Clique e assine a partir de 9,90/mês

Putin não irá ao Rio para a Olimpíada

Kremlin confirmou a ausência do presidente russo na abertura. Governo do país está envolvido no escândalo de doping que tirou o atletismo russo da Rio-2016

Por Da redação - 25 Jul 2016, 12h19

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, não está entre os 45 chefes de Estado que confirmaram presença na abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 5 de agosto, no Maracanã. A recusa ao convite da organização da Rio-2016 foi feita nesta segunda-feira pelo Kremlin, em meio às confusões envolvendo a decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI), de manter o país no evento – exceto a equipe de atletismo, punida pelo escândalo de doping que envolve o governo russo.

Leia também:
Isinbayeva recorrerá ao Tribunal dos Direitos Humanos
Isinbayeva detona ‘funeral’ do atletismo: ‘Puramente político’
Rússia acusa EUA de conspiração

Putin chegou a dizer, em maio, que gostaria de vir ao Brasil, mas, segundo o porta-voz do governo russo, Dmitry Peskov, mudou de ideia. “Não, o presidente não planeja fazer essa viagem. O presidente tem uma agenda diferente.” Na final da Copa do Mundo de 2014, Putin foi um dos convidados de honra e se sentou ao lado do presidente do COI, Thomas Bach, para assistir à final entre Argentina e Alemanha, no Maracanã.

No último sábado, o ministro das Relações Exteriores, José Serra revelou que 45 chefes de Estado – incluindo os presidentes da França, François Hollande, da Argentina, Mauricio Macri, e o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi – e 55 ministros  já confirmaram presença em eventos da da Rio-2016.

(com Estadão Conteúdo)

Publicidade