador da seleção masculina de vôlei, um velejador e três ciclistas foram banidos, além de toda a delegação de atletismo e levantamento de peso.

(com agência AFP)

Continua após a publicidade

Publicidade