Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Após fim da tutela, a saga de Britney Spears para levar família à Justiça

Advogado da cantora acusa Jamie Spears de má gestão financeira e a irmã de Britney de difamação

Por Felipe Branco Cruz 19 jan 2022, 17h17

Após ter sua liberdade tolhida por mais de 13 anos, a cantora Britney Spears, 40 anos, finalmente se livrou da tutela financeira e familiar que a impedia de controlar suas finanças e até de ter filhos. Agora, a artista quer justiça contra as pessoas que ela aponta como vilões: seus familiares. “Estou aqui para lembrar minha família de que eu não esqueci o que eles fizeram comigo. E nunca vou esquecer”, escreveu ela.

Os primeiros alvos foram o pai, Jamie Spears, e a irmã mais nova, que tem o mesmo nome do pai, Jamie Lynn Spears, 30 anos. Esta semana, o advogado de Britney ameaçou entrar com uma ação contra a irmã, e acusou o pai de má conduta financeira, incluindo aí a contratação de uma empresa de segurança privada para manter Britney e as pessoas próximas a ela sob vigilância.

Em uma carta, o advogado de Britney, Mathew Rosengart, disse para Jamie Lynn “cessar e desistir de fazer referências depreciativas sobre Britney durante a campanha promocional de seu livro de memórias”. O advogado afirma que o livro escrito pela irmã possui “afirmações enganosas ou ultrajantes” e que ela está explorando a imagem de Britney “para ganho monetário”. Jamie Lynn respondeu dizendo que o livro não é sobre a irmã. “Não posso evitar que nasci Spears também, e que algumas das minhas experiências envolvem minha irmã”. Recentemente, Jamie Lynn deu uma entrevista ao programa Good Morning America em que dizia que o comportamento da irmã, historicamente, tem sido “errático, paranoico e em espiral”.

Já em relação ao pai, as acusações envolvem os anos em que ele controlou a vida pessoal e a fortuna da cantora. O advogado de Britney alega que Jamie contratou a empresa de segurança Black Box por 6 milhões de dólares para monitorar o telefone de Britney e de sua mãe e rastrear seus passos via GPS. Jamie também é acusado de vender a casa de infância de Britney para si mesmo e cobrar altas despesas para a manutenção, além de aprovar pagamentos altíssimos de honorários advocatícios. Tudo, segundo a cantora, pago às custas dela. Como se vê, a briga está só começando.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês