Blogs e Colunistas

13/01/2011

às 11:01 \ Política & Cia

Lula tem legado importante, mas deixa atrás uma herança maldita — e já vai tarde

(Publicado originalmente dia 1º de janeiro de 2011)

O presidente Lula encerra o mandato com uma decisão vergonhosa — a de não extraditar o terrorista e assassino Cesare Battisti para a Itália, como mandaria a legislação, o bom senso, o sentimento de justiça e as relações com um país amigo (leia post).

É como um escultor que dá seu toque final a uma obra. No caso, uma obra que o presidente parece ter perseguido com obstinação — a permanente tentativa de desmoralização das instituições. É esta a herança maldita, eivada de descaso moral, que transmite à nova presidente, Dilma Rousseff.

Lula deixa um legado positivo em realizações, que não se pode negar: a manutenção da estabilidade econômica que herdou dos antecessores Itamar Franco (1992-1995) e Fernando Henrique Cardoso (1995-2003), na qual se baseou o grande crescimento do PIB e a formidável geração de empregos ocorridos em sua gestão, ambos impulsionados por uma conjuntura internacional extraordinariamente favorável. E, entre outros aspectos louváveis, a marcante distribuição de renda, também estribada na “rede de proteção social” do antecessor FHC, que seu governo ampliou e aprofundou.

Em compensação, em matéria de herança maldita, o presidente que hoje deixa o Planalto…

* Viu seu governo ser tisnado por escândalos nos Correios, na compra de ambulâncias, na montagem de dossiês fajutos para prejudicar adversários, na transformação da Casa Civil em balcão de negócios.

* Desmoralizou o quanto pôde o Congresso Nacional, por meio de seu então braço direito, o chefe da Casa Civil, José Dirceu, que edificou um esquema de compra de apoio parlamentar, o mensalão, qualificado pelo procurador-geral da República como “formação de quadrilha”.

* Silenciou espantosamente diante da explosão do mensalão, para se pronunciar tardiamente dizendo-se “traído”, sem jamais apontar quem o traiu e por quê.

* Como parte do mesmo processo, fez composições com qualquer grupo político disposto a trocar apoio parlamentar por benesses governamentais, “não importando o quanto de incoerência essas novas alianças pudessem significar diante do que propunha, no passado, a aguerrida ação oposicionista de Lula e de seu partido na defesa intransigente dos mais elevados valores éticos na política”, como brilhantemente recordou o Estadão em editorial de 9 de setembro do ano passado. No saco de gatos governista o antes purista PT passou a conviver com o que há de pior na política brasileira, gente como José Sarney, Jader Barbalho, Renan Calheiros, Paulo Maluf e Fernando Collor.

* Envergonhou os brasileiros de bem quando comparou com bandidos comuns trancafiados em prisões brasileiras os dissidentes da ditadura cubana, e confraternizou com o ditador Raúl Castro no exato momento em que um deles morria em consequência de uma greve de fome.

* Envergonhou os brasileiros de bem estreitando laços com regimes ditatoriais, como os de Cuba ou do tenebroso Irã, ou com caudilhos autoritários como o venezuelano Hugo Chávez, e concordando em que o governo se abstivesse sistematicamente na ONU de condenar as violações de direitos humanos nesses países e em outros como a China, o Sudão e a Síria, aliando-se, na organização internacional, ao que há de pior em matéria de regimes autoritários.

* Desmoralizou as agências reguladoras, que deveriam ser órgãos técnicos e apartidários, para normatizar e fiscalizar áreas fundamentais da economia e da vida do país como o petróleo, as telecomunicações, a saúde pública ou a aviação, loteando-as entre políticos, cortando sua autonomia e reduzindo seus recursos no Orçamento.

* Desmoralizou o Tribunal Superior Eleitoral, zombando em público das sucessivas multas e advertências que recebeu por violar a lei ao fazer campanha para sua candidata à Presidência, Dilma Rousseff, em horário de trabalho e utilizando espaços e outros recursos públicos.

* Desmoralizou o Tribunal de Contas da União, ao apontá-lo seguidamente como entrave à execução de obras públicas nas quais a corte detectou problemas, e mandando seguir obras cuja paralisação havia sido determinada pelo TCU.

* Desmoralizou uma instituição que por décadas figurava entre as mais confiáveis entre os brasileiros, os Correios, aparelhando-0s politicamente e deixando que o que antes era um centro de excelência em ninho de corrupção.

* Desestimulou os brasileiros que se esforçam por estudar e avançar em seu progresso educacional, ao passar invariavelmente a impressão de orgulhar-se de não possuir um diploma universitário e de, mesmo podendo, não ter estudado além do ensino elementar.

* Desmoralizou com frequência a majestade do próprio cargo, transformando a figura do presidente em palanqueiro vulgar, encantado pela própria voz, proferindo uma catarata diária de discursos e frequentes e constrangedores disparates, que dividiu o país entre “eles” e “nós”, falou em “extirpar” um partido político legítimo, o DEM, e zombou do candidato da oposição à Presidência, José Serra (PSDB), quando este se viu envolvido em incidente provocado por baderneiros no Rio de Janeiro.

* Fez o possível para desmoralizar a História, ao martelar em seus discursos e, indireta e insidiosamente, na caríssima propaganda de seu governo, que o Brasil começou com sua chegada ao Planalto, há oito anos, quando “os brasileiros se reencontraram com o Brasil e consigo mesmos” — desconsiderando e desrespeitando o trabalho de antecessores, principalmente FHC, e agindo como se o que a propaganda oficial chama de “reencontros” não ocorresse em surtos desde, pelo menos, a Inconfidência Mineira (1789). E depois passando pela Independência (1822), a República (1889) e, mais recentemente, pelos anos JK (1955-1961), as esperanças suscitadas com a eleição de Jânio Quadros (1961), o “Brasil Grande” da ditadura militar, o extraordinário movimento das Diretas-Já (1983-1984), o surto de civismo que significou a vitória de Tancredo Neves no Colégio Eleitoral, em janeiro de 1985, e a comoção gigantesca que acompanhou sua morte, em abril do mesmo ano, o delírio otimista do Plano Cruzado (1986), o apoio ao Plano Real (1994) e a eleição em primeiro turno de FHC (ainda em 1994).

Nesse sentido, não importam seus índices de popularidade: Lula deixa uma herança maldita.

E já vai tarde.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

560 Comentários

  1. Leniéverson Azeredo

    -

    09/03/2014 às 9:42

    Zica Brasileiro, é aí que você se engana. O PT será varrido nas próximas eleições. Eu creio nisso.

  2. Zica Brasileiro

    -

    30/01/2014 às 13:10

    Ela se reelegerá no 1º turno de 2014, e ele em 2018, pois não pode haver três turnos seguidos, é tão certo como este sol que nos ilumina.

  3. VILELA

    -

    03/10/2013 às 22:50

    É o verdadeiro chefe da quadrilha (mensalão)

  4. Eagel

    -

    25/04/2013 às 6:40

    A herança maldita continua. O homem “contamina” a presidente Dilma e temo que queira voltar mais adiante, em 2018. Ele se acha imortal e eterno, porque, afinal, a camarilha que o cerca considera-o “deus”, não é mesmo?
    Abração

  5. Isayas

    -

    19/04/2013 às 14:09

    O DIABO QUE TANTO O AMA E O CONTRARIO QUE O CARREGUE!
    O que foi mostrado no excelente post e seus deleterios efeitos na sociedade por talvez 2 ou 3 gerações são incalculáveis, sabedores nós que por onde adentra o comunismo a destruição geral viceja abundantemente, sendo as legítimas pragas de gafanhotos apocalípticos.
    A mente de um revolucionario é como um caldeirão sempre a ferver – ele vive como um animal – do momento e da manutenção da barriga para baixo, bem sabemos que são materialistas e ateus e filhotes da ideias e métodos de ação do precursor dos genocidios Marx.
    E observe como os comunistas agem na farsa de “amor preferencial pelos pobres”, mas assim se comportam com os mais fracos, ideario de seu mentor:
    “As classes e as raças que forem fracas demais para dominar as novas condições de vida devem perecer.” (Marx and Engels On Britain, Progress Publishers 1953;Written: by Marx, March 4, 1853;First Published: in the New York Daily Tribune of March 22, 1853 and republished in the People’s Paper of April 16, 1853;Transcribed: by Andy Blunden)
    “Entre todas as nações e os grupelhos étnicos da Áustria, só houve três portadores do progresso, que desempenharam um papel ativo na história e que ainda retêm sua vitalidade – Os alemães, os poloneses e os magiares. Por esta razão, eles agora são revolucionários. A missão principal de todas as outras raças e povos – grandes e pequenos – é perecer no holocausto revolucionário.” (Engels, “Der Magyarische Kampf”; trans. as “Hungary and Panslavism” in Blackstock and Hoselitz: 59.
    Para os comunistas quanto mais o caos existir tanto melhor para a descontrolar uma sociedade batendo-se entre si a população, facilitar a dominação de um povo desagregado, como em mais ações de reduzir a 1/6 de penas a soltura dos presidios e proteger o PCC junior, os matadores até aos 18 anos, e que deverá ser bem relembrado em 2014.
    Para isso o PT aqui tem o seu MST braço armado rural e teria o PCC, conforme denuncias, o braço armado promotor do caos urbano, e os acima citados ensainado para se alistarem nas fileiras após a maioridade.
    Quem vota no PT compartilha de todas suas más ações patrocinadas, pois o PT-Lula-Dilma tem um discurso e outra prática prejudica a sociedade em geral e quem assim procede candidata-se a ser a próxima vítima da feroz bandidagem com explícito apoio oficial do governo PT!

  6. Bruno

    -

    24/02/2013 às 9:30

    Temos que bater em Lula nas urnas e nas ruas! Chega de mentiras e distorçoes da realidade, proprias de um governo esquisofrenico. (desculpe a falta de acento)

  7. Kitty

    -

    06/01/2013 às 9:57

    Bom domingo caro Ricardo,
    Este texto na época que foi postado, eu comentei que ele era antológico e que sempre serviria como consulta, e já podemos constatar a sua validade com o vários acontecimentos envolvendo o ex-presidente e o PT nestes últimos tempos. Como, por exemplo, os desdobramentos do escândalo do mensalão, impensáveis na época em que o texto foi postado;e não menos importante o vergonhoso caso Rosegate, onde o privado e o publico se fundiram numa coisa só.Lula parece que por causa da sua popularidade acha que tudo pode, que não tem limites e que o Brasil é uma mera extensão do seu quintal! Novamente, parabéns por este brilhante texto.
    Um abraço//Kitty

  8. Theodor

    -

    21/11/2012 às 7:04

    Herança maldita, sim, sem a menor dúvida. E ele já foi tarde. Mas será que foi mesmo? Porque o ilustríssimo senhor nove dedos continua por aí, azucrinando a nossa paciência, enchendo os nossos ouvidos e o nosso saco, sem contar que não desce do cangote da pobre presidente Dilma, não deixa que ela governe sossegada. Esse cara é insaciável, se puder quer ser dono do mundo inteiro. Pelo amor de Deus…

  9. Kleiton

    -

    13/11/2012 às 22:36

    Está na hora desta corja do PT ir para cadeia.

  10. brenno fischer

    -

    29/09/2012 às 21:19

    A herança maldita de Lula está comprovada com o mensalão. Fora petralhas!

  11. P. WAY

    -

    15/09/2012 às 0:35

    Tens razão em boa parte do que escreveste, mas foi só entrar um presidente que tivesse passado pelo mesmo “chão” que a maioria dos Brasileiros que o pobre começou a ser visto, esse homem tirou muita gente da miséria com os auxílios bolsas. Não só critique as coisas ruins, veja as coisas boas também! Ele pode até ser “analfabeto” mas te garanto que ele trabalhou com pessoas melhores do que ele a nível de conhecimento e não com analfabetos.

  12. ari alves

    -

    11/08/2012 às 3:54

    Já foi tarde, esse miserável.

  13. José C. Teixeira Mattos

    -

    31/07/2012 às 20:20

    Pois é, Setti, você tem toda razão: ele já foi tarde.

    Mas… será que o “cara” já foi, mesmo? Olha ele aí todo dia, falando que o mensalão não existiu e enchendo a pciência da presidente Dilma!

  14. Annette

    -

    01/07/2012 às 18:53

    E se vai tarde… Hahahahaha, graças a Deus. Mas ele ainda anda assombrando por aí. Tchau, Lula, suma, vai embora, deixe a Dilma governar.

  15. Eleitor desiludido

    -

    17/06/2012 às 3:26

    Ele é quem deixou a verdadeira herança maldita! O pior é que esse sujeito ainda pode voltar, meu Deus…

  16. Descrente

    -

    16/06/2012 às 1:55

    Será que ele deixou mesmo para TRÁS a herança?… E a Dilma, não é manipulada pelo lulalato?

  17. Odis

    -

    04/06/2012 às 22:57

    Pois é, Setti, ele já foi tarde — mas voltou! Não para de encher o nosso saco, mesmo depois de doente. O homem não sossega. E, conforme disse ao Ratinho, parece estar louco para pegar o lugar da presidente Dilma.

  18. Fureaccilla

    -

    23/05/2012 às 13:45

    Meu medo é que ele volte. Regrediremos um século. Até prefiro a Dilma, juro.

  19. Nilson de lima

    -

    09/04/2012 às 20:13

    e a “estória” da dívida externa… que fiasco … mas apesar de tudo ainda ainda acho que foi o período de maior crescimento econômico no brasil

  20. Cláudia

    -

    16/03/2012 às 18:07

    Perfeito, verdadeiro, um espetáculo de escrita e realidade do que aconteceu com o Brasil sob os “devaneios Lula”.
    Pena que muitos brasileiros “não enxergam” a total incongruência (para não falar outra coisa) que foi o “Lula” da oposição e o “Lula” Presidente “todopoderoso”.

  21. Marinho

    -

    09/03/2012 às 13:01

    Seu comentário é de muito mau gosto, caro Marinho, e assim sendo precisei deletá-lo.

  22. bruno

    -

    22/02/2012 às 21:38

    Prezado Ricardo perdoem os esquerdistas apaixonados pelo lula, eles não sabem o que falam…..

  23. Razumikhin

    -

    12/02/2012 às 19:59

    Não posso publicar comentário ofensivo como o seu, Razumikhin.

  24. joeliton

    -

    17/01/2012 às 10:14

    É por isso que esse site tem tão pouca credibilidade na internet! Vocês nunca aprovam comentários contrários a opinião de vocês! É o único site de notícias(será, ou será manipulação?) que os comentários precisam de aprovação! A liberdade de expressão só vale para vocês, mas para o povo brasileiro não! Vocês omitem, calam-se! Hipócritas!

    Se não temos credibilidade, o que é que você veio fazer aqui?

    E, sim, todo site de respeito tem profissionais fazendo a mediação dos comentários, para que não se publiquem barbaridades, ofensas, manifestações racistas, palavrões etc.

    Excepcionalmente, estou publicando seu comentário ofensivo, que xinga um grupo sério de profissionais de omissos e hipócritas, com dois objetivos: 1) mostrar que publicamos, sim, comentários contrários — você escreveu grossa bobagem em sentido contrário porque não é leitor costumeiro; 2) mostrar o seu nível para os demais leitores.

  25. Kitty

    -

    03/01/2012 às 23:36

    OHHH! meu Deus!! Como você escreve bem caro Ricardo! Esta resenha, sobre o legado de Lula, eu já escrevi aqui,é disse que era antológica. Uma consulta permanente para quem quer conhecer a trajetória do ex-presidente,seus acertos e os muitos,infelizmente, desacertos!Foi bom para mim voltar a re-ler muitos dos meus comentários, que na época tremia de medo de fazê-lo, mas, aos poucos, criei a coragem necessária, e ainda estou escrevendo alguns!Foi neste post que um grupo de pessoas que lhe querem bem,afastaram do blog os ignorantes e mal-caráter, que, aproveitando-se que VC estava de ferias,escreviam ofensas e desaforos á sua pessoa ou ao tema aqui postado!
    Foi muito prazeroso voltar e ler muitos dos comentários escritos na época!!!Um abraço da Kitty
    Agradecemos em nome do Ricardo Setti.
    Abraços,
    Equipe do blog

  26. josé Ferreira de Farias

    -

    19/12/2011 às 1:38

    Críticas a VEJA devem ser dirigidas a seu diretor de Redação, por meio do email veja@abril.com.br

    Se bem que há leitores tão mentecaptos que não conseguem distinguir o que é a revista e o que são colunistas independentes que escrevem no SITE da revista.

  27. Razumikhin

    -

    19/11/2011 às 19:22

    O legado importante de *ula foi ter seguido à risca a política de FHC. Isso criou as condições para que o país crescesse e distribuísse renda. Mas, em compensação, *ula deixa uma herança maldita – o aparelhamento petista do estado, a institucionalização da roubalheira do dinheiro público e a destruição da indústria brasileira.
    Foi um péssimo presidente, um péssimo exemplo para os brasileiros.

  28. Marcelo Rocha

    -

    31/10/2011 às 20:56

    Que ironia, Setti!
    Uma pessoa que falou um monte de asneira ao longo de tanto tempo, corre o risco de parar de falar…

  29. antonio

    -

    27/10/2011 às 1:27

    o texto é real parabens ,chega de promessas sindicais
    o país não aguenta pagar o preço , e não temos oposição os sindicatos negociaram com o governo lula com cargos e outras benfeitorias a nivel nacional.deus abençoe a presidenta que exonera os ministros herdaos do lula e mancham seu governo o ultimo com seu patrtido ongs e filiados aguardemos

  30. brito

    -

    27/10/2011 às 1:22

    lula deixa um passado duvidosoprometeu dar calote no fmi e beijou bush e foi seu servo,prometeu governo socialista e se aliou a todos para manter a governabilidade e concordo com a matér presidenta da história de brasil fernando henrique cardoso q presente o plano real e os programas sociais

  31. brito

    -

    27/10/2011 às 1:21

    lula deixa um passado duvidosoprometeu dar calote no fmi e beijou bush e foi seu servo,prometeu governo socialista e se aliou a todos para manter a governabilidade e concordo com a matéria do texto lula herdou tudo de bom um presentão do melhor presidenta da história de brasil fernando henrique cardoso que presente o plano real e os programas sociais

  32. lbrito

    -

    27/10/2011 às 1:17

    a Presidenta dilma moraliza os escandalos de ministros e partidos feudos nanicos como pc do b que pode manchar a credibilidade de dilma

  33. Capriccio

    -

    16/10/2011 às 20:51

    Adorei esse texto!

  34. rossi

    -

    09/09/2011 às 22:53

    É LAMENTÁVEL TUDO O QUE ESTA AÍ.
    MAS É A MAIS ABSOLUTA VERDADE.
    MUITOS NÃO VÃO ACEITAR, CLARO A VERDADE DÓI!!!

  35. Domingos dos santos

    -

    27/07/2011 às 13:53

    Muito interesante o artígo,gstaria de parabeliza-lo,porem também gostaria de dizer que discordo de parte da materia,pois de fato Lula foi um bom canidato no que diz respeito a parte economica,até ai tudo bem,porem quando tratamos de robalhera,ficamos condisonado apenas a dele,porque?resposta:porque foi a mais destacada na grande impresa,porque?porque ele embora não foi totalmene cntra o sistema virgente(capitalismo-neoliberalismo) e portanto a favor da elite,deixou de lado o rebaixamento total a elite e a o EUA,coisa que FHC,elogiado não o fez,prova é a questão da base de ALCANTRA(PERDOI-ME SE O NOME ESTIVE ERRADO,É AQUELA DO MARANHÃO),BEM COMO A APLICAÇAO DAS MEDIDAS NEOLIBERAL,QUE O FMI ditou para oi paises probre.em suma na minha opinião problema é:presisamo de uma revolução contra o sistema economico virgete de modoa a termina a desingualdade em nosso pais,bm como moralisa-lo,porem a elite não vai deixar.

  36. JHONI

    -

    11/07/2011 às 21:42

    Seu comentário, contendo palavrão e não apenas críticas, que publicamos normalmente, sem qualquer problema, foi suprimido tendo em vista as regras de civilidade do blog. Veja o link
    http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/tema-livre/amigos-depois-de-mais-de-8-meses-de-blog-e-40-mil-comentarios-nao-havera-mais-asteriscos-comentarios-com-linguagem-inconveniente-serao-deletados-vejam-minhas-razoes-e-as-regras-para-comentarios/

  37. frida berenstein

    -

    14/06/2011 às 12:19

    Leia-se o primeiro parágrafo da matéria, que explica a vergonha brasileira. Acho que logo mais precisaremos usar burka.

  38. Eduardo Queiroz

    -

    11/06/2011 às 18:30

    Concordo plenamente com todo artigo, exceptuando quando diz que “Lula deixa um legado positivo em realizações…”. O que há de realização quando esse senhor apenas colhe os frutos do que foi plantado pelo governo FHC (que ele se opôs ferozmente quando estava na oposição) e se aproveita da situação econômica extremamente favorável à economia brasileira em relação às commodities (matérias-primas) vendidas pelo Brasil? O que ele plantou para o futuro que pudesse ajudar este novo governo petista ou mesmo as gerações futuras? O que deixou foi a corrupção, a tomada do poder pelo que há de pior na política (Sarney, Collor, Jader Barbalho, Renan Calheiros, etc., como menciona), a cupinização (aparelhamento) do estado e outras doenças graves…

  39. Disraeli

    -

    09/05/2011 às 12:41

    Esperar o que de um indivíduo como esse. Ele deixou um grande legado, a desgraça da saúde, da educação, da segurança, a desmoralisação do País internacionalmente. Aí tem eleitores do pt que quando precisam de se socorrer de atendimento da saúde pública, reclama, no entanto continua votando na cambada do pt, com raríssima execções de alguns membros. Tristr País.

  40. DIONISIO DAMIANI

    -

    29/04/2011 às 10:35

    Com certeza, vai tarde!!!
    O grande problema é resolver todo estrago provocado por ele, Lula! Está aí a copa, possivelmente inviabilizada pelo caos nos aeroportos, estádios, mobilidade urbana…

  41. austin locksmith

    -

    08/04/2011 às 5:09

    I just couldnt leave your web page without telling you that I genuinely enjoyed the info you present to your readers..

  42. M.A.S.

    -

    04/04/2011 às 8:45

    E que HERANÇA meu caro Ricardo Setti.E como ainda existe pessoas que acham que nada disso existiu. São cegos e são admiradores do tal PT.

    Pois é, Maura, e alguns resultados econômicos — para não dizer os morais — estão aí: inflação em alta, crescimento em queda, juros disparando, consumo caindo… E a Polícia Federal chega à conclusão de que houve, sim, uso do dinheiro público no mensalão, e que esse dinheiro financiou até o gerente-geral do lulalato.

  43. SergioD

    -

    24/03/2011 às 16:53

    Ricardo, só agora li esse seu post. Discordo de muitas de suas críticas ao governo Lula. Com outras, como no caso Battisti, fecho com você. Bem, é a sua visão e quem sou eu para querer discutir, principalmente quando o assunto é o ex-Presidente.
    Dei uma boa passada pelos comentários, e fiquei impressionado com a profundidade dos debates. Um pena que estava de férias e não dispunha de tempo nem conexão internet muito boa, apenas pelo celular. Gostaria de parabenizar Wilsoleaks Alves e Carlos Cassaro por manter um debate de alto nível, cada um procurando duelar apenas com argumentos, sem agressões. Bem, alguns leitores não tem muita paciência para com as idéias discordantes, mas, no geral, o nível dos debates foi ótimo.
    No mais, concordo com a opinião do Pedro Moreira Lima. Copiando nosso ex-Presidente, nunca antes na história desse país um governo foi tão fiscalizado e cobrado pela imprensa. Nunca antes na história desse país vi a PF com tanta liberdade de ação. E nunca antes na história desse país vi a Procuradoria Geral da República com tanta independência, diferente de certa época em que algumas denúncias eram sumariamente engavetadas.
    Um abraço e mais uma vez parabéns aos leitores.
    PS: Ricardo, eu poderia sugerir ao Pedro Moreira Lima escrever um artigo sobre a história de seu pai para você publicar aqui no BLOG?

    Caro SergioD, em relação a seu PS, claro que sim!!! Abraço

  44. Reginaldo Gadelha

    -

    22/03/2011 às 22:51

    Para mim esse indivíduo será lembrado sempre como o; lullalau.

  45. acc

    -

    17/03/2011 às 15:54

    Foi tarde!homem que soube ser presidente!Deixa um legado terrível! Foi, talvez, o pior dos presidentes.O geverno mais corrupto do país, jamais visto na historia.foi tarde demais.

  46. Wilsoleaks Alves

    -

    04/02/2011 às 7:35

    Senhor Setti
    Aqui neste mesmo post tive um embate com um leitor de nome Cassaro que se pautava unicamente pela retórica de seu colega blogleiro.
    Pois bem, agora que a Câmara hondurenha aprovou a emenda que possibilita à reeleição, onde ficam as justificativas para se expulsar um presidente eleito que pretendia unicamente fazer uma consulta popular que nem era sobre reeleição?
    A liberdade de imprensa não pressupõe apenas uma imprensa livre, mas o direito de livre expressão, baseado neste axioma pergunto-lhe Senhor Ricardo:
    ONDE?
    Está meu direito de questioná-lo sobre as matérias veiculadas em sua revista, em sua coluna e na de seus amigos, que influenciaram a tantas pessoas, e que posteriormente se revelaram falsas premissas?

    Seu direito está aí, na publicação de mais um comentário. E, na parte que me cabe, quando comecei o blog o caso de Honduras já havia saído de pauta e nem uma única vez comentei o caso Zelaya e suas consequências. Quanto ao direito de questionar meus colegas, peço que faça-o nas colunas deles.

  47. Wilsoleaks Alves

    -

    03/02/2011 às 20:11

    Caro Wilson, você postou um comentário criticando duramente — e até passando dos limites — o Reinaldo Azevedo, colega aqui do site de VEJA. Não acho correto publicar.

    Peço que você escreva tudo aquilo para ele, tá?

    Abraços

  48. Juju

    -

    17/01/2011 às 2:13

    De fato, com esta tragédia no Rio, só podemos nos solidarizar e lamentar as vidas perdidas tão bestamente…nessas horas nos lembramos o quanto somos frágeis…hoje estamos vivos, amanhã poderemos não estar mais…e, no final das contas, iremos todos para o mesmo lugar, não? Ricos ou pobres, letrados e iletrados, homens e mulheres…
    Infelizmente, era uma tragédia anunciada, mas que pouco foi feito para evitá-la…
    Quanto ao sr. WilsoLEAKS, não sei o que o senhor quis dizer com ficar “alardeando” o vasto currículo…como o senhor se referiu a mim diretamente, entendi que tal comentário também foi para mim, ou me engano? Nunca falei de meu currículo aqui, meu caro…nem acho que seja o caso…aqui eu apenas leio os ótimos artigos de Ricardo Setti, comento-os e só…já disse isso uma vez…e acredito ter sido educada com o senhor na medida do possível, já que o senhor me citou mais de uma vez…assim como também nunca o achei grosseiro ou deselegante, apenas um pouco cansativo em seus argumentos, visto que repetitivos…nada mais, nada menos…eu busquei rebater e brigar com aqueles que se aproveitaram da ausência do jornalista para agredirem sua reputação com palavras grosseiras, de baixo calão…nunca foi o seu caso…e só passei a responder ao senhor, pois citou-me diretamente…
    Se essa coluna serviu, ao menos, para que o senhor tentasse abrir a cabeça e a mente para novas ideias e argumentos, já lucramos com esse debate…
    Desejo-lhe tudo de bom…

  49. roberto stone

    -

    16/01/2011 às 23:54

    Caro Ricardo,
    De fato, Lula teve acertos e desacertos e por certo cometeu muitos erros, mais do que os você enumera neste post. Mas ele não foi tarde. Foi na data marcada. Mesmo com seu recorde de popularidade jamais visto, teve que dar lugar à sucessora. Ruim teria sido a prorrogação do seu mandato ou uma nova tentativa de reeleição. Viva a democracia.

  50. carlos nascimento

    -

    15/01/2011 às 11:38

    O RJ de luto, o Cabral renova a cara de ator de quinta categoria, parece a Tereza de Calcutá, álias a Globo deveria contratar essa besta para atuar em suas novelas, o papel ideal: locutor e animador de falsas promessas, o cara é eximio malandrão, alguém lembra das promessas de 2009, 2010, agora êle prefere buscar fazer auto critica, é dose cavalar de cinismo, o pilantra vai para 08 anos de governo sem qualquer planejamento de prevenção, no País do Carnaval, fevereiro está na esquina e logo êle irá aparecer na vitrine, quem sabe Madonna aparece, possibilitando à essa égua novamente “mamado” e falando aquele Inglês da era da mediocridade, cuspindo engodos.
    Sugiro aos fluminenses uma mobilização, que tal vcs pintarem o palácio da Guanabara de VERMELHO, é a cor que êles adoram, a cor do nariz dos palhaços e a cor do sangues que vampiros se deliciam.
    POBRE RIO DE JANEIRO, tão belo e tão feio em suas biografias politicas, chega de circo é hora de cidadania, COBREM OS SEUS DIREITOS, ou então, aguardem as próximas estatisticas.

  51. Wilsoleaks Alves

    -

    15/01/2011 às 10:49

    Dona Juju…
    O Senhor Ricardo Setti não precisa me responder, nem por educação, isto vocês já fizeram por ele, claro que não foram tão educados, porém, naturalmente ninguém espera colher bananas numa parreira.
    O momento em que estamos vivendo no Brasil, com as catástrofes fluminenses e paulistas, recomenda introspecção, aliás, como bem disse o comentarista Carlos Nascimento.
    Contudo, nunca é demais lembrar que a discussão civilizada trás benefícios a todos, porquanto se formos cuidadosos em nossas assertivas, provavelmente não teremos de ficar alardeando aos quatro ventos nosso vasto currículo.
    Eu, como não possuo galardão intelectual algum, tenho que “googlar”, falo embasado na realidade dos fatos e nos rigores da lei, como consequência, meus comentários ficam um tanto quanto repetitivos e maçantes; por conta disto, peço-lhe desculpas.
    Já o Senhor Setti e/ou o Senhor Cassaro não precisam de tanto cuidado em suas proposições, primeiro pelo lastro de sua imensa cultura, depois, pelo local de seus enunciados. No Entanto, malgrado, serem estas personalidades baluartes na defesa de nossa sociedade civil, ainda assim, necessárias se fazem retificações em suas declarações, mormente quando estas não correspondem aos fatos.
    A palavra uma vez dita não pode jamais ser desdita, pode produzir felicidade ou infelicidade; ao cuidarmos de nossas palavras possivelmente evitaremos muitos dissabores, eu, por exemplo, ainda estou com a mão na tipóia.

  52. Kitty

    -

    15/01/2011 às 2:27

    Ricardo, boa noite!!!!
    Permita-me reportar aquí no seu espaço, as palavras
    que a consultora externa da ONU e diretora do Centro de Pesquisa de Epidemiologia de Desastres
    falou para o Jornal Estado de São Paulo Debarati
    Guha-Sapir: O Brasil não é BANGLADESH e não tem
    nenhuma desculpa para permitir,no século 21, que
    pessoas morram em deslizamentos de terras causadas
    por chuva.Ainda lançou duras críticas ao Brasil
    dizendo que só um fator mata depois da chuva:
    DESCASO POLÍTICO.Embora que as chuvas sejam
    fenómenos naturais,essas pessoas morreram, porque
    não têm peso político e não há vontade política
    para resolver seus dramas,que se repetem ano após
    ano.Ainda colocou que o Brasil já sabe que tem esse
    problema de forma recorrente.Portanto não há desculpa para
    não se preparar ou se dizer surpreendido pela chuva.Além disso, o Brasil é um país que tem dinheiro,pelo menos para o que quer.
    Para finalizar,ela disse que o Brasil só tem um
    problema natural, e não consegue lidar com ele.
    Imagine se tivesse terremoto,vulcão,furacões…..
    Esta crítica, que espero que seja construtiva,a
    dedico em homenagem a todas ás vítimas e aos sobreviventes deste desastre que castigou o Rio de
    Janeiro, São Paulo e Minas Gerais.

  53. Juju

    -

    14/01/2011 às 17:00

    Pobre Ricardo Setti…que trabalho ingrato o espera em seu retorno…imaginem a paciência que ele terá de desenvolver para ler os sempre repetitivos argumentos dos adoradores do Maomé Lula…claro que o tal WilsoLEAKS supera qualquer outro no quesito “cheguei e apareci”…tenho a impressão de que ele entra no google, digita “Zelaya”, copia qualquer coisa que encontra e cola aqui…
    É…pobre Ricardo Setti, ninguém merece ler e ainda ter de responder (não precisaria, claro, mas ele é educado) tanta bobagem…

  54. carlos nascimento

    -

    14/01/2011 às 10:51

    Prezado Ricardo Setti e Equipe,

    Com o devido respeito, gostaria de externar minha estranheza, uma TRAGÉDIA ocorre no RJ e não consigo ler nada na “nossa” Coluna, mesmo de férias não custa nada postar uma mensagem, nem que seja de apoio aos parentes das vitimas, que ano após ano vem sofrendo com isso, um País que não tem PLANO ESTRATÉGICO, apenas os animadores de palanques e os bêbados do carnaval se exibindo para a Madonna.
    Antecipe algo para nós, é o minimo que podemos ofertar aos brasileiros indignados com essa tragédia préviamente ANUNCIADA, será que vamos ter que esperar pelo janeiro de 2012 ?
    Abraços,
    Carlos Nascimento.

  55. Bruno Garrido

    -

    14/01/2011 às 9:49

    Roberto Garrido -DEVOLVAM,DEVOLVAM npssp amor próprio,Devolvam o respeito as instituições.
    Nossa luta agora é manter o ***** e seus 40 companheiros,longe muito longe dos brasileiros.

  56. Ismael

    -

    14/01/2011 às 9:32

    Estamos hoje todos consternados com o número absurdo de mortos na tragédia fluminense. Em que pese a coumplicidade de políticos de todos os partidos na desídia que agrava o sofrimento da população, revolta mais ainda a postura irresponsável de alguns deles.
    O Deputado Paulinho (PDT), aquele da força sindical, intenciona processar a Sabesp pelo problema gerado em Franco da Rocha. Pode ser que tenha havido uma barbeiragem da Sabesp, não sangrando a represa nos meses anteriores; mas o cerne da questão é identificar, por parte do referido parlamentar, a intenção de impedir que a Sabesp possa tomar medidas extremas nas próximas chuvas, por via judicial.
    Não sou funcionário da Sabesp, trabalho com projetos de conjuntos habitacionais para população de baixa renda, mas por conviver com políticos da espécie que ajudam a promover invasões em áreas de risco, eu percebo nessa iniciativa a intenção melíflua e criminosa de “torcer” pra que o reservatório arrebente e uma possível tragédia, que se seguirá fatalmente, ajude suas hostes políticas, que incluem o PT de São Paulo, no desgaste do governo atual.
    O mais grave, evidentemente, não é o PT vencer a eleição, mas o reservatório Paiva Castro vir a arrebentar, onde poderão morrer centenas de pessoas e mais de DEZ MILHOES ficarão sem água, pois este reservatório recebe a água de todo o Sistema Cantareira, que abastece metade das vinte milhões de pessoas da região metropolitana.
    Como a tragédia se concentra no Rio, a imprensa petista, aquela de prontidão para uso eleitoral das tragédias, encontra-se “na miúda”, mas os artíficies de tragédias anunciadas a ameaçar a ordem pública.
    Em tempo, hoje na Folha de São Paulo, no painel, reclama o deputado Paulinho (PDT-SP): “Na campanha, levei quatro processos e tive de pagar R$25 mil de multa para o Serra, tudo em defesa da Dilma. E agora não tem nem muito obrigado?”
    Eu peço encarecidamente ao deputado que dispense a população de São Paulo de pagar pela sua fidelidade.

  57. Kitty

    -

    14/01/2011 às 3:12

    Ricardo, Boa noite!!!
    Ocupo este seu espaço para comentar algo diferente
    do que está postado.
    A Natureza, na sua furia, não se intidimida e arrasa com tudo que está na sua frente,pouco se importando se as casas são luxuosas ou simples
    barracos,ora alagando ou provocando deslizamentos.
    Este verão,circunstacialmente, foi devastadora com
    muitas pessoas soterradas e outras sendo levadas
    pela correnteza. Mas todos os verões chove e todos os anos a mesma tragédia anunciada. A maioria das
    victimas morrem nos deslizamentos de encostas.
    E quais são as imagems que nos assistimos? Sempre
    as mesmas. Autoridades sobrevoando as áreas devastadas de helicóptero, geralmente para avaliarem os danos;outros se justificando, quando
    sabem que não fizeram o dever de casa, a pesar de
    pagarmos os impostos mas altos do mundo!!e os
    sobreviventes,como sempre,após enterrarem seus mortos voltam ao mesmo lugar juntando o pouco que
    restou,reconstruem as mesmas barracas,nas mesmas encostas sabendo que, fatidicamente,no verão que vem terão a mesma tragédia anunciada.
    Caro Ricardo,já que você escreve tão bem,por que
    não postar um texto sobre este tema?
    Abraços, Kitty

    O colunista Ricardo Setti volta das férias na segunda-feira, dia 17. Obrigado.

  58. Pedro Luiz Moreira Lima

    -

    13/01/2011 às 23:44

    Caro amigo Setti:
    Em relação a questão moral,os erros cometidos não se diferenciam muito dos outros governos pós ditadura.
    No do governo Lula vi uma vantagem,os erros não eram escondidos e nem camuflados.As criticas foram muito mais violentas e duras em relação aos outros governos – umas bem justas e outras injustas.
    Caro Setti, veja os blogues e as opiniões – começando com os artigos violentíssimos,exemplo a Eliane Cantahede-”o povo esta EMBRIAGADO por Lula…” e sem contar as opiniões dos blogues – teve um dizendo ser Comando do Exercito, “encher vc de tiros…”a mim! todo arrebentado de sucessivas operações.
    Devemos nos olhar e questionar a questão moral,estampos todos a CONDUZINDO BEM?
    Um grande abraço
    Pedro Luiz

  59. phonectik

    -

    13/01/2011 às 21:10

    E na data do post ainda não se tinha a mínima ideia da farra dos Lula da Silva com os passaportes diplomáticos – filhos, filha & netos.
    Cê tem razão, Setti, lula foi tarde, e não ouvir os solos diários de ignorância, prepotência, auto-elogio e nonsense do maior analfabeto que já sentou o rabo na curul presidencial brasileira é uma bênção.
    Um verdadeiro bálsamo.

  60. carlos nascimento

    -

    13/01/2011 às 20:08

    Os cariocas celebraram Ronaldinho – o gaúcho baladeiro -, faço uma pergunta, não seria hora dos CARIOCAS irem às ruas e celebrarem cidadania, exigindo dos seus representantes politicos VERGONHA NA CARA e prestarem homenagens aos seus mortos.
    Alô torcida do FLAMENGO, é hora de consciência civica, o RJ está de luto e ninguém faz nada, todo ano é isso, onde estão os investimentos, vão esperar janeiro de 2012, 2013, 2014 e ai sim lotar o maracanã, enquanto isso, deixa prá lá, são apenas estatisticas…………………..

  61. Simone

    -

    13/01/2011 às 19:55

    Campanha que anda pelas ruas do país
    Devolva!

    Lula, devolva o crucifixo…

    Dilma, devolva a bíblia…

    Marisa, devolva o secador de cabelos…

    Lulinha, devolva o passaporte diplomático…

    Mercadante, devolva o doutorado…

    Chico Buarque, devolva o Jabuti…

    Nelson Jobim, devolva o Forte dos Andradas…

    STF, devolva o Cesare Battisti…

  62. Caio Frascino Cassaro

    -

    13/01/2011 às 19:53

    Prezado Ricardo:
    Continuando nossa missão civilizatória, e sempre pedindo sua licença no uso deste espaço, dou sequencia à “sova educativa” iniciada pela manhã.
    Com relação à quatão Hondurenha, faltou dizer que os seis militares envolvidos na expulsão de Zelaya foram denunciados por iniciativa do Procurador Geral da República daquele país, denuncia esta aceita pelo Presidente do Supremo Tribunal Hondurenho, juiz Jorge Alberto Rivera – o mesmo que assinou a deposição de Zelaya. Isto significa que a democracia em Honduras está funcionando, e bem.
    Com relação ao sr, Battisti, o sr. Wilson parece recusar-se a entender que o cidadão não se encaixa na categoria de refugiado. Esse criminoso não sofre perseguição por motivo de raça, credo, religião ou opinião política, conforme reconhecido pela própria comissão brasileira de refugiados, que indefiriu o pedido de asilo do terrorista. O sr. Tarso Genro deu uma canetada ao estilo Castrista – quem manda aqui sou eu e o italiano vai ficar. Pena para ele que o STF não concordou, e o facínora, condenado na Itália em todas as instâncias e pela Corte de Apelação Européia, está preso até hoje. Puxa, a história do mexicano foi tão didática!! Achei que até o sr. iria compreendê-la. A explicação para isto eu já tenho, e virá no final.
    Continuando a questão do criminoso, o próprio Luiz Inácio sabia do risco de sofrer um processo por crime de responsabilidade, pois mesmo o STF deixando ao Presidente a definição da extradição, ele está amarrado por um diploma legal – sim, o tratado de extradição entre Brasil e Itália que obriga o Mandatário de plantão a cumpri-lo, quer queira, quer não. Assim, essa história ainda vai ter muitos desdobramentos, com os italianos indo ao STF e até a Corte de Haya para fazer valer o tratado.
    Isto posto, gostaria de mencionar alguns pontos em seu texto que me chamaram a atenção. O sr. me chamou de “Senhor Doutor”. Mais uma vez o sr. se engana(UFA!!!). Sou Engenheiro Civil, Mestre em Engenharia, Administrador de Empresas formado e Mestrando em Meio Ambiente, além de falar três línguas e estar aprendendo uma quarta. Mas não sou Doutor. Ainda.
    Com relação ao sr. bater em minha cara, tenho observado um sério destempêro nos seus textos. É claro que o sr. está ficando sem argumentos, sendo sucessivamente desconstruído cada vez que aparece por aqui, e isso está lhe deixando nervoso, a ponto de não compreender a história do mexicano ou a didática explicação de sofisma, aliás retirada de uma apostila básica de filosofia da época do meu mestrado – meu professor da cadeira era muito bom.
    Na verdade, pelo visto o sr. tem um problema além de se irritar com meus argumentos: o sr. sofre de um mal, bastante comum nas hostes petistas, chamado “Dissonância Cognitiva”. Assim, por mais que eu ou qualquer outro argumente, o sr. não conseguirá sair desse devaneio doentio que lhe embota o pensamento.
    Acalme-se. Respire fundo. Sinta o ar entrando em seus pulmões e lhe oxigenando o cérebro. Faça isso várias vezes, pronuncie o “AUM” dos gurus indianos e quem sabe então o sr sairá desse labirinto em que sua mente se encontra aprisionada.
    Boa noite. Vai um Acheflan ou um Biofenac aí?
    P.S. Estou viajando por uns dias, e por isso estarei fora do ar. Não fique triste. Eu volto.

