Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Matheus Leitão

Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog
Continua após publicidade

A briga entre dois partidos da base de Lula que acabou no STF

Embate entre MDB e União terá definição do Supremo

Por Matheus Leitão Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 16 Maio 2024, 00h09 - Publicado em 1 jun 2023, 15h53

O Supremo Tribunal Federal (STF) irá se pronunciar nesta sexta-feira (2) sobre os limites das intervenções estaduais nos municípios, em uma decisão com repercussão política nacional. O imbróglio teve origem em Cuiabá, capital de Mato Grosso, que está sob intervenção na área de saúde desde o dia 9 de março.

A Corte irá julgar uma ação direta de inconstitucionalidade ingressada pelo partido Movimento Democrático Brasileiro (MDB) contra decisão usada pelo Tribunal de Justiça (TJMT) que autorizou a intervenção na capital pelo governo do estado, sob a administração do partido União Brasil.

Na ação, o MDB argumenta que a falta de definição dos princípios constitucionais na Constituição do Mato Grosso tem sido usada indevidamente para justificar intervenções abusivas, prejudicando a autonomia dos municípios garantida pelo pacto federativo.

A decisão do STF terá implicações imediatas em todo o território, especialmente no Mato Grosso, onde há um pedido de liminar do MDB para suspender a intervenção na capital.  O governo do estado, por sua vez, protocolou pedido de prorrogação por mais 180 dias.

De acordo com o advogado Leandro Dias Porto Batista, do Sérgio Bermudes Advogados (que faz parte da equipe de defesa do MDB, junto com os advogados Cláudio Souza Neto, João Paulo Cunha e Mariana Milanesio), “a Constituição Federal é clara ao estabelecer que as intervenções devem ser medidas excepcionais, autorizadas somente em caso de violação aos princípios sensíveis estabelecidos nas Constituições estaduais. Como a Constituição do Mato Grosso não especifica quais seriam esses princípios, qualquer princípio vago e abstrato, como eficiência e impessoalidade, tem sido utilizado para justificar a intervenção do Estado nos Municípios”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.