Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Em Cartaz

Por Raquel Carneiro
Do cinema ao streaming, um blog com estreias, notícias e dicas de filmes que valem o ingresso – e alertas sobre os que não valem nem uma pipoca
Continua após publicidade

Um ano após morte de diretora no set, ‘Rust’ anuncia retomada de filmagens

Halyna Hutchins foi morta por um tiro acidental do ator Alec Baldwin em 2021, durante gravações do longa - que voltam a acontecer em 2023

Por Amanda Capuano 5 out 2022, 15h58

No mês em que se completa um ano da morte de Halyna Hutchins, vítima de um tiro acidental disparado por Alec Baldwin durante as gravações do filme Rust, o espólio da diretora de fotografia anunciou que o caso será encerrado, noticiou a Variety. “Chegamos a um acordo, sujeito à aprovação do tribunal, para o nosso caso de homicídio culposo contra os produtores de ‘Rust’, incluindo Alec Baldwin e a Rust Movie Productions, LLC. Como parte desse acordo, nosso caso será arquivado”, disse Matthew Hutchins, marido de Halyna.

Também em consonância com o acordo, Hutchins se tornará produtor-executivo do filme, que será retomado em janeiro de 2023, “com todos os principais atores originais a bordo”.“Não tenho interesse em me envolver em recriminações ou atribuição de culpa (aos produtores ou ao Sr. Baldwin). Todos nós acreditamos que a morte de Halyna foi um acidente terrível. Sou grato que os produtores e a comunidade de entretenimento que se uniram para prestar homenagem ao trabalho final de Halyna”, disse Hutchins.

Ferido no ombro com um disparo, o diretor de Rust, Joel Souza, declarou que voltar ao filme só faria sentido com o envolvimento de Matthew e da família de Halyna. “Estou satisfeito que juntos iremos completar o que Halyna e eu começamos.  Todos os meus esforços neste filme serão dedicados a honrar o legado de Halyna e deixá-la orgulhosa”, disse ele.

Continua após a publicidade

Halyna morreu em 22 de outubro de 2021, quando o ator Alec Baldwin disparou acidentalmente uma arma de fogo que seria usada na gravação. O tiro também atingiu o diretor Joel Rust, mas sem gravidade. Em fevereiro, Matthew Hutchins, marido de Halyna, chegou a declarar em uma entrevista que ficou com raiva de Baldwin por falar detalhadamente sobre a morte da esposa, e “não aceitar qualquer responsabilidade” depois de ter acabado de descrever [como foi] matá-la. Em um comunicado, o advogado de Baldwin, Luke Nikas, disse que é grato “a todos que contribuíram para a resolução desta situação trágica e dolorosa”, e que o desejo de todos era “fazer o melhor para o filho de Halyna”.

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.