  63. carlos nascimento

    -

    13/01/2011 às 19:04

    Descobre-se que o ITAMARATY virou a casa da mãe Joana, quem diria, a outrora respeitada Diplomacia Brasileira, chafurdou e não conseguiu se livrar dos efeitos da ERA DA MEDIOCRIDADE.
    O “megalonanico” amorim, distribuiu passaportes diplomáticos ilegamente e imoralmente para diversas pessoas, enquanto isso, onde anda o congresso brasileiro – em minúsculas mesmo – que não cumpre com o seu papel Institucional e não convoca o Patriota para prestar esclarecimentos e CANCELAR todos os emitidos irregularmente, façam isso, pelo menos tentem honrar os salários que recebem, pagos com suor e sangue até mesmo das vitimas das Serras Fluminenses.
    E a nossa OAB, e o Sr. Ophir Cavalcanti vai cumprir com sua promessa de ingressar na Justiça ou vai só assoprar para aparecer na mídia ?
    Ricardo, estamos á DERIVA, eu se fosse vc já estaria no batente amanhã mesmo, o País precisa da sua TRINCHEIRA, a revolta e indignação com os mortos do RJ é dolorosa demais.
    O que eu tenho vontade de dizer – explodir – aqui hoje é demais, seria censurado e expulso da Colna.

  64. carlos nascimento

    -

    13/01/2011 às 18:40

    REFLEXÕES
    Amigos,
    Janeiro de 2010, Janeiro 2011, as tragédias se repetem, o que não se repetem são as estatisticas, os números de vitimas já passam dos 400 mortos e milhares de desabrigados, um retrato do caos, frutos das incompetências politicas que assolam o nosso País, falta saneamento, falta plano habitacional, falta prevenção, falta tudo e, principalmente vergonha na cara de todos nós.
    Gostaria de pedir aos diversos comentaristas que aqui trafegam, tanto ao Caio, Juju, Alves -amigo do Assange-, Alcione e demais, que façam profundas reflexões, procurem juntar esforços no sentido de tentarmos colocar os neurônios brilhantes em prol de uma causa justa, a VERDADEIRA bússola que nosso Brasil está precisando, nos podemos continuar sendo “joguetes” desses pilantras politicos, que nada fazem, nenhum PLANO ESTRATÉGICO, apenas falsas promessas, pirotecnia midiática e assim, ano após ano, somos obrigados a contar nossas vitimas.
    Um País com demandas sociais brutais, não tem sentido aceitarmos o nível de politicos que possuimos, o Governador do RJ – o amigo mamado da Madonna, estão lembrados – está novamente ausente, pura coincidência ? não, é previsivel que em janeiro as tragédias possam acontecer, êle porém está no exterior, os cariocas, bem os cariocas, com todo o respeito, estão curtindo Ronaldinho – o gaúcho baladeiro -, é o circo que ilude, assim como, logo a mídia irá transmitir as desculpas esfarradas dos governantes -pagas com nossos impostos – e, em 2012, infelizmente estaremos por aqui,quem sabe, anunciando os novos números de nossa total ALIENAÇÃO.
    Precisamos incentivar aos nossos diversos amigos e conhecidos que busquem ESTUDAR, se EDUCAREM, fazendo INVESTIMENTOS em conhecimentos, possibilitando dessa forma fazermos escolhas melhores de nossos destinos, é hora do divisor de águas, não podemos continuar sendo amestrados, burro de carga de impostos, não podemos aceitar esse status quo, o nosso PIB precisa ser melhor administrado em favor de nosso POVO.
    Chega de cultuar engodos, chega de defendermos quem quer que seja, que não tenha o verdadeiro ESPIRITO PÚBLICO, os nossos recursos devem ser usados para nosso desenvolvimento e bem estar.
    Abraços
    Carlos Nascimento.

  65. Elvio

    -

    13/01/2011 às 16:50

    Pessoal,elogio (não quero enquencas)
    Equipe do Sr Setti.
    Deve ser ótimo sair em férias e confiar seu nome a uma equipe de tal calibre.Claro que de besta ele não tem nada, “cavaco não cai longe do toco”.
    Longe de mim desenvolver teses aquí, não tenho o menor interesse em provar teses, só agradecer a um bom trabalho.
    Elvio
    PS:WilsoLeaks?? quanta criatividade não?
    A peteca não caiu nunca, parabens a todos

  66. henrique

    -

    13/01/2011 às 16:33

    SETTI,PERGUNTO , NAO É O MESMO CASO DO SALVATORE CACCIOLA (BANCO MARKA )ESCANDALO NO GOVERNO FHC ?A ITALIA NAO FEZ A MESMA COISA COM A GENTE E A IMPRENSA DE SAO PAULO NA FALOU NADA !OUTRA COISA O GENERAL STROESSNER ASSASSINO DA MAIL ALTA PATENTE FICOU EXILADO NO BRASIL DE 1989 A 2006 , TODOS OS GOVERNOS NAO FIZERAM NADA , INCLUSIVE LULA E O FHC DA VEJA !!!A IMPRENSA DE SAO PAULO NUNCA FALOU NADA !!!SERIA PARA POUPAR FHC ????

    O blog não existia na época de Cacciola e do exílio de Stroessner no Brasil — ambos divulgados e comentados criticamente pela revista VEJA. Basta consultar a coleção, disponível na internet.

  67. carlos nascimento

    -

    13/01/2011 às 15:13

    Amigos,
    Janeiro de 2010, Janeiro de 2011, o filme se repete, o que muda são as estatisticas dos obituários, já são 420 mortos, o Governador Sérgio Cabral – o amigo da Madonna, quem não lembra, “mamado” no Carnaval – encontra-se fora do País, justamente em janeiro, quando as chuvas chegam, grande politico e Governador da Cidade Maravilhosa – é de chorar – as tragédias são préviamente anunciadas, vão esperar as próximas estatisticas – janeiro 2012 – nada será feito e os brasileiros nada farão, querem circo, a Globo FOCOU a contrataçao do gaúcho baladeiro – Ronaldinho, o dentuço – grandes neurônios.
    Pergunto-me, que PAÍS é êsse, que aceita conviver com essas aberrações, onde está o planejamento, onde está à busca de desenvolvimento pleno, vivemos estratégias emergenciais, tudo é improviso.
    Pergunto aos diversos comentaristas que visitam ás páginas da Coluna, temos manifestações fervorosas de Caio, Alves-amigo de julian-, Juju,Alcione, grandes neurônios, discutindo bússolas, que tal unirmos esforços e priorizarmos VIDAS.
    Abraços
    Carlos Nascimento.

  68. Pedro Luiz Moreira lima

    -

    13/01/2011 às 13:57

    Caro Setti:
    O artigo não faz sentido,economia crescendo e não em recessão,indices de empregos crescimento,um amplo apoio internacional e finalmente Lula elege ua sucessora, deixa o cargo com 87% de aprovação, a Presidenta Dilma ja come;a seu governo com 62% de apoio.
    O artigo náo se fundamenta.
    Grande abra;o
    Pedro Luiz

    Não lhe importam nem um pouquinho os aspectos morais de um governo?

  69. Jose Leal

    -

    13/01/2011 às 13:35

    Entrevista a autora por membro do Ministério das Relações Exteriores e membro da ONU; Tegucigalpa, 22 de junho de 2009
    ?O período de Micheletti não foi um ‘golpe’ de Estado, conforme mal interpretado por alguns Estados e seus líderes. A Constituição hondurenha precisa ser aperfeiçoada pois não prevê o impeachment, e isso foi um problema na deposição de Zelaya. O processo institucional foi depor Zelaya do poder por decreto da Corte Suprema. Os militares então teriam que tirá-lo do poder e deixá-lo numa cela de prisão, mas escolheram expulsá-lo do país a fim de evitar distúrbios. Normalmente, seria o vice-presidente na linha constitucional a assumir o poder, mas Santos já havia renunciado para se candidatar às eleições presidenciais de novembro. Logo, o Congresso Nacional elegeu o sucessor Constitucional de Zelaya, o presidente do Congresso, Roberto Micheletti. No que concerne aos militares, estes não ficaram no poder. Embora alguns países tenham percebido que não houve um golpe militar, a mídia negativa foi tal que despertou dúvidas no âmbito internacional. Disse:
    Uma dessas testemunhas é a coach brasileira Nazira Fortes, que foi até Honduras documentar a situação do país. Ela colheu depoimentos de cidadãos comuns e de personalidades políticas, bem como fragmentos de jornais hondurenhos que questionaram o status de ?golpe? à deposição de Zelaya. De volta ao Brasil, Nazira escreveu o artigo: ?Honduras, o pequeno país que ficou grande para o mundo: Considerações sobre os acontecimentos políticos de 2009 e a controversa interferência brasileira a favor de Zelaya?. Com a permissão da autora, seguem abaixo trechos de seu trabalho.

    ?A Constituição de Honduras declara que, se o Presidente da República tentar violar a Constituição, ele será deposto do cargo. O poder maior para interpretar a Constituição é o da Corte Suprema de Honduras (?) A princípio, o país esperava as eleições de novembro, forma correta para se eleger um novo presidente no país. Porém, Zelaya fez o possível para mudar o enfoque das eleições. Seus atos nebulosos começaram em 23 de março de 2009, quando seu Conselho de Ministros emitiu o Decreto Executivo PCM-05-2009, promovendo uma ampla consulta popular para a instalação de uma Quarta Urna. Ou seja, além da escolherem um novo presidente, deputados e autoridades locais, seria adicionada (caso no dia 28 o povo assim o determinasse) uma consulta sobre a convocação ou não de uma Assembleia Constituinte.

    ?Uma vez que o Tribunal Nacional de Eleições (TNE) não iria atender a um ato ilegal decretado pela Corte Suprema, Zelaya mandou imprimir as urnas hondurenhas na Venezuela, com o apoio irrestrito de Chávez. O exército hondurenho confiscou o material. Zelaya tentou roubá-las invadindo o depósito aduaneiro. Durante todo o processo, os Poderes Legislativo e Judiciário declararam ilegais os atos de Zelaya.

    ?A opção pelo impeachment não faz parte da Constituição de Honduras. ?Quem deu o ‘golpe’ e conspirou contra a própria pátria foi Zelaya, que fez questão de desviar o dinheiro do povo e do governo às suas urnas e não ao Tribunal Eleitoral e isso, por si só, é evasão, é crime. Caixas e caixas com votos impressos na Venezuela seguiram para Tegucigalpa. Então quem queria dar golpe? Zelaya ou o Tribunal de Justiça junto com o Congresso Nacional? Os militares foram buscar estas urnas com a ordem do Congresso. Zelaya, então, fez uma chamada aos seus seguidores, que se apoderaram de um ônibus e com ele lideraram um piquete tentando ‘salvar a Quarta Urna’, ou seja, roubar os sacos de votos. Finalmente, à noite ele foi enviado para Costa Rica pelos militares. As marchas contra Zelaya e a favor de sua substituição, começaram antes de ele ser deposto.

    Zelaya seguiu com seus planos de plebiscito até o dia 29 de junho. Diante das flagrantes violações, a Corte Suprema deu ordem de captura a Zelaya, executada pelo Exercito Nacional de Honduras, que decidiu exilar o presidente. A outra forma seria prendê-lo, uma vez que havia motivos suficientes, mas esta opção foi descartada para evitar desgastes e repercussões (O Estado de São Paulo, 2009).

    ?Por meio das intervenções de Chávez, o presidente Lula, com o apoio dos governantes: Rafael Correa, do Equador, Evo Morales, da Bolívia, Daniel Ortega, da Nicarágua, e Cristina Kirchner, da Argentina. Líderes ?intelectuais? de oposição a Honduras, foram as vozes mais altas nas relações públicas internacionais para com este evento. Baseados em suas próprias agendas, estes chefes de Estado conduziram Honduras a ser condenada pela ALBAe OEA. (Folha de São Paulo, 2009)

    Considerações finais
    Tudo o que a comunidade internacional exigiu de Honduras está sendo feito; o que tem fundamento e o que faz sentido. Honduras espera agora que as questões ideológicas sejam postas de lado para poder retornar à OEA. O país está exercendo seus direitos e deveres com a SICA, Sistema de Integração Centro-Americano. Porém, há um grupo de países afiliados à Aliança Bolivariana para os povos de Nossa América (ALBA) que ainda não reconhecem o Presidente Lobo. Na América Central, a Nicarágua se opõe à reintegração de Honduras à SICA; e países como Argentina e Brasil, que junto dos membros da ALBA, demandam o ingresso de Zelaya ao país sem que responda por seus delitos na Corte Suprema.

    O atual presidente de Honduras tem enormes desafios à sua frente. Herdou um país em caos do presidente deposto, mas herdou também do presidente interino, Roberto Micheletti, um país corajoso, forte e dedicado a preservar sua democracia e Constituição.

    E Luiz Inácio Lula da Silva, do Brasil, não conseguiu disfarçar suas raízes nessa epopeia Zelaysta, nem com seus tão bem preparados diplomatas. Lula expôs o Itamaraty mostrando o quanto se identifica com Chávez, Zelaya e outros esquerdistas extremos, dando asilo ao presidente deposto e deixando a embaixada do Brasil em Tegucigalpa virar um ponto de piquetes zelaystas. Sinto por conhecidos diplomatas que representam o Brasil pelo mundo, pois imagino o quanto às vezes ficam numa situação de total impotência perante acontecimentos como este.

    Estou orgulhosa do povo de Honduras, onde fui fazer pesquisas in loco para este artigo e pesquisar os acontecimentos. Que Honduras seja tratado com justiça.

    Tive a oportunidade de entrevistar pessoas de todos os níveis em Honduras nas cidades de Tegucigalpa, San Pedro Sula e La Ceiba. Funcionários da OEA, do Ministério das Relações Exteriores, da ONU, funcionários públicos, empresários, professores, estudantes, trabalhadores pobres, de classe média e desempregados. Firmei o compromisso de não citar nomes das pessoas do governo nem de empresários hondurenhos.

    Mesmo compreendendo que o Brasil almeja uma participação mais significativa e efetiva nos foros internacionais, e também maior expansão do Mercosul através do eminente ingresso da Venezuela, é inaceitável a postura que nosso governo teve e tem ainda com Honduras. Postura essa que contradiz uma elevação na ética e desenvolvimento das relações internacionais e não demonstra liderança em nada, pelo contrario, mostra que o Brasil ainda é um seguidor, e não um líder, como deveria ser pelo seu inegável tamanho e conquistas históricas de desenvolvimento econômico, político e social.

    Quem quiser ler o texto completo está aqui toda a verdade.”Diplomacia e legitimidade: O preço de Honduras para o Brasil”
    Por Ana Monteiro – Nazira Fortes 10/01/2011 às 15:14

  70. Kitty

    -

    13/01/2011 às 13:03

    Sr. Caio, chumbo grosso pela frente!!!
    Tropa de choque! preparem respostas bem afiadas,
    não tem jeito, ele continua a nos desafiar!!!!!
    Sejamos duros ” pero sin perder la ternura”.

  71. Caio Frascino Cassaro

    -

    13/01/2011 às 12:32

    Prezado Ricardo:
    Continuando nossa seção de “sova educativa”, tomei a liberdade de extrair um texto publicado pelo Reinaldo Azevedo e que é bem elucidativo. Anexei também o comentário do deputado Raul Jungmann, que como membro da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, foi enviado a Honduras como observador das eleições que ali ocorreriam e, quando retornou, emitiu o parecer aqui anexado. Peço a todos paciência e que leiam tudo até o final.
    “Às vezes, é preciso desenhar. Então vamos desenhar. Comecemos com uma questão bastante geral, que vale para Honduras, para o Brasil e para qualquer país: pode-se não gostar da Constituição que existe, mas sempre existirá uma. A questão é saber se ela foi votada num regime autoritário ou democrático; se a legitimidade está de braços com a legalidade. No caso hondurenho, ainda que se possa fazer pouco do texto constitucional e lhe atribuir exotismos – a brasileira está cheia de esquisitices -, foi escrita num regime de liberdades plenas e vinha garantindo a estabilidade do país, com sucessões democráticas, desde 1982. Se tinha tal e qual objetivo, se buscava amarrar o país a esta ou àquela configuração de poder, pouco importa. Também sobre o Texto brasileiro ou americano se podem fazer as mais variadas especulações. O PT se negou a participar do ato puramente formal de homologação da Carta porque considerou que ela buscava alijar os trabalhadores do poder ou qualquer bobagem do gênero. Assim, consolida-se o…

    …FATO NÚMERO UM – a Constituição de Honduras foi democraticamente instituída. E, neste meu desenho em palavras, isso nos remete imediatamente ao…

    …FATO NÚMERO DOIS – a Constituição de Honduras tem um artigo, o 239, cuja redação muita gente considera curiosa, um tanto amalucada e, querem alguns, contrária a alguns bons princípios do direito. Pode ser. A Constituição brasileira tabelava os juros, por exemplo. Na reforma constitucional, o artigo caiu em razão de uma emenda supressiva proposta pelo então senador José Serra. Voltemos à Constituição hondurenha. Estabelece o artigo 239:
    “O cidadão que tenha desempenhado a titularidade do Poder Executivo não poderá ser presidente ou indicado. Quem transgredir essa disposição ou propuser a sua reforma, assim como aqueles que o apoiarem direta ou indiretamente, perderão imediatamente seus respectivos cargos e ficarão inabilitados por dez anos para o exercício de qualquer função pública”.
    No original, está escrito “cesarán de inmediato en el desempeño de sus respectivos cargos”. Também em espanhol, “de imediato” quer dizer “de imediato”.
    A tal consulta que Manuel Zelaya queria fazer violava abertamente este artigo. E isso nos remete ao…

    …FATO NÚMERO TRÊS – é falso, e o arquivo da imprensa hondurenha está disponível na Internet, que Zelaya mal teve a idéia, e já lhe foram lá tomar o cargo. Eu diria até que o processo político foi mais compreensivo com ele do que o artigo 239. O que fizeram os que se opunham a ele, incluindo membros de seu próprio partido? Recorreram à Justiça, acusando a sua consulta de violar justamente o dito artigo 239. E isso nos remete ao…

    …FATO NÚMERO QUATRO – este é freqüentemente omitido na argumentação. Cabe aqui lembrar o que diz o Artigo 184:
    Las Leyes podrán ser declaradas inconstitucionales por razón de forma o de contenido. A la Corte Suprema de Justicia le compete el conocimiento y la resolución originaria y exclusiva en la materia y deberá pronunciarse con los requisitos de las sentencias definitivas.
    Então vamos chegar ao…

    …FATO NÚMERO CINCO – a Corte Suprema de Justiça considerou a consulta INCONSTITUCIONAL. E todos aqueles, pois, que se envolvessem com a sua realização estariam incorrendo numa ilegalidade. Assim, chegamos ao…

    …FATO NÚMERO SEIS – é o mais importantes da história toda. Manuel Zelaya desconsiderou a decisão da Justiça e deu ordens ao Exército para que seguisse adiante com o plebiscito, já que a Força era a responsável pela realização da consulta. Notem bem: se o Exército tivesse sido obediente às ordens de Zelaya, o chefe do Executivo estaria tomando decisões contrárias à vontade do Congresso e à decisão da Justiça. ERA O GOLPE, O VERDADEIRO GOLPE. Assim, estamos diante do…

    …FATO NÚMERO SETE – Zelaya organizou seus bate-paus do sindicalismo para surrupiar as urnas que estavam nos quartéis (conforme o plano original) e realizar a tal consulta ao arrepio do Congresso, da Justiça e das Forças Armadas. Mas o que têm as Forças Armadas com isso? Exercem em Honduras o mesmo papel Constitucional que exercem no Brasil. E isso nos remete ao…

    …FATO NÚMERO OITO – as Forças Armadas de Honduras, como no Brasil, são garantidoras da ordem constitucional caso ela seja ameaçada, conforme reza o artigo 272, a saber:
    Las Fuerzas Armadas de Honduras, son una Institución Nacional de carácter permanente, esencialmente profesional, apolítica, obediente y no deliberante. Se constituyen para defender la integridad territorial y la soberanía de la República, mantener la paz, el orden público y el imperio de la Constitución, los principios de libre sufragio y la alternabilidad en el ejercicio de la Presidencia de la República.
    Chegamos, então, ao…

    …FATO NÚMERO NOVE – a Corte Suprema entendeu – e lhe cabe interpretar a Constituição, se esta já não fosse bastante explícita – que a deposição de Zelaya foi automática. O artigo 272 confere às Forças Armadas, na prática, o papel de executoras da medida. Seguindo ainda outros dispositivos constitucionais, Roberto Micheletti assumiu, legal e legitimamente, a Presidência da República, com o apoio da Justiça e do Congresso. E vamos ao…

    …FATO NÚMERO DEZ – Quando Zelaya deixou o país – forçado, como ele diz; ou numa negociação, como muitos asseveram -, já não era mais o presidente. E não é uma questão de gosto ou ponto de vista afirmar se era ou não. O texto constitucional que regula a vida hondurenha – assim como o do Brasil regula a nosso, com ou sem despautérios – deixa claro que não era. Não era mais porque o Artigo 239 fala da deposição “de imediato”. Não era mais porque a Corte Suprema, interpretando a Constituição, formalizou a sua destituição. Note-se que esse processo levou tempo. Zelaya sabia que caminhava para um confronto com o Congresso e com Justiça. Bom bolivariano aprendiz, tentou dividir as Forças Armadas. E chegamos, então, ao…

    …FATO NÚMERO ONZE – O que aconteceu em Honduras foi, óbvia e claramente, um contragolpe. Se o Exército tivesse obedecido às ordens de Zelaya ou se a consulta tivesse se realizado contra a decisão da Corte Suprema e sob o olhar cúmplice das Forças Armadas, o golpe teria sido dado por ele. E POUCO IMPORTA SE ELE TERIA OU NÃO CONDIÇÕES OU TEMPO DE SE REELEGER. ISSO É ABSOLUTAMENTE IRRELEVANTE. Caminhemos para o…

    …FATO NÚMERO DOZE – Zelaya “foi retirado do país de pijama, e isso é inaceitável”. Pode ser, mas, por si, não caracteriza golpe. Zelaya, àquela altura, era um ex-presidente que havia atentado contra a lei máxima do Estado hondurenho pelo menos três vezes:
    - quando quis fazer a consulta:
    - quando deu uma ordem ilegal ao Exército;
    - quando decidiu fazer a sua consulta na marra.
    Jamais deveria ter sido tirado do país, à força ou não. Deveria ter ficado para responder por seus crimes, mas não mais como presidente da República, que esta condição ele já tinha perdido quando:
    a – propôs a consulta contra o artigo 239 – mas foi tolerado;
    b – quando deu reiteradas ordens contra a decisão da Justiça.
    Ter sido eventualmente vítima de uma decisão arbitrária (tenho fontes muito boas que me asseguram que ele pediu para sair, mas isso é irrelevante) pede, pois, a punição daqueles que cometeram a arbitrariedade. Mas isso não significa recondução ao poder de um presidente que, não bastasse a autodestituição, foi cassado pela Corte Suprema de um país, reitero, DEMOCRÁTICO. Estamos às portas do…

    …FATO NÚMERO TREZE – Não existe processo de impeachment na Constituição de Honduras. Por mais que muitos estranhem em tempos ditos globalizados, países têm as suas próprias leis. Pode-se achar que o Artigo 239 é um atentado a este ou àquele princípio, mas Constituições não são universais. De toda sorte, grife-se, houve, sim, o devido processo legal que resultou na deposição – não na saída do país – de Manuel Zelaya. Ele não deixou para trás o cargo de presidente quando foi tirado de Honduras. Foi tirado do país quando já não tinha mais o cargo de presidente. A ilegalidade (se foi contra a vontade) desse ato não tem o condão de fazer duas coisas:
    a – retroagir no tempo, anulando a sua cassação, que já tinha sido decidida pela Corte de Justiça;
    b – tornar o golpista vítima do golpe. Ou não era um golpe a tentativa de jogar o Exército contra a Justiça e o Congresso? Assim, vou para o…

    …FATO NÚMERO CATORZE – Se ele tentou dar um golpe (duas vezes) e foi impedido pela Justiça e pelas Forças Armadas – com a anuência do Congresso -, os que o contiveram, mantendo a integridade da Constituição, deram foi um contragolpe.
    Entendeu, valente? Se ainda não, prossiga e leia o comentário do Deputado Raul Jungmann:
    O deputado Raul Jungmann (PPS-PE) é membro da Comissão de Relações Exteriores da Câmara e um dos mais de 300 observadores estrangeiros que acompanharam a eleição em Honduras neste domingo – o único brasileiro. Abaixo, ele conta o que viu e ouviu em Honduras quando esteve lá em setembro e agora.
    *
    Estive em Honduras no fim de setembro chefiando uma missão parlamentar da Câmara dos Deputados. Naquela oportunidade, encontrei-me com toda a cúpula política do país – Corte Superior de Justiça, presidente, mesa diretora e líderes da Assembléia Nacional, Comissão Nacional de Direitos Humanos, presidente da República e presidente deposto, além de diplomatas, sociedade civil e jornalistas. Agora, estou de volta à capital hondurenha, Tegucigalpa, como observador internacional do processo eleitoral, o único do Brasil.

    Acho que aprendi algo sobre o que se passou e se passa aqui e me chama atenção a repetição, como um mantra, de erros grosseiros, factuais ou de interpretação, sobre a crise em que foi mergulhado esse país. Resolvi então selecionar os dez mais comuns e contestá-los no intuito de desfazer equívocos e informar corretamente.

    01. EM HONDURAS OCORREU UM GOLPE
    Se, por um golpe, tomamos algo que se dá contra a Constituição de um país ou à margem dela, certamente não. A deposição do Presidente Zelaya e a posse do presidente Roberto Micheletti se dão de acordo com a Carta hondurenha. Todas as instâncias legais foram observadas, e todas as instituições – Corte Suprema, Procuradoria Geral, Advocacia da União e Congresso – se manifestaram como manda o rito constitucional. E, em todas elas, o sr. Zelaya foi condenado jurídica e politicamente.

    02. MICHELETTI É UM PRESIDENTE DE FACTO E GOLPISTA
    O Sr. Micheletti é o presidente constitucional de Honduras e não de fato ou interino. Ele chegou à Presidência por comando claro da Constituição, dado que era o sucessor legal e que o vice se afastara para concorrer às eleições. Ele deverá passar o cargo ao seu sucessor no prazo previsto, 27 de janeiro de 2010. Golpista nenhum torna-se presidente e deixa de sê-lo de acordo com o que manda a Constituição.

    03. O PRESIDENTE ZELAYA NÃO TEVE DIREITO DE DEFESA
    Sigamos a cronologia dos fatos. Em fevereiro de 2009, o Sr. Zelaya torna pública a sua intenção de realizar um plebiscito, o que feria a letra da Constituição. Em abril, a Fiscalia de la Republica (Procuradoria Geral) lhe manda uma primeira carta alertando-o para a flagrante inconstitucionalidade de tal ato. Zelaya desdenha. Ainda em abril, uma segunda carta pública lhe é enviada pela Fiscalia com o mesmo resultado, pois o presidente, também publicamente, reitera suas intenções. Então, a Fiscalia oficia, em maio, para que se pronuncie o Advogado Geral do Estado, e este o faz reforçando a tese da inconstitucionalidade. Nesse momento, a Fiscalia requer à Justiça de primeira instância que instaure processo, do qual resulta a condenação de Zelaya, que recorre ao Tribunal de Apelação, que igualmente o condena, com novo recurso à Corte Superior de Justiça – com o mesmo resultado dos anteriores. É então que, no dia 23 de março, o presidente Zelaya publica um decreto convocando uma Constituinte, o que colide frontalmente com um outro artigo da Carta.

    Entra em cena o Congresso Nacional, que usando de suas prerrogativas, julga a conduta do presidente e, por 123 votos a 5, inclusa a maioria do seu partido, decide afastar o presidente Zelaya. Duplamente julgado e condenado, tendo tido amplo direito de defesa, ele é afastado, tem os seus direitos políticos cassados e sua prisão decretada pelo presidente da Corte Superior de Justiça no dia 28 de junho. Onde, portanto a ausência de contraditório e o amplo direito de defesa?

    04. ZELAYA É UM HOMEM DE ESQUERDA E POPULAR
    Nada, na biografia e trajetória do presidente deposto, autoriza essa constatação. Filho de um rico fazendeiro (envolvido em uma chacina de camponeses), eleito pelo Partido Liberal, de direita, privatista e antiestatista, o Sr. Zelaya se elegeu com um programa pró-mercado e de reformas. No poder, cai nas graças de Hugo Chávez, ingressa na ALBA, a Alternativa Bolivariana Para as Américas , assumindo posturas e projetos populistas e assistencialistas. Por essa “conversão”(?!), torna-se um ídolo para uma certa esquerda de pouco tino e senso histórico.

    05. ZELAYA NÃO VOLTOU AO PODER POR CONTA DA DITADURA GOLPISTA
    Nada mais falso. Em primeiro lugar, todas as instituições hondurenhas estão abertas e funcionando normalmente, o que, convenhamos, é esquisitíssimo em se tratando de um golpe de Estado. Em segundo, contando com o esmagador apoio de toda a comunidade internacional, da OEA e a ONU, e se dizendo popular e com o apoio dos hondurenhos, por que “Mel” não retorna ao poder? Por dois motivos: a totalidade das instituições de Honduras está definitivamente contra ele, e a maioria do seu povo, também. Tivesse esse último a seu favor, manifestações de massa – inexistentes – e uma greve geral, mais o apoio externo, teriam derrubado o atual governo.

    06. O RESULTADO DAS ELEIÇÕES NÃO SERÁ ACEITO DEVIDO À DITADURA
    As atuais eleições foram convocadas e datadas antes da atual crise. Todos os partidos puderam apresentar candidatos e debater seus programas nas praças, rádios e TVs. Os hondurenhos podem votar livremente, e o Tribunal Superior Eleitoral, órgão independente, supervisiona e fiscaliza o pleito.

    Apenas 0.5% dos mais de 15 mil candidatos inscritos atenderam ao apelo do Sr. Zelaya para boicotarem as eleições, e o principal partido de esquerda, a UD, está na disputa, rachando e minguando a base de apoio do ex-presidente deposto. Se o povo hondurenho acorrer às urnas e se o pleito for limpo, segundo os mais de 300 observadores internacionais, as eleições e seu resultado serão legítimos.

    07. O RESULTADO DAS ELEIÇÕES NÃO SERÁ RECONHECIDO NO EXTERIOR
    Será por uns e por outros. Do lado do reconhecimento, estarão os EUA, Colômbia, Israel, Peru, Panamá, Canadá, Alemanha e Itália até o momento. Contra, teremos o Brasil, a Argentina, Venezuela, Equador, Uruguai, Chile, Paraguai, Bolívia, Suriname e, certamente, os demais países da comunidade européia. Porém, com o passar do tempo, caso as eleições sejam limpas, o primeiro grupo irá paulatinamente crescer, e o segundo, minguar. Lembrando que aqui o voto não é obrigatório e a abstenção é costumeiramente altíssima, atingindo mais de 50%.

    08. O GOLPE EM HONDURAS AMEAÇA A DEMOCRACIA NA AMÉRICA DO SUL
    Como espero haver demonstrado, não houve golpe em Honduras. Houve, sim, e isso não pode ser esquecido ou tolerado, uma abominável agressão ao Sr. Zelaya. Quando ele já não era mais presidente, foi retirado de sua casa de madrugada e enviado para fora do país. Os responsáveis por isso têm de ser exemplarmente punidos, na forma da lei, para que tal crime jamais se repita, em Honduras ou qualquer lugar.

    Agora, o que ameaça a cláusula democrática no subcontinente é o meio compromisso com a democracia. Se o Sr. Zelaya foi apeado do poder segundo as regras constitucionais do país, e foi sucedido em linha com as mesmas regras pelo Sr. Micheletti, chamar a isso de golpe de Estado é atentar contra a democracia. E isso vale, em especial, para uma certa esquerda, para a qual, sendo o atual governo de direita, ele é inaceitável, como se a esta não fosse permitido chegar ao poder, no que incorre em duplo erro.

    Em primeiro lugar, porque foi a Constituição, que colocou a “direita” na presidência. Em segundo, é o Sr. Manuel Zelaya o golpista de fato, ao atentar contra a Carta Constitucional e as instituições hondurenhas. Portanto, é ele quem ameaça a democracia na America do Sul, e não o contrário.

    09. LULA ERROU AO RECEBER ZELAYA NA EMBAIXADA BRASILEIRA
    Não, ele agiu certo. É tradição humanitária do Brasil receber em nossas embaixadas quem nos procura em situação de risco. O erro foi dar status de “abrigado” ao Sr. Zelaya quando o correto, jurídica e diplomaticamente, seria lhe conceder asilo. Ao lhe dar abrigo e não asilo, o ex-presidente pôde legalmente usar a embaixada brasileira como palanque político, interferindo na política hondurenha, o que constitui gravíssimo erro e desrespeito à soberania hondurenha.

    Imaginem se, ao ser deposto, o presidente Collor se abrigasse numa embaixada de um país qualquer e de lá convocasse uma insurreição contra o governo de Itamar Franco. Como nos sentiríamos?

    10. A POSIÇÃO DO BRASIL FOI CORRETA DIANTE DA CRISE
    Antes de mais nada, a América Central, e Honduras em particular, jamais foi importante ou área de influência do Brasil, donde resulta em erro o calibre e engajamento da resposta. Em duzentos anos de relações diplomáticas, um único presidente nosso esteve lá, Luis Inácio Lula da Silva. Nossas relações comerciais são irrisórias, e a região tem com os EUA 70% da sua pauta comercial. Sendo que Honduras fecha as suas contas nacionais com remessas que lhe são enviadas dos Estados Unidos pelos que para lá imigraram.

    Ao ver golpe aonde houve desrespeito aos direitos humanos e, em seguida, ao defender o retorno do Sr. Zelaya ao poder, erramos de novo. Por fim, ao dar a este a condição de abrigado e não de asilado, permitimos o uso da nossa embaixada como palanque. Com essa seqüencia de equívocos, perdemos a condição de mediadores, deixando de ser uma fonte de soluções para nos tornarmos parte do problema.

    Caso as eleições de hoje sejam limpas e o Brasil teime em não reconhecê-las, erraremos de novo e em definitivo.
    *
    Desta forma, mais uma vez o sr. Wilson Alves (recuso-me a chamá-lo pelo pseudônimo – é ridículo demais) foi desconstruído pela argumentação – que no caso nem é minha. Os textos de Reinaldo Azevedo e do Deputado Raul Jungmann são tão definitivos que resolvi publicá-los em sua íntegra.
    Como este comentário ficou muito longo, a questão Battisti e demais comentários ficarão para mais tarde.

  72. Kitty

    -

    13/01/2011 às 12:07

    Ricardo, bom día!!! Peço licença para usar a sua coluna para responder ao Sr. Caio.
    Prezado Caio,
    Nem de longe pensei que o Sr.lembrasse do meu nome.Me sentí muito lisonjeada de saber que faço
    parte do grupo-Carlos Nascimento-JuJu-María Helena-
    RitaZ e o Sr.que nos sentimos na obrigação de defender a coluna do excelente jornalista Ricardo
    Setti. “”Personas no gratas”" estão se aproveitando
    da ausência do titular para ofendê-lo com agressões
    verbais de baixo nível. Como o grupo aumentou, de
    FIEIS ESCUDEIROS agora passamos a ser a TROPA DE CHOQUE.
    Sr. Cassaro, não me deixo facilmente iludir ou
    hipnotizar, ao contrario me considero muito bem
    centrada ao ponto de saber discernir entre comentários de alto nível,e outros que eu considero bastante mediocres.
    E os seus são sempre esclarecedores e inclusive
    didácticos.
    Abraços, Kitty

  73. Wilsoleaks Alves

    -

    12/01/2011 às 20:15

    Senhor Caio Frascino Cassaro…
    Este é textualmente o decreto do Presidente hondurenho JOSE MANUEL ZELAYA ROSALES.
    Indique-me, por favor, qual parágrafo faz referência sobre a reeleição de Zelaya.
    ———————————————–
    HONDURAS: Decreto Ejecutivo del Presidente Manuel Zelaya para consultarle al pueblo sobre la Cuarta Urna Lunes, 30 de Marzo de 2009 20:09 – Actualizado Lunes, 30 de Marzo de 2009 20:12
    Decreto Ejecutivo PCM 05-2009
    El Presidente de la República, En consejo de Ministros:
    Considerando:
    Que en Honduras, como un estado de derecho, la Soberanía corresponde al pueblo del cual emana.
    Todos los poderes del Estado, con la finalidad de asegurarse a sus habitantes del goce de la justicia, la libertad, la cultura y el bienestar económico y social.
    CONSIDERANDO:
    Que la Sociedad hondureña ha experimentado cambios sustanciales y significativos en los últimos 27 años, cambios que demandan un Nuevo marco Constitucional para adecuarlo a la realidad nacional como una legítima aspiración de la sociedad.
    CONSIDERANDO:
    Que es deber del Poder Ejecutivo contribuir al fortalecimiento y consolidación de la democracia; así como atender, en su condición de administrador general del Estado, los asuntos de interés nacional y promover soluciones que garanticen la gobernabilidad democrática, con amplia participación ciudadana.
    CONSIDERANDO:
    Que como una forma de practicar la democracia participativa, es procedente realizar una amplia consulta popular para determinar, de forma legítima, si la Sociedad hondureña está de acuerdo con la convocatoria a una Asamblea Nacional Constituyente, que dicte y apruebe una nueva Constitución Política.
    CONSIDERANDO:
    Que la Constitución vigente no prevé un procedimiento para convocar a una Asamblea Nacional Constituyente; por ello, el Poder Ejecutivo, como una forma de practicar la democracia participativa, apela al mecanismo de la consulta popular para determinar si la sociedad hondureña demanda una nueva Constitución.
    CONSIDERANDO:
    Que el Instituto Nacional de Estadística (INE), de acuerdo a su ley, tienen como primer objetivo, asegurar la producción de estadísticas confiables y oportunas, necesarias para el permanente conocimiento de la Realidad Nacional, la planificación del desarrollo y la eficiente gestión en la toma de decisiones del sector público, para lo cual puede ejecutar o coordinar la generación de datos.
    POR TANTO
    En aplicación de los artículos de la Constitución de la República, de la ley del INE; de la ley de Administración Pública y del Reglamento de Organización y Funcionamiento y competencia del Poder Ejecutivo.
    DECRETA
    Articulo 1. Realizar de conformidad con la ley, una amplia
    consulta popular en todo el territorio nacional, para la que la ciudadanía hondureña pueda expresar libremente, su acuerdo o no, con la convocatoria a una Asamblea Nacional Constituyente, que dicte y apruebe una nueva Constitución Política.
    Articulo 2. Esta Consulta estará a cargo del Instituto Nacional de Estadística (INE), como órgano encargado de la producción de estadísticas confiables y oportunas, necesarias para el permanente conocimiento de la realidad nacional, la Planificación nacional y la eficiente gestión en la toma de decisiones en el sector público, para lo cual puede ejecutar y organizar la generación de datos.
    La consulta deberá llevarse a cabo, a más tardar, el último domingo del mes de junio del año 2009 y planteara la siguiente pregunta:
    ¿ESTA USTED DE ACUERDO QUE EN LAS ELECCIONES GENERALES DE NOVIEMBRE 2009, SE INSTALE UNA CUARTA URNA PARA DECIDIR SOBRE LA CONVOCATORIA A UNA ASAMBLEA NACIONAL
    CONSTITUYENTE QUE APRUEBE UNA NUEVA CONSTITUCION POLITICA?
    Todas las instituciones y órganos del Poder Ejecutivo, están en la obligación de brindar colaboración oportuna y adecuada al INE, para el cumplimiento de esta tarea. Asimismo, se convoca a la Sociedad Civil organizada para que participe y vigile la legitimidad y trasparencia de esta consulta popular.
    Articulo 3. El resultado positivo de esta consulta popular; servirá de legítimo fundamento para que el Poder Ejecutivo remita al Congreso Nacional un proyecto de ley especial para colocar la cuarta urna en las elecciones generales de noviembre 2009.
    Articulo 4. El presente decreto es de ejecución inmediata y deberá publicarse en el diario oficial La Gaceta.
    Dado en Casa Presidencial, en la ciudad de Tegucigalpa, Municipio del Distrito Central, a los 23 días del mes de marzo 2009.
    COMUNIQUESE:
    JOSE MANUEL ZELAYA ROSALES
    Presidente Constitucional de la República.
    Firmas de todos los ministros de Estado
    ————————————————-
    Estarei aguardando ansiosamente seu parecer técnico senhor doutor Cassaro.

    Quanto a Cesare Battisti , como já disse noutra oportunidade não irei entrar em méritos de questão sobre se seu julgamento foi justo ou não, primeiro pelo exíguo espaço e também porque tamanha argumentação demandaria tempo, que sei, não dispomos.
    O Senhor Ricardo Setti afirmou que a decisão do Presidente Lula de não extraditar Battisti teria sido vergonhosa porque, segundo ele, “mandaria a constituição, o bom senso, o sentimento de justiça e as relações com um país amigo”. Eu discordei do senhor Setti pelo seguintes motivos:
    PRIMEIRO: pela lei de refugiados (LEI N. 9.474, DE 22 DE JULHO DE 1997) em seu Artigo 1º – Será reconhecido como refugiado todo indivíduo que:
    “I – devido a fundados temores de perseguição por motivos de raça, religião, nacionalidade, grupo social ou opiniões políticas encontre-se fora de seu país de nacionalidade e não possa ou não queira acolher-se à proteção de tal país.”
    Se o Ministro Tarso Genro, examinando a questão, considerou Battisti como REFUGIADO devemos aplicar de imediato o artigo 33 da mesma lei que diz textualmente:
    “O reconhecimento da condição de refugiado obstará o seguimento de qualquer pedido de extradição baseado nos fatos que fundamentaram a concessão de refúgio.”
    Mesmo contrariando o art 33 da lei n° 9.474, de 22 de julho de 1997 o pedido de extradição prosseguiu e a consulta no STF sobre a POSSIBILIDADE de extraditar Cesare Battisti esteve empatada em 4 a 4 quando foi desempatada a favor da extradição, pelo Presidente do Tribunal Gilmar Mendes.
    Vindo a ocorrer empate na votação de extradição, deve ser aplicada a mesma regra do Regimento Interno prevista para o caso de “habeas corpus”, de acordo com a qual, a teor do art. 146, parágrafo único, o presidente da corte não vota e o empate será interpretado como favorável ao acusado.
    NO ENTANTO:
    Mesmo o STF tendo decidido que Cesare Battisti poderia ser extraditado deixou a decisão final para o poder executivo.
    Veja bem senhor Cassaro, num regime presidencialista todos sabem que a decisão final sempre será do Presidente, porém, o STF fez questão de, por 5 a 4, reafirmar que a decisão final sobre a extradição do ativista italiano caberia ao Presidente em exercício.
    E o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu, baseado no parecer do Advogado Geral da União, pela não extradição de Cesare Battisti.
    Agora veja o que diz o atual Ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso:
    “Após ler o parecer da Advocacia-Geral da União, não tenho a menor dúvida de que a decisão do presidente Lula foi correta. Nem sempre quando um país adota decisões soberanas, você tem a aceitação de todos. O presidente decidiu em estrita consonância com o nosso direito e com o que o STF [Supremo Tribunal Federal] tinha manifestado.”
    E o atual advogado-geral da União, ministro Luís Inácio Adams:
    “A decisão de negar a extradição do ex-ativista italiano Cesare Battisti e mantê-lo no Brasil na condição de imigrante foi um ato soberano do governo brasileiro, tomado com base na lei e no tratado entre os dois países e, por isso, deverá ser confirmado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão está tomada e cabe ao STF dar consequência”.
    FINALIZANDO:
    Seu exemplo de assassino mexicano só serve como pendulo para manter incautos hipnotizados e seu exemplo de sofisma beira o ridículo, pois, o elefante é vegetariano e eventualmente pode até ficar gordo, posto que, compleição física é uma coisa e obesidade outra completamente diferente.
    Senhor Cassaro, vou parar por aqui, minha mão já não aguenta mais de tanto apanhar da sua cara.
    Até mais ler…

  74. Marcio Nobre

    -

    12/01/2011 às 19:26

    Excelente comentario, fez um bom resumo do periodo Lula e como a historia vai mostrar no futuro. E para esconder sua preguiça em estudar critica pessoas como FHC.

