Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Denúncias sobre Covid-19 são maioria em canal oficial de direitos humanos

Ouvidoria ligada ao ministério comandado por Damares Alves recebeu cerca de 7.000 comunicados, a maioria ligada a questões envolvendo relações de trabalho

Por Da redação Atualizado em 20 abr 2020, 19h28 - Publicado em 20 abr 2020, 19h24

Canal criado pelo Portal da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos para receber denúncias relacionadas ao coronavírus registrou cerca de 7.000 ligações desde 18 de março, quando o serviço foi disponibilizado pelo órgão, que é subordinado ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, comandado por Damares Alves. O número representa 15% do total de reclamações recebidas pelo órgão no período.

Entre os principais motivos das denúncias, estão as relações de trabalho entre vítima e agressor, responsáveis por cerca de 1.000 denúncias feitas no período. A maioria das reclamações apontou “conflito de ideias” e “benefício financeiro” como explicações para as violações denunciadas.

  • As ligações são feitas ao Disque 100, canal ligado aos órgãos de proteção dos direitos humanos. O estado com maior número de reclamações foi São Paulo, com 28% das ligações, seguido por Rio de Janeiro (15%) e Minas Gerais (10%). Em segundo lugar, o sistema da ouvidoria recebeu no período 615 chamadas sobre maus-tratos e violência doméstica.

    Publicidade