Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Líderes de facções em Roraima vão para presídio federal

Os 16 detentos serão enviados para o presídio de segurança máxima em Mossoró, no Rio Grande do Norte. Dez presos ainda estão desaparecidos após a rebelião

Por Da redação
Atualizado em 4 jun 2024, 20h31 - Publicado em 19 out 2016, 12h02

O governo federal informou nesta terça-feira que 16 líderes das facções criminosas que atuaram na rebelião do último domingo na penitenciária de Boa Vista serão enviados para o presídio federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte. A situação penitenciária ainda é instável. Após a rebelião, que deixou pelo menos dez mortos, uma nova contagem apontou que dez detentos ainda estavam desaparecidos – partes de corpos ainda eram retiradas do local, onde houve mutilações e decapitações durante a rebelião. Todos os mortos seriam do Comando Vermelho, que dominava 10% do presídio. As execuções teriam sido ordenadas pelo PCC.

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, anunciou a liberação de 2,2 milhões de reais para o sistema prisional e o envio de homens do Departamento Penitenciário Nacional. O Estado ainda pediu a construção de mais um presídio em Boa Vista. Já o Ministério Público de Roraima solicitou à Procuradoria-Geral da República que o governo federal intervenha no sistema.

LEIA TAMBÉM:
Fotos: Rebelião em penitenciária de Roraima
Presídio de Franco da Rocha tem rebelião e fuga de presos
Preso foi decapitado em guerra de facções no Ceará

Já em Porto Velho, os atritos entre PCC e CV resultaram em oito mortes e na destruição de todo um pavilhão da Penitenciária Estadual Ênio dos Santos Pinheiro. Os 250 presos que lá se encontravam foram transferidos nesta terça-feira para outras unidades – Urso Branco e Urso Pimpão, presídio inaugurado na semana passada. Parte ainda é mantida no Pavilhão A do próprio Ênio Pinheiro.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.