  75. Caio Frascino Cassaro

    -

    12/01/2011 às 14:38

    Muito obrigado pelos comentários. Juju, Kitty, RitaZ, Maria Helena, Carlos, enfim todos que gastaram seu tempo precioso lendo os textos que tenho publicado nos últimos dias. Insisto que nossa obrigação é defender este espaço. Ricardo Setti é um jornalista brilhante, e mais que isso, dono de um tremendo caráter. Com o nome que tem, poderia estar pendurado em um desses Sites por aí com financiamento das “Petrobrás” da vida. Mas não, com independência e coragem, coloca o pêso de sua história no jornalismo na defesa dos valôres básicos da civilização, e por conta disso acaba sendo agredido de forma covarde, posto que está ausente.
    Portanto, prossigamos na luta. Se quiserem vir ao espaço para debater, que venham. O debate, a troca honesta de idéias é sempre bem vinda. Porém, se vierem com falta de educação, ataques pessoais, insinuações, duplos sentidos e todo tipo de aleivosias, terão resposta a altura.
    Um abraço a todos.

  76. Juju

    -

    12/01/2011 às 1:13

    hahahahahahah…mil desculpas, sr. Cassaro, mas o senhor é realmente ótimo…tirou as palavras de minha boca quando respondeu ao sr. WilsoLEAKS…as explicações jurídicas sobre o caso Battisti com o qual ele nos “presenteou” eram tão estapafúrdias quanto risíveis…perdoe-me mencioná-lo na íntegra, mas não poderia deixar passar esse trecho de seu comentário:

    “Voltando ao sr Battisti, o sr. desenvolve uma tese esdrúxula para provar que o STF está errado em mantê-lo preso. Sugiro que o sr. encaminhe sua argumentação aos ministros do Supremo, que, certamente abalados por tamanha sabedoria, tomarão duas atitudes: Libertarão imediatamente Battisti e o nomearão para a vaga aberta no STF, poupando dona Dilma de mais uma trombada de frente com o Apedeuta.”

    hahahahahahaha…de fato, pensei a mesma coisa que você quando li a referida tese esdrúxula, mas não fui tão corajosa…da forma como colocado, parecia ser ele o ser humano mais inteligente da face da Terra, enquanto os pobres Ministros do STF não passam de pessoas confusas, iludidas e, como ele mesmo disse se referindo à mim, hipnotizados…por que demoraram tanto para decidir acerca do litígio se a resposta estava em meia dúzia de artigos e incisos legais?
    Espero que, finalmente, o referido senhor LEAKS tenha resolvido nos deixar em paz e preferido apresentar suas “brilhantes” argumentações em bandas mais propícias, como é o caso do blog do sr. Cloaca…eu já o aconselhei a se desabafar por lá, mas ele não quis me ouvir…

  77. Renata

    -

    11/01/2011 às 23:43

    Feliz ano novo muita saude e paz

    O colunista Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como este a partir do dia 17. Obrigado.

  78. Caio Frascino Cassaro

    -

    11/01/2011 às 19:45

    Prezado Ricardo:
    Segue minha resposta ao sr. Alcione.
    Primeiro, quero agradecer de coração o forte abraço, e retribuí-lo. Segundo, pelas suas palavras, o sr. (puxa, que bom que o sr. finalmente se identificou quanto ao gênero), certamente uma pessoa do bem, que se preocupa com a miséria dos que estão à sua volta. A miséria, prof. Alcione, só será erradicada com um forte investimento na área de educação. A Coréia investe um paercela altíssima de seu PIB em educação, e os resultados são evidentes. Quem era a Coréia a 30 anos atrás? Em pouco mais de uma geração se transformaram em um país altamente competitivo, exportando alta tecnologia para todo mundo (garanto que o sr. deve ter algum equipamento Samsung ou LG aí em sua casa, ou pelo menos conhece várias pessoas que os têm). E o sr. sabe porque a Coréia chegou a esse ponto? Porque ao invés de investir em estatais, que invariavelmente são imp´rodutivas e só servem para cabide de emprego, optou por formar umgrupo de emprêsas nos molde sdo “Keidaren” japonês. Deu facilidades de crédito a essas emprêsas, que cresceram assustadoramente e são hoje o motor da punjante economia coreana. Saliento que a Presidente Dilma tem o mesmo plano para o Brasil. Ela quer pegar cerca de 30 ou 40 emprêsas de e formar um grupo extremamente competitivo através de mecanismos de crédito que impulsionarão esses conglomerados. Para nós, das emprêsas pequenas e médias, é maravilhoso: a demanda por mercadorias e serviços dessas grandes emprêsas farão a economia girar, exatamente como no modêlo coreano. Fiz este preâmbulo para lhe demonstrar a lógica das coisas. Qual a primeira providência da Presidente Dilma? Privatização dos Aeroportos. Porque? É simples – porque a iniciativa privada vai prestar um serviço melhor. Assim quando comentar-se as privatizações do governo FHC,deve-se ter em conta o contêxto no qual elas aconteceram. A Vale, por exemplo, quando foi privatizada rendia dividendos mínimos ao governo, que por sua vêz não possuia o capital necessário para investir na empresa e transformá-la nesse gugante em que ela se tornou. O sr. tem idéia do volume de investimento necessário para se chegar ao resultado mostrado pelo sr. em seu texto? Sinceramente, o sr acha que o governo teria esse dinheiro? Não se pode descontextualizar a análise. |Não dá para comparar o resultado da Vale hoje com a Vale de 1997. A emprêsa foi vendida pelo que ela valia. Se continuasse nas mãos do estado sóserviria de cabide de emprêgo para meia dúzia de “companheiros”. Hoje, com o resultado da arrecadação dos impostos, a sociedade lucrou e muito com a privatização. Que, diga-se de passagem não foi revertida pelo governo de Luiz Inácio.
    A privatização das Teles tirou o Brasil de um buracos no setor, e só não estamos em melhor situação porque o governo de Luiz Inácio desmoralizou as agências regiladoras. Não sei a sua idade, mas eu cheguei a vender um telefone em 1993 por US$6.000,00 ( éramos o único país do mundo, ao lado do Irã, no qual telefone era um bem declarado inclusive no IR). O Brasil possuia cerca de seis ou sete milões de aparelhos, e os planos de expansão da rede falavam em um mínimo de 2 anos para a instalação de uma linha nova. Hoje são 190 milhóes de celulares e mais de 30 milhões de aparelhos fixos. São números incontestáveis. Se o sr. não concorda, jogue fora o seu celular. Com certeza se a telefonia estivesse ainda nas mãos do estado o sr. não conseguiria comprar uma linha com o salário de professor, pois como a procura seria muito maior que a demanda, os preços seriam inacreditáveis.
    Com relação à privatização do sistema elétrico, novamente o benefício à população foi óbvio. O que atraza o setor é ainda a atuação pífia das agências reguladoras, transformadas em cabides de emprego pelo último governo. Sendo órgãos eminentemente técnicos, sua transformação em moeda de troca política provocou até tragédias, como no caso da aviação.
    Assim, sua argumentação mostrando que Serra era privatista não faz o menor sentido. Pegou-se um bando de emprêsas sem a menor capacidade de investimento e vendeu-se a quem sabe tocar o negócio. Os investidores? Desculpe, mas se o sr. for combater FHC por aí, por uma questão de honstidade intelectual terá de pedir a prisão do Apedeuta. Em oito anos o governo transferiu para o mercado financeiro cerca de 2 trilhões de reais . É isso mesmo, o sr não leu errado. Vou explicar. Todos os anos o governo obtém ou tenta obter o chamado superávit primário. O que vem a ser isso. É uma conta simples: (Receita) – (Despeza) = Suiperávit. Só que nessa conta o governo não coloca os juros da dívida interna. Assim ano após ano, o governo transfere todo o dinheiro obtido com o Superávit Primário para os rentistas. Porém esse superávit não é suficiente para pagar os juros. Resultado: isso vira uma bola de neve, com a nossa dívida interna aumentando ano após ano, apesar de todo o imenso valor de juros pago. Desta forma, o governo Luíz Inácio assumiu com uma dívida interna de 650 bilhões de reais e fechou o governo devendo Um trilhão e 800bilões de reais em números aproximados. Some aí cerca de 700 bilhões de reais de superávit primário que foram parar direto na mão dos bancos e dos rentistas, o sr. vai entender que Luiz Inácio se alcunhou de pai dos pobres, mas foi mesmo uma mãe para os ricos.
    Finalizando, decerto que sou biologicamente semelhante ao sr. (até prova em contrário, somos ambos seres humanos), e a cultura vai do que cada um adquiriu ao longo de sua vida, do meio que viveu e das escolas que frequentou. Não tenho a menor vontade de trocar insultos com quem quer que seja, e parece que o sr. desistiu dessa bobagem em seu último comentário. Melhor assim. Pode-se divergir sem atacar o outro. O confronto deve sempre permanecer no campo das idéias.
    Retribuo com carinho seu forte abraço e lhe desejo tudo de bom.

  79. carlos nascimento

    -

    11/01/2011 às 18:59

    (PAUSA POLITICA)
    Amigos,

    Pedindo licença, ouso postar assunto diferente do tema principal, buscando quem sabe desanuviar o espaço, que anda extremamente carregado, creio que o assunto pode levar-nos também a bons debates.
    O futebol brasileiro está vivenciando alguns momentos interessantes, com a presença do Ronaldo (gorducho) e da chegada do Ronaldinho (o gaúcho baladeiro) e, talvez a vinda do Luis Fabiano (o fabuloso do galvão), trazendo um frenesi interessante, entretanto, não me queiram mal, sou totalmente contra os investimentos que estão sendo feitos, explico o porquê:
    - Ronaldo e Ronaldinho, em minha opinião pessoal já não são atletas de ponta, são ex.jogadores, deveriam ser classificados como “popstars”, produtos para exibições e eventos, os milhões que serão torrados pelos “falidos” Flamengo e Corinthians, não irão somar em nada no DESENVOLVIMENTO de suas bases, as escolinhas, que tantos frutos geraram, como Zico e Rivelino, será um oba, oba, badalação, resultados concretos – títulos – esqueçam.
    Afora tudo isso, restará um buraco nas contas, insatisfação nas bases pela desvalorização e a ciumeira que gera, pois todo mundo sabe que o futebol é coletivo, ninguém irá correr só para sustentar um gordo e um ressacado lá na frente para receber a bola na boa e a conta bancária ao final do mês crescer só para um lado, êsse modelo é um tiro no PÉ.
    Causa-me indignação, o que o Santos está fazendo com o Ganso, 21 anos, craque de bola, boa cabeça, antes de sua contusão solicitou valorização de seu salário mensal, o Santos até hoje não resolveu, enrolou 6 meses, ou seja, santo de casa não faz milagre, eu diria ao empresário do Ganso é hora de dar o TROCO ao Santos, após o campeonato brasileiro e libertadores, tchau, fique quieto e a INTER de Milão pagará o que vc deseja e merece receber, manda o Luiz Alvaro se catar.
    O dinheiro que irão gastar com o gordo e o dentuço, serviria para formar grandes bases de futebol, gerando vários craques e fortalecendo às INSTITUIÇÕES, Flamengo e Corinthians, são umas antas, se os caras fossem bons a Europa não teria descartado.
    Essa é minha opinião, vai chover chumbo, eu tenho certeza, porém, o tempo será o meu salvo conduto.

    Carlos Nascimento.

    Em tempo:- Dizem que os salários dos times citados estão atrasados, e ai, o que vcs acham.

  80. Caio Frascino Cassaro

    -

    11/01/2011 às 18:34

    Prezado Ricardo:
    Perdoe-me sinceramente por ocupar seu espaço, mais uma vez na sua ausência, para rebater à tentativa dos petistas de tomada deste território e transformá~lo em mais um espaço da Bobolândia. Aqui não, senhores. Se quiserem, vão se criar em outras plagas.
    Desta forma, respondendo mais uma vez ao sr. Wilson Alves (Parece que esse cidadão não se cansa de apanhar. Toda vez que ele entra aqui sai desconstruído. Quem sabe ele é do tipo que gosta?)
    Bem. vamos à surra do dia.
    1- Não tem ilação nenhuma.Zelaya queria sim mudar a constituição para impor a reeleição. Fazer qualquer tipo de consulta popular que possa mudar o estatuto da não reeleição é PROIBIDO pela constituição Hondurenha, e essa é a verdade. O resto é cascata para enganar os otários que querem ser enganados. Se ele quisesse fazer uma reforma constitucional ampla, que encaminhasse seu projeto ao Parlamento, que é o foro adequado em uma democracia para esse tipo de discussão. Sabedor disso, Zelaya preferiu fazer uma aposta contra o ordenamento institucional vigente no país, pois seu único objetivo era poder se reeleger,lançando o país em uma aventura. Fez a aposta errada, perdendo apoio dentro de seu próprio partido, conforme noticiário da época, e ficando sozinho com meia dúzia de aspones. Após a retirada do golpista do poder, foram convocadas eleições diretas, conforme mandava a constituição, e hoje Honduras tem um presidente legalmente eleito que deve levar o processo institucional adiante. Só para terminar, o sr. Zelaya foi deportado quando já não era mais o Presidente do país, portanto sua alegação está novamente (o sr. não cansa?) errada. A deportação foi um êrro crasso, pois não se deporta um cidadão de seu próprio país, ainda que ele seja um criminoso golpista como o sr. Zelaya. Tinha que ficar lá para responder o processo conforme as leis do país.
    2- Com relação ao Battisti, tudo o que o sr. disse, tropeça de cara em um ponto: ele não é um REFUGIADO, é um CRIMINOSO condenado em um país amigo, cuja democracia funciona de maneira exemplar, procurado pela Interpol. Toda sua argumentação cai por terra. Não entendeu. Vou explicar. Digamos que um traficante Mexicano esteja em vias de ser prêso em seu país. Ele pensa em um lugar para se refugiar, aí lembra das FARC, pensa no seu amigo “cura” Medina e fala: “Já sei! Vou para o BRASIL!!!! Entro em contato com meus amigos das FARC, eles me indicam alguns amigos em comum lá no Brasil, claro que de algum grupo político influente, eu dou uma polpuda contribuição ao “Projeto Político” daquela gente e pronto: consegui o “status” de refugiado. Vou para a praia, caso com uma brasileira,faço um bacuri nela, e aí, como diria a presidente Dilma, nem Deus me tira daqui”. Ele faz tudo isso direitinho, só que se esquece ou não dá tempo de casar com a brasileira. Resultado: os mexicanos acordam, descobrem que o facínora está aqui e solicitam ao governo brasileiro sua imediata deportação. O tipo alega ser um perseguido político, tendo trabalhado sempre com muita honestidade nos ramos de talco (do tipo que brilha) e ervas (medicinais, bem entendido). O STF analisa o caso e descobre que o fulano mandou decapitar 8645 pessoas. E aí manda o pulha embora. Porque? Porque não se tratará de um refugiado, mas de um CRIMINOSO!!! Entendeu ou quer que eu desenhe???????? Refugiados eram os dois pugilistas cubanos que nos solicitaram asilo para fugir daquele inferno chamado Cuba e o nosso governo os despachou de volta em um avião arrumado pelo Chapolin Colorado, o indigitado Hugo “Porque non te Callas” Chavez, em mais uma vergonha internbacional para o nosso país. Os caras tiveram que fugir de novo e hoje estão boxeando naquela ditadura elitista chamada Alemanha.
    Voltando ao sr Battisti, o sr. desenvolve uma tese esdrúxula para provar que o STF está errado em mantê-lo preso. Sugiro que o sr. encaminhe sua argumentação aos ministros do Supremo, que, certamente abalados por tamanha sabedoria, tomarão duas atitudes: Libertarão imediatamente Battisti e o nomearão para a vaga aberta no STF, poupando dona Dilma de mais uma trombada de frente com o Apedeuta.
    Finalizando, pelo horário que o sr. escreve, ou faz o breakfast muuuuuuuuito tarde ou não sabe o que a palavra significa. Com relação a sofismas, o sr. comete seu último (UFA!!!) engano do dia. Um sofisma é um conjunto de afirmações verdadeiras que são utilizadas para justificar uma conclusão falsa. Por exemplo. Os vegetarianos são magros. Os elefantes são vegetarianos. Logo, os elefantes são magros. As minhas afirmações não são objeto de achismo. Até por uma questão de formação (sou Eng.Civil, com Mestrado pela USP. Diferentemente da Presidente, se o sr consultar o sistema Lattes, encontrará lá o meu nome e a tese que defendi.) e da minha própria atividade profissional -sou Consultor de emprêsas no campo da engenharia – não posso me dar ao luxo de escrever bobagens. Tudo que eu vier a escrever está sempre embasado por alguma literatura, e minhas conclusões seguem a lógica implacável da minha formação. Na hora que o sr. me chama de sofista o que o sr. gostaria mesmo é de dizer que eu estou mentindo. Lamentavelmente para o sr. se eu argumentasse por sofismas, estaria errado, e nem Battisti estaria preso e nem Zelaya destituído do cargo. Porém, os fatos estão ao meu favor. O sr., ao contrário de um sofista, que pelo menos na fase da argumentação utiliza-se de fatos verdadeiros, parte de premissas falsas para chegar a inverdades. Desta forma, não posso nem chamá-lo de sofista. Quando muito o sr. não passa de um enrolador.
    Agora chega de apanhar. Pegue o seu boné, esse seu psedônimo ridículo e seu evidente complexo de inferioridade (o sr. não se cansa de se declarar um coitadinho que não teve estudo em todos os têxtos) e vá para a coluna do Nassif, onde quer que ele esteja, ou do tal do Guimarães quem quer que ele seja. Lá o sr. vai encontrar os seus iguais e poderá ser feliz em seu delírio.
    Passe bem e boa noite.

  81. ALCIONE

    -

    11/01/2011 às 9:12

    Ilmo Sr. Caio Cassaro, conforme sugeriu em seu comentário, disponibilizo para que leia:
    Pesquisa feita em 11/01/2010 e disponível em http://pt.wikipedia.org/wiki/Vale_S.A.
    A Vale foi privatizada no dia 6 de maio de 1997 – durante o governo de Fernando Henrique Cardoso – com financiamento subsidiado, disponibilizado aos compradores pelo BNDES.
    A venda do controle acionário da Vale foi concretizada em 6 de maio de 1997 para consórcio Brasil, liderado pela Companhia Siderúrgica Nacional, de Benjamin Steinbruch, que adquiriu o controle acionário da Vale por US$ 3.338.178.240 ou cerca de 3,3 bilhões de dólares, na ocasião.,[25] representando 27% do capital total da empresa, antes pertencente à União, que representavam 41,73% das ações ordinárias (com direito a voto) da empresa.[14] As ações preferenciais (sem direito a voto) continuaram em mãos de acionistas privados.
    O preço total que o Tesouro Nacional do Brasil recebeu pela venda do controle acionário da empresa, equivale hoje a uma fração lucro trimestral [26] da companhia.;[27] o valor atual da empresa é de 196 bilhões de dólares.

    Post disponível em: http://pontoflash.com.br/blog/serra_privatista.pdf
    COMO FHC E SERRA VENDERAM O BRASIL
    O Sr. José Serra do PSDB, tocava o programa de privatização e era
    o responsável pela vendas das estatais brasileiras, quando foi
    ministro do planejamento do governo FHC.
    Confira na matéria abaixo, da revista Veja de 03/05/1995, o que o
    Ministro Serra disse: “Estamos fazendo todo o possível para
    privatizar em alta velocidade”.

    Assim, conforme mostra as fotos abaixo, Serra bateu o martelo em leilões de privatização. A cada batida de martelo, bilhões do patrimônio público nacional eram retirados da mão do povo brasileiro e entregues a investidores privados. (…).

    2
    Nesta foto, José Serra aparece batendo o martelo durante o leilão da companhia de eletricidade, a ESCELSA, em 1995. (ops! o coment.não aceita!)
    Nesta foto, José Serra bate o martelo e vende a companhia de
    eletricidade LIGHT.

    (Revista Veja do dia 29/05/1996)
    3 Nesta foto (idem), José Serra comemora a venda da LIGHT.
    Data: Revista Veja do dia 03/05/1995
    Na matéria acima, a revista narra o que disse FHC para Serra:
    “É preciso dizer sempre em todo lugar que esse governo não
    retarda privatização, não é contra NENHUMA PRIVATIZAÇÃO, e vai vender tudo o que der para vender”.
    Data: Revista Veja do dia 07/02/1996
    Na matéria acima, a revista mostra que o José Serra garante a privatização da Vale do Rio Doce: “A descoberta dessa mina não altera em nada o processo de privatização. Só o preço,que poderá ser maior.”
    (…)
    OBS: Como sabemos, a Vale do Rio Doce foi vendida por $ 3,2 bilhões de Dólares. Esse valor corresponde ao lucro da empresa em apenas um semestre. Hoje, seu valor no mercado é de $ 196 bilhões de Dólares, ou seja, entregaram de graça um patrimônio público. Quem fez isso não pode ser a favor do Brasil.
    http://www.youtube.com/watch?v=grbeuBaY9Kk – aqui o próprio FHC afirma: serra era o maior incentivador das privatizações…
    Relação de empresas estatais brasileiras, privatizadas pelo governo FHC e José Serra, junto com governos estaduais da época (…):
    - AES SUL (CEEE Distribuição) – vendida para a empresa americana AES;
    - BANDEIRANTE Energia – vendida para o grupo Português EDP;
    - CELPE – vendida ao grupo espanhol Iberdrola;
    - CEMAR – vendida ao grupo americano Ulem Mannagement Company;
    - CESP TIETE – vendida para a emp. americana DUKE;
    - CETEEP – vend. para a empr. estatal Colomb. ISA;
    - COELBA – vendida ao grupo espanhol Iberdrola;
    - CONGÁS – vend. ao gr. brit. British Gas/Shell;
    - COSERN – vendida ao grupo espanhol Iberdrola;
    - CPFL – vendida para o grupo brasileiro VBC;
    - ELEKTRO – vendida para a empresa americana ENRON;
    - ELETROPAULO – vend. para a empresa americana AES;
    - ESCELSA – vendida ao grupo português GTD Participações, juntamente com o consorcio de Bancos Iven S.A.
    - GERASUL – vendida para empresa Belga Tractebel;
    - LIGHT- vend. ao gr. francês e americano EDF/AES;
    - RGE – vendida para o grupo brasileiro VBC;
    - BAMERINDUS – vendido ao grupo britânico HSBC;
    - BANCO BANESPA – vend. ao gr. espanhol Santander;
    - BANCO MERIDIONAL – vendido para o Banco Bozano;
    - BANCO REAL – vendido ao grupo ABN-AMRO, hoje sob o controle do grupo Santander;
    - BEA (Banco do Amazonas S.A.) – vend. ao Bradesco;
    - BEG (Banco de Goiás) – vendido ao Itaú;
    - CARAIBA – Mineração Caraíba Ltda
    - CIA. VALE do RIO DOCE; 5
    - PQU (Petroquímica União S.A);
    - Empr. de Telec. do grupo TELEBRAS:
    EMBRATEL, TELESP, TELEMIG, TELERG, TELEPAR,
    TELEGOIÁS, TELEMS, TELEMAT, TELEST, TELEBAHIA,
    TELERGIPE, TELECEARÁ, TELEPARÁ, TELPA, TELPE, TELERN,TELMA, TELERON, TELEAMAPÁ TELAMAZON, TELEPISA,TELEACRE, TELAIMA, TELEBRASÍLIA, TELASA. A maioria vendida a grupos internacionais: espanhol, italiano, mexicano e, algumas a um grupo brasileiro. (…)
    Veja (não é trocadilho…) no acervo da Veja nº 1500, 1997 “A festa dos investidores”, aí terá uma ideia do quanto os investidores iam muito bem “naqueles” tempos, enquanto o Brasil… e o povão, nem se fala!
    Caro Cassaro, o Sr. Respondeu várias perguntas (bem ou mal, foi a sua resposta), mas esqueceu algumas muito importantes que eu lhe fiz e sem elas, como vou saber se esqueceu ou se sentiu embaraçado em responder! Mas não adianta ficar discutindo. Cada um de nós tem uma posição e um par de olhos que veem o que queremos ver. É o que a filosofia chama de “pensamento dogmático”. Eu penso que vejo relativamente bem, mas na duvida, consulto meu bolso. Se vejo ali alguns “cobres” a mais…. mas se não visse, ainda assim olharia para os lados… se ali não visse mais tantos miseráveis quanto via há alguns anos… embora não possa falar de outros lugares, mas suponho que as fotos que eu via do sofrimento nordestino, assim eu vou levando, convicto de que estou agindo correto e provavelmente, que o Sr., mesmo que não queira isso, deve ser semelhante biológica e culturalmente semelhante a mim. Por isso, sugiro que encerremos as nossas ofensas (mútuas!?), pois a REDE é um ótimo lugar para debater ideias, mas não para ofensas. Eu sou apenas um professor de filosofia concursado pelo Estado MS, graduado pela UNIOESTE PR e o Sr. Parece ter um currículo invejável (pesquisei na REDE…), então… um forte abraço.

  82. Juju

    -

    11/01/2011 às 3:26

    Caro Caio…sua tarefa de levar luz à escuridão é realmente inglória…certas pessoas não gostam da luz, simples assim…preferem a escuridão da ignorância ou a fé cega em certas figuras que tentam passar a imagem de Messias ou Salvador da Pátria, como, sabemos, é o caso do EX-presidente fanfarrão…para defendê-lo, conseguem inventar teses das mais estapafúrdias, inclusive jurídicas, como parece ser o caso do sr. Wilsoleaks…e depois as hipnotizadas somos eu e Kitty…pobre homem, tão cego em sua paixão fervorosa que não consegue ver um palmo diante do nariz! Percebeu que TODAS as teses levantadas por ele possuem aquele “quê” de ranço contra as elites, ranço este, claro, sempre estimulado por seu ídolo? “O povo hondurenho não pode ser responsabilizado pelos erros das ELITES”??? Novamente a culpa é da sra. Elite…o termo já parece até ter virado palavrão! Esses referidos seguidores são tão cegos que nem percebem que, com isso, estão ofendendo o próprio amo e senhor, já que ninguém aqui duvida que, hoje em dia, Lula faz parte da mais alta elite…obviamente não a elite cultural, mas a econômica, sem dúvida…com seu enorme texto, ainda tentou nos convencer de que conhece, inclusive, a Constituição hondurenha…ora, caro Wilsonleaks, poupe-nos…ademais, muito embora o senhor tenha trazido à luz alguns dispositivos legais de nosso ordenamento jurídico, logo se vê que a intenção foi unicamente a de nos impressionar (o que, por óbvio, não conseguiu, vamos deixar claro), já que sequer sabe interpretar os mencionados artigos, incisos e alíneas que aqui citou…a grande questão, no caso Battisti, é o fato de que ele não é e nunca foi um perseguido político, característica esta que, aí sim, daria-lhe respaldo para um asilo político…ele cometeu crimes comuns, meu caro, aqui e na Itália…não sei se você sabe, mas no Brasil também não se é permitido matar em nenhuma hipótese, tampouco por razões de ideologias político-partidárias…aliás, se aqui fosse, seria caso, inclusive, de homicídio qualificado por motivo fútil…o fato é que a Itália o julgou de acordo com seu ordenamento jurídico, dentro da legalidade, como país democrático que é, e não cabia ao Brasil desrespeitar o tratado bilateral que possuía com este país…assim sendo, a solução deste caso está longe de ser encontrada com meia dúzia de artigos de lei, meu caro, pois, se assim o fosse, o STF não teria se demorado tanto em proferir uma decisão…por fim, dizer que não existiu o mensalão é, antes de mais nada, julgar-nos idiotas…O José Dirceu é chefe de quadrilha?? As evidências dizem que sim, mas ele só será JURIDICAMENTE assim considerado quando sua sentença condenatória transitar em julgado, nisso você está certo…enquanto isso, para o mundo do Direito, deve ser respeitado o princípio da presunção de inocência, garantia constitucional expressa no art. 5º, em um de seus numerosos incisos (recuso-me a decorá-los…basta entendê-los)…o que, em absoluto, significa que devemos ignorar as provas amealhadas pelo Ministério Público ou deixar de lado os fortes indícios de existência de crime…a grande questão é que um governo honesto e isento SEQUER deveria ser alvo de investigações do gênero…ou será que você acredita que todos esses descalabros – e, entre eles, incluo Erenice Guerra, expedição ilegal de passaportes diplomáticos etc – são culpa, também, das elites?? No fim, é à isso que tudo se resume para os adoradores de Lula…
    Aposto que suas outras “paragens” não são tão interessantes, não é??? Por isso o senhor não desiste de tentar nos convencer com seus argumentos que, ao contrário do que afirma, de embasados não têm nada…

  83. Kitty

    -

    11/01/2011 às 2:24

    Caro Ricardo,
    Permita-me usar esta sua coluna para escrever
    um velho ditado popular como única defesa:
    A PALAVRAS NÉCIAS, OUVIDOS SURDOS.

  84. RitaZ

    -

    11/01/2011 às 2:03

    Setti, com licença?
    Sr Caio, que grande prazer tem sido ler seus comentários, informativos, embasados, bem humorados.
    Com grande classe o senhor tem “surrado” digamos assim, alguns poucos fanáticos que aquí aparecem achando que se trata de um blog frequentado por pessoas mal informadas.
    Agradeço sua generosidade em compartilhar conosco seus conhecimentos. E, se essas pessoas que estão sendo totalmente descontruidas, tivessem um pouquinho de discernimento, aproveitariam e assimilariam seus conhecimentos, mas não, preferem permanecer no limbo em que o fanatismo os colocou, judiera…vão apanhar muito e nós… vamos aprender muito.
    Obrigada sr Caio.
    Abs
    Rita

  85. Caio Frascino Cassaro

    -

    10/01/2011 às 21:56

    Prezado Ricardo:
    Novamente, tendo sido citado nominalmente, vou responder e prosseguir nessa tarefa civilizatória que é a de levar luz à escuridão, tarefa esta que entendo ser responsabilidade de todos que tiveram a oportunidade de estudar e conviver em ambientes aonde o conhecimento e a cultura são os valôres a se considerar, isso em um país cujo ex- presidente é semi-analfabeto e se orgulha disso.
    Bem, com relação aos comentários do sr(a) Alcione (continuo sem saber se é masculino ou feminino), observo que:
    1- Começando pelo fim, o sr.(sra) está desculpado(a). Afinal, Luiz Inácio é seu paradigma, e não posso imaginar homenagem maior ao seu ídolo do que o texto que voce acabou de escrever.
    2- Sua argumentação referente à votação de Dilma/Luiz Inácio está um tanto confusa. Pelo que eu entendi, o (a) sr(a) afirma que Serra enganou o povo, por isso Dilma teve apenas 56% dos votos. Desculpe, mas você (com sua licença, vou lhe chamar por você para poupar-me de escrever sr(a) a todo instante) afirma isso baseado em que? Alguma pesquisa qualitativa na qual foram questionados os eleitores de Serra a respeito de suas motivações? Se a resposta for afirmativa, favor citar a fonte. Caso contrário você está simplesmente dando uma opinião. E, convenhamos, a sua opinião realmente carece de um embasamento mais profundo de forma a ser levada a sério. O que nós fizemos votando no Serra foi avalizar um projeto de governo que vem sendo aprovado pela população de São Paulo desde o Governo Mário Covas. Aqui o PT não se cria, em que pese os rios de dinheiro que tem gasto inutilmente para eleger prefeitos, governadores, etc, tendo perdido já em primeiro turno nas duas últimas eleições para o Governo do Estado.
    3- Voce afirma que que Serra montou uma farsa com relação ao fato de ter sido atingido por aquele energúmeno da tropa de choque petista. A rede Globo e o perito da Unicamp já colocaram um ponto final nessa história. Houve farsa, sim, mas montada pelo SBT do sr. Silvio Santos, cujos motivos para tanto vieram a público alguns dias depois, quando o Brasil soube da quebra do banco do homem do baú. Desnecessário recordar que alguns dias antes do episódio da agressão, Silvio Santos teve um encontro “ex-agenda” com o Forrest Gump de Garanhuns, no qual certamente não trataram da Telesena. Para finalizar este tópico, a sua acusação de farsa é grave, visto que o então canditato José Serra foi examinado por um eminente médico carioca que ratificou o estrago causado pela agressão recomendando repouso de um dia ao agredido. Este médico, que à época afirmou que processaria o Apedeuta, certamente gostaria de saber que voce o considera um farsante. Como você é petista, e todo petista é corajoso, identifique-se com nome e sobrenome de forma a que o médico possa saber quem é você se eventualmente resolver interpelá-lo(a) judicialmente.
    4- Com relação às privatizações, se o governo petista entendia serem elas um mal para o país porque não adquiriram as emprêsas de volta? Aliás, esse discurso anti-privatização do PT é só para enganar os otários. Você sabe dizer qual foi o primeiro anúncio da Presidente Dilma? PRIVATIZAR OS AEROPORTOS!! E quer saber? Ela está certíssima!! Com relação a esse dado que dá conta de que o governo FHC gastou 13,5 bilhões de reais com a Vale antes de privatizá-la, de onde você tirou essa estultície? Não fale uma bobagem desse tamanho porque você passa por ignorante. Se informe melhor! O GOOGLE está aí para isso. Apresente uma única informação – seja de um jornal ou revista sérios ou mesmo do balanço da União encaminhado ao TCU (aquele que o Apedeuta desmoralizou, conforme lembrado pelo brilhante Ricardo Setti) que dê conta desse número. Como voce não vai conseguir, sugiro que faça o seguinte exercício. Procure saber quanto a Vale pagou de dividendos à União ao longo de todo o período em que era uma empresa estatal. Adianto a você, pois foi objeto de uma reportagem na imprensa – não me recordo exatamente o valor, por isso não vou mencioná-lo pois não quero me equivocar- mas é muito menos do que a Vale recolheu de impostos somente no ano de 2009, que era o objeto da comparação. O problema de pessoas como você é que não se informam, não procuram se informar e quando solicitados a dizer a fonte de onde obtiveram a informação nunca têm o que dizer. Diferentemente do Apedeuta, LEIA. ESTUDE. INFORME-SE. Você só melhorará com isso, e assim não precisará passar a vergonha de pedir desculpas por escrever um texto ruim.
    5- Esse país sem mendigos na rua deve ser na Europa, provavelmenbte a Noruega ou a Dinamarca. Ora, por favor, novamente não diga uma bobagem desse tamanho. Só como exemplo, vá a Salvador, que fica na PTlândia. Ande no centro, ali na região do Pelourinho, e me explique o que é aquela multidão de pedintes que perambula por ali. Vá a qualquer Hospital Público – fora de São Paulo, porque aqui o PSDB em geral e o Serra em particular conseguiu estabelecer um padrão bastante satisfatótio de atendimento à população – e me diga o que é aquela legião de condenados que são desassistidos pelo SUS. E por aí vai, da tragédia da educação consubstanciada na incompetencia para fazer o ENEM, passando pelo massacre que acontece todos os dias nas estradas federais (mais de 40000 mortes por ano), terminando no descalabro de portos e aeroportos, enfim na infraestrutura destruída e deixada de lado nos últimos oito anos.
    6- Com relação aos impropérios que o ex-Presidente foi brindado ao longo de seu mandato, é resultado do tom messiânico e beligerante com o qual o Apedeuta dividiu o país, transformando a política em um Palmeiras x Corínthians, eliminando quaquer possibilidade de um debate construtivo, o que, na verdade, é impossível com a grande maioria dos petistas. Desta forma, colheu aquilo que plantou.
    Só para terminar, lhe digo o seguinte: a Presidente Dilma apresentou até agora com 2 mêses como Presidente eleita e 10 dias como Presidente em exercício muito mais compostura e educação do que Luiz Inácio em 8 anos de mandato. Se ela souber se preservar, cumprirá um mandato certamente repleto de dificuldades, pois o Brasil é um país em construção, porém angariará o respeito das pessoas, podendo conduzir o debate político em um nível adequado à grandeza da nação brasileira.
    Passe bem e boa noite.

  86. Wilsoleaks Alves

    -

    10/01/2011 às 21:04

    Senhor Caio Frascino Cassaro…
    O que me motiva entrar em lugares onde sei que sou “persona non grata” é a reação de leitores como esta senhora Kitti ou a dona Juju que endossam suas estultices sem nem ouvir o contraditório. Aliás, no caso delas, é até um alívio quando ninguém as desperta de sua voluntária hipnose. Na verdade, tenho esperanças de que nem todos se contentem com opiniões tão superficiais.
    O senhor disse que Manoel Zelaya solicitou à Suprema Corte daquele país autorização para promover um plebiscito que instauraria o mecanismo da reeleição presidencial.
    FALSO
    Zelaya solicitou à Suprema Corte daquele país autorização para promover um plebiscito, porém, a consulta era para saber se os eleitores queriam votar em uma quarta urna nas eleições de Novembro/2009. Nessa urna, os eleitores poderiam pedir a convocação de uma Assembléia Constituinte para o país.
    NÃO REELEIÇÃO pode ser que seja clausula pétrea da Carta Magna Hondurenha, contudo, consultar o povo sobre a instauração de uma Assembléia Constituinte não é.
    FATO 1:
    Foram os críticos à Zelaya e a oposição que disseram que este queria sua reeleição.
    Ou seja, a partir duma ilação deram um golpe de Estado.
    FATO 2:
    Não é só em Honduras que a oposição quer assumir o poder, no entanto, nos países democráticos chega-se ao poder unicamente através do voto.
    O senhor disse que o erro dos hondurenhos foi promover a deportação de Zelaya, que deveria ter ficado no país e sofrido o devido processo legal…
    FALSO 2:
    O erro não foi dos hondurenhos, mas sim dos golpistas, a população de Honduras não pode ser responsabilizada por um golpe elaborado pelas elites, corporações e instituições corrompidas.
    FATO 3:
    A simples ocorrência de se “promover a deportação de Zelaya, que deveria ter ficado no país e sofrido o devido processo legal” (suas palavras), já configura um golpe de Estado.
    Quanto a Cesare Battisti, o senhor, se quiser pautar-se apenas pela verdade, não deve atropelar a ordem dos fatores para não alterar o produto final.
    FATO 1:
    O Ministro da Justiça (Tarso Genro) teve autonomia para deliberar de forma antagônica a de um Órgão meramente Consultivo (CONARE).
    De acordo com o art. 10 da lei n° 9.474, de 22 de julho de 1997, “Será reconhecido como refugiado todo indivíduo que: I – devido a fundados temores de perseguição por motivos de raça, religião, nacionalidade, grupo social ou opiniões políticas encontre-se fora de seu país de nacionalidade e não possa ou não queira acolher-se à proteção de tal país;”.
    O art. 33 da mencionada lei n° 9.474, de 22 de julho de 1997, estabelece de modo claro que: “O reconhecimento da condição de refugiado obstará o seguimento de qualquer pedido de extradição baseado nos fatos que fundamentaram a concessão de refúgio”.
    FATO 2
    Mesmo contrariando o art 33 da lei n° 9.474, de 22 de julho de 1997 o pedido de extradição prosseguiu e a consulta no STF sobre a POSSIBILIDADE de extraditar Cesare Battisti esteve empatada em 4 a 4 quando foi desempatada a favor da extradição, pelo Presidente do Tribunal Gilmar Mendes.
    FATO 4
    Vindo a OCORRER EMPATE na VOTAÇÃO DE EXTRADIÇÃO, deve ser aplicada a mesma regra do Regimento Interno prevista para o caso de “habeas corpus”, de acordo com a qual, a teor do art. 146, parágrafo único, o PRESIDENTE da CORTE NÃO VOTA e o EMPATE SERÁ interpretado como FAVORÁVEL AO ACUSADO. É que, em um e outro caso está presente o mesmo fundamento lógico abraçado pelo Direito, ou seja, o de optar pelo princípio “favor libertatis”, o qual se aplica ainda com maior razão em hipótese na qual a extradição implicaria, como ocorre no caso concreto, no agravo máximo à liberdade, ou seja, a prisão perpétua que, de resto, não é tolerada em nosso sistema jurídico.
    No tocante ao suposto mensalão, muito embora possa até concordar com o senhor sobre a cassação de Roberto Jeferson, ainda afirmo solenemente que ninguém que queira manter-se crível pode afirmar peremptoriamente que houve mensalão. Enquanto não houver sentença transitada em julgado, nenhum réu pode ser penalizado. É a lei.
    O senhor, e todos aqueles que não se importam com a credibilidade de seus enunciados podem dizer o que quiser, vivemos num estado democrático, porém, advirto que declarações sem o devido embasamento na realidade dos fatos são facilmente passíveis de serem derrogadas.
    O restante de suas declarações nem me darei ao trabalho de desconstruir, já que não passam de ilações, sofismas e opiniões subjetivas que acima de tudo carecem de embasamento em provas cabais e/ou fatos comprobatórios.
    Termino esta dizendo que não conheço Harvard, sequer assisti a alguma aula em faculdade, porém, não vejo nisto demérito algum, não me sinto diminuído em absoluto, mormente enquanto puder fazer meu “breakfast” com torradas geléia e sofistas letrados.

  87. paulo lotti

    -

    10/01/2011 às 17:37

    O lula sempre foi um ninguem, seguido por idiotas que precisavam dele para criar um fantoche para roubarem os cofres públicos. Só tenho pena do meu país que ficou a deriva por oito anos e agora só Deus pra dar jeito, porque a dilma só quer vingança dos tempos da ditadura. VOLTA VERDE OLIVA, V O L T A!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    O colunista Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como este a partir do dia 17. Obrigado.

  88. carlos nascimento

    -

    10/01/2011 às 17:36

    - E quanto ao Orlando Zapatta ninguém vai falar nada ?
    - E quanto ao Celso Daniel ninguém vai falar nada ?
    - E quanto ao Fracenildo – o caseiro – ninguém vai falar nada ?
    - E quanto ao Toninho do Pt ninguém vai falar nada ?
    - E quanto a Jeany Mary Corner – a cafetina – ninguém vai falar nada ?
    - E quanto a gamecorp ninguém vai falar nada ?
    - E quanto aos doláres nas cuecas ninguém vai falar nada ?
    - E quando a “Erê” – chefa da casa civil – ninguém quer falar nada ?
    - E quanto ao Valdomiro Diniz ninguém quer falar nada ?
    UFA, cansei, quem quer continuar essa lista ?

