Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Campeã do Carnaval do Rio será conhecida nesta quarta

Apuração começa a partir das 16h30; duas escolas serão rebaixadas

As vencedoras do Grupo Especial do Carnaval 2019 do Rio de Janeiro serão conhecidas na tarde desta quarta-feira, 6, a partir das 16h30. A apuração acontece na Marquês de Sapucaí e será transmitida ao vivo pela TV Globo.

Nas noites de domingo e segunda, catorze escolas passaram pelo sambódromo em desfiles marcados pelo forte tom político e cheios de surpresas, com direito a padre voador, bruxas, “coxinhas armadas” e uma bandeira do Brasil verde e rosa. A Mangueira, aliás, sai na frente após ganhar o Estandarte de Ouro, prêmio concedido pelo jornal carioca O Globo e anunciado nesta quarta.

As escolas serão avaliadas em nove quesitos: bateria, samba-enredo, harmonia, evolução, enredo, alegorias e adereços, fantasias, comissão de frente e mestre-sala e porta-bandeira. A bateria é essencial para dar ritmo ao desfile e qualquer deslize pode desestabilizar os passistas e custar pontos preciosos na apuração. Enredo e samba-enredo, apesar de parecidos, são elementos diferentes: o primeiro se refere ao tema escolhido para a apresentação e à história geral que será narrada, enquanto o segundo se restringe à letra e à melodia da canção composta para levar essa história à avenida.

O entrosamento entre o ritmo, a melodia e a dança que se vê no sambódromo é chamado de harmonia e, para um resultado perfeito, todos os membros da escola precisam manter a mesma energia e sintonia durante todo o espetáculo. O desfile, porém, não pode ser monótono nem sofrer interrupções ou espaços vazios, já que outro quesito avaliado é a evolução – o desenvolvimento do show ao longo da avenida.

Alegorias, adereços e fantasias são provavelmente os elementos mais facilmente reconhecidos pelo público, já que avaliam a riqueza visual da apresentação: desde a cenografia e os carros alegóricos até o figurino usado pelos personagens do desfile. Também precisam ser perfeitas as fantasias e os passos do mestre-sala e da porta-bandeira, figuras que são os verdadeiros representantes de suas escolas. Por fim, a comissão de frente é a primeira impressão que os jurados terão e, por isso, precisa ser impecável. Ela deve causar impacto e servir como uma introdução à narrativa.

A ordem de leitura dos quesitos será escolhida no início da tarde, em sorteio realizado pela Liga Independente das Escolas de Samba do Rio (Liesa). Como é tradicional, cada agremiação receberá notas de quatro jurados em cada categoria e a menor será descartada, sendo utilizada apenas como critério de desempate. As duas escolas com as piores notas serão rebaixadas e desfilarão no Grupo de Acesso em 2020.

Na terça-feira 5, a escola Mancha Verde ganhou pela primeira vez o carnaval de São Paulo pelo Grupo Especial.