Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

STF ordena buscas contra deputado bolsonarista Daniel Silveira

São cumpridos 21 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Maranhão, Santa Catarina e no Distrito Federal

Por Robson Bonin, Mariana Muniz Atualizado em 16 jun 2020, 10h24 - Publicado em 16 jun 2020, 07h35

Em nova ação ordenada pelo STF no inquérito dos atos antidemocráticos, a Polícia Federal cumpre mandados de busca nesta terça contra o deputado bolsonarista Daniel Silveira. O Radar apurou que há outros nomes na lista de alvos da operação desta terça, como os blogueiros Allan dos Santos, Alberto Silva, Ravox Brasil, o marqueteiro bolsonarista Sérgio Lima e o advogado Luís Felipe Belmonte, vice-presidente do Aliança Pelo Brasil e marido da deputada bolsonarista Paula Belmonte.

Polícia Federal em meu apartamento. Estou de fato incomodando algumas esferas do velho poder. E cada dia estarei mais firme nessa guerra”, disse Silveira, há pouco, numa rede social.

ASSINE VEJA

Os desafios dos estados que começam a flexibilizar a quarentena O início da reabertura em grandes cidades brasileiras, os embates dentro do Centrão e a corrida pela vacina contra o coronavírus. Leia nesta edição.
Clique e Assine

Segundo a Polícia Federal, são cumpridos 21 mandados de busca e apreensão nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Maranhão, Santa Catarina e no Distrito Federal. Segundo investigadores, Silveira é o único parlamentar alvo de buscas na operação desta terça. Os demais são militantes bolsonaristas integrantes do esquema que organizava atos golpistas.

No dia 5 de junho, o Radar revelou que o deputado era um dos principais alvos dos investigadores no inquérito dos atos antidemocráticos, ao lado de Sara Winter, presa ontem na mesma investigação.

Para os investigadores, a influencer Sara Winter e o deputado Daniel Silveira radicalizaram seus discursos — quase sempre com apelo armamentista –, o que reforçou o conjunto de provas que demonstrariam o potencial de ameaça da dupla às investigações.

O deputado defendeu descarregar a arma contra opositores, além de colecionar ameaças a adversários políticos nas redes.

Continua após a publicidade

“Vocês estão na rua o tempo inteiro dizendo que vão agredir, bater. Vou deixar um recadinho para vocês. Tem muitos policiais armados nessa manifestações que um dia um de vocês vai achar o de vocês. Na hora que vocês vierem vão tomar um no meio da testa, no meio do peito e (quando) cair o primeiro, vão entender onde estão se metendo”, afirmou Silveira.

 

Continua após a publicidade
Publicidade