  89. Glorinha de Nantes

    -

    10/01/2011 às 14:57

    Mais que maldita! Humilhar-nos perante o mundo com esta permanência sua na Presidência da República, instituindo no Brasil essa figura do “TESTA DE FERRO”!
    Se houve o que houve cara a cara, imaginem o que fará, ou continuarão fazendo, elle e seus aceclas! A Democracia vilipendiada! Aos illudidos, aqueles que adquirem bens a loooooooonnnnnnnnnnnnguiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiíssimo prazo, acreditando que
    podem, pois compram, saibam desde já : é TUDO meeeeeeennnntiiiiiiiiira!

  90. ALCIONE

    -

    10/01/2011 às 14:53

    Parabéns ao Sr. Wilsoleaks Alves. Quanto ao Sr. Caio Frascino Cassaro, é inútil ficar discutindo se o Presidente Lula estava ou não certo em extraditar o italiano battisti, até porque se o presidente tomasse medida inversa, optando por repatriá-lo, mesmo assim os oposicionistas de carteirinha o condenariam, pois jamais com nada! Quanto aos aliados politicos, ele(a) ganhou, não ganhou? Que adiantaria ter escolhido um outro e perdido? O que vale são os fatos! Enquanto o Lula não se adequou a eles, perdeu! Depois, só ganhou e vai ganhar enquanto a oposição não apresentar um candidato com propostas sérias e não calúnias. Ou o SR. acreditava mesmo nas promessas do Serra? Desmatamento zero na Amazônia?!, com o DEM (leia-se latifundiários) de vice?! é muita ingenuidade! ou os senhores sabiam que era um blefe ou acreditavam que nós acreditariamos, embora boa parte acreditou, foi enganado, por isso 87% de aprovação e apenas 56% Dilma. O que o Sr. acha de um candidato a presidente forjar ter sido atingido por um objeto pesado, a ponto de ter de fazer exames? Isso é atitude de alguem preparado para tocar uma não do tamanho do Brasil? Entre os peladeiros, cavar um penalte até se pode aceitar! Olha, eu nem vou mencionar o vice, as calúnias, etc., etc… vou me ater à competência do SERRA/FHC. O Sr. já leu alguma coisa, com certeza, sobre as privatizações. Vejamos a da Vale. O Sr. avalia que foi um bom negócio para o Brasil? Istó é, meses antes o Brasil sanear a Vale (13,5 bilhões) para depois “vender” por 3,3 bi emprestados a maior parte BNDS, provatizados sob a alegação de: pagar a divida externa e interna e de que era uma empresa deficitária, sendo que 4 meses após as privatização a empresa já apreentava um lucro de 4 bilhões!
    O FHC privatizou, segundo sei, algo em torno de 70% do patrimônio brasileiro e só não privatizou as universidades, o Banco do Brasil, Caixa, etc. porque não deu tempo. O Serra er o braço direito e o grande incentivador! e aí, o que o Sr. me diz disso? do que saiu no Wikileaks sobre as petroleiras e o Serra? O Sr. concorda?
    Quanto a saber se o Brasil melhorou ou não, é só olhar no bolso hoje e fazer um exercicio de memória para saber se não está melhor agora. Também se pode relembrar a miséria de alguns anos atrás, quando não se podia não ver miseráveis pelas ruas, em frente a bancos, rodoviárias, etc. Eram filas de miseráveis pelas ruas, isso sem fala no Nordeste, lembra? Será que isso se resolveu assim, como num passe de mágica, isto é, as ações do Lula não tiveram nada a ver?
    Quanto ao modo como os Srs. PSDBistas se dirigem aos eleitores do Lula/Dilma não dá nem para iniciar uma comparaçao. Jamais se viu tantos impropérios, adjetivos, especialmente ao nosso presidente (depois dizem que não há liberdade de expressão!), colocaram capas de revistas as piores que se podia imaginar até hoje, que se fosse em qualquer pais, que os Srs. chamam de democráticos, estariam em GUANTÂNAMO! Ou não?pre foi muito. O Lula sempre foi muito generoso com os opositores, se limitou a calar a boca de vocês nas urnas.
    Fiquem com Deus.
    PS. Por favor, simpesmente me desculpem os erros de português, não há porque corrigir-me aqui. Obrigado.

  91. Juju

    -

    10/01/2011 às 11:12

    Caro Setti, eu também peço-lhe licença para, em sua ausência, responder a certas pessoas que tentam desvirtuar seu espaço de discussão com aquelas balelas que todos nós aqui já conhecemos…acho que não preciso me estender mais do que o fez o sr. Caio Cassaro…explicação irretocável, sem tirar nem por…
    Quanto à Kitty, obrigada pela deferência, colega…não me denominaria fiel escudeira, mas apenas alguém que achou um absurdo determinadas pessoas invadirem o espaço democrático de um jornalista do porte de Ricardo Setti para ofendê-lo com palavras de baixo calão, insultá-lo, desrespeitá-lo, apenas e tão somente porque este não está aqui para se defender…é atitude indigna, típica de covardes e ignorantes…
    Enfim, também não tenho por hábito me reportar às pessoas da coluna diretamente, mesmo àquelas que aparecem por aqui para nos encher os olhos com bobagens e grosserias, mas, desta feita, algumas pessoas ultrapassaram todos os limites…discordar de Ricardo Setti é uma coisa, trata-se de um direito de todos, já que a discordância faz parte de qualquer democracia, assim como o respeito ao contrário, mas a grosseria gratuita, os insultos, as ofensas…isso já é coisa de bárbaro, inaceitável, e contra isso fui obrigada a me manifestar…
    Quanto ao sr. Wilson, lamento perceber que o senhor defende o indefensável, assim como também devo lhe informar que o senhor tira melhor proveito indo comentar em outras “paragens”, como você mesmo disse…aqui ninguém acredita na “conversa mole” do, graças a Deus, agora EX-presidente…não consigo conceber alguém que ratifica todos os atos de um Presidente apenas porque tem simpatia por ele…e é o que acontece com Lula, alguns têm verdadeira adoração pela figura e tentam justificar toda e qualquer sandice que ele faça…isso, para mim, não é análise política e crítica, mas sim fervor cego, quase religioso…tudo o que vira adoração, no campo da política, perde a credibilidade, e foi o que aconteceu com Lula…seus “seguidores” mais parecem torcedores fanáticos de futebol do que verdadeiros cidadãos, críticos e atentos…por fim, cumpre ressaltar que, ao contrário do que você disse, Ricardo Setti não fica apenas elogiando e endeusando o FHC, ao contrário…ele apenas coloca os pingos nos “is”, digamos assim… era necessário fazê-lo, já que tudo o que Lula fez nesses anos passados, além de viajar e falar besteira, foi tentar nos ludibriar, manchando a trajetória de FHC com inverdades e despautérios…agiu, como fez com quase tudo, com total falta de classe e decoro, mostrou-se rancoroso e invejoso, e era isso o que Setti e outros jornalistas tentavam mostrar ao comentar sobre FHC…a intenção era apenas a de resgatar a VERDADEIRA história, distorcida e surrupiada pelo sr. Lula com aquele discurso ridículo e infantil de “herança maldita”, discurso este que apenas você e outros seguidores igualmente crédulos e fervorosos acreditavam…quanto ao fato dos EUA não ser um país democrático…por favor, né??? Nem merece comentários…você pode dizer o que quiser do país, eu até nem sou grande apreciadora da cultura americana, mas afirmar que ele não é democrático chega às raias do risível…por isso que eu digo: ser um seguidor cego do Maomé Lula dá nisso…repetir à exaustão as bobagens proferidas aos berros em 8 anos de seu “desgoverno”…
    Ponto final! O sr. Cloaca certamente entenderá melhor seus argumentos, sr. Wilsoleaks, não se amofine…

  92. Lúcia Helena

    -

    10/01/2011 às 10:12

    Prezado Sr. Caio (10/01/10 às 0:17)

    Agradeço, d’alma lavada, seu comentário.
    Nada melhor para começar a semana.
    abs

  93. Kitty

    -

    10/01/2011 às 1:23

    Sr. Caio,
    Parabéns pela excelente exposição de fatos que,a
    pesar de serem amplamente divulgados pela imprensa,
    não sempre foram muito bem compreendidos por muitas pessoas.Para mim, pessoalmente,foi muito
    esclarecedor.Especialmente o caso “Honduras”.Outro
    ponto importante foi o caso “Battisti”. Obrigada.

  94. Caio Frascino Cassaro

    -

    10/01/2011 às 0:17

    Prezado Ricardo:
    Retorno a este espaço e, com sua licença, mais uma vez para responder ao sr. Wilson Alves.
    Primeiramente, o sr. comete um engano quanto à posição americana referente ao suposto golpe de estado em Honduras. Em um primeiro momento, no calor dos acontecimentos, o mundo todo encarou a situação Hondurenha como um golpe de estado. Posteriormente, a leitura da Constituição daquele país mostrava, com toda a clareza, ser vedada qualquer tentativa de mudança nas regras do jogo eleitoral. O então presidente Zelaya solicitou à Suprema Corte daquele país autorização para promover um plebiscito que instauraria o mecanismo da reeleição presidencial. Tendo sido seu pleito recusado, posto que a não reeleição trata-se de cláusula pétrea da constituição hondurenha, ainda assim tentou levar sua aventura adiante, sendo então deposto pela mesma Suprema Corte, ainda conforme a constituição. O êrro dos hondurenhos foi promover a deportação de Zelaya, que deveria ter ficado no país e sofrido o devido processo legal conforme o ordenamento jurídico vigente. A mudança de posição dos americanos e de diversos países ocorreu em função do entendimento da real situação ali decorrida. Como embasamento à minha argumentação, sugiro que o sr. leia os trechos da constituição hondurenha pertinentes ao caso, os quais foram publicados à época pela imprensa.
    Com relação à Batistti, o sr. se engana mais uma vez. Explico: a decisão do STF deixou claro que o multi-assassino fôra condenado por crime comum e que sua integridade física não correria riscos caso fosse extraditado à Itália – aliás, como já havia decidido a própria comissão de refugiados brasileira e que teve sua decisão atropelada pelo sr. Tarso Genro, dando origem a toda esta confusão. Isto posto, Luiz Inácio – o Silva – solicitou um parecer ao inefável Luis Inácio – o Adams – para que pudesse revestir a decisão de não extraditar o terrorista de algum aspecto legal. O problema é que o parecer da AGU recomenda que o criminoso seja mantido no país porque teria sua integridade física posta em risco caso fosse extraditado. Esse gênio do direito nacional deu um parecer contrário a uma decisão do STF, irrecorrível e com força de lei. Ora, enquanto isto aqui ainda for uma democracia, decisão do STF se superpõe a qualquer parecer da AGU. Assim, conforme previsto pelo ex-ministro do Supremo e ex-membro da Corte de Haya Francisco Rezek e pelo também juiz Walter Maierovitch, o mais provável é que o Supremo mande o terrorista embora sem sequer encaminhar o caso à presidente Dilma(que por sinal já deu todos os sinais do mundo que não quer esse cidadão por aqui, segundo os diversos comentaristas políticos que têm tratado do assunto), pois quando o caso foi encaminhado ao ex-presidente a única chance do terrorista era que Luíz Inácio – o Silva – alegasse algum argumento de ordem diplomática para não extraditá-lo, ainda assim correndo o risco de ver sua decisão reformada pelo STF face ao tratado de extradição que mantemos com a Itália. Os italianos, por sua vez, já haviam informado que recorreriam à corte de Haya para fazer valer os seus direitos. Assim, concordo plenamente com o sr. Leis existem para serem cumpridas. Temos uma decisão do Supremo autorizando a extradição e um tratado que nos obriga a fazê-lo. Portanto, quem descumpriu a lei foi o ex-presidente que, sabedor inclusive da possibilidade se ser acusado de crime de responsabilidade por descumprimento de um tratado internacional, deixou a decisão para o último dia de seu mandato.
    Com relação ao sr. Roberto Jefferson, o sr. mais uma vez se equivoca. Ele foi cassado pelo mesmo motivo que o sr. José Dirceu – falta de decôro parlamentar por evidências claras de corrupção ativa. Lembro ao sr. que ninguém é cassado na Câmara dos Deputados ou no Senado Federal por apresentar acusações infundadas, posto que se trataria de um crime de opinião. Fosse assim, o PT não teria mais representantes nas duas casas legislativas. Com relação ao mensalão, quem criou essa pérola de versão de que se tratava meramente de caixa dois de campanha foi o ex-ministro Márcio Thomás Bastos, não por acaso um dos maiores advogados criminalistas do Brasil, especialista em achar eufemismos para as patifarias de seus clientes. Se Luiz Inácio – o Silva – fosee pego estuprando uma menina de 12 anos, o sr. Bastos moveria um processo contra a garota por abuso de idosos – com o aplauso e a concordância de toda a congregação petista.
    Com relação ao jogo político, concordo com o sr. que os adversários de hoje podem ser os aliados de amanhã. Isto faz parte do jogo político. O que a mim me parece inexplicável é afirmar-se em um dado momento que Sarney e Collor são a encarnação do demônio e num outro que não são “cidadãos comuns”, sendo tratados como amigos de fé, irmãos, camaradas, com direito a abraço apertado e beijo no rosto. Como disse antes e reitero agora, a mudança de opinião é tão radical que só pode ensejar um único questionamento: quando foi que Luíz Inácio mentiu? antes, quando tratava essa gente como inimigos fidagais ou agora quando os trata como irmãos?
    Com relação à sua opinião à respeito da democracia, imagino que o sr. prefira aquela praticada em Cuba, no Irã ou no Sudão, por exemplo, só para ficar em três nações amigas do Apedeuta e sua turma. Dizer que os EUA não são uma democracia, por favor… Acho que nem o rei do tártaro, Marco Aurélio “top-Top” Garcia teria coragem de dizer uma barbaridade desse tamanho. Israel, meu sr, é sim uma democracia parlamentarista, com eleições regulares desde a sua fundação e um arcabouço jurídico bastante moderno e que funciona muito bem para os seus cidadãos. O problema é que os israelenses vivem em estado de guerra permanente, com dezenas de milhões de árabes à sua volta pregando a destruição do estado israelense. Uma situação dessa causa distorções graves e muitas vezes leva os israelenses a atitudes absolutamente condenáveis, como de resto todos os povos daquele pedaço do mundo.
    Com relação ao Nassif e ao Guimarães, este último não tenho idéia de quem seja. O Luís Nassif perdeu toda a sua credibilidade quando foi mandado embora da Folha de São Paulo por praticar um jornalismo, digamos assim, pouco convencional e, para lhe ser sincero, nem sei por onde anda. Não tenho nada o que fazer nesses espaços, pois, além da profunda irrelevância dos veículos que representam, não me alinho com esse tipo de mídia chapa-branca, que precisa da esmola do governante de plantão para sobreviver. Para terminar, “nunca antes na história destepaizzzzz” um governante foi tão bem tratado pela mídia. O PT já tinha uma TV no bolso – a Record, que, na figura do mais ético dos cidadãos deste mundo, o inacreditável Edyr Macedo, deu seu apoio desde sempre a qualquer ação proposta pelo governo(?) de Luiz Inácio – o Silva. Com a quebra do Panamericano (o que o sr. achou da compra, pela Caixa Econômica, de um banco quebrado?), a TV do sr. Silvio Santos, que nunca foi exatamente isenta, passou a ser mais um porta-voz da vigarice governamental.
    Finalizando, houve, em um determinado momento, um encantamento com a figura exótica do ex-presidente. Porém, como não é possível enganar a todo mundo durante todo o tempo, as máscaras foram caindo, e hoje, basta o sr. consultar no Google artigos publicados em diversos jornais do mundo – do New York Times e Washington Post, passando pelo El País, o Corriere della Sera e o La República e terminando no Financial Times , e verá que o conceito do Apedeuta não é exatamente bom. Há inclusive uma entrevista na Folha de São Paulo com um Professor (não estou me lembrando do nome dele) que é o responsável pelo Centro de Estudos para a América Latina da Universidade de Harvard (acredito que o sr. já tenha ouvido falar de Harvard – não,não foi construída no governo de Luíz Inácio), na qual ele destaca as várias mazelas da adminstração petista e termina a entrevista com a seguinte frase: “O Presidente Lula teve um grande antecessor. Infelizmente, o seu sucessor não poderá dizer o mesmo.” Talvez um estudioso de Havard não lhe sirva de referência. Para mim, que ao contrário de Luiz Inácio – o Silva – acredito firmemente no poder civilizatório do estudo e da educação, não posso imaginar referência mais autorizada que um “schollar” Harvardiano, fazendo minhas as palavras dele. Isto posto, despeço-me.
    Boa noite.

  95. Kitty

    -

    09/01/2011 às 23:12

    Caro Ricardo, boa noite!!! Faltam 7 días para o
    seu retorno a esta coluna.
    ESTOU MUITO FELIZ por que o seu blog, permita-me dizer,o nosso blog, está sendo defendido com unhas
    e dentes por fies escudeiros: Caio Frascino,Carlos
    Nascimento,a JUJU……..Estamos juntos para dizer
    NÃO a maleducação e a ofensas pessoais.

    O colunista Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como este a partir do dia 17. Obrigado.

  96. Wilsoleaks Alves

    -

    09/01/2011 às 21:00

    Senhor Caio Frascino Cassaro…
    Meu nome é Wilson Alves, o “leaks” adotei como humilde homenagem ao senhor Julian Assenge a personalidade internacional da década. O Site Wikileaks desnudou e está desnudando toda a retórica dos conservadores, para o senhor ter uma idéia, existem interceptações que mostram políticos do alto escalão estadunidense confirmando que realmente houve um golpe em Honduras.
    Bom, mas este é caso para outra discussão, vamos aos fatos que nos trouxeram até aqui.
    Não sou eu quem discrimina os pobres, jamais faria isto comigo mesmo, quem discrimina pessoas de parcos recursos financeiros são conservadores e afins que no afã de manterem suas benesses mentem descaradamente para a população.
    No tocante a Cesare Battisti ficaríamos até mês que vem discutindo sobre a culpabilidade do ex-ativista e possivelmente não chegaríamos a um consenso, posto que muitos têm se debruçado neste caso e o imbróglio continua. Então, precisamos apenas entender o STF julgou que Battisti PODERIA ser extraditado, se o poder executivo assim determinasse, mas como é do conhecimento geral o Presidente Lula não concedeu a extradição, embasado no relatório da CGU. Lei não se discute, se cumpre. Só!
    Na verdade eu sei qual é o mensalão que os senhores tanto falam é aquele que o seu denunciante, Roberto Jeferson, foi cassado porque prevaricou ao acusar sem provas. Aliás, o Procurador da República à época acatou a denúncia e a remeteu para as devidas medidas legais, no entanto, a bem da verdade, é bom que se diga que não houve julgamento, ainda, e, portanto, ninguém que queira manter-se respeitável pode afirmar peremptoriamente que houve mensalão. Mensalão não, caixa dois, possivelmente. Condenável também? Claro que sim, sobretudo para um partido que construiu sua história embasado na ética.
    Muito se fala de desonestidade intelectual e comentaristas políticos que não sabem como é a política devem se eximir de comentar ou então fazer como o Jornal O Estado de São Paulo que assumiu seu partidarismo o que não pode é sofismar achando que todos os leitores são neófitos. Lula foi opositor de Sarney. Na época, no calor dos embates foi ríspido com o Peemedebista que na ocasião estava no extinto PFL (atual DEM) não quer dizer que teria de ser assim indefinidamente, faz parte do jogo político as alianças e apoios para conquista de maior espaço. Se o senhor Ricardo Setti estivesse correto em sua afirmação deveria, então, também fazer referências à união entre Quércia e Serra neste ultimo pleito. Quem não viu Roberto Freire desancar o peemedebista paulista e agora como aliado de Serra ter que coabitar com Quércia.
    Dizer que nos EUA existe democracia chega a ser hilário, um governo que pode prender e suspender direitos civis, de qualquer pessoa no mundo, unicamente por suspeita de terrorismo definitivamente de democrata só tem o partido tão falso quanto seu presidente. De Israel e RAS nem é necessário comentar, aliás, senhor Cassaro, o senhor que se diz tão informado deveria, pois, buscar outras fontes de informação. Será que o senhor teria capacidade, com seu nível de informação, de debater no Nassif ou no Guimarães? Nestes espaços nós lanchamos os sofistas.
    Ninguém está negando que há muito para fazer na educação, contudo, não creio ser decente criticar um Presidente que fez muito mais que, por exemplo, seu antecessor. Não obstante o dono deste blog não economiza em palavras para tecer loas a FHC. Onde a coerência?
    Por ultimo, para não me alongar muito, já que poderia dissertar horas discorrendo sobre tudo que foi dito de maravilhas sobre este Presidente quer na mídia internacional, quer nas ruas onde nosso povo habita, mas ficarei com assertiva mais conhecida: “Nunca na história deste país…” Completo eu: Um presidente foi tão maltratado pela mídia e pelas corporações tão sequiosas de se manter no poder, que já lhe escorre entre as garras.
    Passar bem.

  97. Wilsoleaks Alves

    -

    09/01/2011 às 20:59

    Dona Juju…
    Não! Em absoluto não estou curioso em saber sua identificação, aliás, só fiz menção ao seu apelido porque o senhor Cassaro no dia 03/01/2011 às 21:48, ao se referir a mim, disse que era engraçado gente como eu nunca ter nome e sobrenome, sempre se escondendo atrás de pseudônimos ou se identificando pela metade.
    Poderia, eu, ter citado outros comentaristas, reacionários como ele, para demonstrar que não são apenas os progressistas que fazem uso de alcunhas.
    Claro que posso, dona Juju, comentar em outras paragens e o faço quase que rotineiramente, contudo, isto não me impede de refutar as declarações dos colunistas e blogueiros que julgo serem meras ilações, quando estes me dão oportunidade para tal, como é o caso do senhor Ricardo Setti.

  98. Noah Shuster

    -

    09/01/2011 às 15:45

    Indico o GLOBO NEWS PAINEL: Representatividade afeta diretamente a qualidade da democracia brasileira http://migre.me/3wHRF

  99. carlos nascimento

    -

    09/01/2011 às 14:37

    Bem volto à colocar os fones no ouvido, ouço “kenny G”, quem se habilita ?

  100. carlos nascimento

    -

    09/01/2011 às 13:15

    Aos seguidores de Lincoln, Washington e da Silva.

    Aproveitando o vácuo das férias, tentarei expor um pouco do meu atual estado de espirito, há momentos em que precisamos ser flexiveis com o que é exigido das demais pessoas. É tempo de perceber que os altos padrões de cobrança tendem a deixar-nos com falta de opções, coisas de “virginianos”, nascidos sob a égide do zodiaco que sofre pela defesa dos valores éticos e morais.
    Falemos de História, os livros são reveladores, de forma impediosa e cristalina, separam os LÍDERES verdadeiros dos medíocres, com suas apoteoses mentais que se transformam em verdadeiras diaréias das trevas.
    A América do Norte nos premiou em alguns séculos atrás, com as biografias de Abraham Lincoln e George Washington, dois panteões da democracia, transformando os EUA na maior potência do planeta, também nos forneceu duas bestas, Nixon e Bush e, assim vamos indo, hoje sou um dos que acreditam que a América precisa criar vergonha na cara e reduzir essa imoralidade chamada DÉFICIT PÚBLICO, um País que quer continjuar sendo a locomotiva do mundo não pode conviver com essa monstruosidade de déficit, ou reduz isso ou será derrotada, aliás os primeiros sinais estão visiveis.
    Dirão o que o conteúdo do texto tem a ver com o Brasil, tudo, é hora de neurônios medianos pensarem qual o tipo de LÍDER que pode nos transformar em potência mundial, verdadeiramente, os líderes com a inspiração de Lincoln e Washington, com visão de futuro, focando os valores reais ou um líder com as caracteristicas do ex.presidente que agora se transformou em crustáceo, cujo ADEPTOS que aqui se manifestam, perderam totalmente a vergonha de defender uma mente que proporcionou a seguinte pérola:
    ” imagine se todos os bandidos presos em SP entrarem em greve de fome e pedirem liberdade”, sabe quem disse isso, sabem, façam um esforço, lhes digo -lulla o molusco – em visita à Cuba, quando a imprensa cobrava posição sobre a prisão de Orlando Zapatta, que em seguida veio falecer.
    Completando o estado de demência desse suposto líder, no apagar das luzes de seu ilusionismo, concede asilo a um terrorista condenado em um País democrático – A ITÁLIA – não é estranho êsse líder que os ADEPTOS imbecis querem que façamos loas, é dificil, façamos o seguinte, perguntem aos parentes de ORLANDO ZAPATTA o que acham do molusco e depois voltem.
    A lista de defensores do crustáceo é retrô, ainda não sairam do passado, esqueceram de atualizar o presente e já não conseguem planejar qualquer futuro.
    Isso é História e a História separa joio de trigo.
    Abraços
    Carlos Nascimento.

  101. Juju

    -

    09/01/2011 às 3:25

    Caro WilsoN??? Leaks? Engraçado justamente você apontar alguém por usar um diminutivo ou mesmo um apelido…é para rir ou para chorar??? E Wilsoleaks é o quê??? Nome composto??? Espero que não, para o seu próprio bem…portanto, tal comentário sequer merece resposta, já que é típico de alienados apontar para o rabo alheio e sentar no próprio…segundo…eu me identifico como quiser, já que, ao contrário de você e outros aqui, não entro na coluna para insultar o jornalista, ao contrário…covarde é aquele que usa de pseudônimos justamente por ter a intenção de ofender e caluniar os demais, o que não é meu caso…eu entro para comentar o texto de Ricardo Setti, nada mais…normalmente nem me daria ao trabalho de estar me reportando à você diretamente, mas diante de tantas besteiras proferidas, fui obrigada a me manifestar…já disse e repito: não gosta do que lê aqui??? Saia, vá para o blog do sr. Cloaca, que parece ser mais condizente com sua ideologia, mas não venha perturbar os que se identificam com os textos tão lúcidos e sensatos de Ricardo Setti…é nisso que consiste a imprensa livre, meu caro…é o leitor quem seleciona aquilo que lê, não o governo ou uma trupe de “puxa-sacos”, que sempre irão censurar aquilo que não lhes for favorável…mas democracia e imprensa livre são conceitos que você parece não entender, ou que simplesmente não lhe apetecem, mesmo…
    PS: É “A” Juju, caso você esteja realmente se coçando de curiosidade…

  102. Caio Frascino Cassaro

    -

    09/01/2011 às 1:49

    Prezado Ricardo:
    Dividi meu comentário em dois pois meu nome foi citado duas vezes por pessoas diferentes, abordando assuntos diferentes. Assim, com sua permissão, segue resposta ao sr Wilsoleaks(é nome ou psedônimo?), que me citou nominalmente em seu comentário.
    Começando pelo fim, seu comentário é de um preconceito inacreditável. Pelo que entendi, o sr se diz pobre, e que por isso, poderia estar roubando ou estuprando, ou delinquindo das mais variadas formas. Bem, sr Alves, eu não acho que o fato de alguém ser pobre leve à delinquencia. A falta de caráter não escolhe etnia, credo, religião ou classe social. Se o sr pensa assim, e sua colocação foi bastante clara no tocante à sua forma de pensar, só tenho a lamentar.
    A seguir, examinemos alguns pontos da sua argumentação:
    1- Com certeza o sr está absolutamente mal informado a respeito do processo de Cesare Battisti. Este cidadão foi condenado em todas as instâncias na Itália e posteriormente na própria corte de apelação da União Eurpéia, fato que inclusive levou o então presidente Jacques Chirac a ordenar sua deportação. Para melhorar seu nível de informação, consulte a coluna do juiz Walter Maierovitch no site do Terra. Encontrará relatos de outras pessoas que Battisti tentou assassinar, sem obter sucesso por mero acaso.
    2- Vou refrescar a sua memória: foi o dossiê fabricado pela então primeira amiga Erenice “nepotismo” Guerra referente aos gastos de FHC e da primeira-dama Ruth Cardoso. A bobagem foi tamanha que levou a então chefe da Casa Civil e atual Presidente a telefonar para dona Ruth para tentar explicar o inexplicável.
    3- Novamente, para refrescar a sua memória, foi aquele episódio que derrubou José “sai daí, zé” Dirceu, José Genoíno, o “nosso” Delúbio, e um monte de gente mais, e que levou o sr Luiz Inácio a declarar em rêde para todo o Brasil que havia sido traído. Estamos esperando até hoje os nomes dos traidores.
    4- Alianças com adversários políticos são normais em qualquer democracia que se preze. O que não dá para entender é Luiz Inácio chamar o José Sarney de ladrão ou o Collor de doente mental e depois tratá-los como “companheiros”. Pela lógica, em algum momento ele mentiu: ou antes, quando os injuriava, ou recentemente, quando os incensou.
    5- Novamente, o sr me parece estar confuso com relação às informações que recebe. Os EUA são a maior democracia da terra e Israel é um país cujas instituições funcionam bastante bem. O que se questiona é o tratamento da questão Palestina, que é um problema de política internacional e não de democracia interna.
    Com relação à Arabia Saudita, gostaria que o sr me dissesse quando o Presidente FHC deu declarações de amor eterno a algum dirigente daquele país, assim como por exemplo fez Luiz Inácio com Mahmoud “Apedrejador de Mulheres” Ahmadinejad. Mais ainda, qual órgão da mídia “oficiosa” (o que quer que isso signifique) manifestou apoio à cruenta ditadura Saudita? Cite a fonte para que todos possamos acessá-la.
    6- Desculpe, mas o texto não está bem escrito, não ficando claro o que o sr quis dizer.
    7- A atuação de Luiz Inácio no campo da educação é pífia. Da desmoralização do ENEM ao baixíssimo nível de nossos cursos primário e secundário, que levaram o Brasil ao brilhante sexagésimo quinto lugar no IDH, passando pela criação de cursos Universitários em que falta de tudo, de professores a alunos, a educação no Brasil é uma tragédia que se perpetua no tempo, e a atuação de Luiz Inácio, conforme demonstrado acima, deixou realmente muito a desejar.
    8- Essa tentativa permanente de destruir tudo o que foi feito no passado, como se o Brasil houvesse começado em 2003 é a face mais odiosa do petismo, pois é onde aflora toda a mistificação que alimenta a idiotia petista. Reconhecer o mérito de outros, inclusive adversários, é sinal de grandeza. Ao contrário, o discurso diário a que Luiz Inácio nos submetia dava a impressão de que ele tentava convencer a si mesmo que aquilo que dizia era verdade. Como parece que nem ele se convencia, tornava a insistir sempre no “…nunca antes nestepaizzzzzz….”, como se fosse um mantra que, repetido ao infinito, terminaria por tornar-se realidade. Com relação aos elogios da mídia estrangeira, sugiro que o sr leia com atenção artigos publicados nos diversos jornais da imprensa internacional e verá que a máscara de Luiz Inácio já caiu há muito tempo. Finalizando, 54% do povo brasileiro (votação da oposição no primeiro turno) não concordam com o sr, sendo essa história de 87% de popularidade mais uma mistificação desmentida pelos fatos.
    Espero ter demonstrado de forma adequada a inconsistencia de suas afirmações, parabenizando-o por vir a este espaço apresentar seus argumentos de forma clara e honesta.

  103. Caio Frascino Cassaro

    -

    09/01/2011 às 0:25

    Prezado Ricardo:
    Primeiro gostaria de dizer à ou ao Alcione ( perdão, não existe aqui nenhuma tentativa de fazer graça com seu nome. Não tenho como saber se trata-se de um homem ou de uma mulher) que não é Caio Ricardo. Por favor, quando mencionar meu nome, faça-o de maneira correta.
    Segundo, não me parece que nenhuma destas pessoas da lista mencionada tenha escrito algum comentário dirigido ao Blog. Está claro inclusive que você não entendeu o cerne da questão. O problema não é divergir. A divergência faz parte da vida, e só conseguimos avançar na medida em que exista o contraditório, que é o que nos faz refletir a partir do ponto de vista do outro. O que acontece é que a maioria dos comentários postados que se mostram contrários ao articulista são insultuosos, mostrando a face raivosa de quem – aí sim – não tolera o contraditório. E aí, me parece, reside o grande mal que o governo Luiz Inácio causou ao país. Transformou a política em um Palmeiras x Corínthians, no qual as paixões se excerbam a ponto das pessoas deixarem de lado as mais simples regras de educação.
    Escrevi no meu comentário que a argumentação é bem vinda, sempre. E veja só, ao invéz de você argumentar, o que você fez? Postou uma lista de notáveis que apoiam Luiz Inácio. Qual é a relevância disso? O que isso traz para o debate? Como disse a Kitty das 22:05hs, eu poderia apresentar também uma lista de pessoas igualmente notáveis que não apoiam Luiz Inácio, só que isso não siginifica nada. Se você acha que eu estou errado, ou ainda, que o articulista está errado, apresente seus argumentos. O Ricardo demonstrou, de forma bastante eficiente, o mal que Luiz Inácio causou às instituições com sua forma, digamos assim, pouco ortodoxa de exercer o poder. Se você , por exemplo, acha certo um ex-Presidente da República se hospedar em um próprio da união às expensas do contribuinte, diga. Pergunto: acharia certo que FHC fizesse o mesmo? E com relação aos passaportes, você acha que é do interêsse do país, conforme reza a lei, que os filhos e o neto de Luiz Inácio tenham direito ao pássaporte diplomático? E se fossem os filhos do Sarney ou do Collor, você concordaria? Dê a sua opinião, justificando o raciocínio. Caso contrário, fica sendo apenas um ato de fé – se Luiz Inácio fez está certo. E aí, caro ou cara Alcione, na falta absoluta de argumentação e de educação, o que aparece no blog são vagidos, zurros, balidos…

  104. Kitty

    -

    08/01/2011 às 22:05

    É uma bela lista de notáveis sem nenhuma dúvida..
    Mas há muitos outros tão importantes quanto os
    da sua lista que não compartilham as mesmas ideas.
    Experimente rebater um a um o elenco de fatos
    que o excelente jornalista Setti postou no seu
    artigo.

  105. Kitty

    -

    08/01/2011 às 20:49

    Sr. Caio,
    Faço parte da enxurrada de “comments”favoráveis
    ao excelente artigo postado por Ricardo Setti,
    em esta columa. Eu também,como o Sr.e o Sr.
    Carlos Nascimento, sinto-me indignada com as
    sandices que estes grupelhos de ignorantes
    denigrem o trabalho serio e altamente
    informativo do tão bem conceituado periodista
    Ricardo Setti. Muito bom o seu comentário!!!!

  106. paulo haran

    -

    08/01/2011 às 19:18

    Caro Setti,

    Admirava seus textos, mas você está se tornando mais um direitista cínico, como seus vizinhos Reinaldo e Tucanunes. Você está no lugar certo.

    O colunista Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como este a partir do dia 17.

  107. ALCIONE

    -

    08/01/2011 às 18:52

    Segue abaixo alguns dos milhares de tipicos seres que, segundo muitos dos exaltados admiradores do Ricardo Setti, como o Caio Ricardo, “Só o que vemos nas manifestações contrárias a você são vagidos, balidos, zurros e outras manifestações típicas de seres que têm os pés bem fixados ao chão – todos os quatro”: Leonardo Boff, Chico Buarque de Holanda, Oscar Niemeyer, Aderbal Freire Filho – diretor de teatro, Alcides Nogueira – dramaturgo e roteirista, Alcione – cantora, Aldir Blanc – compositor e escritor, Álvaro Caldas – jornalista, André Klotzel – cineasta, André Luiz Oliveira – cineasta, Anne Pinheiro Guimarães – cineasta, Antonio Grassi – ator, Argemiro Ferreira – jornalista, Armando Freitas Filho – poeta, Beth Carvalho – cantora, Beth Formaggini – cineasta, Carlos Augusto Brandão – crítico de cinema, Carlos Brandão, Celso Frateschi – ator e diretor, Chico Cesar – cantor e compositor, Chico Diaz – ator, Claudia Furiati – historiadora e escritora, Cláudio Baltar – diretor, Cristina Buarque de Hollanda – cantora, Daniel Sroulevich – produtor cultural, Daniel Souza – designer e empresário, Dau Bastos, Débora Duboc – atriz, Dira Paes – atriz, Domingos de Oliveira – diretor teatral, cineasta, Edgar Vasques – cartunista, Ednardo – cantor, Eduardo A. Russo – crítico de cinema, Eduardo Figueiredo – produtor teatral, Eric Nepomuceno – jornalista e escritor, Eryk Rocha – cineasta, Felipe Radicetti – compositor, Geraldo Moraes – cineasta, Geraldo Sarno – cineasta, Helena Sroulevich – produtora cultural, Helvécio Ratton – cineasta, Hermano Figueiredo – cineasta e cineclubista, Hugo Carvana – ator e cineasta, Janaina Diniz – cineasta, Jesus Chediak – cineasta e produtor cultural, João Bosco – cantor e compositor, João Carlos Couto – dramaturgo e produtor teatral, Joel Pizzini – cineasta, Jorge Furtado – cineasta, José Joffily – cineasta, José Roberto Filippelli, Karen Acioly – diretora teatral, Leopoldo Nunes – cineasta e agente cultural, Lucélia Santos – atriz, Lucia Murat – cineasta, Lúcia Rocha – curadora do Tempo Glauber, Lucília Garcez – escritora, Lucy Barreto – produtora, Luiz Antonio de Assis Brasil – escritor, Luiz Carlos Barreto – produtor, Luiz F. Taranto – jornalista e cineasta, Luiz Fernando Lobo – diretor artístico e ator, Luiz Fernando Lobo – diretor teatral, Manfredo Caldas – cineasta, Marcelo Laffitte – cineasta, Marcos Souza – músico e jornalista, Mariana Lima – atriz, Marieta Severo – atriz, Marília Alvim – cineasta, Mario Prata – escritor e dramaturgo, Marquinhos de Oswaldo Cruz, Maurice Capovilla – cineasta, Maurício Machado – ator, Miguel Paiva – escritor e humorista, Miúcha – cantora, Monarco – compositor, Monique Gardenberg – cineasta e diretora de teatro, Murilo Salles – cineasta, Nelson Sargento – compositor, Nei Lopes – compositor e escritor, Noilton Nunes – cineasta, Orã Figueiredo – ator, Otto – cantor e compositor, Paloma Rocha – cineasta, Paula Gaitán – cineasta e artista plástica, Paulo Betti – ator, Paulo Halm – roteirista e cineasta, Pedro Cardoso – ator, Raquel Karro – atriz, Ricardo Cota – Secretário de Comunicação do Governo do RJ, Ricardo Cravo Albin – jornalista, historiador e pesquisador da MPB, Ricardo Gontijo – jornalista, Roberto Berliner – cineasta, Roberto Gervitz – cineasta, Roberval Duarte – cineasta e produtor cultural, Rodrigo Targino – cineasta, Rogério Correa – cineasta, Rosa d`Aguiar Furtado – jornalista, tradutora (viúva de Celso Furtado), Rosemary – cantora, Rosemberg Cariry – cineasta, Rubens Rewald, Ruth Rocha – escritora, Ruy Guerra – cineasta, Sandra Werneck – cineasta, Sara Rocha – produtora de cinema, Sérgio Sá Leitão – cineasta e administrador público, Silvia Buarque de Hollanda – atriz, Silviano Santiago – escritor, Sylvia Moreira – arquiteta, cenógrafa, Tata Amaral – cineasta, Tia Surica –sambista, Toni Venturi – cineasta, Tuca Moraes – atriz e produtor a, Vania Cattani – cineasta, Vicente Amorim – cineasta, Vinícius Reis – cineasta, Vladimir Carvalho – cineasta, Wagner Tiso – músico, Walter Carvalho – cineasta, Walter Lima Júnior – cineasta, Wolney Oliveira – cineasta, Ziraldo – desenhista, escritor, pintor, Frei Betto, Emir Sader, Álvaro Caldas – jornalista, Ricardo Gontijo – jornalista, Regina Zappa – jornalista e escritora, Padre Ricardo Rezende, Paulo Sergio Niemeyer, Vera Niemeyer, Tulio Mariante – designer,…

  108. Wilsoleaks Alves

    -

    08/01/2011 às 9:14

    Senhor Cassaro…
    Acho ótimo que o senhor eleve a discussão para o campo da coerência, com isso todos ganham.
    O senhor esteve meio sumido, porém, neste hiato temporal, seu ideário foi genuinamente representado pela maioria dos presentes, alguns, pela retórica, até confundidos com parentes próximos, caso da(o) Juju, que tem nome, sobrenome e gênero, claro.
    O senhor lê o que escreve e isto fica claro pelo domínio de sua gramática, contudo, parece que não lê o que outros escrevem, tornando o um mero escriba.
    No dia 03/01/2011 às 14:06 eu fiz o seguinte comentário neste post do Ricardo Setti:
    SINTETIZANDO:
    PRIMEIRO – A decisão sobre Cesare Battisti só é vergonhosa para quem não conhece a forma pela qual o escritor e ativista italiano foi condenado na Itália e nem as leis brasileiras no tocante à extradição de refugiados políticos.
    SEGUNDO – O que tem a ver Correios com ambulâncias e montagem de dossiês? E de que dossiês vocês estão falando? Daquele que foi ajeitado pelo assessor do Senador Álvaro Dias (PSDB-PR) ou aqueles supostos dossiês que teriam sido pedidos ao Pedro Abromovay pela Presidente Dilma e o Gilberto de Carvalho? Qual destes possui a Revista Veja, alguma prova?
    TERCEIRO – De qual mensalão falam vocês? Aquele de 2004? Não estão se esquecendo que em 2006 o Povo Brasileiro conferiu ao Presidente Lula mais um mandato de quatro anos, preferindo com isto, ignorar completamente suas ilações?
    QUARTO – Engraçado vocês citarem grupos de políticos oportunistas, mas referendarem o governo de FHC atolado até o quepe com ACM, Agaciel Maia, José Roberto Arruda, Eduardo Azeredo…
    QUINTO – Quanto ao endosso de nossa política externa a países cujos governos seriam ditatoriais que dizer então do alinhamento de nossa elite e seus prepostos, PSDB, DEM, MÍDIA OFICIOSA, ETC com os EUA, Israel e Arábia Saudita? Teriam estes países governos democráticos?
    SEXTO – Tampouco desmoralizou o Governo Lula, qualquer instituição brasileira que tenha se pautado pela ética, em não tomar decisões políticas.
    SÉTIMO – O Presidente Lula criou 14 Universidades, 45 extensões Universitárias e 214 Escolas Técnicas. A desmoralização aí que vocês se referem só pode ser do governo que o antecedeu, que não criou nada.
    OITAVO – O Governo do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva realmente desmoralizou seus antecessores que nem precisavam falar de seus poucos feitos já que vocês da imprensa falada escrita e televisada não cansavam de enaltecê-los, ao contrário do Presidente Metalúrgico que só recebeu elogios da mídia estrangeira e do povo do Brasil.
    Na verdade, senhor Cassaro, sei que não faz parte de sua rotina a leitura do contraditório, até porque, narciso acha feio o que não é espelho. Sei, também, que perco meu tempo escrevendo por aqui, afinal, sendo um pobre eu poderia estar roubando, invadindo, depredando, estuprando…

  109. Jose Fernando

    -

    08/01/2011 às 8:52

    O problema é que ele ainda não foi. Nesse momento ele continua fazendo o que mais sabe, desperdiçando dinheiro público, dessa vez, com ele mesmo, alem do resto da Lullada. Ao nada saudoso Lula, dedico novamente a cançao do chico buarque: Vai trabalhar, vagabundo!

  110. Katiad

    -

    08/01/2011 às 8:48

    Assino embaixo!!!

