Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Tela Plana Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Kelly Miyashiro
Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming
Continua após publicidade

5 revelações chocantes de Ana Hickmann sobre a agressão do marido

Apresentadora falou sobre o caso pela primeira vez em entrevista, detalhando violências psicológicas anteriores e desavenças financeiras

Por Amanda Capuano
Atualizado em 27 nov 2023, 18h15 - Publicado em 27 nov 2023, 15h10

A apresentadora Ana Hickmann falou pela primeira vez neste domingo, 26, sobre a agressão que sofreu por parte do marido, o empresário Alexandre Correa. Em entrevista ao Domingo Espetacular, Ana relembrou o dia do ocorrido e revelou o desenrolar da relação ao longo dos 25 anos de casamento. Confira a seguir cinco pontos cruciais da entrevista:

A agressão

No dia 11 de novembro, Ana foi até a delegacia prestar queixa contra Correa por agressão. Segundo relato da apresentadora, a discussão começou porque ela conversava com o filho sobre as finanças. Correa, segundo o relato, se irritou e esbravejou que Ana estaria louca e passou a ficar agressivo. A criança foi afastada da discussão e Correa teria partido para cima de Ana. “Do jeito que ele veio com o corpo, eu falei assim ‘Você vai me bater? Você não vai ter coragem de me bater depois de tudo'”, disse ela. “A feição dele mudou totalmente, ele veio, sim, me dar uma cabeçada. Ele não acertou porque eu me esquivei.”

Ana disse que foi buscar o celular para chamar a polícia. Correa tentou impedir a esposa agarrando-a com força, mas Ana conseguiu fugir para a cozinha. “Ele tava tentando segurar a porta aberta e eu tentando fechar. Quando ele viu que eu não ia largar a porta, ele pegou a porta e bateu com toda a força e fechou a porta exatamente na parte do meu cotovelo”, descreveu ela, contando que só conseguiu se desvencilhar porque deu um comando ao cachorro, que partiu para cima de Correa.

Continua após a publicidade

Violência psicológica

Casada com Correa desde os 16 anos de idade, Ana disse que o relacionamento era violento mesmo antes de o marido partir para a agressão física. Em um trecho da entrevista, ela diz que chegou a tentar se desvencilhar da relação, mas que todos ao seu redor diziam que ela estava errada. “Ele te ama. Ele está só te protegendo. Eu ouvia muito isso”, disse ela.

Ana disse ainda que Correa sempre teve um temperamento agressivo e que costumava depreciá-la constantemente com frases como: “Ninguém quer uma Ana Hickmann velha. Ninguém quer uma gorda”. Ela também alega que o empresário cobrava que ela fizesse cirurgias plásticas após o nascimento do filho, que tentou afastá-la de tudo e de todos e que controlava sua agenda. “No dia primeiro de janeiro desse ano eu olhei pra ele e falei ‘chega, eu não sou um objeto'”, descreveu ela, dizendo que a partir daí o filho passou a presenciar brigas com frequência.

Mentiras, dívidas e investigação

Em um trecho em que relembra o dia da agressão, Ana conta que a briga começou porque ela estava conversando com o filho sobre as dificuldades financeiras da família, o que desagradou ao marido. A agressividade, no entanto, teria começado dias antes, quando a apresentadora questionou Correa sobre as finanças. “Na quinta-feira que antecedeu a agressão, eu encontrei documentos, cheques, muitas coisas que eu não consegui identificar pra que serviam, se eram lícitas ou ilícitas, assinaturas que tenho certeza que não são minhas, valores que eu não sei onde tá”, disse ela. “Existe uma grande investigação de fraude, desvio, falsidade ideológica. É o que eu posso falar por enquanto, preciso esperar pra saber qual o tamanho disso tudo.”

Histórico familiar de agressão

Ana relatou na entrevista que o pai agredia a mãe de maneira constante e que, aos 13 anos de idade, saiu de casa com os irmãos dizendo que só voltaria quando a mãe desse um basta na situação. “Por qualquer coisa ele espancava minha mãe, por qualquer coisa ele quebrava tudo dentro de casa”, disse ela, contando um caso em que teve de intervir em uma briga e acabou cortando a mão inteira com cacos de vidro. “Essa marca que tenho na minha mão foi meu pai quem me deu. Por isso que eu jurei que nenhum homem me tocaria pra fazer isso. Só que eu me permiti ser ferida e abusada de outra forma.”

Divórcio e Lei Maria da Penha

A apresentadora confirmou que entrou com o pedido de divórcio e que o fez por meio da Lei Maria da Penha, que acelera o processo para vítimas de violência doméstica. “A lei tá aí pra nos proteger. Ela foi criada por conta de uma mulher que foi vítima disso, e tantas outras que também foram vítimas”, disse ela. “É muito mais rápido, porque fica muito claro que aquele relacionamento não pode mais existir.”

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.