Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
VEJA Gente Por Cleo Guimarães Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios

O método Regina Duarte: ela grava todas as suas reuniões no governo

A atriz tem o costume de registrar reuniões de trabalho com secretários e ministros, sempre com o conhecimento dos participantes

Por João Batista Jr. 6 Maio 2020, 12h16

Regina Duarte adotou um método de trabalho desde que entrou em quarentena. Nos tempos em que despachou de seu apartamento dos Jardins, em São Paulo, a secretária de Cultura gravou todas as reuniões por videoconferências que teve com secretários e ministros do governo de Jair Bolsonaro. Em alguns dias de expediente, foram mais de seis conversas. Segundo ela, o objetivo é de caráter metodológico: gosta de fazer anotações e traçar estratégias ao rever o conteúdo. Além das gravações em si, também é feito uma ata de todas as conversas e reuniões. A passagem dela pelo governo federal, breve ou longa, será bastante documentada. Regina afirma pedir permissão aos interlocutores antes de gravar as conversas.

Regina Duarte como a protagonista de Malu Mulher, seriado que foi ao ar entre 1979 e 1980: hoje, ela faz atas de reuniões Rede Globo/VEJA

Após Bolsonaro mostrar desconforto com Regina trabalhando de São Paulo, ela passou a despachar de Brasília nesta semana. Está na agenda dela um almoço nesta quarta, 6, com o presidente. Assunto não vai faltar. Nas últimas semanas, ela tem sido desautorizada publicamente — o episódio mais recente envolve a novela da exoneração, nova nomeação e posterior cancelamento da contratação de Dante Mantovani para presidir a Funarte.

Publicidade