  111. Caio Frascino Cassaro

    -

    08/01/2011 às 1:32

    Prezado Ricardo:
    Em meio à enxurrada de emails favoráveis, há uma súcia que insiste nem comparecer ao espaço sem trazer nenhum argumento consistente que trate de rebater os fatos elencados em seu comentário. Só o que vemos nas manifestações contrárias a você são vagidos, balidos, zurros e outras manifestações típicas de seres que têm os pés bem fixados ao chão – todos os quatro. O meu amigo Carlos Nascimento tem batido bem nessa turma, que se recusa terminantemente a debater com um mínimo de elegância. De todos, o mais patético é o tal do “Wilsoleaks” (é pseudônimo? se não é, parece): êle nos brinda com pérolas do tipo “…pode-se até contestar a extensão do benefício…” ou “… após anos de trabalho árduo…”, ou ainda “… 87% dos brasileiros…”, e outras estulticies. O pior é que o velhaco tenta revestir suas bobagens com argumentação pseudo-legal. Diz, por exemplo, que o passapporte diplomático concedido pelo chanceler de bolso aos filhos e neto do Apedeuta “estava previsto na lei”. Que lei, cara-pálida? da Petralhândia? da Bobolândia? Um aluno mediano das sexta série, lendo com um pouco de atenção o texto da lei (procurar nos jornais on line que tratam hoje do escândalo), lhe dirá que os “Lulaboys” não se enquadram em NENHUM dos itens ali apresentados.
    Com relação à estadia do Apedeuta e família nas dependências do Exército, o fato é que pode até ser legal, mas não é moral. Como moralidade é um conceito que foge ao entedimento de um petralha, vou tentar explicar por comparação: lembra quando sua mãe lhe pedia para não comer de bôca aberta, não colocar o dedo no nariz, não palitar os dentes, não soltar pum na frente dos outros e tantas outras coisas mais? Pois é, nada disso é ilegal. Não se vai preso por arrotar em público, se espreguiçar à mesa, furar fila ou parar na vaga do idoso no supermercado. Só que são coisas que ferem regras – não escritas – de convivência, sem as quais a vida seria insuportável. Levando o raciocínio ao plano ético, é ABSOLUTAMENTE IMORAL E INJUSTIFICÀVEL, ainda que não seja um crime e ninguém vá preso por isso, o ex-Presidente ocupar um prédio público, com toda a sua família, para passar férias com todas as despesas pagas pelo contribuinte.
    Finalizando, só para ficar em três das bobagens, pare de dizer que o Apedeuta tem 87% de popularidade. Na verdade ele tem 103%. 100% da pesquisa mais três da margem de êrro. Essa história é tão fajuta que o Briaco Máximo disputou três eleições consecutivas (sim, quem disputou a eleção de 2010 foi êle, aliás, dito por êle mesmo), 2002, 2006 e 2010, e em nenhuma levou no primeiro turno. (Recordar que o Forrest Gump de Garanhuns apanhou duas vêzes de FHC no primeiro turno, e só ganhou de Serra em 2002 porque FHC teve um comportamento absolutamente Republicano durante o pleito, atuando como um magistrado, fato reconhecido pelo próprio Apedeuta). Se essa popularidade é real, porque dona Dilma (leia-se Luiz Inácio) teve apenas 46% dos votos contra 54% da oposição no primeiro turno? Estranha popularidade essa, que não se traduz em votos nas urnas.
    Enfim, deixe de bobagens. O artigo do Setti elenca uma série de fatos. Se voce não concorda com êles, refute-os, um a um, com outros fatos. Se você conseguir refutá-lo, ótimo. Nada como um boa argumentação para trazer luz à discussão. Porém, se não tiver nada sério a dizer, como diria o Rei da Espanha, “Por que non te callas?”

  112. gaúcha indignada

    -

    07/01/2011 às 22:18

    Esta quadrilha é mais organizada do que a do Fernndinho Beira Mar. FORA GENTALHA!

  113. Wilsoleaks Alves

    -

    07/01/2011 às 20:54

    Engraçado não os vi assim tão indignados quando a filha de FHC estava gazeteando no gabinete de Heráclito Fortes… Mas, deve ser falha da minha memória, né?
    Concessão de passaporte diplomático para ex-presidentes está previsto na lei, pode-se até contestar a extensão deste benefício para seus familiares, no entanto é indiscutível a ilegalidade de se empregar uma pessoa que não vai ao local de trabalho nem para receber seus vultosos proventos.

  114. Wiegand Welter

    -

    07/01/2011 às 19:02

    Perfeito.

  115. carlos nascimento

    -

    07/01/2011 às 17:53

    Amigos,

    Finalmente, parece que as Instituições estão saindo do estado catatônico, à OAB via Ophir Cavalcanti, anuncia que deverá entrar na Justiça exigindo as devoluções dos passaportes diplomáticos, concedidos de forma IMORAL pelo Itamaraty, sob a gestão do lambe botas subalterno o megalonanico.
    Já não era sem tempo, pensei que iriamos engolir calados esse desvio de condutas, o crustáceo está testando para ver até onde êle pode continuar mandando nas IMORALIDADES.
    Bravo OAB, parabéns Ophir Cavalcanti, só espero que o STF crumpre com seu papel de guardião do País.

  116. carlos nascimento

    -

    07/01/2011 às 11:15

    Vejam o estilo que o “animador de palanques” adotou e adota em suas posturas, vamos lá:
    - O affair do terrorista italiano, o malandrão enrolou, enrolou, no último dia de ilusionismo, resolveu jogar a bomba no colo da Presidente, toma que o pepino e teu. Conclusão, peitado pelo ex.ministro da (IN)justiça, tarso genro, criou um grande imbóglio Institucional e diplomático. Isso ainda vai terminar mal.
    - Obrigou o seu lambe botas continuar ministro, falo do falso coroinha da opus dei, que será o espião e já disse que está disposto até morrer pelo etilico monarca(sic).Adivinhem quem seja.
    - Criou um problema moral e de constrangimento para a Presidente, ao se aboletar nas instalações do Exército no Guarujá, com toda a prole, sinalizando que êle é diferente e nunca na história desse País alguém ousar contrariar as Leis em vigor, foi feito de caso pensado, êle sabe muito bem ficar em evidência na mídia, os filhos ainda ficam com gozação no twitter.
    - Descobre-se que o megalonanico é realmente um reles capacho subalterno, eu nunca tive dúvidas disso, arranjou passaportes diplomáticos para todos os filhos e até mesmo neto, contrariando novamente a tudo e a todos. Espero que o novo CHANCELER Patriota, reveja essas concessões e enquadre imediatamente, pois até o neto ganhou o mimo, o que convenhamos em Regimes Democráticos isso é IMORAL, talvez já sejamos uma Monarquia de araque ou uma ditadurazinha de quinta.
    - A questão dos caças franceses, êle primeiro fez honras ao Sarkozy, dizendo que iria autorizar a compra dos rafalles, enrolou, o Obama chiou, êle retraiu e jogou a bomba novamente no colo da Presidente, toma isso não é comigo, resolve que eu não gosto de ser questionado.
    - A questão do 11. Ministro do STF, fez de propósito o Tribunal continuar incompleto, para também ficar em evidência na mídia, criar embaraços e acabou jogando para a Presidente resolver, tudo de caso pensado, o STF inconcluso, ficaria exposto como ficou em várias decisões, coisa de quem gosta de tumultuar processos.
    Eis um pequeno resumo do que foi essa gestão, passou anos cultuando apenas e tão sómente sua imagem publicitária, o povo inculto não percebe que tudo é uma questão de jogo de cena.
    Para completar as omissões, quem não se lembra do Mensalão, do acidente da TAM, do desastre ecológico no RJ, o Apagão elétrico e outras situações que exigiam a presença de um Presidente e o “cara” mandava emissários, nunca enfrentava as adversidades, é esse estilo que me enoja e espero que os brasileiros despertem e tomem consciência de que o “cara” e um embusteiro.

  117. Lúcia Helena

    -

    07/01/2011 às 10:56

    Caro Setti

    2011 chegou e muito não mudou.
    Novamente um post seu gera repercussão e uma avalanche de ataques. Os entenda como elogios, porque a artilharia só é colocada a postos quando “a carapuça serve”, já que contra fatos não há argumentos.
    abs

    O colunista Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como este a partir do dia 17.

  118. Caio Frascino Cassaro

    -

    07/01/2011 às 10:30

    Prezado Ricardo:
    A idiotia petista realmente não tem limites. O comentário abaixo dando conta que qualquer brasileiro pode se candidatar a ficar hospedado nas dependências das forças armadas é de uma cara- de-pau inacreditável. Vamos fazer o seguinte: encaminhemos todos pedidos às três armas solicitando estadia – claro que com casa, comida e roupa lavada – em algum forte, hotel ou o que quer que seja, e veremos se algum de nós, pobres mortais será atendido. É claro que o sr. Luiz Inácio achou fácil governar o Brasil. Segundo dados da própria presidência da República, o ex-Presidente passou, na soma dos dois mandatos, quase quatro anos fora de Brasília. Desse período, inacreditáveis um ano e meio em pleno ar, passeando com o Aerolula. Se computarmos os períodos de férias, que em dois mandatos chegam a oito meses, conclui-se que o Forrest Gump de Garanhuns esteve em Brasília durante cerca de três anos e meio. Descontando-se aí as solenidades, discursos e palanques em geral, dá para entender porque o ex-presidente estava tão reticente em largar o poder. Afinal, ficar de férias durante oito anos, com tudo pago, comendo e PRINCIPALMENTE bebendo muuuuuuuuuuito, viajando para cima e para baixo sem ter que botar a mão no bolso, com o cartão de crédito corporativo comendo solto é de dar água na boca de qualquer um.
    Só para terminar, gostaria de dizer que a Presidente Dilma já ganhou muitos pontos em meu conceito. Não votei nela, pois a achava despreparada para exercer o poder. Em seis dias de governo,(e mesmo durante o período de transição) não deu nenhuma declaração, trabalhando mais de doze horas por dia e botando os ministros na linha – só anteontem ela reuniu-se com dez ministros, já tendo anunciado a primeira leva de privatizações de seu governo – a dos aeroportos. É isso que se espera de um Presidente da República – trabalho, não cascata e conversa jogada fora. Essa atitude vai colocá-la em choque com Luiz Inácio, posto que o Apedeuta acabará sendo desmistificado pela própria criatura.

  119. Paulo Pithan de Oliveira

    -

    07/01/2011 às 7:14

    Eles merecem! Patrimonialismo: Filhos de Lula ganham
    passaporte diplomático dois dias antes do fim…
    Extraído de: Instituto de Direito Administrativo de Goiás – 19 horas atrás

  120. Wilsoleaks Alves

    -

    07/01/2011 às 6:41

    Calma Juju…
    Primeiro vamos por ordem na casa, o dono está de férias, mas é nossa obrigação mantê-la em ordem.
    Primeiro:
    Juju de quê? É seu sobrenome, mesmo, que estamos querendo saber, afinal, não foi o senhor Caio Frascino Cassaro que no dia 03/01/2011 às 21:48, nesta mesma coluna e post que disse:
    “O mais engraçado é que essa gente nunca tem nome e sobrenome, sempre se escondendo atrás de pseudônimos ou se identificando pela metade.”
    Agora, então, vamos dar nomes aos bois…
    É Juju de quê? Cassaro?

  121. Juju

    -

    07/01/2011 às 2:43

    essas referidas pessoas estão se tornando cada vez mais ousadAs e agressivAs foi o que eu quis dizer, moderadores…não precisam publicar este comentário, peço apenas que corrijam o anterior…grata!

  122. Juju

    -

    07/01/2011 às 2:35

    Caro Anti-petralha, agradeço a deferência em citar meu comentário…só escrevi o que realmente penso e a cada comentário essa percepção só faz aumentar…a covardia se multiplica…como essas referidas pessoas já perceberam que os moderadores não censuram nada e que Ricardo Setti se encontra ausente, estão se tornando cada vez mais ousados e agressivos…ofendem o jornalista e a revista sem qualquer embasamento outro que não os próprios preconceitos e ignorância…tem um tal Paulo Henrique não-sei-das-quantas (que me lembra muito um outro Paulo Henrique, este um blogueiro da turma dos “progressistas”…será o mesmo?) que chegou ao cúmulo de dizer que o Setti escreve apenas para agradar a parcela da população mais favorecida economicamente, mais conservadora e, portanto, mais retrógrada…ora, somente numa cabeça deturpada de preconceitos pode existir correlação entre ser economicamente favorecido (eufemismo para rico), direitista, conservador e RETRÓGRADO…retrógrado é quem faz esse tipo de associação senso-comum, quem generaliza e faz críticas sem qualquer conhecimento dos fatos…pior que ser retrógrado é ser ignorante…o que ele quis dizer com tanta besteira?? Ao que eu saiba, quem lê a Veja, ou qualquer outra revista do gênero, é bem-informado e não rico (o que uma coisa tem a ver com a outra?)…ademais, ser rico não é sinônimo de ser pró-direita e muito menos significa ser conservador ou retrógrado…pior foi dizer que Setti escreve o que escreve para manter seu emprego na revista…chega a ser hilário, de tão patético…como se um jornalista com a experiência e competência de Ricardo Setti precisasse disso…ridículo!!!!
    Mais um que quer aparecer às custas da ausência do colunista…

  123. Kitty

    -

    06/01/2011 às 23:42

    Pode-se concordar ou discordar com os artigos
    postados na coluna do Periodista Ricardo Setti,faz parte do jogo democrático,mas esto não nos exime de fazê-lo de maneira civilizada e sem ofensas de
    baixo nível.
    Ricardo desconsidere respondendo com o velho ditado popular: A palavras nécias,ouvidos surdos.
    Abraços, Kitty

  124. DELEGACIA DO CONSUMIDOR - CEUCERTO

    -

    06/01/2011 às 19:07

    Exmo. Sr. Ministro Presidente Supremo Tribunal Federal
    BRASILIA – DISTRITO FEDERAL
    PLANTÃO JUDICIARIO
    MINISTRO CEZAR PELUSO
    DISTRIBUIÇÃO POR PLANILHA
    URGENTE
    COM ABSOLUTA PRIORIDADE

    CEUCERTO – CONSELHO NACIONAL DOS CONSUMIDORES E USUÁRIOS DE BENS E SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES FIXA, MÓVEL E INTERNET, inscrita no CNPJ/MF nº 05.308.391/0001-20, com SEDE NACIONAL estabelecida na Av. Luiza Fontenelle nº 300 – Entrada da Embratel, Bairro Cidade Satélite – Município de Tanguá, CEP 24-890.000 – Tel. (21)4062.0852 / 3513.0513 RAMAL 1790 – 3087.8742 – 9101-1464 EMAIL ceucerto@ibest.com.br antoniogilsondeo@gmail.com antoniogilsondeo@bol.com.br, voltada única, exclusivamente para a busca constante da melhoria da qualidade de vida do cidadão, conforto, segurança, do efetivo cumprimento às leis, ESTATUTO DO IDOSO. LEI Nº 10.741 DE 1º DE OUTUBRO DE 2003, Art. 82, 83, § 1º, 2º, 90, vem mui respeitosamente, por seu PRESIDENTE ANTONIO GILSON DE OLIVEIRA, cidadão brasileiro, portador do CPF n 313.300.707-63, título de eleitor nº 34310329 Zona 151, AGINDO NO ESTRITO CUMPRIMENTO DO DEVER E EM SUBSTITUIÇÃO PROCESSUAL DO MINISTERIO PUBLICO, com fundamento no art. 5º XXXIV, LXX, LXVIII, da Constituição Federal, impetrar a presente:
    AÇÃO POPULAR PENAL
    CONSTITUTIVA DE HABEAS CORPUS
    COM PEDIDO DE LIMINAR
    Em benéfico do paciente:
    CESARE BATTISTI, cidadão italiano, preso e recluso em presidio de segurança máxima em território brasileiro, por crimes praticados na década de 70 em pais estrangeiro. Território italiano.
    GUERRA VIRTUAL DA ERA DAS TELECOMUNICAÇÕES
    INTERESSES POLÍTICOS EXPOSIÇÃO NA MÍDIA

    No principio do ano de 2010, quando ocorreu o problema estritamente político e conflito interno em HONDURAS, o Presidente Luiz Inacio Lula da Silva, no seu afã de tornar-se E atrair para sí o TROFEU DE MEDIADOR, ÁRBITRO, CONSELHEIRO ou TÍTULOS de uma FIGURA POLITICA INTRNACIONAL, sem nem mesmo ter sido, convidado ou consultado, interferiu e envolveu-se de forma absolutamente negativa, não somente para a pessoa física do Senhor Lula, mas também com profundos prejuízos para o Brasil.
    Meses depois, depois de intenso desgaste político e severas críticas ao GOVERNO BRASILEIRO e a POLÍTICA INTERNACIONAL BRASILEIRA, novamente, alheio a tudo que ocorreu, se envolve nos conflitos entre o IRÁ e Estados Unidos, no conflito da FABRICAÇÃO DE ARMAS ATÔMICAS.
    Novamente, de novo, outra vez, como se tivesse sido acometido de uma aguda e grave crise de amnésia se envolve no NOVO PROBLEMA DO IRA COM REFERÊNCIA A CONDENAÇÃO DE APEDREJAMENTO DE SUA NATURAL CIDADA IRANIANA.
    Em seguida, como NÃO BASTASSEM TODOS OS PROBLEMAS E CRÍTICAS EM QUE SE ENVOLVEU, DESTOANDO DA REALIDADE, ACORDOS E TRATADOS INTENACIONAIS, CONSTROI AGORA ESTE INTERMINÁVEL, DESGASTANTE IMBLOGLIO JURÍDICO, DIPLOMÁTICO E POLLÍTICO INTERNACIONAL.
    O Presidente Lula, mais uma vez movido por sua “ANSIOSIDADE” (fusão de “ANSIA MIDIÁTRICA com INCONTROLÁVEL NECESSIDADE DE EXPOSIÇÃO INTERNACIONAL”, atraí para o Brasil esta desgraçada postura de interferência política negativa nos hábitos, costumes e atos puramente ADMINISTRATIVOS NACIONAIS ESTRANGEIROS.
    CESARE BATTISTI
    Este cidadão nacional de Itália, se encontra PRESO, DETIDO E RECOLHIDO EM CÁCERE PRIVADO DE SEGURANÇA MÁXIMA, SERVINDO DE OBJETO DE DESEJO, POSSE PURAMENTE PARA ANGARIAR FRUTOS MIDIÁTRICOS.
    Esta prisão, não se discute neste momento, se JUSTA OU INJUSTA, CORRETA OU INCORRETA, TERRORISTA OU NÃO TERRORISTA. SUBVERSIVA OU NÃO.
    O que se discute neste momento é o SAGRADO UNIVERSAL DO DIREITO DE IR E VIR. É O INCONTESTÁVEL DIREITO DA LIBERDADE.
    Neste caso tem o PACIENE O DIREITO E O INQUESTIONA´VEL BENFÍCIO DA DÚVIDA. INDÚBIO PRO RÉU.

