Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Pousada em Brumadinho é destruída por onda de lama, dizem testemunhas

Além dos quartos -- que estavam entre os mais procurados e confortáveis da região --, o terreno da Nova Estância também abrigava casas de funcionários

Por Ana Weiss - Atualizado em 25 jan 2019, 21h52 - Publicado em 25 jan 2019, 21h10

Quase todas as pousadas próximas à mina da Vale em Brumadinho (MG) foram esvaziadas nesta sexta-feira, 25. Não houve tempo, porém, para retirar funcionários e hóspedes do hotel Nova Estância, um dos preferidos por artistas que visitam Inhotim, um dos maiores museus a céu aberto do mundo.

Além dos quartos — que estavam entre os mais procurados e confortáveis da região –, o terreno da Nova Estância também abrigava casas de funcionários. As construções foram completamente destruídas, segundo relatos de moradores para o Jornal Nacional, da TV Globo.

 

A pousada fica muito próxima da barragem da Vale – a cerca de 200 metros. Após o rompimento da barragem, o mar de rejeitos passou exatamente pela rota do hotel.

Publicidade

Moradores da região estimam que cerca de 30 pessoas, entre hóspedes e funcionários, estão desaparecidas.

Publicidade