Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Irmã de Marielle cobra esclarecimentos sobre quem mandou matar vereadora

Para Anielle Franco, que espera que suspeitos firmem acordo de delação premiada, prisões acalentam as famílias de Marielle e do motorista Anderson Gomes

A irmã de Marielle Franco, Anielle Franco, afirmou, na tarde desta terça-feira 12, que as famílias aguardam que o próximo passo da investigação esclareça quem foi o mandante do crime que assassinou a vereadora e seu motorista, Anderson Gomes, em 14 de março do ano passado.

“A gente precisa saber quem mandou (matar)”, disse Anielle. Ela afirmou que recebeu uma ligação dos promotores na madrugada desta terça-feira, afirmando que os envolvidos no crime haviam sido pegos, mas nega que tenha mais detalhes. “Fomos chamados aqui para conversar sobre as prisões”. “A gente confia muito no trabalho dos promotores, mas vamos esperar para ver se tem algo a mais”, acrescentou a irmã da vítima.

A irmã da vereadora disse que as prisões não representam motivo para comemorar, mas “ao mesmo tempo acalenta as famílias”. Anielle disse, ainda, que espera que os suspeitos presos, o policial militar reformado Ronnie Lessa e o ex-policial Élcio Vieira de Queiroz, firmem um acordo de delação premiada. A possibilidade foi aventada pelo governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. “[O mandante do crime] é alguém que pode pagar por isso”, afirmou Anielle.