    Enquanto o PRESIDENTE “GOVERNO” BRASILEIRO E O GOVERNO ITALAIANO NÃO CHEGAM A UM CONSENSO JURÍDICO OU DIPLOMÁTICO, NÃO PODE O PACIENTE SOFRER AS AGRURAS CALOR DA VAIDADES POLÍTICAS PESSOAIS.
    DO CONSTRANGIMENTO E ILEGALIDDE
    DO CONFINAMENTO
    IMBLOGLIO POLÍTICO CRIMNAL INTERNACIONAL
    A CONFUSÃO criada pelo então Presidente Lula e de tamanha gravidade e tanta profundidade que neste momento nem EU e nem mesmo os TRIBUAIS SUPERIORES STJ – STF. – CORTE INTERNACIONAL DE HAIA OU QUALQUER OUTRO TRIBUNAL JURÍDICO OU POLÍTICO É CAPAZ DE DEFINIR QUEM É O AGENTE COATOR.
    * Quem neste INÉDITO CASO LULISTA, envolvendo CESARE BATTISTI, irá figurar como AGENTE COATOR?
    * QUAL AUTORIDADE O MANTEM PRESO?
    * QUEM DETERMINOU HOJE, SUA PRISÃO?
    * QUEM É O RESPONSÁVEL?
    * QUEM IRÁ FUTURAMENTE SER RESPONSABILIZADO PELOS DANOS MORAIS E CONSTRANGIMENTOS SOFRIDOS EM CÁRCERE, PELO SENHOR CESARE BATTISTI?
    * Não pode Figurar como autoridade coatora o Exmo. Sr. Ministro do STF, tendo em vista o DECISUM PLENO DA CASA, que literalmente “CHUTOU PARA ESCANTEIO” o caso para o PALACIO DO PLANALTO, para o “AFASTANDO” PRESIDENTE DA RPUBLICA resolver, decidir, ao apagar das luzes.
    Este comportamento, irresponsável, retrata e evidencia a intenção de transferir e atribuir a RESPONSABILIDADE A PARA TERCEIROS.
    * Menos ainda a UNIÃO FEDERAL que optou por conhecer, atender e decidir pela LIBERDADE EM TERRITÓRIO BRASILEIRO DO PACIENTE, tendo publicado em Diário Oficial, a sua concordância e permanência em território brasileiro, AS EXPENSAS DO CIDADÃO CONTRIBUINTE.
    Qual autoridade, neste caso, É O AGENTE COATOR?
    * QUEM É O RESPONSÁVEL PELA MANUTENÇÃO EM CARCERE PRIVADO DO SENHOR CESARE BATTISTI?
    DO INEDITISMO DO FATO
    * Se não existe fato relevante para sua manutenção em cárcere privado……….
    * Se não existe Agente Imputador de Pena ……………………
    * Se não existe penalidade aplicada a ser cumprida em território brasileiro……
    ENTÃO…..
    * NÃO EXISTE ÓBICE A SUA IMEDIATA LAVRATURA DE ALVARÁ DE SOLTURA
    DA LEGITIMIDADE ATIVA
    O CEUCERTO – CONSELHO NACIONAL DOS CONSUMIDORES E USUÁRIOS DE BENS E SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES FIXA, MÓVEL E INTERNET, constituído há mais de anos, está jurídica, (LEI N° 10.741,1/10/2003 – Art. 3º, V – proteção jurídico-social por entidades de defesa dos direitos dos idosos), constitucional e vocacionalmente amparado, sendo, portanto parte legítima para impetrar o “mandamus” e requerer a presente medida liminar de “WRIT”
    DO EXERCICIO E PRÁTICA DA ADVOCACIA
    A vigente Carta da República é enfática ao exortar que “O advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei” (art. 133)
    A jurisprudência hodierna predominante nos tribunais brasileiros assevera quanto a AÇÃO POPULAR PENAL CONSTITUTIVA DE HABEAS CORPUS.
    O artigo 654 do CPP é taxativo em exortar que “o habeas corpus poderá ser impetrado por qualquer pessoa, em seu favor ou de outrem, bem como pelo Ministério Público”. O preceito processual predito ao admitir que o habeas corpus pode ser impetrado por qualquer pessoa, o consagra como AÇÃO PENAL POPULAR bem como estende e admite à PESSOA JURÍDICA DE INGRESSAR EM JUÍZO A ORDEM DE HABEAS CORPUS. “ubi Lex non destiquet, Nemo poteste distinguere”.
    Aliás, por se cuidar o habeas corpus, de uma actio popularis, é obvio que uma PESSOA JURÍDICA pode impetrar uma ordem de habeas corpus em favor de uma pessoa natural, como nos de prisão, ou ameaça de direito, sócio, associado ou confrade.
    Isto nos leva a entender que a legitimatio ad causam ativa é bastante ampla, não se atendo somente àquele que tenha interesse na composição do litígio, de forma particular, ou a quem o represente postulatoriamente, podendo a AÇÃO DE HABEAS CORPUS SER INTENTADA POR UM TERCEIRO EM FAVOR DO ILEGALMENTE CONSTRANGIDO. PODENDO SER QUALQUER PESSOA. QUER ESTEJA OU NÃO INSCRITA JUNTO À Ordem dos Advogados do Brasil.
    Neste genuíno caso de substituição processual e legitimação extraordinária, mão exige o legislador processual penal o pressuposto processual de capacidade postulatória que só a tem o bacharel em direito devidamente portador de inscrição na Ordem dos advogados. Cumpre ainda aclarar que se faz despiciendo a juntada de instrumento de procuração para postular em juízo em nome do paciente.
    Esta exigência é incompatível com o próprio fim do instituto, que tem por objetivo coibir, corrigir qualquer ato de coação ou sua ameaça. Podendo também recorrer de decisão denegatória do “WRIT”.
    Art. 5º
    XXXIV – “São a todos assegurados, independentemente de taxas:
    “O direito de petição aos Poderes, em defesa de direitos ou contra ilegalidades ou abuso de poder”
    XXXV – garante a apreciação pelo Poder Judiciário de toda lesão ou ameaça a direito.
    LIV – assegura a utilização do devido processo legal sempre que alguém seja privado de sua liberdade ou de seus bens.
    TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 2ª. REGIÃO
    IV – APELAÇÃO CÍVEL 246066 2000.02.01.054010-2
    Relator Desembargador Federal Paulo Barata
    UNIFORMIZAÇÃO DA JURISPRUDÊNCIA.
    É oportuno citar Maury R. de Macedo em A LEI E O ARBÍTRIO À LUZ DA HERMENÊUTICA. Ed. Forense pags. 3,4.
    “Para ser realmente respeitado, o Direito precisa, antes de mais nada, de unidade de inteligência.
    É que, verificada a pluralidade de entendimento a propósito de uma norma jurídica, impõe-se reconhecer a ocorrência de arbítrio, porque a lei só tem uma inteligência, e a que se lhe oponha representará arbítrio.
    Parodiando Carrara, diríamos que quando mais de uma interpretação entra pela porta do templo, a Justiça, atemorizada, foge pela janela para regressar aos céus….
    A solução para esse problema, sem dúvida, grave, é a uniformização da jurisprudência”.
    Paulo Freitas Barata – Relator
    “O que autoriza o conhecimento do habeas corpus é o estar violado o direito de ir e vir e ficar, que é inerente a pessoa, ou, em reflexo, qualquer outro direito para cujo exercício se necessite de prevenção contra ilegalidade de medidas ou abusos de poder, que redundem ou sejam coação à liberdade física. O juiz declara, ou não, preliminarmente, a liquidez do direito, porque é obrigado a garantir, com o habeas corpus, a liberdade física do indivíduo. Sentencia, porque se trata da pessoa do impetrante; e expede a ordem para que cesse, na espécie, a coação ou ameaça a essa liberdade. Esses direitos podem ser os que a Constituição e leis federais estatuem, como também os que as Constituem e leis estaduais asseguram. Para isso basta que se observem as condições já enumeradas : a) liquidez do direito invocado; b) efetividade ou ameaça da violência ou coação ao direito de ir, ficar e vir; c) competência do juiz ou tribunal. A petição deve conter matéria tal que a justiça, decidindo, não julgue sobre o direito, chancele-o apenas. Não apure qual o possuidor do direito, – declare o fato, diga o direito incontestável, julgando somente sobre a coação ao direito-condição (ir, ficar e vir ultro e citro). Uma controvérsia não pode ser dirimida em processo de habeas corpus; A liquidez em vez de ser “fim”, é o “ponto de partida”, para que um indivíduo, em caso de constrangimento ilegal, ou ameaça, possa suplicar ao Poder Judiciário, por meio do habeas corpus, a proteção que os textos constitucionais prometem”.
    DA LEGITIMIDADE PASSIVA
    DOS AGENTES E ÓRGÃOS COATORES
    O AGENTE COATOR NÃO DEFINIDO / NÃO CARATERIZADO / NÃO IDENTIFICADO / CONFIGURADO NEM DECISÃO / DETRMINAÇÃO EVIDENTE em face do Paciente, estando assim, atendidos os dispositivos legais.
    JURISPRUDÊNCIA
    Ninguém será discriminado, prejudicado ou privilegiado em razão de nascimento, idade, etnia, raça, cor, sexo, estado civil, trabalho rural ou urbano, religião, convicções políticas, ou filosóficas, deficiência física ou mental, por ter cumprido pena nem por qualquer particularidade ou condição.
    É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança, ao adolescente e ao idoso, COM ABSOLUTA PRIORIDADE, direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los à salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.
    DOS FATOS PRECEDENTES
    Biografia
    Filho e neto de comunistas. Participou, ainda muito novo, da juventude do PCI e das agitações estudantis de 1968. Aderiu ao movimento da esquerda extraparlamentar italiana, ativo entre 1973 e 1979. Após sair da LC e participar de alguns squats, aderiu à Autonomia Operária.[12] Foi preso pela primeira vez em 1972, por furto, em Frascati. Em 1974 foi novamente preso e condenado a seis anos de prisão, por assalto a mão armada. Libertado em 1976, em 1977 foi preso novamente. Na prisão de Udine, conheceu Arrigo Cavallina, ideólogo dos Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), que o introduz na organização.[13]
    Battisti passou à clandestinidade, estabelecendo-se em Milão, onde começa a militar nos PAC. Fundado naquele ano, o grupo deixaria de existir em 1979. Tratava-se de uma pequena organização regional, com cerca de sessenta membros, a maior parte deles de origem operária. De orientação marxista e autonomista, diferenciava-se das Brigadas Vermelhas, não só por ser bem menor mas também por sua estrutura menos rígida e muito mais descentralizada. Os PAC nunca tiveram a expressão das Brigadas Vermelhas, que sequestraram e mataram Aldo Moro, líder democrata-cristão. Enquanto as Brigadas se estruturavam militarmente, os PAC eram um grupo fluido, sem hierarquia, que assaltava mais para garantir o sustento de seus militantes do que para incentivar a expropriação de capitalistas. PAC era mais um dos cerca de 600 grupos que, entre 1969 e 1989, reivindicaram ações subversivas na Itália. Só em 1979, quando os PAC fizeram três vítimas fatais, mais de 200 grupos de extrema-esquerda praticaram atentados na Itália.[14]
    Quatro assassinatos são atribuídos ao grupo: o de Antonio Santoro, um agente penitenciário, morto em Udine, a 6 de junho de 1978, sob a alegação de maltratar prisioneiros; o de Pierluigi Torregiani, morto em Milão, em 16 de fevereiro de 1979; o de Lino Sabadin, morto em Veneza, no mesmo no dia, sob a alegação de ser simpatizante do fascismo; e, finalmente, o de Andrea Campagna, agente policial que havia participado das primeiras prisões no caso Torregiani, morto em Milão (19 de abril de 1979). Torregiani e Sabbadin foram mortos quando reagiram a assaltos de que foram vítimas.[15] O filho de Torregiani, à época com 13 anos, também foi ferido no episódio e ficou paraplégico. Não há provas de quem teria atirado no menino: a imprensa noticiou que teriam sido os PAC, porém outras fontes sustentam que o próprio Torregiani teria involuntariamente atirado no filho.[16] Independentemente dessa divergência, o filho de Torregiani considera que Battisti é o principal responsável pelo incidente e que deve cumprir a pena a que foi sentenciado. Em declaração à agência ANSA, disse “Não se trata de nada pessoal com respeito a Cesare Battisti, mas sim de que todos entendam que os criminosos devem, mais cedo ou mais tarde, pagar por crimes tão graves”.[17]
    Posteriormente, em seu livro Minha Fuga Sem Fim,[18] Cesare Battisti declarou que abandonou os meios violentos de luta política desde o sequestro e posterior assassinato do ex-primeiro-ministro Aldo Moro, ocorrido em maio de 1978, pelas Brigadas Vermelhas. Relata que, desde então, as organizações de esquerda se apavoraram diante da violenta repressão que se seguiu à morte do expoente da democrata-cristão, e mergulharam na discussão sobre a continuidade da luta armada. Também os PAC refluíram, mas, sendo uma organização excessivamente descentralizada, um dos núcleos do grupo reivindicou o assassinato do comandante da prisão, no verão de 1978. Foi quando Battisti rompeu com a organização. “Juntamente com parte dos militantes de primeira hora, naquele momento decidi virar a página e renunciar definitivamente à luta armada”, diz, no livro. Assim, segundo afirma, quando ocorreram os outros três assassinatos pelos quais foi condenado, ele nem sequer seria militante dos PAC.
    Cesare Battisti (Sermoneta, 18 de dezembro de 1954) é um escritor italiano, antigo membro dos Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), grupo armado de extrema esquerda, ativo na Itália no fim dos anos 1970 – os chamados anos de chumbo – período marcado por ataques terroristas de organizações da extrema esquerda e da extrema direita.
    Em 1987, Battisti foi condenado pela justiça italiana à prisão perpétua, com restrição de luz solar,[1] pela autoria direta ou indireta dos quatro homicídios atribuídos aos PAC – além de assaltos e outros delitos menores, igualmente atribuídos ao grupo. Na Itália é considerado um terrorista. [2][3][4] No entanto, Battisti se diz inocente.[5]
    Viveu na França, onde trabalhou como escritor, editor e zelador de um prédio. Por duas vezes, reiterados pedidos de extradição foram negados pela Corte de Acusação de Paris, até que, em fevereiro de 2004, o Conselho de Estado da França analisou novo pedido e autorizou que Cesare Battisti fosse extraditado. Antes que o decreto fosse assinado, Battisti fugiu para o Brasil. Em 2007 o governo da Itália apresentou o pedido de extradição, seguindo-se a prisão preventiva de Battisti. Em 2009, o Supremo Tribunal Federal autorizou a extradição mas definiu que a decisão final caberia ao presidente da República. Battisti permaneceu preso no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília até dezembro de 2010.
    Em 31 de dezembro, através de nota divulgada pelo Ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou que decidira não conceder a extradição do ex-militante italiano.[6] A decisão teve grande destaque nos meios de comunicação italianos, e foi duramente criticada tanto pela opinião pública quanto pelo governo do país, que anunciou a convocação do seu embaixador em Brasília
    Primeiro julgamento e fuga
    De todo modo, Cesare Battisti acabou sendo preso na Itália, em junho de 1979. Neste primeiro processo, não lhe foi atribuída qualquer relação com a morte do comandante da prisão. Foi sentenciado a doze anos de prisão, sob acusação de participação em grupo armado, assalto e receptação de armas.[15]
    Foi dessa época também a lei de delação premiada, que fez proliferar os pentiti (arrependidos).
    Battisti conseguiu fugir da prisão de Frosinone, em 4 de outubro de 1981, com a ajuda de Pietro Mutti, o futuro “arrependido”, que lhe imputaria participação central nos crimes e delitos atribuídos aos PAC.[19]
    Foi para a França e, durante cerca de um ano, viveu clandestinamente, em Paris, onde conheceu sua futura esposa. Mudou-se para o México, instalando-se em Puerto Escondido. No México nasceu sua primeira filha. Ali também escreveu o seu primeiro livro e atuou na área cultural, fundando a revista ViaLibre. Criou também a revista cultural ViaLibre, que ainda existe em versão eletrônica,[20] e dedicou-se a atividades literárias. Participou do Festival do Livro, em Manágua, e organizou a primeira Bienal de Artes Gráficas do México. Ali começou a escrever, estimulado pelo romancista Paco Ignacio Taibo II, e colaborou com vários jornais.
    Retorno para França
    O presidente francês François Mitterrand indicou, em 21 de abril de 1985, no 65º Congresso da Ligue des Droits de l’Homme, que “pessoas envolvidas em atividades terroristas na Itália até 1981 e que tivessem abandonado a violência” poderiam optar pela não extradição para a Itália, caso não praticassem mais crimes.
    Acreditando nesta declaração, Battisti retornou para a França em 1990, onde já estavam a esposa e a filha, mas acaba sendo preso, em razão de um pedido de extradição da justiça italiana, em 1991. Permaneceu na prisão de Fresnes por quatro meses, antes de ter sua extradição negada, em abril de 1991, pela Câmara de Acusação de Paris (Chambre d’accusation de Paris) que o declara, por duas vezes, não extraditável.[21]
    Libertado, continua a viver em Paris, com a esposa e, agora, duas filhas, trabalhando como escritor e tradutor, amparado pela chamada “Doutrina Mitterrand” (do então presidente socialista François Mitterrand), segundo a qual nenhum acusado que abdicasse da violência seria extraditado, caso não houvesse, no país de origem, garantia de amplo direito de defesa.[22]
    Já no governo Chirac, com a mudança de orientação política, também a justiça francesa modifica sua posição e, depois de quase vinte anos, em outubro de 2004, a França concede a extradição de Battisti – já então um escritor conhecido. A mudança de atitude do governo francês provoca reações da opinião pública do país e o surgimento de um movimento de apoio ao escritor. Na iminência de ser extraditado, Cesare Battisti foge novamente – segundo ele, com a ajuda de membros do serviço secreto francês, que lhe teriam sugerido o Brasil como destino, além de lhe fornecerem um passaporte italiano, com sua foto e dados pessoais. Battisti conta, que saiu da França, de carro, para a Espanha e, de lá, para Portugal, onde embarcou para a Ilha da Madeira e, em seguida, para as Ilhas Canárias e, finalmente, para Fortaleza, via Cabo Verde.[23]
    Segundo julgamento
    Depois de quase dez anos do trânsito em julgado, o processo contra Battisti é reaberto na Itália, sendo o mais forte elemento da acusação o depoimento de um preso “arrependido” – Pietro Mutti.
    Com a morte do carcereiro Santoro, à época da primeira fuga de Cesare Battisti, Pietro Mutti – também ex-integrante dos PAC – opta pela delação premiada e atribui outros quatro crimes – os quatro assassinatos – a Battisti, que, foragido, foi julgado à revelia e condenado à prisão perpétua pelos crimes de homicídio e roubo. De acordo com a Justiça italiana e alguns analistas, mesmo julgado como revel, Battisti teve amplo direito de defesa e a sentença foi baseada no testemunho de “diversas pessoas”.[24]
    Em 1987, ainda enquanto estava no México, foi novamente julgado na Itália, à revelia, por estar foragido. É então considerado culpado pela autoria direta ou indireta dos assassinatos de Antonio Santoro, Lino Sabbadin, Andrea Campagna e Pierluigi Torregiani, e condenado à prisão perpétua. De acordo com a justiça italiana, foi dado a Battisti amplo direito de defesa e a sentença foi baseada no testemunho de diversas pessoas.[25] No entanto, seus advogados, inclusive os franceses, alegam que o julgamento, teria sido viciado, com manipulação da delação premiada, e falsificação da procuração passada ao advogado que o defendeu (nomeado após a prisão dos advogados que inicialmente cuidavam do caso). Os advogados também consideram que houve falhas na produção de provas técnicas. Nos anos posteriores, as cortes italianas negariam um novo julgamento ao condenado.
    Nesse segundo julgamento, as delações premiadas dos ex-militantes do PAC Pietro Mutti e Sante Fatone foram decisivas para a condenação à prisão perpétua aplicada a Cesare Battisti. Conforme a própria sentença do Tribunal do Júri de Milão de 1988, “as declarações dadas por Pietro Mutti a partir de 5 de fevereiro de 1982 determinam uma reviravolta radical nas investigações e levam à incriminação dos atuais imputados [Battisti e outros membros do PAC]“.[26]
    Dois dos quatro assassinatos ocorreram em 16 de fevereiro de 1979 – sendo um em Milão, às 15 horas, e o outro em Mestre, a quinhentos quilómetros de Milão, às 16h50. Battisti foi condenado pela participação direta em um dos homicídios e como mandante intelectual do outro.
    A sentença proferida em seu julgamento, e também pelo Primeiro Tribunal do Júri de Apelação de Milão em [1988], qualificam todos os tipos penais em que teria incorrido Battisti como integrantes de “um só projeto criminoso, instigado publicamente para a prática dos crimes de associação subversiva constituída em quadrilha armada, de insurreição armada contra os poderes do Estado, de guerra civil e de qualquer maneira, por terem feito propaganda no território nacional para a subversão violenta do sistema econômico e social do próprio País”.[27]
    Battisti declarou numa entrevista que Mutti teria sido coagido a dar seu testemunho através de torturas, que segundo ele faziam parte do cotidiano da Itália naquela época.[5] Cesare Battisti foi condenado, em 1987, com base em uma legislação de emergência, reservada aos processos contra militantes da extrema esquerda. Essas chamadas leis especiais de 1974-1982 suspendiam alguns direitos. Durante a instrução do processo do homicídio Torreggiani, por exemplo, treze indiciados denunciaram ter sofrido torturas e muitas confissões foram retratadas posteriormente. [28] A propósito da legislação de exceção vigente nos anos 1970, o jurista italiano Italo Mereu escreve, no prefácio da segunda edição do seu livro Storia dell’intolleranza in Europa: “Queria documentar o quanto era equívoco fingir salvar o Estado de Direito, transformando-o em Estado policial”.[29]
    Setores da esquerda, especialmente na França e no Brasil, questionam a neutralidade do julgamento e a extradição concedida pelo governo francês, lembrando que o condenado já havia comparecido a uma jurisdição francesa, a Chambre d’accusation de Paris, em 1991. Naquela ocasião, a Corte, por duas vezes, se manifestara contra a extradição de Battisti. Ao julgar pela segunda vez o mesmo caso, atendendo às pressões do governo italiano, a justiça francesa teria violado um princípio do direito, segundo o qual não se pode julgar mais de uma vez a mesma pessoa pelo mesmo fato.
    Os advogados de Battisti no Brasil afirmam também que não houve provas materiais, além do depoimento de uma testemunha que supostamente se aproveitava dos benefícios da delação premiada. Alegam ainda que Battisti foi condenado à prisão perpétua na Itália, com isolamento solar – pena que não existe no Brasil – e que o advogado que o defendeu, quando o caso foi reinaugurado, utilizou-se de procuração falsa. Acrescentam também que os delitos imputados a Battisti no pedido de extradição, são frutos de ação política, e que a Constituição Brasileira, bem como a jurisprudência e o tratado de extradição entre Brasil e Itália, impedem a extradição por crimes políticos.
    Para o governo francês, a condenação à prisão perpétua em contumácia, sem possibilidade de um novo julgamento – o que contraria a legislação francesa – foi motivo para negar por mais de uma vez a extradição de Battisti, assim como a de vários outros italianos acusados de crimes políticos.
    De modo geral, no entanto, a opinião pública italiana, independentemente da coloração política, apoia o pedido de extradição.
    Refúgio no Brasil
    Em 18 de março de 2007, é detido no Rio de Janeiro, durante uma operação conjunta que envolveu a Interpol e as polícias brasileira, italiana e francesa.
    Em 28 de novembro de 2008 o Comitê Nacional para os Refugiados (CONARE), órgão responsável por julgar casos de asilo em primeira instância, rejeitou, por três votos a dois, seu pedido de refúgio no Brasil.
    Em dezembro de 2008, a defesa de Cesare Battisti recorreu ao Ministro da Justiça, Tarso Genro, conforme orienta o artigo 29 da Lei 9474/97.[30]
    A resposta ao recurso foi publicada em janeiro de 2009, num arrazoado de treze laudas, sendo favorável à concessão do status de refugiado político ao ex-militante. A decisão gerou controvérsia, que ocupou os meios de comunicação internacionais, particularmente dos três países diretamente envolvidos no caso – Brasil, França e Itália.
    A decisão do ministro baseou-se na tese de “fundado temor de perseguição por suas ideias políticas”, argumento indispensável para reconhecer a condição de refugiado político, como prevê o artigo 1º da mesma lei.
    Concessão do refúgio
    Em seu despacho, Tarso Genro citou obras de teoria política segundo as quais é normal e previsível que, em momentos de extrema tensão social e política, haja uma reação legítima por parte do Estado democrático para garantir sua autopreservação; e que também é normal e previsível que comecem a funcionar aparatos semiclandestinos ou paralelos ao Estado, com a colaboração ou conivência dos órgãos de serviço secreto, que se autoinvestem da função de legítimos justiceiros, sendo estes, em última análise, tão perigosos para o Estado Democrático quando os que tentam subvertê-lo por meio da violência. Segundo Tarso, nesses casos, a judicialização da política, paradoxalmente, atinge as garantias democráticas sem que o regime democrático seja colocado em dúvida.
    Segundo o despacho, no caso da Itália, as possibilidades para que os abusos ocorressem estavam dadas pelo próprio ordenamento jurídico forjado nos anos de chumbo, conforme análise de Mucchielli, sobre o artigo 41-bis.[31] Segundo o autor, “a magistratura italiana foi então dotada de todo um arsenal de poderes de polícia e de leis de exceção: a invenção de novos delitos como a associação criminal terrorista e de subversão da ordem constitucional veio se somar e redobrar as numerosas infrações já existentes – associação subversiva, quadrilha armada, insurreição armada contra os poderes do Estado etc.” E que conclui dizendo que “esta dilatação da qualificação penal dos fatos garantia toda uma estratégia de arrastão judiciário a permitir o encarceramento com base em simples hipóteses, e isto para detenções preventivas, permitidas pelo decreto-lei de 15 de setembro de 1979 por uma duração máxima de 10 anos e 8 meses.”
    A respeito da definição de crime político, baseou-se no entendimento de Francisco Rezek: “no domínio da criminalidade comum … os estados se ajudam mutuamente, e a extradição é um dos instrumentos desse esforço cooperativo. Tal regra não vale no caso da criminalidade política, onde o objetivo da afronta não é um bem jurídico universalmente reconhecido, mas uma forma de autoridade assentada sobre ideologia ou metodologia capaz de suscitar confronto além dos limites da oposição regular num Estado democrático”[32] e sobre a juridicidade da concessão de refúgio, no entendimento do mesmo jurista: “A qualificação de tais indivíduos como refugiados, isto é, pessoas que não são criminosos comuns, é ato soberano do Estado que concede o asilo. Cabe somente a ele a qualificação. É com ela que terá início ou não o asilo”.[33]
    O ministro da Justiça ressaltou também o fato de que Battisti foi condenado pelo testemunho de um ex-companheiro dos PAC, Pietro Mutti, premiado pela delação. Tais alegações de Genro foram peremptoriamente negadas por autoridades italianas. Por último, mencionou que Battisti viveu mais de uma década na França como zelador de um prédio, tendo recebido da França o que chamou de “asilo informal”; que tal asilo teria sido dado por motivos políticos e revogado também por motivos políticos e que, portanto, a seu ver, haveria suficientes fatores objetivos e subjetivos para concluir que havia fundado temor de perseguição.
    O ministro dos Negócios Estrangeiros da Itália, Franco Frattini, disse que a decisão Genro foi emitida “por um ministro da Justiça que tem uma visão ideológica e política muito evidente, de aberto apoio às ideias de guerrilha”.[34] Tarso, que nunca participou de luta armada, disse que seu passado de oposição à ditadura não influenciou sua decisão: “se pesasse o meu passado político eu não daria o refúgio. Meu passado político não está vinculado a nenhum tipo de aceitação de ações da natureza das ações que são imputadas ao senhor Battisti. Se pesasse, ele determinaria a não concessão do refúgio”. Lembrou que o Brasil asilou o ex-ditador paraguaio Alfredo Stroessner, e completou: “a decisão do Ministério da Justiça não está fazendo nada de mais do que já houve em relação a esse cidadão durante 11 anos na França. O Brasil não está fazendo nada de novo ao reconhecê-lo como refugiado”.[35]
    Reação da Itália
    Com sua argumentação em favor do refúgio político, o ministro brasileiro causou a irritação das autoridades italianas, segundo as quais Tarso Genro coloca em dúvida a democracia italiana e a lisura de seus mecanismos judiciais.[36][37]
    As ameaças italianas foram das mais variadas – desde o cancelamento de uma partida de futebol amistosa entre Brasil e Itália,[38] até o “boicote turístico” ao Brasil, proposto pelo senador Sergio Divina, da Liga Norte,[39] entremeadas por alusões feitas por um deputado, também da Liga Norte, acerca da fama dos juristas do Brasil, comparada à das “dançarinas” (sic) brasileiras.[40] Embora os italianos sejam um dos mais numeros grupos de turista que visitam o Brasil, notadamente a região Nordeste, a ameaça de boicote turístico não provocou reações significativas por parte de empresários do setor. Também não foram registradas manifestações, seja por parte das dançarinas, seja por parte dos juristas brasileiros.[41][42]
    A AIVITER, associação italiana das vítimas do terrorismo, condenou o refúgio concedido a Battisti.[43] Realizaram-se protestos diante da embaixada brasileira.[44] A Itália pediu explicações ao embaixador brasileiro, Adhemar Bahadian, e chamou seu embaixador em Brasília, Michele Valensise, para consultas, fatos que ilustram uma possível tensão diplomática gerada pelo episódio.[45][46]
    A Câmara dos Deputados da Itália aprovou em 26 de fevereiro, por unanimidade dos 413 votos, uma moção que cobra a intervenção do governo italiano para obter do Brasil a revogação do refúgio.[47] O Partido Democrático, principal partido de centro-esquerda italiano, favorável à extradição, condenou o refúgio.[48]
    No governo brasileiro, o Ministério das Relações Exteriores apoiou a decisão de Tarso Genro e reiterou a manifestação de confiança de Lula na carta enviada ao presidente italiano.[49]
    Repercussão na imprensa
    A grande imprensa da Itália se manifestou em coro contra a decisão do governo brasileiro.
    No Brasil, os vários órgãos da grande imprensa se manifestaram contra a da decisão do governo. A Folha de São Paulo, entretanto, em matéria assinada por Eliane Cantanhede e Simone Iglesias, informou que o veto do Conare à concessão de asilo fora influenciado pela representante do Itamaraty, a qual “considerou a pressão da Itália pela extradição”.[50]
    A revista Veja, na edição de 21 de janeiro de 2009, na seção “Carta ao Leitor”, levantou a hipótese de Tarso Genro estar certo,[51] mas, já na edição seguinte, publicou “O que ainda não se sabia sobre ele” e concluiu dizendo que a decisão ministerial fora um erro e um desrespeito às instituições democráticas italianas.[52]
    Mino Carta, editor da revista CartaCapital, criticou duramente a decisão do Ministério da Justiça.[53]
    A edição brasileira do Le Monde diplomatique, tradicional periódico de origem francesa, apoiou o refúgio a Cesare Battisti e criticou duramente o ítalo-brasileiro Mino Carta, dizendo que o artigo fere a tradição da revista que o publica e que, como texto jornalístico, é desinformado e omisso.[54]
    O influente semanário britânico The Economist, igualmente se manifestou contra a decisão do ministro Tarso Genro, recordando o caso de Ronald Biggs, famoso assaltante britânico que obteve asilo no Brasil por ter tido um filho brasileiro. O jornal acusa o ministro brasileiro e outros membros do governo, de serem solidários a Battisti por também serem ex-militantes da extrema esquerda.[55]
    Já no jornal brasileiro Valor Econômico, matéria assinada por Maria Inês Nassif sustenta que “Tarso certamente não cometeu nenhuma heresia ao conceder a Battisti o status de refugiado político” e que as múltiplas contradições e inconsistências existentes no processo que levou à condenação de Battisti, podem “expor a falta de legitimidade de ações policiais e judiciais desse período difícil da Itália” – gli anni di piombo. Segundo ela, ele foi o único dos PAC a ser condenado à prisão perpétua.[19] O jornalista Reinaldo Azevedo, por sua vez, criticou a articulista por ter usado a autobiografia de Cesare Battisti como uma das fontes da matéria e por conceder o epíteto de cavaleiro errante a um condenado por quatro assassinatos.[56]
    Já o semanário francês Le Journal du Dimanche, em matéria denominada “Brasil, terra de asilo”, comenta que “Tarso Genro aparentemente foi sensível aos argumentos do ex-activista italiano”, que havia declarado, durante entrevista a um semanário brasileiro, que temia por sua vida, caso voltasse à Itália. De resto, o jornal francês publicou uma pequena retrospectiva do caso, desde o pedido de extradição da Itália à França, o apoio dado a Battisti por intelectuais e políticos franceses, a fuga do italiano em agosto de 2004, quando sua extradição era dada como certa, e finalmente a prisão no Brasil, em março de 2007, “onde em breve deverá, finalmente, ser capaz de viver em liberdade”.[57]
    Le Monde, por sua vez, deu espaço aos diferentes pontos de vista sobre o caso. Logo após o governo brasileiro ter negado a extradição, o jornal publicou as manifestações de desagrado, em seus vários tons, registradas na Italia – desde o bombástico L’Italia non si arrende, de Silvio Berlusconi, secundado por seu ministro da Defesa, que ameaçou boicotar o Brasil, até as críticas de parlamentares italianos de todas as tendências, incluindo alguns desaforos dirigidos a Lula, pessoalmente, e os protestos das famílias das vítimas e da Associação Nacional dos Funcionários da Polícia. O jornal também registrou as reações de aprovação à decisão do presidente Lula, observadas na França, por parte de integrantes do movimento de apoio a Battisti.[58]
    Argumentos a favor da extradição
    Setores favoráveis à extradição creem que Battisti seja culpado dos crimes que lhe são imputados, e que a democracia italiana tenha sido capaz de julgá-lo com a conveniente neutralidade, conforme reconhecem o governo da França, o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos e o CONARE.[59] Comenta-se[quem?] que a decisão do governo brasileiro esteja ligada à influência de ex-guerrilheiros ou simpatizantes da esquerda no Governo Federal – entre eles o Ministro da Justiça – os quais tenderiam a favorecer a concessão de refúgio a Cesare Battisti.
    Em carta entregue à agência ANSA, dois ex-companheiros de Battisti, Sebastiano Masala, Giuseppe Memeo e a viúva de um terceiro, Gabriele Grimaldi, todos condenados pelos mesmos quatro homicídios que valeram a Battisti a condenação à prisão perpétua – classificam como “infames” as acusações de serem “arrependidos”. “Fomos condenados e pagamos pelos acontecimentos dramáticos nos quais estivemos envolvidos há 30 anos. Não negociamos nossa liberdade em detrimento dos outros. Consideramos abjeto o fato de Battisti nos tratar de ‘arrependidos’”, declararam os dois ex-integrantes do Proletários Armados para o Comunismo. Um quarto homem, um “arrependido” – que foi beneficiado com uma redução da pena em troca da colaboração com a justiça – não assinou a carta.[60]
    Especula-se também que, em sua recente visita ao Brasil, o presidente francês Nicolas Sarkozy tenha solicitado ao presidente Lula a concessão de refúgio a Battisti, aventando-se[quem?] a possibilidade de que a posição do governo francês quanto ao caso tenha sido modificada por influência da primeira-dama, Carla Bruni, italiana de nascimento. Esta, porém, desmente tudo, dizendo-se “surpresa” pelo crescimento de tal boato.[61]
    Em 5 de fevereiro de 2009, o Parlamento Europeu aprovou resolução de apoio à Itália e realizou um minuto de silêncio, por sugestão da deputada Roberta Angelilli, do Grupo do Partido Popular Europeu (Democratas-Cristãos),[62][63] pelas vítimas dos assassinatos.[64]
    Argumentos a favor do refúgio político
    Já os defensores da decisão do governo argumentam que – à diferença da legislação francesa, por exemplo – na Itália, Battisti não teria direito a novo julgamento, mesmo tendo sido condenado à prisão perpétua, à revelia, com a ajuda da delação premiada, e apesar das alegadas falhas técnicas no processo. Afirmam haver uso político do caso, por setores interessados na manutenção de uma legislação excessivamente dura, concebida no auge da ação de grupos armados, que ameaçavam a ordem social e política na Itália – isto é, há mais de vinte anos. Destacam também que o governo italiano julgou crimes claramente políticos como crimes comuns, numa suposta manobra para dar base jurídica a pedidos de extradição. Esta tese é atestada pelo próprio ministro do Interior italiano daquela época, Francesco Cossiga, em carta datada de fevereiro de 2008. Na carta, Cossiga declara que havia, na ocasião, um acordo para “fazer passar os subversivos de esquerda e os subversivos de direita como simples terroristas, ou absolutamente como criminosos comuns”.,[65] Finalmente, sustentam, com base na conduta de Battisti nos países onde viveu desde que deixou a Itália, que o escritor não é um perigo para a sociedade.
    A decisão do Ministério da Justiça foi defendida por Dalmo Dallari,[66] professor emérito da Universidade de São Paulo. Eduardo Carvalho Tess Filho, presidente da Comissão de Direito Internacional da Ordem dos Advogados do Brasil e Durval de Noronha Goyos, especialista em Direito Internacional, afirmaram, sem entrar no mérito do caso de Cesare Battisti, que o governo brasileiro tem a prerrogativa de oferecer refúgio em casos análogos.
    Da mesma forma, isto é, sem entrar no mérito do caso, o constitucionalista brasileiro José Afonso da Silva, em parecer datado de 3 de abril de 2009, aprovado pela Comissão de Estudos Constitucionais do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, concluiu que a decisão do ministro da Justiça, Tarso Genro, de conceder a condição de refugiado a Cesare Battisti foi constitucionalmente legítima, sendo “um ato da soberania do Estado brasileiro” . Sustenta o jurista que “nos termos do art. 33 da lei 9.474, de 1997, fica obstada a concessão da extradição, o que implica, de um lado, impedir que o Supremo Tribunal Federal defira o pedido em tramitação perante ele, assim como a entrega do extraditando ao Estado requerente, mesmo que o Supremo Tribunal Federal, apesar da vedação legal, entenda deferir o pedido”.[67][68]
    O deputado do Pompeo de Mattos (PDT-RS), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, afirmou que “ao conceder refúgio político a Cesare Battisti no Brasil, o Estado brasileiro age em inequívoca consonância com nossa Carta Magna, que veda a extradição motivada por crimes políticos e estatui que, neste país não haverá penas de morte ou de caráter perpétuo”.[69]
    O senador Eduardo Suplicy, um dos defensores de Cesare Battisti, entregou pessoalmente ao STF uma carta do italiano,[70] na qual o ex-militante reconhece ter participado de movimentos armados subversivos na década de 1970 e admite, inclusive, a participação regular em roubos de bancos; nega, contudo, qualquer participação ativa nos homicídios pelos quais foi condenado.[71]
    O Ministério da Justiça recebeu um documento com 89 assinaturas de professores universitários, escritores, representantes de organizações não governamentais de defesa dos direitos humanos, manifestando apoio à sua decisão..[72]
    Na Itália, a associação Antigone, atuante na defesa de direitos e garantias no âmbito do sistema penal europeus, declarou apoiar a decisão do governo brasileiro de conceder asilo político ao ex-militante. Segundo o presidente da organização, Patrizio Gonella, a Itália ficou famosa no exterior por uma legislação de emergência, imposta durante os anni di piombo (período compreendido entre o pós-1968 e o início da década de 1980). Segundo ele, “as penas durante os anos de chumbo eram desproporcionais. A Itália tinha e tem uma legislação de emergência que a tornou tristemente célebre no exterior. Uma pena aplicada 30 anos depois do fato torna-se vingança. Além disso, existe na Itália um regime de cárcere duro para acusados de terrorismo – o artigo 41-bis [73]- que até mesmo a juíza federal norte-americana D.D. Sitgraves considera estar no limite da tortura”, disse o presidente da Antigone.[74] A juíza Sitgraves, que tem atuado no julgamento de casos de deportação, notabilizou-se por ser, estatisticamente, bem mais severa do que seus pares, no julgamento de casos de imigração ilegal – mesmo considerando-se o baixo padrão geral de tolerância vigente durante a administração Bush, pós-11 de Setembro.[75]
    Na França, o movimento de solidariedade a Battisti existe desde em 2004, quando foi feito o segundo pedido de extradição – atendido – às autoridades francesas. A iniciativa conta com a adesão de vários intelectuais e personalidades do mundo das artes e da política do país, dentre os quais, Bernard-Henri Lévy (autor do prefácio ao último livro de Battisti, Ma Cavale) e os escritores Serge Quadruppani e Daniel Pennac.[76] Nos últimos anos, Cesare Battisti recebeu o apoio, inclusive econômico, da escritora francesa Fred Vargas, autora do livro La Vérité sur Cesare Battisti (“A verdade sobre Cesare Battisti”). No dia em que ele foi preso no Rio de Janeiro, seu telefonema para a casa de Vargas, em Paris, teria sido rastreado pela polícia brasileira.[77]
    A publicação Amnistia.net afirma também que as enormes pressões exercidas pela Itália no caso Battisti não se verificam quando[quando?] se trata de procurar ex-militantes da extrema-direita italiana – intimamente ligada às agências do estado, segundo a publicação.[21]
    O caso de Cesare Battisti também é motivo de preocupação nas Nações Unidas. O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) enviou documento ao Supremo Tribunal Federal, alertando que caso Battisti pode incentivar reabertura de antigos processos de extradição em outros países, caso o Brasil descumpra a regra prevista na Convenção da ONU de 1951, que impede a extradição de refugiados. Teme-se que a instituição do refúgio seja debilitada.
    “O ACNUR prevê que a decisão que vier a ser tomada neste caso possa influenciar a maneira pela qual as autoridades de outros países aplicam a definição de refugiado e lidam com casos de extradição que envolvam refugiados reconhecidos formalmente,” disse o representante do órgão no Brasil, Javier López-Cifuentes, em documento encaminhado aos ministros do STF.
    O alerta partiu inicialmente do Comitê Nacional para os Refugiados (Conare), órgão do Ministério da Justiça. Em documento encaminhado aos ministros do Supremo, o Conare diz que uma decisão do Supremo pode estimular outros países a recorrer ao Poder Judiciário para pedir a extradição de outros refugiados. O Conselho avalia que o STF não tem competência para avaliar se esses refugiados sofrerão perseguição política ou motivada por fatores raciais, étnicos ou religiosos, em seus países. Cabe aos ministros do Supremo analisar apenas as questões técnicas legais – não os fatos que levaram à concessão do refúgio. Hoje, os países não apelam às Cortes Supremas porque a lei impede a entrega de refugiados e determina que processos de extradição sejam arquivados quando existe a concessão do refúgio pelo Poder Executivo.[78]
    Anúncio do julgamento do pedido de extradição
    O parecer do Ministério Público Federal sobre o caso chegou ao Supremo em janeiro. Nele, o então procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, opinou pelo arquivamento do pedido de extradição, sem julgamento de mérito, em razão do artigo 33 da Lei 9.474/97.[79][80]
    Em maio, o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Sousa, encaminhou parecer ao STF reiterando a recomendação de que seja extinto o processo de extradição contra Cesare Battisti, sem julgamento de mérito, e que o preso seja libertado. De acordo com o procurador-geral, a concessão do status de refugiado a Battisti impede o prosseguimento da extradição, conforme decisões anteriores do próprio STF. Ademais, Sousa esperava que o STF julgasse improcedente o mandado de segurança apresentado pelo governo italiano contra a decisão de Tarso Genro, já que apenas pessoas físicas ou pessoas jurídicas de direito privado podem impetrar mandados de segurança. O governo italiano é pessoa jurídica de direito público internacional. Não pode, portanto, mover esse tipo de ação.[81]
    No início de junho de 2009, o presidente da OAB divulgou nota solicitando presteza no julgamento pelo STF do pedido de extradição de Cesare Battisti – que, apesar de ter status de refugiado desde dezembro de 2008, continua preso desde março de 2007.
    Em janeiro de 2009, em meio à repercussão do caso nos meios de comunicação, o presidente do STF, Gilmar Mendes, anunciou que o pedido de extradição seria julgado em março. De março, a previsão foi para maio; de maio, foi para junho. Mais recentemente, o ministro Gilmar Mendes informou que o processo deve ser julgado em agosto. O Supremo deve analisar se a concessão do refúgio a Battisti anula ou não o processo de extradição, solicitada pela Itália. Cabe ao relator do caso, ministro Cezar Peluso, levar o caso ao plenário.[82] A colocação de processos em pauta é atribuição exclusiva do presidente do STF, Gilmar Mendes.[83]
    Julgamento do pedido de extradição
    Após sucessivos adiamentos, o julgamento do pedido de extradição foi marcado para o dia 9 de setembro de 2009, pelo Supremo Tribunal Federal. Quanto ao mandado de segurança impetrado pelo governo italiano, contestando a decisão do ministro da Justiça de conceder status de refugiado político a Cesare Battisti, os ministros do Supremo Tribunal Federal decidiram não julgá-lo.
    A sessão, transmitida ao vivo pela TV Justiça, durou cerca de onze horas. O relator do caso, ministro Cezar Peluso, e mais os ministros Ellen Gracie, Carlos Ayres Britto e Enrique Ricardo Lewandowski votaram pela anulação da concessão do refúgio ao ex-militante, por entenderem tratar-se de crimes comuns. Os ministros Joaquim Barbosa, Cármen Lúcia, Eros Grau e Marco Aurélio Mello manifestaram-se pela legalidade da decisão do ministro Tarso Genro, de conceder refúgio a Battisti, o que automaticamente suspenderia o julgamento do processo de extradição pelo STF. A expectativa era de que o ministro Marco Aurélio também votasse pela suspensão do processo de extradição, mas, antes de votar, o ministro pediu vistas aos autos do processo, de modo que, mais uma vez, a decisão sobre o caso foi adiada.
    Caso, ao final do julgamento, houvesse empate de votos, poderia caber ao ministro Gilmar Mendes, presidente da Corte, dar o voto de desempate. Mendes é favorável à anulação da concessão do refúgio.[84]
    Ao final da sessão, o advogado de defesa, Luís Roberto Barroso acrescentou que, se o caso fosse considerado como matéria criminal, seria análogo ao habeas corpus – quando o empate beneficia o réu.[85][86][87][88]
    Em 22 de setembro, o senador Eduardo Suplicy enviou ofício ao STF, encaminhando “13 Perguntas ao Ministro Relator Cezar Peluso. Equívocos e Imprecisões que podem levar um homem à Prisão Perpétua”, texto elaborado pela ativista francesa Fred Vargas.[89][90]
    A continuação do julgamento do processo de extradição pelo Supremo Tribunal Federal ficou marcada para dia 12 de novembro de 2009.[91] A pouco menos de dois dias para o julgamento de Battisti, o Ministro da Justiça Tarso Genro declarou que a pressão feita pela Itália para a condenação do réu “É um desaforo ao Estado brasileiro e um desaforo à democracia no país”.[92]
    Deu-se continuidade ao julgamento da extradição de Battisti em 12 de novembro. O julgamento começou novamente com protestos[93] contra a extradição do ex-ativista logo após que o ministro Gilmar Mendes anunciou o início do julgamento. Apesar de serem retirados do tribunal, ainda era possível ouvir os manifestantes quando o ministro Marco Aurélio de Mello iniciou a leitura de seu voto-vista. Marco Aurélio votou contra a extradição de Battisti, indo contra o voto do relator Antonio Cezar Peluso, empatando o julgamento em 4×4.[94] A 18 de novembro, o ministro-presidente Gilmar Mendes proferiu voto de desempate a favor da extradição. [95]
    No mesmo dia o STF em votação posterior, também por 5 votos a 4, entendeu ser da competência do Supremo Tribunal Federal autorizar a extradição, cabendo no entanto ao executivo, na pessoa do Presidente da República a decisão sobre a execução do ato. O voto final coube ao ministro Carlos Ayres Britto que em seu pronunciamento declarou “Na medida em que o Supremo declara a viabilidade da extradição não pode impor ao presidente da República a entrega do extraditando ao país requerente”.[96][97][98]
    O acórdão composto de 686 páginas, contendo os votos dos magistrados e o resultado do julgamento, só foi publicado em 16 de abril de 2010 – quase cinco meses depois de o STF ter delegado ao presidente da república a decisão sobre a extradição. Nesse ínterim, no dia 5 de março de 2010, Battisti havia sido condenado a dois anos de prisão, em regime aberto, por ter entrado no país com passaporte falso. Segundo despacho do juiz Rodolfo Kronemberg Hartmann, o tempo já servido na prisão de Brasília pelo ex-ativista não contaria para a justiça brasileira. O réu ainda pode recorrer da sentença, mas, se mantida a condenação, Battisti pode ter que cumprir a pena no Brasil. Se isso ocorrer, a decisão sobre sua extradição pode ser protelada até depois de 31 de dezembro – data do término do mandato do presidente Lula. Isto significa que a palavra final sobre o caso pode caber ao próximo presidente da república.[99]
    Desfecho do caso
    Em 31 de dezembro de 2010, o presidente Lula decidiu não conceder a extradição de Cesare Battisti, com base em parecer da Advocacia Geral da União. No documento, a AGU salienta que a extradição pode ser negada com base em “razões ponderáveis para supor que a pessoa reclamada será submetida a atos de perseguição e discriminação por motivo de raça, religião, sexo, nacionalidade, língua, opinião política, condição social ou pessoal; ou que sua situação possa ser agravada por um dos elementos antes mencionados”. Os advogados da União juntaram ao relatório notícias veiculadas pela imprensa italiana, incluindo declarações de integrantes do governo, sobre o tratamento que seria dado a Battisti caso fosse extraditado para a Itália.[6]
    Segundo a nota lida pelo ministro Celso Amorim, o parecer considerou as cláusulas do Tratado de Extradição entre o Brasil e Itália, particularmente o seu artigo 3, item 1, letra “f”, que cita, entre as motivações para a não extradição, a condição pessoal do extraditando. Na mesma nota, governo brasileiro manifestou também sua “estranheza em relação aos termos da nota da Presidência do Conselho dos Ministros da Itália, de 30 de dezembro de 2010, em particular com a impertinente referência pessoal ao Presidente da República.” No dia 30 de dezembro, o gabinete de Berlusconi havia emitido comunicado declarando que uma possível preocupação com a deterioração do bem-estar de Battisti no caso de ser extraditado para a Itália poderia ter afetado a decisão de Lula, acrescentando que “o presidente brasileiro terá que explicar esta decisão, não apenas ao governo italiano, mas também a todos os italianos e, em particular às famílias das vítimas”.[100]
    No mesmo dia 30, o ministro italiano da Defesa, Ignazio La Russa, havia se declarado favorável a um boicote contra o Brasil, caso fosse negada a extradição: “Que ninguém pense que o ‘não’ à extradição seja sem consequências”, ameaçou. Acrescentou que uma negativa de Lula seria “um ato de grande falta de coragem” .[101]

    CABIMENTO DO WRIT NO CASO DE PRISÃO CIVIL
    Já está plenamente dominante na hermenêutica processual que o cabimento do “mandamus” na hipótese de transgressão disciplinar é plenamente cabível, estando presente qualquer ilegalidade, qualquer desobediência à norma legal provinda da autoridade coatora, quer seja ela competente ou não para aplicação da sanção administrativa, com isso limitando a liberdade física do acusado, seu ius manedi, ambulandi, eundi ultro citroque, o remédio constitucional em tela tem emprego efetivo.
    Será uma excrescência jurídica não se admitir o uso do writ of habeas corpus ESPECIALEMNTE NESTE CASO, ONDE NÃO EXISTE FORMALMENTE NO BRASIL, ATÉ O MOMENTO, NENHUMA PENALIDADE ATRIBUIDA OU PENA A SER CUMPRIDA
    Qualquer que seja o ato que limite o direito do indivíduo de ir, ficar e vir, desde que contrario ao direito, quer pertina a área penal, quer tenha incidência no extra-penal. O habeas corpus será sempre o instrumento constitucional adequado para não permitir que a coação ilegal seja levada a efeito, ou para fazer com que a mesma cesse, caso já tenha sido concretizada.
    O “mandamus”, como um dos mais modernos e sublimes institutos democráticos, foi criado para proteger o ius libertatis quando ilegalmente tangenciado, independentemente do campo do direito em que este se fizer presente. É erro crasso no campo legal tentar restringir a pertinência desse remédio constitucional na área penal.
    Foi a incompetência do Agente Público. Foi a inoperância do Estado. Foi a inércia, o descaso, a burocracia da MÁQUINA ADMINISTRATIVA DO ESTADO que CIRARAM ESTE IMENSO IMBROGLIO POLÍTICO ADMINISTRATIVO INTERNACIONAL
    INCOMPETENCIA DO MINISTERIO DA JUSTIÇA
    E
    RELAÇÕES EXTERIORES
    Foram reticentes. Agiram com desprezo as INTITUIÇÕES, CONTRATOS E CORDOS INTERNACIONAIS. Quiçá, com a leniência de superiores, obtenção, sob coação, de outros interesses escusos, inconfessáveis e indeclináveis, mas, por todos sabido.
    Dessa forma esse ato inibidor, cerceador do seu direito de ir, ficar e vir, se mostra evidente quanto ao ato de constrangimento, coação, ameaça ao direito de ir e vir e ficar do impetrante ou paciente resultante de ilegalidade ou abuso de poder, ou seja, sem justa causa.
    Inexistem, também, nesse caso, os pressupostos autorizativos da manutenção em cárcere privado com fundamento nos art. 301 e 302, 311, 312 do CPP.
    O Paciente não representa risco à sociedade, ameaça ao convívio social, constrangimento à ordem e segurança públicas;
    DO DOMICILIO E RESIDENCIA FIXA
    Neste caso especialíssimo, o CEUCERTO – CONSELHO NACIONAL DOS CONSUMIDORES E USUÁRIOS DE BENS E SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES FIXA, MÓVEL E INTERNET, inscrita no CNPJ/MF nº 05.308.391/0001-20, com SEDE NACIONAL estabelecida na Av. Luiza Fontenelle nº 300 – Entrada da Embratel, Bairro Cidade Satélite – Município de Tanguá, CEP 24-890.000 – Tel. (21)3637-6069 – 9101-1464 EMAIL ceucerto@ibest.com.br antoniogilsondeo@gmail.com antoniogilsondeo@bol.com.br, DISPONIBILIZA SUA SEDE E DOMCILIO, COMO ENDEREÇO FIXO, TEMPORÁRIO PARA O PACIENTE, COMO REFEENCIA, ONDE PERMANECERÁ, NÃO NA OCIOSIDADE, MAS PRESTANDO SERVIÇOS À COMUNIDADE.
    DA ILEGALIDADE DA PRISÃO
    Sob o quadrante do direito processual penal, toda persecução criminal tem que se encontrar sob o manto da justa causa. Sem ela a persecutio criminis se revela como ato de coação ilegal.
    O Paciente, todas as vezes em que o Poder Judiciário expediu citação, intimação ou qualquer outro convite ou despacho para comparecimento aos atos processuais, SEMPRE SE FEZ PRESENTE, tendo comparecido espontaneamente à todos os ATOS PROCESSUAIS.
    Jamais frustrou, se furtou REAGIU ou RESISTIU ou DESACATOU a ação dos agentes policiais ou cartoriais.
    Os fatos ensejadores do cerceamento da privação de sua liberdade são bastante insipientes, suficientes para decretação e MANUTENÇÃO da PRISÃO EM PRESÍDIO DE SEGURANÇA MÁXIMA, conforme prevê o art. 319 CPP.
    O ius libertatis do cidadão, que deve ter proteção incondicional, é muito mais importante e sublime que a consagração de certas condutas que muitas vezes não condizem com o direito.
    HABEAS CORPUS
    O próprio fim social e jurídico do instituto do habeas corpus justifica essa asserção.
    DA AUTORIDADE COATORA
    A INDIGITADA autoridade judiciária responsável pela ameaça, coação, violência, ilegalidade emana do Exmo. Sr. Dr. IMPOSSÍVEL DEFINIR E OU QUALIFICAR.
    DA IMPOSSIBILIDADE DA FUGA OU EVASÃO

    Com objetivo de se evitar fuga ou evasão do território nacional brasileiro, o PACIENTE DEIXARÁ EM JUÍZO TODOS S SEUS DOCUMENTO, PASSAPORTE, CARTÃO DE IDENTIFICAÇÃO E OUTROS.
    O PACIENTE NÃO SE FURTARÁ AO CUMPRIMENTO DA LEI E SE FARÁ PRESENTE PARA:
    1) Contribuir, garantir e assegurar a ordem pública,
    2) Não medirá esforços para se fazer presente à todos os atos evitando frustrar fuga, ausência ou inaplicabilidade da Lei.
    3) O Paciente se dispõe e assegura seu pronto comparecimento à todos os chamamentos, atos judiciais a que for convocado e aos que se fizerem necessários independente de intimação, citação ou convite.
    ANTOLOGIA DA VIOLÊNCIA CRIMINOSA
    OS PRESÍDIOS E DISTRITOS POLICIAIS
    São os nossos recordistas contumazes em REGISTROS DE NOTIFICAÇÕES de maus-tratos e relatos de violência contra àqueles que se acham custodiados e sob a guarda e responsabilidade do Poder Público.
    O ESTATUTO DO IDOSO, que transforma o Brasil em um maravilhoso e generoso “CONTO DE FADAS”, “PAÍS DAS MARAVILHAS”, para os seus velhos, possui problemas com a prática de atitudes simplesmente básicas, elementares e ESSENCIAIS.
    À LUZ DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL
    Isto posta,
    CONSIDERANDO que o envelhecimento é um fenômeno natural;
    CONSEDERANDO que é dever público e privado a adoção de políticas específicas voltadas para o seu bem-estar, qualidade de vida, proteção e cuidados;
    CONSIDERANDO que o idoso, como qualquer cidadão e como toda população tem o direito de ir, ficar e vir;
    CONSIDERANDO que os ESTABELECIMENTOS PARA CUMPRIMENTO DE SANÇÕES PENAIS, em nada, absolutamente em nada contribuem para resocialização do apenado, bem como não lhes oferece nem lhes asseguram nenhuma comodidade
    CONSIDERANDO a existência de problemas cruciais que vão alem do estado depredado das cadeias públicas e da segurança ou sua total inexistência;
    CONSIDERANDO a falta de respeito, humilhações, constrangimentos a que são submetidos e até mesmo a prática de violência impingida por agentes penitenciários e outros que convivem e disputam os espaços a eles destinados;
    CONSIDERANDO a exigüidade e o degradante espaço carcerário, desprovido do mínimo indispensável de conforto, segurança incompatível com o que dispõe o ESTATUTO DO IDOSO;
    CONSIDERANDO que é imperativo, por força do ESTATUTO DO IDOSO, no que concerne aos direitos, ao respeito e à proteção da população idosa o cumprimento de PENAS ALTERNATIVAS;
    CONSIDERANDO que “as medidas de proteção ao idoso são aplicáveis sempre que os direitos reconhecidos nesta Lei forem ameaçados ou violados por ação ou omissão”
    CONSIDERANDO que o Estado têm se mostrado omissos no que tange a CRIAÇÃO DE ESTABELECIMENTOS PENITENCIARIOS DIGNOS;
    FINALMENTE, CONSIDERANDO que os fatos acima elencados se constituem em ilegalidade, arbitrariedade, portanto em frontal contrariedade ao texto da Lei Constitucional e ao recém promulgado ESTATUTO DO IDOSO;
    Assim, requer:
    Face ao acima exposto deve ser acolhido o pedido de Ordem liminar adiante formulado dado à gravidade do problema e a inevitável crise existencial que está sendo infligida ao Paciente;
    Trata-se de inquestionável e indubitável direito líquido e certo.
    A Justiça nesse caso é e deverá ser o da imediata aplicação de medidas para coibir possíveis excessos provocados por Agentes profissionais dos serviços penitenciários e apenados contra este indefeso;
    DOS PEDIDOS
    Posta esta ação em seus fundamentos, diante das situações fáticas e jurídicas, espera o Autor Popular:
    a) Seja ela distribuída, recebida, procedimentada e logo seja atendido o pedido de Ordem liminar, com vista a serem resguardados os interesses das partes Autor Popular e Paciente;
    PEDIDO DE ORDEM LIMINAR
    Como pedido de ordem liminar, requer SEJA CONCEDIDO O “WRIT” LIMINARMENTE, ao SENHOR CESARE BATTISTI, evitando assim o constrangimento, coação e atos de ilegalidades, bem como para coibir práticas manifestamente absurdas, ilegais e arbitrárias com afronta a existência concreta de direito liquido e certo violado ou na iminência de o ser.
    Isto posta, em virtude da vasta legislação Federal, Estadual, Municipal e ESTATUTO DO IDOSO,

  125. Wilsoleaks Alves

    -

    06/01/2011 às 18:10

    Um recado aos restolhos da direita.
    O ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva está gozando merecidas férias após oito anos de árduo trabalho em prol de nossa Nação.
    Desnecessário dizer que como ex-presidente não teria direito à regalia, contudo, em decorrência da indignação nauseabunda dos reacionários presentes, faz-se necessária a informação de que Lula e sua família foram convidados pela EMFA, através do Ministro Nelson Jobim.
    Igualmente, informo também que a concessão de passaportes diplomáticos para os filhos do ex-presidente foi feita com base na legislação vigente, de acordo com o decreto 5.978 de dezembro de 2006.
    Porém, devo salientar que compreendo vosso compulsivo pranto seguido do esmurro na mesa, haja vista, ser livre o esperneio.

  126. Wilsoleaks Alves

    -

    06/01/2011 às 17:56

    Qualquer cidadão que já tenha feito o serviço militar no País sabe que o cidadão comum pode hospedar-se nas dependências das FFAA brasileiras, quer nos seus hotéis, “cassinos” etc. desde que haja vagas, e se autorizado ou convidado.
    Existe até o diploma de “Amigo do Exército”, homenagem oferecida em cerimônia geralmente no Dia da Infantaria.
    A oposição elitista continua morta de inveja de Lula.
    “Como pode um homem comum hospedar-se no Forte dos Andradas, e quem está pagando suas férias?”
    O que querem dizer com isto , mais uma vez é: “como este pobre, grosso e analfabeto goza destas vantagens?”
    Chega ao cúmulo de dois jornalistas da “Folha” tentarem invadir a privacidade do descanso do ex-presidente, e denunciarem como atentado à liberdade de expressão terem sido barrados pela segurança, e terem suas máquinas revistadas.
    Oposição e Folha precisam mais uma vez saber :
    87% dos lares brasileiros receberiam de bom grado, como hóspede, o Presidente Lula e sua família.
    E tenho certeza , ele adoraria comer um feijãozinho caseiro.
    Da minha parte Presidente: pode chegar, a casa é sua, tão sua como o Forte dos Andradas.
    (por Bemvindo Sequeira)

  127. carlos nascimento

    -

    06/01/2011 às 11:27

    E tome desmoralizãções: hospedagem no Guarujá ilegal, passaporte diplomáticos expedidos no apagar das luzes aos filhos ilegalmente, etc. etc.

    Os brasileiros atônitos ficam calados, daqui prá frente vamos assistir dia após dia a sequência de desmoralizações, o Congresso, bem o Congresso, ESQUEÇAM, lá mesmo é que não irão apurar nada e nem coibir nada.
    Batam palmas, batam palmas, isso é o TERCEIRO MUNDO.

  128. Anti-petralhas

    -

    06/01/2011 às 4:23

    Para “Juju – 02/01/2011 às 2:04″: concordo com tudo o que você postou nesta excelente coluna.
    .
    Juju, em homenagem aos petralhas (seres incultos e bobos que adoram subverter a verdade e perturbar a vida dos brasileiros cultos e probos), tomo a liberdade de repetir suas preciosas declarações:
    .
    “Impressionante como algumas pessoas se aproveitaram das férias dos colunistas para aparecerem por aqui e criticá-los, pois sabem que não receberão as respostas que merecem…além de covarde, tal atitude é feia e indigna…se eu fosse os moderadores, sequer publicaria tais comentários, pois, de tão ridículos, merecem apenas nosso descaso…criticam e criticam a revista, mas não saem daqui, não param de lê-la…eu, por exemplo, não visito os blogs dos puxa-sacos de plantão para demonstrar minha indignação por lá…para quê? Com que intuito? Aparecer? Posso não concordar com uma palavra sequer desses jornalistas, mas, acima de tudo, respeito a liberdade de opinião de cada um e jamais insultaria a credibilidade desses profissionais ou dos meios para os quais trabalham…se não gosto, simplesmente não leio, mas isso por uma questão de respeito, que certas pessoas parecem não ter…lamentável!!!!!!!!!! Esse é o retrato do Brasil da mediocridade, representado por essas pessoas que alegam defender a democracia, mas que não perdem uma oportunidade de ofender àqueles que não dizem o que elas querem ouvir…por isso Veja é uma das maiores revistas do país!!!! Mesmo os que dizem detestá-la não deixam de lê-la…isso é que é sinônimo de sucesso!!!!!”

  129. Césare Batisti

    -

    06/01/2011 às 3:31

    Some, desaparece ****, ******* r ******!!!
    Volta pro teu *****!!
    Pêsames pra SBC que vai ter que receber esse ******.

  130. Kitty

    -

    05/01/2011 às 21:11

    CARO RICARDO, BOA NOITE!!!!!!!
    FALTAM 12 DIAS PARA O SEU RETORNO A ESTA SUA
    COLUNA. ASSUNTOS INTERESSANTES NÃO FALTARÃO PARA
    SEREM POSTADOS E COMENTADOS!!!! SENTIMOS A SUA FALTA. O CALDERÃO DOS PARTIDOS DITOS ALIADOS ESTÁ
    FERVILHANDO,O BOLO DA FESTA FICOU PEQUENO DEMAIS
    PARA TANTOS CONVIDADOS…..ABRAÇOS

  131. Pedro Luiz Moreira Lima

    -

    05/01/2011 às 19:03

    A Presidenta Dilma mostrou que não esta para brincar de Presidenta,repreendeu pblicamente o general do GSI pelas declarações grosseiras e golpístas.
    Dilma mostrou ao general que é ela o Comandante Chefe da Forças Armadas.Impossivel segurar a Verdade.

  132. Ismael

    -

    05/01/2011 às 13:39

    Caros Roberto, Caio Fascino e Ricardo Setti. Caros amigos, o fato é que não temos oposição. Não apenas para contestar o marketing petista, que visa a perpetuação de uma cleptocracia sindical no poder, mas pra defender o erário público mesmo e nossas instituições democráticas, como bem assinalou o Ricardo Setti nesse artigo. Esse é nosso maior problema. Porém tenho certeza que os votos no candidato oposicionista deveram-se mais à corrente que se formou na internet (aliás, graças à privatização da telefonia por FHC) do que à ausência pusilânime da oposição nestes últimos oito anos. Cadê Serra? cadê Marina? cadê Aécio?

  133. Observador

    -

    05/01/2011 às 12:33

    Boa tarde Ricardo,
    A sombra maligna de lula ainda nos persegue, contrariando mais uma vez a lei, ele esta hospedado e um forte no litoral do Brasil, onde por lei é expressamente proibido, quando era presidente ele ignorou e mandou construir até uma suite para familia, agora que ele voltou a ser um nada, porque ainda esta lá? onde estão as autoridades deste país? chega deste lixo!

    O colunista Ricardo Setti está em férias e voltará a postar atualizações diárias no blog a partir do dia 17.

