Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro também disputou a guarda de outro filho na Justiça

As brigas de Bolsonaro

Por Da Redação Atualizado em 28 set 2018, 13h14 - Publicado em 28 set 2018, 13h01

Doze anos antes de disputar com Ana Cristina Siqueira Valle a guarda do filho Renan, Jair Bolsonaro buscara a Justiça para conseguir ficar com outro herdeiro, o hoje vereador Carlos.

O processo contra sua primeira mulher, a então vereadora Regina Nantes Braga Bolsonaro, começou em 1999 e correu na 5ª Vara de Família do Rio.

Inconformada com uma decisão favorável ao ex-marido – uma tutela antecipada -, Regina  recorreu à segunda instância, mas voltou a ser derrotada.

No acórdão, os desembargadores da 1ª Câmara Cível afirmaram que Carlos não poderia mais ser considerado incapaz, pois completara 18 anos em dezembro de 2000 e acabara de ser eleito vereador.

Rompido com Regina, Jair Bolsonaro não apoiou sua reeleição para a Câmara Municipal e lançou a candidatura do filho, que disputou votos com a mãe.

Ele foi eleito com 16.053; ela recebeu 5.109 e ficou sem mandato.  

(por Fernando Molica)

  • Continua após a publicidade
    Publicidade