  134. carlos nascimento

    -

    05/01/2011 às 12:28

    Ricardo,

    Lembra da sugestão que fiz para no período das férias postarmos alguns desafios, então, veja se é possivel fazermos a primeira:

    a) lula é que tipo de animal marinho ?
    ( ) molusco
    ( ) crustáceo
    ( ) peixe

    obs:- não vale consultar o google, tem que ser honesto, caso contrário perde à graça.

    b) lulas após as “cópulas” morrem, diante disso, o que teria acontecido com uma certa espécime brasileira, que ainda permanece vivo ?
    ( ) é virgem.
    ( ) é da turma do mep.
    ( ) ou é da turma dos 4 tentáculos e um mindinho.

    Vamos lá, vou aguardar sugestões e respostas.

    Carlos Nascimento.

    Olá, Carlos Nascimento. O Setti está em férias e voltará a postar atualizações diárias no blog a partir do dia 17. Abraços, Domitila Becker

  135. carlos nascimento

    -

    05/01/2011 às 11:56

    Ricardo,
    Evidente que vc mesmo desfrutando suas merecidas férias, sempre pela manhã passa em revista os comentários da Coluna, vc imediatamente irá perceber a grande diferença de INTERESSES quando focamos o presente, o modelo de retrospectiva não dá Ibope, prova viva é que o presente post já ultrapasssou a marca dos 420 coments, portanto, meu caro amigo, ser jornalista sério tem esses oficios, quase um sacerdócio, não tem direito de gozar férias tão longas, é hora de fazer algo.
    A roda está girando, absurdos estão ocorrendo, apenas como aperitivos, relaciono alguns abaixo:-
    - o molusco está hospedado em instalações do governo no Guarujá, mesmo sendo ex.presidente, até isso o agora crustáceo desmoraliza, até quando vamos aceitar.
    - antigamente existiam pudores, os desvios eram encobertos, agora são escancarados, a prova viva desse novo conceito e postura foi à acintosa presença de erenice guerra, a “erê” na posse da sua ex.chefe, agora sua amiga Presidente, é de lascar, além da impunidade o achincale.
    - o bispo macedo, o salvador iluminado, o rei dos dizimos, protagonizou a pior cena que se tem noticia do mundo jornalistico, foi beijar à mão da Presidente, o pior na fila de autoridades estrangeiras, é o descaramento total, o jornalismo à serviço do pt e governo, onde chegaremos, já não existe mas controle de mídia, existe sim arriar as calças e lamber as botas.
    - o jogo politico nem começou e as ratazanas estão se devorando pelo naco do queijo, as brigas pelas secretarias e cargos estão tendo duelos dignos daqueles faroestes dos anos 60, e para assombro, chamaram quem para resolver, quem, quem, “sirnei”, êle mesmo o homem incomum (sic), o verdadeiro atraso do País, estamos ferrados, em pleno 2.010, o caro que vai arrumar e ajeitar as coisas é logo êle, desde o periodo militar essa avis rara nos assombra e atormenta, estamos ……., já me censurei, não vou lhe dar esse trabalho, isso é o Brasil, avançando quem nem caranguejo, rumo ao descobrimento do lodo, aquilo que fica abaixo do fundo do poço.
    Ricardo, sinto muito, é hora de voltar para casa, a sua casa é a redação, a redação é que nem sala de cirurgia, as emergências estão aparecendo de forma vertiginosa, não podemos continuar à deriva.
    Para finalizar, lembram do jucá, o jucá, o líder dos vários partidos, êle mesmo, será novamente o líder do governo da Dilma, depois disso, pergunto, o BRASIL tem jeito ?
    Carlos Nascimento.

  136. sandoval sader

    -

    05/01/2011 às 9:47

    Caro Jornalista,
    Tem muita gente ai, nos comentarios, discordando e, mesmo, ofendendo Voce.
    Nao se preocupe. Seu texto é pertinente, esclarecedor e, claro, verdadeiro.

    Sao Lula, daqui a pouco, iniciará sua fase de milagres dando visão aos cegos, fazendo os cochos andarem e vai, pasme-se, recuscitar mortos.
    Vao ser canonizado pela Igraja Universal…..

  137. Roberto

    -

    05/01/2011 às 9:19

    Prezado Caio Frascino, teu comentário foi simplesmente perfeito e demolidor, desafio qualquer apoiador do apedeuta e sua corja a contestar qualquer das palavras que você escreveu, mas com dados reais e não ficção científica elevada a décima potência, coisa que todo petralha iludido gosta de fazer.
    Parabéns, deveria ser publicado em todos os grandes jornais do país !!!!

  138. ALCIONE

    -

    04/01/2011 às 20:36

    Perderam e vão perder em 2014 e enquanto não apresenrarem um candidato sério, com propostas e não calúnias.

  139. Pedro Luiz Moreira Lima

    -

    04/01/2011 às 20:29

    Rancor e odio sempre levam ao fascimo.

  140. gaúcha indignada

    -

    04/01/2011 às 18:57

    Luis da Silva será sempre lembrado por ser o ex-presidente MAIS ****** DA HISTÓRIA, como “nuncaantesnahistóriadestepaiz”. FORA!

  141. FLAVIO SOARES

    -

    04/01/2011 às 18:18

    No ano 3000 o LULA será lembrado por mudar seu país no longinquo seculo 21 onde o Brasil tinha gandes problemas sociais , que no ano 3000 ja não existirão mais ,

  142. Manoel Bins

    -

    04/01/2011 às 17:40

    Hummm. voce é tão inexprssivo que so podia publicar suas bobagens num panfleto partidario como a **** veja. suas criticas a LULA me lembram um urubu chafurdado na lama olhando um supersonico nas alturas…A mediocridade dos escribas de aluguel é algo escatologico.
    Obs. 1{ e ultima vez que leio suas bobagens…Claro que isso nao será publicado, pois veja é “democratica” apenas nos salamaleques aos tucanoides

    O colunista Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como este a partir do dia 17.

  143. Ismael

    -

    04/01/2011 às 17:20

    Esse papo de rancor e ódio da oposição é parte do manual fascista do PT. Afinal, é proibido discordar? Na democracia petista quem se opõe é preconceituoso, rancoroso e destrutivo? mas não foi o Lula quem propôs extirpar o DEM da política? ao mesmo tempo em que posa ao lado de Sarney, este legítimo representante do que há de mais repulsivo da política nacional?
    Eu abomino o regime Venezuelano, o regime Iraniano e o regime Cubano porque sou a favor dos direitos humanos. E os petistas?
    Não foi o ódio que me levou a escrever esse comentário, é uma indignação profunda com tanta canalhice e desfaçatez. A mesma que levou 43 milhões de eleitores a votarem na oposição, contra 55 milões que votaram na Dilma. Isso não configura nemhuma derrota fragorosa, mas dá medo em quem mama nas tetas do autoritarismo e da mentira.

  144. Paulo Henrique Martins de Oliveira

    -

    04/01/2011 às 17:18

    Caro Ricardo:

    Custei, mas entendi. O raciocínio é simples: quem compra ou assina a Revista Veja? Respondo: a parcela da população mais favorecida economicamente e esta tende a ser mais conservadora, mais à direita, mais neoliberal, enfim, mais retrógrada. Este tipo de pessoa adora quem fale mal do Lula.
    Falando mal do Lula e de seu governo, o senhor jornalista, evidentemente, agrada a maioria dos seus leitores e, por via de consequência, garante seu emprego.
    Tudo bem, vai, está perdoado, então, por destilar tanto rancor. Em verdade está só dizendo o que essa turminha de órfãos do tucanato (quiçá viúvas da ditadura) gosta de ler. Fazer o quê, né?

    O colunista Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como este a partir do dia 17.

  145. FLAVIO SOARES

    -

    04/01/2011 às 17:02

    o lula será lembrado até no ano 3000

  146. Enio

    -

    04/01/2011 às 16:16

    Prezado Setti, Faço minhas suas considerações, sempre ponderadas mas carregadas de desilusão, pois as realizações negativas do governo Lula, infelizmente foram infinitamente superiores (como destacadas acima) às realizações positivas. E olha que não faltou tempo. Foram longos 8 anos e se vc perceber todos os presidentes saem com cabelos grisalhos. Isso além de demonstrar a dureza e a ingratidão do cargo, desfaz com qualquer sintoma de vaidade pois o passar do tempo sempre é antecipado. Mas ao mesmo tempo tem-se a vivencia e o prazer do cargo, da altivez do ego, do poder nas mãos. Que qdo bem empregado direciona ao interesse público, mas, qdo mal utilizado, sempre privilegia uma camada de companheiros que estarão (sempre) a se lambuzar dele.

  147. celsoJ

    -

    04/01/2011 às 16:07

    Faltou dizer: *desmoralizou o STF, nomeando advogados sem saber jurídico suficiente para fazer uma queixa no SAC de qualquer bodega;
    * ROUBOU descaradamente – ele,a família e os comparsas- com o cartão corporativo e suas despesas secretas;
    * Transformou o filho num testa-de-ferro junto às empresas telefonicas.

  148. Lula-lula-lá

    -

    04/01/2011 às 15:23

    E o PIG morre de inveja, não conseguem mais de 200 pessoas numa passeata a favor do golpe deles e fica falando besteira pra os carinhas ficarem escrevendo besteira do outro lado. É isso ai… Tamos com vocês… Não sei que faria sem voce para ler sua excelente coluna… Voce falou demais… Está otimo seu comentário… Feliz ano novo… Xô satanas ( sem acento que é pra não ficar)

  149. bruxa velha

    -

    04/01/2011 às 15:10

    Teu melhor artigo.

  150. Nilo

    -

    04/01/2011 às 14:41

    Dilma vai ser tão importante, respeitada e lembrada pela base do novo governo igual àqueles cavalos de índios que morrem nos thrillers dos filmes. Agora sim ela vai chorar e a mãe não vai ver. Como o dito popular: tá literalmente nas mãos dos calangos brasilienses!

  151. berlatto

    -

    04/01/2011 às 14:23

    Parabéns Caio, às 9.24, a ex. do Ricardo, resumistes com perfeição os oito anos do Lulismo. A cambada petralha não admite as conquistas do governo anterior. Lula seguiu direitinho a cartilha neo-liberal de FHC e como você diz: surfou num ambiente de crescimento da economia mundial, principalmente com a valorização das commodities (o agro negócio) que lhe deu tranquilidade nas transações internacionais, só pegando uma crise, a da bolha imobiliária em 2008/09, já com os país arrumado.
    Qualquer presidente, mesmo o mais medíocre, teria feito o mesmo ou mais que o apedeuta.
    Herança maldita? Quem vai pegar mesmo, caro Caio, vai ser a Dilmona. Tomara que tenha seriedade e competência para levar adiante muitos projetos, que por enquanto são quimeras,(o PAC, po ex.).
    Ps:O pior, Caio, é que petralha não raciocina, os caras ainda andam de quatro, jamais entenderão os seus argumentos. Abs.

  152. MANOEL DE MELO

    -

    04/01/2011 às 13:42

    XÔ, VIÚVAS DO PSDB!!!!!!!

  153. Andreo

    -

    04/01/2011 às 12:49

    Nossa ! O colunista afirma que o grande sucesso do Lula deve-se ao governo FHC. Estranho essa afirmação, lembro- me muito bem como foi o último mandato de FHC também marcado por escândalos; fonte cidam, svam, reeleição, etc, (ô gente de memória curta), desemprego nas alturas, apagão, preço de energia elétrica nas alturas. Concordo, que graças ao Plano Real a inflação foi debelada, mas creditar todo o sucesso econômico do governo Lula ao antecessor aí já é demais é querer tapar o sol com a peneira. Contra fatos não têm argumentos.

  154. Roberto Ortona

    -

    04/01/2011 às 12:46

    Parabéns Ricardo. Falou por mim e por muitos brasileiros que não estão cegados pelo lulismo! O Estado Democrático Brasileiro deve ser superior à qualquer culto de personalidade.

  155. Nelson Fontes Salgado

    -

    04/01/2011 às 11:08

    Nada a acrescentar o Sr. Ricardo, falou tudo que eu e meus amigos queriam falar. Acrescentando-se que não se sabe como ele governou com tanto ministerios e viajens. Grande opotunidade perdeu o pelego sindical de se transformar num estadista, o egoismo, a ignorância e o deslumbramento com o cargo, impediram.

  156. Caio Frascino Cassaro

    -

    04/01/2011 às 9:24

    Prezado Ricardo:
    Eu gostaria de saber em que país vivem os petistas. Se alguém souber, me conte que mudarei para lá imediatamente.
    O comentário de do sr. Alex é repleto de inconsistências, imprecisões e inverdades, enfim, um primor da idiotia petista. Senão, vejamos:
    De acordo com dados do Bacen:
    1-Dívida interna – R$1.800.000.000.000,00
    2-Dívida Externa – (aquela que o Forrest Gump de Garanhuns disse que pagou) US$240.000.000.000,00
    3-Inflação medida pelo IGPM (Atenção – o IGPM de hoje é o IPCA de amanhã. Qualquer um com um nível de informação mediano sabe que em médio prazo todos os índices convergem)- 11,32%.
    4- Déficit em conta corrente com o exterior de US$55.000.000.000,00 em 2010, com projeção de US$70.000.000.000,00 este ano. Esse déficit só é coberto pela entrada de capital especulativo, que vem para estas plagas em busca da remuneração indecente oferecida aos rentistas. A persistir esse quadro, teremos uma crise cambial em 2013 ou 2014, pois vai chegar um momento que os chacais do mercado financeiro vão achar interessante um ataque especulativo contra o Real.
    5-NENHUM analista de contas públicas acredita na contabilidade apresentada pelo governo. A manobra contábil de Capitalização da Petrobrás foi um primor de “criatividade”. O superávit fiscal baixou a níveis pré-real, desenhando um quadro bastante difícil para a presidente Dilma, que terá de tomar medidas duríssimas caso não queira ver a inflação disparar.
    6- Real apreciado frente a todas as principais moedas, fazendo nossas exportações, principalmente de manufaturados, irem por água abaixo. Ontem saiu um dado a respeito do superávit da balança comercial de 2010. Baixou a 20 bilhões de dólares – o menor valor em oito anos. Se traçarmos uma curva, veremos que nos anos citados no item 4 – 2013 ou 2014 – estaremos em déficit na própria balança comercial. Detalhe: o Banco Central, na tentativa de conter o surto inflacionário, eleverá a taxa de juros, atraindo ainda mais dólares para o país. Isso apreciará ainda mais o valor da nossa moeda, agravando acelerando a crise no balanço de pagamentos.
    A lista é muito maior, mas como “Herança Maldita”, já está bom.
    Com relação a comparações , em nome da honestidade intelectual deve-se contextualizar ambos os governos. Assim teremos :
    1- FHC encarou SEIS crises financeiras de grande porte no exterior em 8 anos de governo. Luiz Inácio navegou em mar de almirante com vento a favor durante 6 anos.
    2- O acúmulo de reservas ocorrido ao longo do governo(?) Luiz Inácio (não consigo chamá-lo de Lula – eu tinha um cachorro com esse nome e acho um desrespeito – com o cachorro, é claro) deveu-se única e exclusivamente ao fato de que os preços de nossas principais comodities terem subido violentamente a partir de 2002 (antes de reclamar, ver estudo do IPEA a respeito).
    3- O dólar e o risco Brasil subiram em 2002 por conta do risco PT. É só ter um mínimo de memória e de honestidade intelectual para confirmar o fato. A falta de memória pode ser corrigida pela mera leitura dos jornais e revistas da época. Saliento ainda que a subida do dólar refletiu-se imediatamente na alta da inflação.
    4- O Brasil, no governo (?) Luis Inácio, até 2008, só crescia mais que o Haiti e a Venezuela na América Latina. Nos últimos dois anos, com a farra do boi que virou isto aqui, conseguimos passar a caboclada. Porém se pegarmos o crescimento médio no governo L.I. veremos que não passou de 3,5% ao ano, longe dos outros “Brics” e perdendo para vários latino-mericanos. FHC, na América Latina, só perdia para o Chile.
    5- Finalizando, L.I. recebeu um estado reformado – sim, com o plano Real, o Proer (que, apesar da gritaria na época da implantação, Luis Inácio “ofereceu ao Bush” como tecnologia de reforma bancária) , a lei de Responsabilidade Fiscal, as Privatizações das Estatais (que não foram revogadas, ao contrário prosseguem até hoje, conforme se observa no plano apresentado pela Presidente Dilma referente à privatização dos aeroportos), a abertura do capital da Petrobrás ( apoiada pelo Olívio Dutra em entrevista ao Valor Econômico), etc.
    Lula, teve o mérito de prosseguir com os programas lançados por FHC. Abandonou o fome zero e agrupou os programas de distribuição de renda criados por dona Ruth Cardoso, aumentando o valor do benefício e a sua abrangência. Prosseguiu com o aumento no valor do salário mínimo, o qual teve um incremento de 42% com FHC e cerca de 50% em seu governo. Manteve, no início do mandato, disciplina fiscal. Porém, não fez absolutamente nada em termos de reformas de base, levando o país no beiço e sem atacar nenhum problema estrutural de frente. Resultado: as tensões estão se avolumando, com bombas potenciais como a Previdência, o MST, a Infraestrutura em pandarecos e tantos outros petardos que vão explodir no colo da Presidente Dilma, que precisará ser muito firme para levar o país adiante.

  157. Fernanda

    -

    04/01/2011 às 2:26

    “Chora lixo tucano”????? Meu Deus, onde estamos??? Na barbárie??? Quanta baixaria e agressividade gratuita contra um jornalista que, antes de tudo, exerce sua profissão e merece respeito, mesmo que exponha opiniões contrárias à de muitos…esta é a verdadeira democracia…a convivência dos contrários e o respeito por aquele que não comunga de suas ideias políticas…mas gente do nível desse tal Marcelo (03/01, 20:48) não deve entender o que é democracia ou respeito…a julgar por seu comportamento virulento, rançoso e sua total falta de educação, deveria se mudar para o Irã…aprenda a respeitar a opinião dos outros para ser respeitado, meu caro…do contrário, caia fora, vá para o blog do ilustre Sr. Cloaca ou algum outro dito “progressista” por aí e nos deixe em paz…ninguém merece ler – aí sim – esse LIXO…concordo com a Kitty (03/01, 22:37) de que esse povo está se aproveitando da ausência momentânea de Ricardo Setti para emporcalhar sua página com comentários de baixo nível, grosseiros e desrespeitosos…senhores moderadores, façam alguma coisa…
    PS: E não estou generalizando…muitos se mostraram contrários ao texto do Setti, mas expuseram opinião de maneira educada e civilizada…agora chamá-lo de “lixo tucano” é o cúmulo da barbaridade…teve um, então, que disse que iria pegá-lo na rua e espancá-lo…o que esperar desse tipo de gente??? É…para a ignorância e pobreza de espírito, infelizmente, ainda não existem remédios…

  158. patriota roxo

    -

    04/01/2011 às 0:49

    Esse infeliz desse Lula **** até na saida, no ultimo dia ele ***** com vontade sujou pra todo mundo ver sua cumplicidade com o mal com a corrupção e o banditismo. O brasil é terra sem lei comprovada pelo Lula e o Amorinha, que vergonha ,e ainda conceder um aumento de 65% de aumento salarial pra esse congresso que não vale a comida que comem, essa cambada de ladrão, enquanto o trabalhador aposentado tem 5% de reajuste pra que serve esse reajuste, senão pra acabar de matar o véio. Só deveria ter poder quem tem juízo.

  159. Maju

    -

    03/01/2011 às 23:51

    Concordo com o texto e não há porque os admiradores do ex presidente ficarem indignados, porque é a realidade. Acima de tudo, um governo baseado na corrupção, na desmoralização das instituições, anula seja lá o que houver de positivo. Quando se pensa no que é positivo e se pensa em todos os personagens que enlamearam a história do Brasil, nada tem valor. Uma política que não respeita valores, moral, decência e leis não merece aprovação. Seria o mesmo que estar endossando e aprovando a corrupção. Não sei como os admiradores do ex presidentes não se indignam, também, dele ter entre seus atuais amigos os coronéis que ele desprezava, a elite que ele despreza, sendo que ele é elite, não cultural, mas econômica, dado o patrimônio que a família amealhou.

  160. Mauro Pereira

    -

    03/01/2011 às 23:38

    Caros senhores ou senhoras que, na ausência do titular Ricardo Setti, estão no comando da Coluna, boa noite.
    Me desculpem por retornar a este espaço democrático e emitir mais que um comentário sobre o mesmo post, mas faço minhas as sábias palavras do Carlos Nascimento. Até quando irão suportar calados os impropérios regurgitados pela horda?.
    Essa docilidade excessiva de quem está no comando da Coluna me remete de volta à tragi-cômica campanha presidencial recém-encerrada, oportunidade em que pudemos assistir a mais pura demonstração de falta de coragem das lideranças tucanas, decepção, aliás, que ainda se mostra vigorosa em meu inconformismo e insiste em assombrar os meus piores pesadelos.
    Reação já!

  161. Pedro

    -

    03/01/2011 às 23:18

    Perfeito. Lula é o maior demagogo da história brasileira. Um político pequeno, oportunista, narcisista, ignorante e *****. Já vai muito tarde. Pelo menos serviu para nos mostrar o quão politica e culturalmente atrasados nós ainda somos.

  162. luiz carlos pontes

    -

    03/01/2011 às 22:53

    Lula deixou um legado muito importante foi toda a massa não pensante perceber que o país não cresceu e se não fosse as mentiras ditas muitas vezes que se tornaram realidade até para alguns esclarecidos o país talvez hoje fosse outro.

    O anteriro, FHC, também passou 8 anos e nada fez. Mas, tentou a todo o custo cercear a mídia, único órgão capaz de ver e divulgar para a sociedade os males que esses presidentes perpetraram.

  163. Edvanilson da Silva

    -

    03/01/2011 às 22:47

    O povo brasileiro – não as elites – nunca foi tão valorizado pelo Governo Federal. Eu nunca vi um presidente da República, ao visitar o Rio de Janeiro, ir diretamente ao Complexo do Alemão para levar um pouco de dignidade a quem foi esquecido por sucessivos governos que nada fizeram a não ser conivir com os domínios do poder paralelo na localidade. Jamais o ex-presidente desrespeitou os universitários, se não ele não ampliaria o Pro Uni ajudando a tantos talentos – pobres – a estarem a frente de alguns – ricos – que não têm a mesma determinação em se esforçar para terem algo melhor.
    Eu peço a você, Sr Ricardo Setti, para colocar tudo o que aconteceu no Governo Lula na balança. Não discordo dos erros que você aponta e criminaliza. Se você colocar tudo o que foi feito no Governo Lula numa balança, você vai ver que este foi bem melhor do que os últimos e mais aínda, você mesmo vai ver que você mesmo não sofreu tanto com a crise mundial. E se fosse com o governo do PSDB, a exemplo do apagão de 2001? Faço votos que a Dilma faça um governo aínda melhor que o de Lula.
    Obrigado.

    O colunista Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como este a partir do próximo dia 17.1

  164. Pedro Luiz Moreira Lima

    -

    03/01/2011 às 22:45

    “Já vai tarde…” desculpa a provocação mas quem segundo o povo “indo tarde” é a oposição.

  165. Alex

    -

    03/01/2011 às 22:42

    É incrivel a ”imparcialidade” deste texto…
    Vindo de um autor que escreveu ”A Arte da Política” um livro sobre FHC

    No terceiro paragrafo o autor praticamente desmerece de modo elegante todo o merito economico do governo Lula. O plano real foi de fato um grande resgate economico. Gerou um efeito imediato, entretanto a longo prazo trouxe desemprego elevado(principalmente na area industrial) e indices de crescimento baixos ate que a perda de poder aquisitivo dos assalariados em 1997. Tudo isso levou a derrota de Jose Serra nas eleiçoes de 2002(onde esta o merito de FHC agora?)
    Lula nao herdou estabilidade economica alguma de FHC. Apenas uma inflaçao menor e varios problemas

    Como disse um economista ingles ”a longo prazo, estaremos todos mortos” quando falou sobre neoliberalismo.

    Por mais que esta elite aqui presente nao goste, Lula foi o maior presidente que este pais ja teve
    Isto não e consequencia da midia
    Isto não é consequencia do crescimento economico, ja que isso nao significa nada se o povo não e beneficiado
    Lula teve um dos melhores governos, pois lembrou-se daqueles que mais sofreram no Brasil. SIM! os 83% da população: Pobres, miseraveis, trabalhadores(tanto formais como informais) e classe media) que o elegeram pelos dois mandatos.

    O nome de Lula ficara gravados para sempre na historia deste pais como um dos governos mais bem sucedidos, por equilibrar crescimento economico com politicas sociais.

    Tenho orgulho do distanciamento que o governo Lula fez dos EUA e sua ”liberadade” e da aproximaçao de China, Ira, Venezuela e Cuba que apesar de nao serem tao democraticos, fizeram mais pelo seu povo.
    Na Venezuela, Chávez estruturou as missões bolivarianas, cerne de sua política assistencial, cujo objetivo é combater as doenças, o analfabetismo, a desnutrição, a pobreza e outros problemas sociais. Obtendo enorme popularidade.
    No Ira, Mahmoud Ahmadinejad foi eleito pelas suas politicas de bem-estar social que implantou nas cidades que governou(entre elas Teerã), portanto sua eleiçao foi muito aguardada pelo povo pobre deste pais.
    Em relaçao a Cuba… Bom, não é preciso falar muito. Antes de Fidel, aquela pequena ilha era o prostibulo dos estadunidenses. Uma especie de boate. Hoje os serviços publicos em Cuba sao excepcionais.
    A China nunca conheceu a democracia. Antes do regime comunista o pais era uma mera representação, sendo dominados por imperios como japao, inglaterra, frança e holanda.

    Certas passagens neste texto sao verdadeiras. Mas… herança maldita?

    Meu pai ja me falara antes que a Veja nao era revista seria, agora percebo o porquê…

    Viva Lula e seu governo, que apesar de certos problemas foi O UNICO NO BRASIL QUE NÃO DEIXOU EFEITOS COLATERAIS RUINS(economicos e sociais) PARA SEU SUBSTITUTO.

    O colunista Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como este a partir do próximo dia 17.1

  166. Kitty

    -

    03/01/2011 às 22:37

    Boa noite Sres. Mediadores!!!!!
    Faço minhas as palavras do Sr. Carlos Nascimento:
    exercitem a libertade de expressão, não sejam indulgentes com esses maleducados. Respondam á
    altura!!!!
    Caro Ricardo,estão poluindo a nossa coluna!! Faltam 14 dias para o seu retorno………

  167. fontana

    -

    03/01/2011 às 22:34

    ” Vai timbora carniça”

  168. Caio Frascino Cassaro

    -

    03/01/2011 às 21:48

    Prezado Ricardo:
    Lamentavelmente, comentários como o deste sr Ivander ou o do sr “Wilsoleaks” são de uma pobreza intelectual inacreditável, além de serem um primor de ausência de educação. O mais engraçado é que essa gente nunca tem nome e sobrenome, sempre se escondendo atrás de pseudônimos ou se identificando pela metade.
    Se quiserem uma discussão educada, sugiro que, ao invés de gritar impropérios e palavras de ordem contra o articulista, que apresentem dados – concretos – que derrubem a argumentação exposta no texto. E, como convém a pessoas educadas, identifiquem-se com seus nomes e sobrenomes – os verdadeiros, claro. Caso contrário, a única coisa que conseguirão é a confirmação do fato de que é impossível a um ser humano ser, ao mesmo tempo, petista, honesto e inteligente. Se é petista e honesto, não será inteligente; se é inteligente e petista, não será honesto; e, finalmente, se é inteligente e honesto, não há como ser petista.

  169. RitaZ

    -

    03/01/2011 às 21:16

    Antônio, 03/01/2011 às 12:07, seu primeiro parágrafo te desqualifica como comentarista: Você é mal informado, nós não, e muito menos o jornalista Ricardo Setti, provavelmente um dos jornalistas políticos mais bem informados que você já teve o prazer de ler.

    Obrigado por suas palavras. O colunista Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como este a partir do próximo dia 17.1

  170. gaúcha indignada

    -

    03/01/2011 às 21:12

    PELOAMORDEDEUS! Caros mediadores, já que o Ricardo está em férias, selecionem as mensagens, “cortem” estes petralhas analfabetos funcionais, agressivos, indignos, enfim, o pior do ser humano. Mandem eles ler e comentar os textos dos “jornalistas progressitas”, que sempre estavam na platéia aplaudindo o falecido! FORA GENTALHA!

  171. Marcelo

    -

    03/01/2011 às 20:48

    chora lixo tucano, chora bastante pois vai demorar para a quadrilha que você tanto adula voltar novamente ao poder…

    O colunista Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como este a partir do próximo dia 17.1

  172. Van Helsing

    -

    03/01/2011 às 20:15

    Caro marcos

    Todo o petista é mau-carater não há outr hipotese.

    Petista bom é petista ******.

  173. Ivander

    -

    03/01/2011 às 18:58

    VC ESQUECEU DA MAIOR DESMORALIZAÇÃO QUE ACONTECEU NO GOVERNO LULA: A DESMORALIZAÇÃO DA IMPRENSA GOLPISTA QUE VC FAZ PARTE. NUNCA SE FALOU TANTA IDIOTICE NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO COMO NOS ÚLTIMOS 8 ANOS. O MAIS LEGAL ERA VER VCS PROJETANDO, ANALISANDO, COMENTANDO, PREVENDO, E, NO FINAL, NADA SE CONFIRMAVA. PELO CONTRARIO, LEMBRA DA “MAROLINHA”.

    QUANTA IMBECILIDADE! ACHO QUE UM DIA VCS VÃO APRENDER.

    O colunista Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como o seu a partir do dia 17.

  174. Wilsoleaks Alves

    -

    03/01/2011 às 18:31

    Marcos… A meu ver lavagem cerebral recebeu quem ficou exposto e absorveu as estultices afiançadas pelos mais variados veículos de comunicação.
    Lula nunca foi a coqueluche de nossa mídia, duvido que queira ser, contudo mostrou serviço que agradou a maioria dos brasileiros. É isto que realmente importa.
    Como não é possível agradar a todos, isto nem o Mestre Jesus conseguiu, Lula amarga baixíssimos índices de popularidade entre os cidadãos residentes em Higienópolis e Jardins.
    Estamos de alma lavada porque nosso projeto foi o vencedor, os partidos de esquerda cresceram, os de direita diminuíram a ponto de quase se extinguirem.
    Daqui a OITO anos estarei aqui discutindo com alguém que espero não seja o senhor, afinal é possível que nesse entremeio sua consciência desperte para a realidade dos fatos.

  175. carlos nascimento

    -

    03/01/2011 às 18:04

    Cara Domitila,
    Apesar de nosso amigo Ricardo, encontrar-se de férias, nada impede vc de emitir seu comentários, aliás, tenho certeza que os conteúdos são de neurônios brilhantes, estou ficando estressado para o inicio do ano, ter que aturar imbecis que estão se aproveitando da ausência do titular e da sua charmosa educação, para vociferar agressões, vc para assumir tal incumbência do Setti não deve e nem pode ter sangue gelado, escreva o que vc tem vontade real de escrever, a VEJA e o RICARDO irão entender, nós agradecemos, não suportarei isso até dia 17/01, vamos lá, exercite a liberdade de expressão.
    Aproveito para lhe oferecer uma música que poderá lhe inspirar “A CRUZ E A ESPADA”- Renato Russo.
    Respeitosamente,
    Carlos Nascimento.

  176. marcos

    -

    03/01/2011 às 16:48

    O tal W. Alves, caro mediador, é petralha dos bons. É daqueles que passou por lavagem cerebral. O coitado não consegue pensar. Só vê o molusco pela frente.

  177. Ney do MS

    -

    03/01/2011 às 16:30

    Eu me congratulo com os 44% dos brasileiros que não se deixaram iludir pela propaganda oficial dos últimos 8 anos e votaram no tucano José Serra em 31 de outubro do ano passado. E anteontem foi um dia histórico para o Brasil, pois nos livramos desse ignorante e debochado do Lula. Parabens Brasil!

  178. marcos gomes da silva

    -

    03/01/2011 às 16:28

    Eu estou de pleno acôrdo,esse govêrno em matéria de ética foi uma vergônha,sendo êle o rei da chacóta e da liçenciosídade e só qwem se maravilha déle são os incaútos e os da famigérada bolsa família além dos companhéiros, e isso é uma lastíma neste país que continuara sendo de terçeiro mundo. Resalvo os pobres aposentados e pessoãs sérrias deste país.

  179. Ademlson

    -

    03/01/2011 às 15:56

    O que é + um bandido internacional , no meio da companheirada que assassinam o Brasil.
    Eta povinho de ***** que não enxerga nem o umbigo.
    Tenho vergonha de dizer que sou brasileiro

  180. Louis

    -

    03/01/2011 às 15:50

    LULA É MEDIOCRE, FARSA QUE CONSEGUIU ENGANAR 83% DA POPULAÇÃO (os mais ingênuos/ignorantes)

    CHEGA DE LULA, CAI FORA BEBUM!

  181. Maria José de Santana

    -

    03/01/2011 às 15:50

    Felizmente, como brasileira e nordestina cresci e envelheci acreditando, que qualquer pessoa com estudo carater e honestidade pode chegar onde quizer e ai vem o Sr. Luiz Inácio Lula da Silva e mostra que não é bem assim.

  182. Mauro Pereira

    -

    03/01/2011 às 15:42

    Caro Ricardo Setti, boa tarde.
    Estréio como comentarista aqui no seu espaço sendo recepcionado por esse texto brilhante, digno de um colunista que, ao lado de outros gigantes como Augusto Nunes e Reinaldo Azevedo, ilustra um dos poucos órgãos de imprensa que não se curvou à sanha nazista da máquina de propaganda do ex-presidente.
    Por mais paradoxal que possa parecer, o que ainda me dá alguma esperança no futuro desse nosso País, assaltado desde antes do seu descobrimento, são pessoas como o cidadão que nos acusa de sermos elitista e preconceituosos, pois são exatamente reações tão despropositadas que não deixa esmorecer nossa indignação diante de tanto descalabro.
    Se preocupar-me com o futuro do meus País e não compactuar com um dos governos mais corruptos de nossa história republicana é ser elitista, o sou, com muita honra.
    Certamente não será nos dirceus, paloccis, erenices,lulinhas e delubios da vida que eu medirei minha estatura moral, nem, muito menos, os parâmetros de minha humildade.
    Esses padrões de decência talvez seja o praticado por aqueles que acham que o governo que se encerrou dia 31 de dezembro (e já foi tarde!)foi o máximo em lisura moral e comportamento ético.
    Espúrias na sua essência, as recentes eleições para presidente da República podem ter sido livres, porém,democráticas, jamais! Não consigo vislumbrar alguma igualdade (e portanto democracia), num pleito em que a candidata oficial teve à sua disposição todo o peso da máquina administrativa, a complascência do Judiciário, o engajamento da imprensa e um estoque de votos que ultrapassa algumas dezenas de milhões de eleitores.
    A própria liberdade de escolha teve suas condicionantes e, dessa forma, agravada na sua pureza.
    Dias obscuros, caro Ricardo.

    Obrigado por suas palavras. O colunista Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como o seu a partir do dia 17.
    Abraços

  183. Wilsoleaks Alves

    -

    03/01/2011 às 15:37

    Ai, ai…
    Tô de alma lavada e enxaguada…
    Só não sei como vou fazer agora que meu Pai tirou umas férias.
    Ainda bem que a Mamãe ficou.
    Daqui a oito anos vou por para secar, vou passar e engomar… A alma.

  184. Maciel Santos

    -

    03/01/2011 às 15:18

    Para mim e 83% da população brasileira, Lula fez um governo considerado ótimo ou bom. Por conta da aprovação, é de se supor que teve mais acertos do que erros. Esperamos que Dilma faça um bom governo e que Lula volte em 2014 ou 2018. O resto é dor de cotovelo da oposição. Chora 17%.

  185. Sofia Maria

    -

    03/01/2011 às 15:10

    Vejam vocês,os alienados que não querem enxergar a verdade de tudo que está escrito acima:está havendo uma grande briga pelo abocanhamento dos cargos publicos entre PT e PMDB( o partido da boquinha e o partido glutão).A briga está tão feia que o Presidente do PMDB na Câmara Henrique Alves teve o maior bate boca com o novo ministro da Saùde Alexandre Padilha, com acusações e xingamentos entre as partes ,inclusive o Henrique Alves falou com todas as letras que o PT não se esquecesse que quem segurou a barra do governo (lulla e curriola)na época do mensalão foi o PMDB(obs importante:o MENSALÃO, que o LULLA está querendo riscar da história).O Alexandre Padilha ficou quietinho e agora o Palloci está trabalhando a pacificação entre os dois partidos à pedido da dilma.É isto aí gente,um pouco de independencia,de clareza mental ,de raciocinio próprio ao invés da lavagem cerebral é muito saudável.As informações estão disponíveis,compete a nós procurá-las ,analisá-las imparcialmente e aí sim formar uma opinião.

  186. Eder

    -

    03/01/2011 às 14:55

    Setti, só faltou o senhor escrever isso e publicar ao menos meio ano antes. E olha que as ca**das dele começaram bem antes deste meio ano.
    Parabéns!

  187. Antenor

    -

    03/01/2011 às 14:55

    O Brasil estaria muito melhor sem Lula, que encontrou uma estrada pavimentada por FHC e Itamar onde além de engordar a porcada magra que era o fracassado PT teve a sorte de continuar o que vinha sendo plantado na economia…mas um dia os brasileiros vão entender tudo isso e reprovar…

  188. lucio giglio

    -

    03/01/2011 às 14:14

    É mesmo, não vi a bandeira brasileira. Socorro,o que virá por aí ?!

  189. L.Candeia

    -

    03/01/2011 às 14:12

    Absolutamente perfeito e irretocável o inventário tecido pelo ilustre jornalista sobre a “era Lula”.
    O texto merece ser aproveitado como leitura para todos os estudantes deste país, obrigatoriamente !
    Parabéns, Sr. Ricardo Setti.

    Obrigado por suas palavras. O colunista Ricardo Setti está em férias e voltará a postar atualizações diárias no blog a partir do dia 17.

  190. lucio giglio

    -

    03/01/2011 às 14:08

    Concordo que já vai tarde e espero que nos dê uma boa folga.Sua última canetada foi mais uma demonstração de seu despreparo e irresponsabilidade.Covarde, deixou para o último minuto.Vamos torcer que a sucessora se comporte melhor e nos constranja menos.

  191. Wilsoleaks Alves

    -

    03/01/2011 às 14:06

    Primeiro uma pergunta que não cala:
    Se o Ricardo Setti está de férias de quem é este “maravilhoso” post?
    Depois… Vamos por partes:
    A decisão sobre Cesare Battisti só é vergonhosa para quem não conhece a forma pela qual o escritor e ativista italiano foi condenado na Itália e nem as leis brasileiras no tocante à extradição de refugiados políticos.
    O resto do texto é um amontoado de denúncias sem eira, mas com beira; beira do ridículo.
    O que tem a ver Correios com ambulâncias e montagem de dossiês? E de que dossiês vocês estão falando? Daquele que foi ajeitado pelo assessor do Senador Álvaro Dias (PSDB-PR) ou aqueles supostos dossiês que teriam sido pedidos ao Pedro Abromovay pela Presidente Dilma e o Gilberto de Carvalho? Qual destes possui a Revista Veja, alguma prova?
    De qual mensalão falam vocês? Aquele de 2004? Não estão se esquecendo que em 2006 o Povo Brasileiro conferiu ao Presidente Lula mais um mandato de quatro anos, preferindo com isto, ignorar completamente suas ilações?
    Engraçado vocês citarem grupos de políticos oportunistas, mas referendarem o governo de FHC atolado até o quepe com ACM, Agaciel Maia, José Roberto Arruda, Eduardo Azeredo…
    Quanto ao endosso de nossa política externa a países cujos governos seriam ditatoriais que dizer então do alinhamento de nossa elite e seus prepostos, PSDB, DEM, MÍDIA OFICIOSA, ETC com os EUA, Israel e Arábia Saudita? Teriam estes países governos democráticos?
    Tampouco desmoralizou, o Governo Lula, qualquer instituição brasileira que tenha se pautado pela ética, em não tomar decisões políticas.
    O Presidente Lula criou 14 Universidades, 45 extensões Universitárias e 214 Escolas Técnicas. A desmoralização aí que vocês se referem só pode ser do governo que o antecedeu que não criou nada.
    Por ultimo, em alguma coisa tínhamos que concordar.
    O Governo do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva realmente desmoralizou seus antecessores que nem precisavam falar de seus poucos feitos já que vocês da imprensa falada escrita e televisada não cansava de enaltecê-los, ao contrário do Presidente Metalúrgico que só recebeu elogios da mídia estrangeira e do povo do Brasil.

    O post obviamente foi feito pelo titular da coluna, durante as férias. Seu comentário será respondido a partir do dia 17.

  192. maria passos

    -

    03/01/2011 às 13:22

    Gracas aos Céus Setti, ficamos livres, e espero que
    para sempre,do anäo analfabeto que só elegeu a Dil-
    ma porque vivemos em um pais no qual só se vota
    pessando no próprio bolso. Nunca imaginei que veria
    um governante agir como ele o fez, distribuindo es-
    molas ao invés de tentar capacitar os cidadäos para
    serem independentes, construindo escolas, educando
    o povo para pensar e näo incentivando as pessoas a
    ficarem todo o tempo a imaginar que só tem direi-
    tos, principalmente o direito de viver à custa do
    Estado, sem contribuir para o bem-estar da Nacäo.
    E näo é assim que se constrói um país.

  193. Marcus Carvalho

    -

    03/01/2011 às 13:11

    Infelizmente, ele não envergolhou o povo brasileiro, apenas as pessoas de bom senso e honestas, que são poucas neste país. O Lula é a mais perfeita representação do povo brasileiro: ***** ***** ******. Ele é apenas um sintoma da doença que ataca esse país;

  194. Carlos Alberto

    -

    03/01/2011 às 13:03

    UM RECADO DE PROVOCAÇÃO AO SR. JOEL BRAGA: o povo, também democraticamente, optou por Barrabás e o pobre do Jesus, “sifu”! Assim é que aquela estória de que a voz do povo é a voz de Deus, não está muito bem contada! Um abraço “cumpanheiro”… apesar de não concordar com nada que escreveste aí, te desejo um feliz Ano Novo!

  195. Luis Neto

    -

    03/01/2011 às 13:02

    Parabéns, Ricardo, por sua tolerância com os comentários e pelo espaço que nos é cedido. Certas colocações, realmente, exigem o silêncio como resposta. Sucesso!

    Obrigado por suas palavras. O colunista Ricardo Setti está em férias e voltará a postar atualizações diárias no blog a partir do dia 17.

  196. Luiz Penha

    -

    03/01/2011 às 12:53

    Parabéns pelo argumento do post. Embora se reconheça sua obra social, Lula e seus homens de governo bem que tentaram fazer nome na história do país, mas o que verdeiramente construiu foram exemplos que ignoraram princípios éticos e morais da vida pública e da sociedade. Na verdade não se deveria esperar o contrário. Lulz e o PT provaram que não gostam da verdeira democracia. De forma vaidosa prega que sabe e detém o monopólio da verdade sem estar ciente de sua própria ignorância. Lulz realmente acredita que é o “cara” e seus bajuladores e adoradores assim o alimentam. Chega de Lula. Éticamente sua conduta como gestor da nação é decepcionante. Doravante espero que a Presidente Dilma no mínimo zele pelo cumprimento das leis e não permita que a corrupção faça parte de seu governo, apesar da presença de seus companheiros de partido.

    Obrigado por suas palavras. O colunista Ricardo Setti está em férias e voltará a postar atualizações diárias no blog a partir do dia 17.

  197. Kitty

    -

    03/01/2011 às 12:50

    Sr.Joel Braga: LAVE A SUA BOCA COM SABÃO antes de
    referir-se ao Senhor Periodista RICARDO SETTI como
    periodista de quinta categoria. Mas embaixo de quinta categoría está esse MOLUSCO pre-sal,que agrandou a miseria para garantir a sua perene
    permanência no poder dele e da corja petista.

    Obrigado por suas palavras. O colunista Ricardo Setti está em férias e voltará a postar atualizações diárias no blog a partir do dia 17.

  198. Roberto Cunha

    -

    03/01/2011 às 12:31

    Bem, agora o Setti, Jabor, Mainardi e outras “viúvas da Tucanada” não precisam mais destilar o ódio e a inveja do LULA, como fizeram nesses oito anos … Que bom que vc acha que o LULA “já vai tarde” ! Em contrapartida, a estrondosa aprovação do nosso ex-presidente sinaliza outro sentimento. E enquanto isso, a caravana vai passando … O PIG não queria, mas agora é DILMA!!!!

  199. jose angelo consulino

    -

    03/01/2011 às 12:26

    Endoço as sábias palavras de José Silveira de Oliveira; só que agora temos a CONTINUAÇÃO e FERRO no povão!!!

  200. Neusa

    -

    03/01/2011 às 12:24

    A MAIORIA DO POVO BRASILEIRO, MORRE DE FOME, CRIANÇAS DEIXADAS À PRÓPRIA SORTE. FAMÍLIAS SEM MORADIA. ISSO O GOVERNO FEDERAL,ESTADUAIS E PRINCIPALMENTE OS MUNICIPAIS, FECHAM OS OLHOS PARA OS PROBLEMAS DO POVO. REPASSE DE VERBAS É UMA GRANDE PIADA. NUNCA CHEGAM ATÉ AS NECESSIDADES DO POVO, POR QUÊ SERÁ??????????????? RATAZANAS NÃO DEIXAM O DINHEIRO CHEGAR, COMEM ANTES, OU NÃO? ATÉ PARECE QUE O POVO É CEGO E BURRO, OS POLÍTICOS SUBESTIMAM A INTELIGÊNCIA DO BRASILEIRO, NÉ???????? HAJA PACIÊNCIA!!!!!!!!!!

  201. Rodrigo

    -

    03/01/2011 às 12:20

    Excelente. Só faltou lembrar que depredou o patrimônio público ao entregar ao governo boliviano uma refirnaria de gás da Petrobras e ao renegociar em termos desvantajosos para o Brasil o acordo com o Paraguai sobre a energia gerada por Itaipu, entre outras barbaridades.

  202. Antonio

    -

    03/01/2011 às 12:07

    Quem foi mesmo que privatizou estatais, vendeu bancos, terceirizou serviços, vendeu o que é do povo a preço módico e ainda com subsídio do BNDES, criou o mensalão da reeleição? Quem estudou imensamente, foi professor da USP, Sorbonne, tem vários livros editados, fala muito bem, o português, se expressa bem em francês, espanhol, inglês e no entanto faliu o sistema público de ensino? Não trabalhou em prol dos realmente necessitados? Todos que aqui estão “descendo a lenha” no Governo LULA, na verdade, é bom que se diga, não necessitam do governo. Subsistem independente de quem – pessoa – ou qual – partido -esteja no poder. Quem estava na rabeira do extrato social (classe D e E), ascendeu. Também tem direito de viver com dignidade, de consumir, ter casa, sonhos, carro. Estudo, infelizmente, não é pra todos. Lula tem muitos defeitos, sim. Fez conchavos com canalhas, calhordas, sangue-sugas do estado-erário. Mas, suas poucas virtudes (senso de humanismo) suplantam com folga tudo que for impingido ao seu governo. O sul e o sudeste do Brasil, veêmm outras partes do território como renegados (ou rejeitados) sem direito a nada. São como os argentinos em relação à America do Sul: se acham “os europeus”. Os descentes de italianos e japoneses em SP e de alemães, italianos, poloneses no sul sabem do que estou me referindo. Seus ascendentes imigraram de seus países de origem por conta das atitudes que quem mandava na imprensa e via o pobre como burro-de-carga apenas. Poderia aqui tecer meu comentário acerca de política (algo que no nosso país é nefasta), economia (que é algo que 95% da população não entende), imprensa (que está a serviços dos poderosos e políticos) e de legislativo e judiciário (que jamais atenderá quem mais precisa delas), mas vou me esgueirar e manter o discurso em prol dos necessitados. Quando todo brasileiro tiver emprego, alimento, casa e saúde, poderemos falar de ética, moral, idoneidade, honestidade e outras virtudes que deveriam ser regra. Mas são exceção, em todos os níves sociais. Enquanto existir gente alijado da qualidade de vida básica não vou aceitar jornalista algum desmerecer, desqualificar ou rebaixar quem trabalhou em prol que quem precisa. Dói muito ver alguém que está abaixo de nós exercer poder, controle ou autoridade. Mas c’est la vie… p.s.: sou morador do DF, funcionário público federal e distrital (por concurso e mérito), trabalho 60h/semana, pós-graduado e não puxo-saco de partido algum… nem sou bairrista! “Democracia é quando você manda em mim; já ditadura, é quando eu mando em você”

    O colunista Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como o seu a partir do dia 17.
    Abraços

  203. James Seixas

    -

    03/01/2011 às 12:04

    Vejo em alguns comentários o ranço que os eleitores de Lula e seus similares carregam contra a outra parte. Principalmente contra os que possuem a capacidade de escreverem tudo aquilo que conseguem enxergar a mais que outros. Esses são sem dúvidas, os frustrados e sem capacidade produtivas. Considero-os como “aqueles que ouviram o galo cantar, mas não sabem aonde.” São fáceis de encontrar: não têm profissões definidas, se acham verdadeiros intelectuais, as suas tribunas são os balcões dos bares repletos de ouvintes ávidos por uma bebida, em troca de uma atenção às besteiras proferidas pró-PT, que na verdade entram por um ouvido e saem pelo outro. O balançar das cabeças desses ouvintes, não se sabe se é de afinidade política, ou se estão pedindo “mais uma” que ninguém é de ferro. Não admitem apartes em suas explanações, principalmente contrarias às suas convicções políticas. Usam geralmente camisetas vermelhas com a figura de “Chê” e pensam inclusive que teria sido o irmão mais jovem de Fidel. Desses tipos, corro às léguas.

  204. rui

    -

    03/01/2011 às 11:52

    Lula sempre foi uma farsa, nao vale um tostao furado, nao passa de um ***** ******* (um espertalhao), muito bem produzido e marqueteado por um esquema armado para tomar conta do poder, é por onde eles enriquecem, só nao ve quem nao quer ver. Para o país isso é um atraso sem precedentes e a historia ainda ha de nos contar a verdade sobre este ******* que se utilizou das esquerdas (atrasadas e caqueticas) para enriquecer. Para mim este sujeito só merece o desprezo a indiferença, alguem que nunca teve o minimo de respeito por ninguem, que tentou avacalhar e desqualificar o governo FHC (quem na verdade, deu sustentaçao para seu governo). Para quem, nao se conhece um unico momento de generosidade e apreço deste ****** para com FHC, nao merece respeito.

  205. Fábio - SC

    -

    03/01/2011 às 11:51

    Olá.
    Como discordar?
    Abraço

  206. João de Deus Graça Binas

    -

    03/01/2011 às 11:44

    O ex presidente merece um diploma de parlapatão- mor por ter sido exclusivamente considerado iniputavél e ter se mantido no poder.

  207. Roberto

    -

    03/01/2011 às 11:41

    Ao Sr. Joel Braga: De quinta categoria é o seu comentário, ofensivo, rancoroso e abertamente abjeto.
    O Sr. deveria se informar melhor ao invés de ler cartilhas de sindicatos e acreditar em todas as mentiras que o Sr. Lula fala, baste usar os neurônios que Deus lhe deu.
    Aonde, no artigodo Ricardo, existe mentira ou erro ??? Qualquer pessoa bem informada e com mais de 2 neurônios vê a realidade e verdade nas palavras escritas !!
    Lamento pelo Sr., além de grosseiro é mais um brasileiro abduzido pela febre petista… lamentável.

  208. Alfredo Nasser

    -

    03/01/2011 às 11:37

    “Já vai tarde” é ótimo!!!!!! Mas a pior herança
    está em “3D” : DILMA – DIRCEU – DELUBIO e mais
    Palocci, Herenice, Miram Belchior (verdade que essa é a mulher do Celso Daniel?) o que mais falta para a reapresentação do filme “O QUATRILHO”

  209. gisele patricia bianchini

    -

    03/01/2011 às 11:34

    Na minha opinião, o presidente Lula, vai ser sempre o presidente do Brasil, pois foi o único, que fez algo para para a nação brasileira, ao contrário dos tucanos que só souberam roubar e enganar o povo brasileiro, favorecendo somente a classe alta e menosprezando e criando leis para enganar os proletariados deste pais.
    Não pensem voçês que Lula não vai mais voltar, como disse o mesmo:” Digo Tchau e não Adeus, porque logo vou voltar”!. E com certeza vai voltar e voltar para ganhar a eleição presidencial com a graça de Deus.
    Para mim, quem escreve coisas baixas do nível que eu li agora pouco sobre o nosso querido e humilde presidente são pessoas insignificantes, que não tem amor próprio, não amam o próximo e muito menos a si mesmo. porque na palavra do senhor está escrito:” Ama o teu próximo como a ti mesmo” mas o que vemos hoje em dia é totalmente ao contrário, é bíblico mesmo: “E no final dos tempos o amor de muitos se esfriarão”, mas aquele que permanecer na palavra esse sim terá a vida eterna!
    Eu só tenho agradecer ao nosso querido presidente, por ter levado o nosso país a ser conhecido e respeitado lá fora, coisa que antes não existia, enquanto a crise nos EUA, afetavam as grandes potências com Japão e tantos outros países, nós aqui no Brasil, não sentimos nenhum reflexo da crise internacional graças primeiramente á Deus e depois ao nosso querido presidente Lula, que com sabedoria e inteligêcia soube conduzir o nosso país cada vez mais movimentou a economia do Brasil , incetivando programas de financiamento como minha casa minha vida da Caixa Econômica Federal,e tantos outros, e vocês ainda criticam o presidente, fora centenas de outras coisas que eu poderia estar citando aqui, mas não caberia nesse e-mail, portanto, em virtude de tudo que o Presidente fez nós devemos agradê-lo e jamais criticá-lo, se houve falhas em algum momento de seu mandato, saiba que ninguém é perfeito somente Deus é . E nem mesmo Jesus Cristo esteve livre da traição, ele conviveu com judas Iscariotes e nós estamos sujeitos a encontrar judas em nossa caminhada aqui na terra.

    Parabéns Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, você sempre vai morar em nossos corações. Que Deus o abençoe ricamente em nome de Jesus. Amém

  210. milton

    -

    03/01/2011 às 11:28

    no comentario anterio o valor da divida externa é 200 bilhoes de dolares

  211. Manoel Antonio Cordeiro

    -

    03/01/2011 às 11:26

    Lamentavel e deprimente que tenho que concordar integralmente com a analise do colunista. O personagem em questao que prefiro nao dizer o menor nao passa, como diz um comentario abaixo, de um elemento ******. ****** e ******. formado em sindicato e que desde o inicio se valeu de praticas ****** e ***** (caso CELSO DANIEL E TONINHO DO PT SAO DOIS EXEMPLOS)para atingir seus objetivos. Desde a primeira eleição o PT e sua quadrilha não tiveram nenhum constragimento de se aliar a escoria politica inclusive com compra de votos para atingir seus objetivos. Como diz o fecho do artigo o personagem ja vai tarde demais e so espero que os brasileiros de bem voltem a ra cionar com LUCIDEZ um dia para que possamos expurgar esses mafiosos da vida publica brasileira.

  212. Paulo Henrique Martins de Oliveira

    -

    03/01/2011 às 11:25

    Pelo amor de Deus, definam-me “brasileiros de bem”… Toda vez que a elite conservadora ultrarradical de extrema direita quer ser referir a si mesma, usa a expressão “brasileiros de bem”, como se o sertanejo do agreste ou o favelado da metrópole não fosse “de bem”…
    Senhora Alline, posso afirmar, sem medo de errar, que dentre esse povo sofrido que batalha todo santo dia, encontrei mais “brasileiros de bem” do que entre aqueles que, mesmo sem sê-lo, sentem-se ameaçados pela ascenção dos desvalidos a um nível um pouco melhor do estrato social.
    Acho que, em verdade, estão querendo referir-se a brasileiros “DE BENS”, estes, sim, incompreensivelmente incomodados e apreensivos, mesmo tendo enchido a burrinha de dinheiro nos últimos oito anos.

  213. adalberto ferreira barbosa

    -

    03/01/2011 às 11:24

    seu comentarista rabo preso e damagogo, vc malha um pte. q se tornou super popular c/ um povo sofrido e q agora aproveitou a democracia p/ dar um basta em um monte de reyzinhos de **** cm vc, q pensam q pôr terem um carguinho tudo podem. a tua inveja e p/ termos tido p/ 08 anos um, pte. q realmente se importou c/ os pobres, e q so ficou devendo um pouco c/ relação a saude publica, o q e uma vergonha em pais cm o nosso, problema este q esperamos nossa futura pte. a dra. sua excelencia DILMA ROUSSEF ira resolver em breve, caso contrario o dr. LULA voltara daqui a 04 anos p/ te dar nova lição de politica seu boca aberta e demagogo.

    O colunista Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como o seu a partir do dia 17.

  214. Haroldo M. de Sousa Lima

    -

    03/01/2011 às 11:22

    Parabéns pelo texto. Queria eu ter um “parlatório” desse para poder extravasar,
    destilar a minha ira, a minha indignação e o meu nojo para tudo o que esse
    sujeitinho ignorante, prepotente e enganador representa, e contra tudo de ruim que
    ele fez. A história ainda vai dar conta disso. Aliás,como um pode enganar a tantos
    e por tanto tempo? É intrigante! É inacreditável! JÁ VAI TARDE MESMO !!!!! Nos
    livramos do molusco podre (que em mais uma gafe memorável disse ser um crustáceo).

  215. Zeca

    -

    03/01/2011 às 11:20

    Eduardo Leão p/rimar – uma comparação:
    1-FHC – conivência com a corrupção
    Lula -ampliado por milhar a corrupção- nunca antes…
    2-FHC – Sivam
    Lula – caças franceses em andamento, etc
    3-FHC – Proer
    Lula – Bco Silvio Santos
    4-FHC – suspeitas de caixa 2 campanha
    Lula- comprovado vide caso Duda
    5-FHC – Propina Telemar – suspeitas
    Lula – esse é doloroso> Lulinha Oi Telemar
    6-FHC – emenda da reeleição
    Lula – usou dela
    7-FHC – grampos telefônicos
    Lula – grampos, dossiês, espionagem, falsificação documentos, etc, etc.
    8-FHC – TRT paulista
    Lula – o PAC inteiro
    9-Vamos parar por aí mas ao todo são 254 casos do governo petista contra 58 FHC, mas com um agravante:
    Voce fala sempre em milhõesde desvios no governo FHC no governo Lula se fala em bilhões e entrega o governo com dívida pra cima de trilhão.

  216. milton

    -

    03/01/2011 às 11:15

    Faltou colocar que lula deixou para os 100 milhoes de eleitores, uma divida interna de 2 trilhos de reais uma divida de R$20.000,00 , (vinte mil reais) para cada eleitor, e uma divida externa de 200 milhoes de dolares mais R$3.400,00 reais para cada um de nos, que um dia deverá ser paga a juros de 10,5% ao ano

  217. Antonio

    -

    03/01/2011 às 11:08

    Não importa o tanto que apregoem, que denunciem, que achincalhem. Uma coisa é fato: Lula trabalhou para o povo! E, infelizmente, em virtude dos anos de abandono, nosso povo ainda tem necessidades primárias. E como dizia Betinho, quem tem fome tem pressa. O resto é falácia!

  218. Jailson Guimarães

    -

    03/01/2011 às 11:07

    Já faz muito tempo que deixei de assistir o canal de televisão GLOBO. Como dizem alguns dos profissionais que nela trabalha “A Globo Tem O Compromisso Com Os Fatos, A Verdade”, Já tem muito tempo que veja os fatos à verdade serem destorcida, para manter a imagem política de…
    Qual será a chance de conseguir uma vaga em um órgão público do governo, Concurso Público? Já a alguns venho observando a publicação de vários editais de concurso de não deram e nada. Assim como ocorreu há pouco tempo com ENEM, que pra muitos brasileiros, e única oportunidade de ingressa em uma faculdade.
    E impressionante o numero de fraudes e desvio ocorrido no governo atualmente, e ainda mais impressionante o ex –presidente sai com 80% de aprovação, talvez o canal de televisão GLOBO não tem nada haver com isso. Gostaria que todo brasileiro tivesse a oportunidade de ver as belezas do nosso país as verdades dos fatos. Hoje pago (X) para assistir o que eu quero assistir e não o que querem que eu assista.
    O que posso fazer no momento e deseja ao atual Governo uma boa gestão. Uma Administração fundada na seriedade e compromisso, respeitando o povo brasileiro.

  219. Marco

    -

    03/01/2011 às 10:49

    Caro R. Setti: O q dizer da tua interpretação e do teu texto? Apenas se alinha ao juízo e a verdade útil.
    Valeu pela integridade !
    Abs.

    Obrigado por suas palavras. O colunista Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como o seu a partir do dia 17.

  220. gaúcha indignada

    -

    03/01/2011 às 10:45

    O legado do criador – que faleceu – no último dia primeiro – é a mediocridade, o analfabetismo funcional, a maracutaia, a taxa de sucesso, enfim tudo que orienta a “ética e a moral” (hehehehe) do partido de assaltantes que o cidadão brasileiro suportou nestes últimos 8 anos. ALÔ PODER JUDICIÁRIO!!!

  221. Ismael Pescarini

    -

    03/01/2011 às 10:45

    Parabéns Setti. Concordo totalmente, o problema de Lula é de puro mau-caratismo e não de preconceito ou boicote, dos quais ele sempre se fez de vítima.
    Lula se colocou no mesmo patamar que Sarney, Collor, Maluf e Renam calheiros. É lá que el depositou sua reputação e com eesses tutores ele deixa seu legado. Pobre Brasil.

  222. Fernando de Aquino Neto

    -

    03/01/2011 às 10:43

    Concordo com artigo.
    Mas, que adianta. O cara fez sucessora.
    Não entendo os brasileiros….

  223. Daniel

    -

    03/01/2011 às 10:42

    Ricardo, posso ‘postar’ em meu blog? com fontes, é claro.

    O colunista Ricardo Setti está em férias e estará atualizando diariamente o blog a partir do dia 17. Mas, sim, será um prazer você postar material do colunista em seu blog, indicando a fonte e o link. Abraços.

  224. carlos nascimento

    -

    03/01/2011 às 10:38

    A realidade do cotidiano sem as benesses da “caneta”, trarão de volta ao patamar do chão essa figura – o molusco – que durante 08(oito)anos, ao custo BILIONÁRIO com propaganda – comparem os custos – nunca antes na história desse País as agências e órgãos de publicidade cresceram tanto suas receitas oriundas do Governo, isso foi um dos pilares que sustentou esse farsante, agora será jogado ao relento, pois secou a fonte, agora é um EX-presidente, portanto, as verdades irão jorrar no noticiário, ai veremos a verdadeira face do rei.
    Aguardem apenas alguns meses e a roda vai girar, mostrando em sua plenitude o maléficio da obra gerada.

  225. Rodrigo

    -

    03/01/2011 às 10:36

    Fuzilados em praça pública, miliciano Joel? Vá para Cuba, para a Venezuela, para a China. Ah, sim , meu caro: O Ministério Público Federal já prevê a condenação dos réus do mensalão. E o que o Lula vai dizer, Joel? Só estou esperando. Vou assistir de camarote. Quero ver o que petistas como você irão dizer. kkkkkkkkkkkkkk

  226. Alline

    -

    03/01/2011 às 10:12

    Concordo plenamente com o artigo; o Lula fez os brasileiros de bem passarem ainda mais vergonha do que poderíamos imaginar quando assumiu a presidência da república.
    Meu medo agora é do que a Dilma será capaz de fazer no governo. Alguém reparou que em meio ao povo que foi assistir à posse dela, não tinha nenhuma bandeira do Brasil? Era um mar de bandeiras da Cut, do PC do B, do PT, da Venezuela, do raio que o parta, mas não tinha a bandeira do Brasil. O que é isso? É ato falho ou agum recado escancarado?

  227. Paulo Bento Bandarra

    -

    03/01/2011 às 10:04

    Dentre as heranças malditas deixadas por Lula está a própria Dilma!

  228. Regina

    -

    03/01/2011 às 9:47

    Concordo plenamente!
    Somente um analfabeto pode ter dito tanta besteira. Me sentia mal cada vez que abria a boca. Além da linguagem horrorosa ele contribuiu para a permanência da pobreza com seu discurso de analfabeto para analfabeto.

  229. Joel Braga

    -

    03/01/2011 às 9:34

    Prá que tanto recalque e ódio de um colunista de quinta, à um governo que começou a resgatar o povo brasileiro da miséria de serem governado pelos conservadores, hoje chamado DEM, antes chamados:Partido Conservador,UDN, ARENA, PDS, PFL… Ser conservador no Brasil hoje é ser DEM, Em qualquer pais decente do mundo eles seriam fuzilados em praça pública por crimes de conspiração e/ou traição à pátria; Fato é que o ora chamado DEM é um lixo de partido que de desmocratas ou social democratas nada têm; E têm é muito cacique prá pouco índio, o douto colunista não entendeu que o povo democraticamente elegeu e quis mudanças político-econômicas com Lula e continuidade com Dilma.

  230. José Silveira de OIiveira

    -

    03/01/2011 às 9:30

    Diante do escrito acima só tenho a comentar o povo brasileiro é burro,idiota, eu no segundo mandato vi que o Lula não seria bom presidente ela gosta muito de falar e buscar a sardinha para o seu lado, o cara é astuto manhoso, treiteiro e malandro fabricado em sindicato, onde fica a corja de espertos.

  231. Luiz A. M. Lima

    -

    03/01/2011 às 9:23

    Essa pessoa que faz esses tipos comentários deve fazer parte dos 4% que sempre nas pesquisas achavam o governo ruim ou péssimo, mas é pessoa muito insignificante e desinformada pois quando escreve que o plano econômico do FHC deu estabilidade ao país essa pessoa não sabe ou não quer saber que esse plano só não foi mais um fiasco como os outros porque o Presidente LULA deu sustentabilidade a economia haja visto que no final do mandato do presidente FHC o pais não tinha 1U$ em caixa pois o FHC havia pedido emprestimo ao FMI de 30 bi de dolares para governabilidade do próximo governo.
    No governo FHC foi o o maior record de desemprego, no governo FHC ele levou o Brasil de décima segunda economia para décima sétima, isso sem falar no PIB, na balança comercial ridícula e essa pessoa ainda vem falar que só porque o FHC trocou o nome da moeda chama de plano econômico, então o que dizer do do governo LULA que fechou seu mandato levando o BRASIL da décima sétima economia para sétima economia com um PIB de 2,1 TRILHÃO DE DOLARES. ACORDA!!!!!!!

  232. Aline

    -

    03/01/2011 às 8:58

    Corrigindo, pros que estao enderecando os meritos de uma economia mais estavel a FHC, nao se esquecam…

  233. Aline

    -

    03/01/2011 às 8:55

    Gente, perai, pros que esta enderecando os meritos de uma economia mais estavel, nao se esquecam de que quem comecou tudo foi, na realidade, ITAMAR FRANCO!!

  234. paulo

    -

    03/01/2011 às 8:54

    concordo. já foi!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  235. Aline

    -

    03/01/2011 às 8:35

    Genial, ate que enfim uma analise realista do governo Lula…me da tristeza ler e pensar que, na cabeca do povo, esse hipocrita sai como heroi. Mas voce se esqueceu de mencionar a mumia galega que ele carregava consigo e que so tinha projetos do tipo encher a cara de botox e mudar a decoracao do Palacio. Essa ainda era mais ignorante do que ele, pois nao proferia uma palavra sequer. Nao fez nada pela sociedade.

  236. luis eugenio

    -

    03/01/2011 às 7:43

    É este tal de eduardo leão, deve ser algum babaca, que não olha e não vê um palmo adiante do nariz, pois o que acontece no País atualmente, realmente é culpa do FHC, estabilidade economica,respeito a lei que limita gastos no setor publico,´só não conseguiram criar um mecanismo que impedissem queadrilheiros equadrilhas de se instalar no poder e roubar,Estabilidade ao que me conste não é herança maldita, agora mensalão, caso OI, enriquecimento dos filhos, saída de não sei quantos caminhões de mudança,empresas pagando aluguel(isto que se divulga), propinoduto, mudança na legislação das teles para filhinho ficar rico, empresa medíocre recebendo muito,mas muito dinheiro mesmo para produzir nada, a corrupção instalada em todos os andadres da Republica e o GENIO o que fez no ultimo dia: Deixou no País um assassino e não terrorista, tripudiando sobre tudo e todos, QUE PAÍS É ESTE? Não merecemos tanto desmando de um porra loca que se “gaba” de não ser “dotô” e que proclama aos quatro ventos que ser torneiro mecanico é o maximo, ora como se diz no Maranhão, me compre um bode. Obs: ainda bem que até 2014 estaremos livres desta cois abjeta.

  237. carlos

    -

    03/01/2011 às 7:25

    Quero aqui parabenisar o Sr.Duda Mendonca,pois sabendo que alí, estaria cortando na própria carne ,teve a coragem de diser que realmente o PT o paga com dinheiro desviado caixa 2.Silvinho Pereira,com a compra do carro,disendo ser finanaciado,logo em seguida desmascarado,o carrequina do Valério,com milhoes na mala,o dinheiro apeendido no hotel, que até não teve soluções apesar de ter pego com a mão na botija os responsaveis.São tantos os escandalos que em breve será montado uma PÉLICULA,sobre os casos que com certesa será de grande público.Espero que o Ministerio da Cultura,não esconda o financiamento,pois isto e cultura.

  238. Paulo Henrique Martins de Oliveira

    -

    03/01/2011 às 6:55

    Absolutamente lamentável, para não dizer ridículo, o texto maldosamente lançado. O autor se insere no rol daqueles que enxergam apenas poucos acertos do governo Lula e, ainda assim, creditando-os ao antecessor FHC. Nota-se o esmero do articulista em pinçar com detalhes minuciosos os fatos negativos, falando genericamente, porém, dos positivos.
    Que Veja deixou, há muito, de ser mero informativo para se engajar, definitivamente, nas fileiras conservadoras, elitistas e retrógradas, todos o sabemos. Mas o articulista querer demonstrar a “herança maldita” de um governo que se encerra com 80% de aprovação é absolutamente risível e demonstra bem o sentimento da parcela da sociedade que ele, articulista, representa, qual seja, a dos preconceituosos e pedantes.
    Em tudo e por tudo lamentável. Perdeu grande oportunidade de nos brindar com seu silêncio.

  239. RitaZ

    -

    03/01/2011 às 3:28

    Eduardo Leão de 02/01/2011 às 13:00, perdeu seu tempo, meu caro, nós leitores de Veja somos bem informados, leva seu panfletinho, que você pegou lá no diretório do seu partido e posta em outra freguêsia, aquí não cola.
    Se há um partido que não tinha o direito de ter qualquer desvio moral era o PT, no entanto assim que se tornou governo colocou no comando uma quadrilha, esse fato em relação ao PT o desqualifica totalmente, não é um partido confiável e ponto.

  240. Estêvão Zizzi

    -

    03/01/2011 às 2:15

    Março está chegando. Vamos ver as contas deixadas pelo Lula e como a Dilma vai rebolar para pagar.

  241. Pedro Luiz Moreira Lima

    -

    03/01/2011 às 1:48

    Caro Setti:
    Fico com a turma do Viva Lula e Viva Dilma.
    Fe3liz ano novo

  242. ROGER

    -

    03/01/2011 às 1:13

    A esposa do Temer é linda. Leva geito para primeira dama. É bom os malediscentes lembrarem que a eventual vaga presidencial é dele uai.

  243. FERNANDO CARVALHO

    -

    03/01/2011 às 1:07

    O que me assusta é o nível de ignorância da população que não vê a bomba que o Lula deixou para a Dilma, monte uma empresa e coloque um cidadão que não sabe nem fazer contas como administrador, por um tempo ele vai enganar a todos mas só vão descobrir na hora que a empresa quebrar.

  244. Alberto

    -

    03/01/2011 às 0:36

    Ricardo, primeiramente parabéns pela matéria.
    Acredito que o Gorverno Lula ajudou no crescimento do país, mas tenho a opinião que o Brasil (como qualquer outra nação) tem um ritmo de crescimento constante, onde políticas e novos procedimentos são implementadas em governos anteriores, trabalhos estes que pelo tamanho do país não são notados em pouco tempo. Acredito também que boa parte da política feita por FHC foi continuada por Lula e somente agora estamos notando a mudança e o crescimento do país.
    “Lula, um grande ator, poderia ser contratado pela Rede Record”.
    Tenho bastante contato com amigos que trabalham em uma agência reguladora em Brasília, e uma das grandes queixas são:
    - Perda de autonomia na regulação de serviços para a população, onde colocaram políticos no comando da agência, retirando os responsáveis técnicos e especialistas por aquelas atividades. Do que esses políticos entendem? O que está faltando agora, é colocar o Franklin Martins no comando de uma das agências reguladoras…
    - Grandes cortes no orçamento: Corte de grande parte do orçamento para cobrir “buracos” no orçamento.
    Sinceramente também estou com medo desses próximos 4 anos, a impunidade e a corrupção corre a solto, absolvição dos envolvidos no escândalo da casa civil (bem na época de festas), volta do Palocci ao principal ministério e participação da Erenice Guerra na posse. O que isto está cheirando?… corrupção e impunidade.
    Vamos aguardar…

  245. Antonio Evandro de Mesquita

    -

    03/01/2011 às 0:19

    A percepção que tenho de algumas análises contra o governo Lula, é de não aceitar a repercussão da gestão do ex-presidente. Estas análises passam um profundo rancor e despeito pelas realizações conseguidas no seu governo. As críticas à postura política são superficiais e controversas se levarmos em consideração que no governo FHC, teve iqualmente diversos e significativos escândalos. A diferença e os motivos das injúrias, a meu ver, estão na etiqueta política. O Lula é bronco e socialista, o FHC, sofisficado e liberal. Questão de simpatia.

  246. Neyla

    -

    03/01/2011 às 0:16

    Ai TUCANALHAS, vocês não se rendem mesmo. Ao contrário de FHC, aquele da herança maldita e que se abaixava todos os dias à política americana, LULA resgatou a confiança e mostrou ao povo que ele (povo) tem vez. Não somos viralatas, como acreditam os TUCANALHAS. Aliás, para os malditos TUCANALHAS, viralata é o povo, segundo o qual, deveria ficar eternamente abaixo da linha da pobreza. CHUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUPA TUCANALHAS. Há oito anos que morreram e, anotem, NUNCA MAIS VOLTARÃO, se DEUS quiser.

  247. ZABBRAO

    -

    03/01/2011 às 0:13

    O “CARA” verdadeiro eh o Duda Mendonça, este sim eh o “CARA”, o Lula soh deu a “CARA”.
    O Lula tinha perdido 3 eleiçoes, ai em 2.002 descobriram o “CARA” Duda Mendonça, o Duda em 2.002 mudou TUDO! Mudou o PT, a Campanha, os Companheiros e o Lula. Veio a Vitoria, ai o Duda falou: querem governar, entao tenham nas maos o Povo, a Midia e os Politicos! e completou: estes tres gostam de dinheiro, muito dinheiro.

    1) O Povo: iniciaram com o Fome-Zero, nao deu em nada, para nao ficar feio, incorporaram no Bolsa-Familia; Pronto o Povo esta “Comprado”

    2)Os Politicos (deput/senad/partidos): Cria-se o Mensalao, mas e dinheiro “Limpo”… cade???

    3)A Midia: (vc sabe quanto custa um minuto do Jornal Nacional, ninguem sabe, cogitam, mas p o Governo eh um preço e para a iniciativa privado eh o mesmo???) tem q ter a Midia na mao, eh ela q faz a voz do governo chegar aos ouvidos do Povo.

    Eis entao q surje Marcos Valerio, a propria midia que recebeu o “Dinheiro” do Valerio-Duto nao se importou em querer saber quem deu as Notas Fiscais p o Valerio? foi ela mesma q deu! Quanto desse Dinheiro foi p a Globo??? O Collor nao deu dinheiro p a Globo e os Deputados, caiu! Se vc paga uma propaganda 1.000 reias, o governo paga pela mesma 10.000, quem vai conferir, eles dizem q a do governo foi maior, em melhor espaço… eh coisa q vai p o ar, sera q vai mesmo? verdade? se o Governante tirar 1,00 real da contabilidade, ele vai preso, pq aparece! Ja nas comissoes nao. O Roberto Jefferson (deveriam fazer uma estatua dele e colocar no centro de Brasilia, este apesar de ser um Ratao, disse a verdade, ai merece todo perdao)disse na CPI q recebeu 4 QUATRO MILHOES DE REAIS do PT, ai um membro da CPI perguntou cade? ele disse: Manda o PT me dar o recibo q eu apresento o dinheiro! Esse eh MACHO! Nem a Policia Federal chegou perto dele ou do apartamento dele – Digo/Pergunto: Policia Federal ou Policia Politica??? Protogenes foi prender o Dantas… vixi o q toma conta do Dinheiro Sujo, se deu mau, viraram em cima dele e ele passou a ser o bandido – No covil o mocinho q eh o Bandido – Saiu no JN e os semi-alfa acreditam.

    Voltando: Faz propaganda gastando N reais a mais, com o super troco, paga-se os Deputados e a Midia, ai vc fala q “NAO VIU, NAO OUVIO, NAO SEI, NAO TUDO” a Globo confirma q vc nao sabia de nada e td bem, a “massa” burra vai enterder e te dar razao.

    Ja falei muito, se vc nao entendeu, ou eh o meu texto q esta ruim o eh vc q eh semi-alfa (Pasquim, lembram?)

    Gostei do seu texto Ricardo SETTI, primeira vez q lei vc, serei seu leitor – parabens.

    Abçs a todos
    ZABBRAO

    Obrigado por sua visita. O colunista Ricardo Setti está em férias e pretende responder a comentários como este a partir do dia 17.

  248. Paulo

    -

    02/01/2011 às 23:55

    “FHC teve seu meritos, mas LULA foi quem levantou o Brasil.”

    Então agora o Plano Real passa a ser uma criação do Lula, não do FHC?

  249. luiz henrique garcia

    -

    02/01/2011 às 23:35

    Concordo com cada palavra. E mais, considero Lula o maior King Kong que o Brasil já produziu, o problema não é sua ignorância, mas a mistura dessa com a arrogância, resultando em um político simplesmente grotesco. Tivemos incompetentes como Sarney, aventureiros fanfarrões como Collor, mas Lula extrapolou com o cinismo. Interessante que houvesse um estudo para dissecar a composição de toda essa popularidade, compreende-se o seu sucesso junto aos desprovidos de qq formação, mas e os mais esclarecidos? Além dos beneficiados por suas benesses, será que só restaram mesmo pouco mais de 10% que enxergam a mediocridade de nossos índices de desenvolvimento em áres cruciais como a educação e a pesquisa, estamos levando um banho da Coréia e da China nessas áreas, além da irresponsabilidade fiscal e da covardia política? Temos que torcer para que a presidente consiga realmente reverter essa realidade, só nos resta isso, mesmo sem acreditar.

  250. Desanimado

    -

    02/01/2011 às 23:09

    Amiga Rosely:

    Infelizmente a enquete foi tirada do site. Acho que os resultados desagradaram alguem. Se aparecer, informarei nos comentáros da notícia do dia.

  251. Marta

    -

    02/01/2011 às 22:56

    Lula se foi na hora certa, na medida de nossa Constituição, pôde se reeleger e agora ao término do seu segundo mandato sai para dar a vez a outro, no caso a eleita presidente Dilma. Creio que teve muito mais erros do que acertos, como bem apontados no texto. Porém, nada como a democracia para renovar nossas esperanças.

  252. Roberto Xavier

    -

    02/01/2011 às 22:54

    Pois é caro Setti, você já viu o video em que o ministro Cardozo faz seu discurso na ultima reunião do FORO DE SÃO PAULO?
    O que podemos ou devemos esperar de um ministro da Justiça que defende as FARC como organização politica e não lhe atribui seu verdadeiro carater narcoterrorista?

  253. fernando-pb

    -

    02/01/2011 às 22:49

    Belo discurso de Alckmin, esse sim TRABALHADOR fez questao de ENALTECER o SERRA e o FHC… Taí as lideranças do BEM que o Brasil precisa.

  254. fernando-pb

    -

    02/01/2011 às 22:46

    Tomara que haja um verdadeiro “salvador da pátria” para nos livrarmos dessa corja que em 2002 ASSALTOU O BRASIL e ainda nao foram DETIDOS.

  255. Roberto Xavier

    -

    02/01/2011 às 22:41

    Correto Setti, mas alguém tinha alguma dúvida de qual seria a decisão do sapo barbudo?

  256. Cleo

    -

    02/01/2011 às 22:40

    Caro Pedro João…quem garantiu a continuidade da política econômica iniciada no governo FHC tem nome e não é Lula, é Meirelles. Sim, enquanto Lula passeava, Meirelles trabalhava.

  257. Haroldo Mai Mergulhão

    -

    02/01/2011 às 22:26

    Não posso concordar com essas colocações ainda preconceituosas e maldosas…o povo brasileiro 87% aprovam o inesquecivel presidente…


    Obrigado por sua visita. O colunista Ricardo Setti está em férias e pretende responder a comentários como este a partir do dia 17.

  258. Pimenta

    -

    02/01/2011 às 22:18

    Olá setti!
    É o raio x completo do que foi o governo deste ****, deste *****, que além de se revelar num verdadeiro ****,mostrou suas tendências nazistas. Tanto ele quanto seu partido.
    Ainda bem que desceu a rampa. Só que ao mesmo tempo, subiu, de novo a rampa – desta vez -, usando saia, blusa, brincos e um colar, com cores de pérolas.
    Parabéns por mostrar a nudez do *****, tirando peça por peça.

  259. paulistinha

    -

    02/01/2011 às 22:17

    Lula deveria ter sido cassado em 2005, após o escândalo do mensalão, quando milhões de reais, foram subtraidos dos cofres do governo, pelos seus comparsas à mando do chefe. A farra deverá continuar no governo da dilma, pois ela foi uma boa aluna do mestre e aprendeu a fazer o dever de casa com louvor.
    Devemos esperar para ver se após quatro anos, ela sairá pela porta da frente, ou pela porta dos fundos.

  260. Rodrigo

    -

    02/01/2011 às 22:12

    Com a oposição que temos, precisaremos de Reinaldo Azevedo, Augusto Nunes e de Ricardo Setti. Aliás, como já disse, tenho vergonha de ter de votar em PSDB e em DEM. Gostaria, e muito, que surgisee um novo partido.

  261. Marco Antonio - Curitiba (PR)

    -

    02/01/2011 às 22:09

    Ainda há jornalistas em Berlim. Esse texto merece moldura e parede de honra na casa dos brasileiros decentes (44 milhões).

    Valeu, Setti! Que D´us prolongue teus dias e te conserve a coragem nesses mais oito de anos de trevas.

    Obrigado por sua visita. O colunista Ricardo Setti está em férias e pretende responder a comentários como este a partir do dia 17.

  262. gaúcha indignada

    -

    02/01/2011 às 22:05

    É só gentalha! Que vergonha de ser brasileira! FORA!

  263. Sandro Ferreira

    -

    02/01/2011 às 21:49

    Se ser imparcial é fazer vistas grossas, aceitar as mentiras, ser conivente com a corrupção e conchavos, alegando que isso acontece em todos os governos, aceitando esse cabresto de bom grado, então prefiro ser totalmente parcial e ler a Veja, Estadão e todos os veículos de comunicação que como eu e muitos brasileiros que estão com vergonha desse governo que acabou. Mais vergonha deveria ter quem o elegeu.

  264. duduvieira

    -

    02/01/2011 às 21:20

    Prezado R. Setti:
    Realmente o ex-Pres. Lullá, sempre desmoralizou as instituição, fez isso até na cara do Juiz do TSE. Devido ao prestígio popular sempre achou que estava acima do bem e mal, mas não está. Isso é a mesma coisa que um policial portar arma, não lhe dá o direito de matar. Ninguém está acima da lei, nem mesmo Mussolini ou Hitler, que também, tinham grande apelo popular, isso não quer dizer nada, se houvesse Instituto de pesquisas na época talvez seria até mais do que Lullaá. No entanto pederam suas cabeças.

  265. Margit Mária Keresztes

    -

    02/01/2011 às 20:45

    Parabéns ao jornalista Ricardo Setti. Fez uma análise extremamente pertinente do que foi a “era Lula”de triste lembrança. Já vai tarde! Eu agora tenho medo do que está por vir…

    Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como este a partir do dia 17.

  266. Pedro João

    -

    02/01/2011 às 20:40

    Antes de mais nada, não sou a favor de nenhum partido politico.Temos que ter liberdade de expressão e acima de tudo, respeito com a opinião alheia. Mas é claro o quanto a revista VEJA é totalmente não imparcial quando se diz respeito ao governo Lula. Tanto que já virou até motivo de piada em outros jornais e revistas , pelas reportagens “nada tendenciosas”.
    O fato é que as comparações entre os dois governos nao deixam duvidas. Lula entre outras coisas, baixou o risco Brasil, baixou o valor do dolar,criou universidades,abaixou a taxa de juros selic, aumento das reservas internacionais e claro a diminuição da taxa da divida externa. É muito facl dizer que foi apenas a continuação do governo FHC, sendo que não foi. FHC teve seu meritos, mas LULA foi quem levantou o Brasil. Não tem como negar seus méritos.Num pais onde 30 milhões de pessoas sairam da classe E e D e foram para a classe C, a elite insiste eu não enxergar isso. Claro que ouve corrupçao em seu governo, mas qual o governo que não tem? Apenas não foi escancarado, mais acontecue escondido.LULA errou sim, mas acertou muito mais.Em resumo, discordo totalmente do texto. Lula nao deixou uma herança maldita, e não se vai tarde.

  267. Caio Frascino Cassaro

    -

    02/01/2011 às 20:12

    Prezado Ricardo:
    Difícil acrescentar algo ao seu comentário. Talvez a única coisa que tenha faltado foi mencionar que ao longo dos oito anos nossa dívida interna aumentou de 650 bilhões de Reais para Um Trilhão e 800 bilhões de reais, tendo sido pagos ainda aos rentistas do mercado financeiro cerca de 800 bilhões de reais em dinheiro vivo, resultado do superávit primário obtido ao longo do mandato do Ignaro Máximo. (Antes que algum petralha grite, sugiro consultar os números do Bacen a respeito). Isso configurou certamente a maior transferência de renda da história da humanidade, evidenciado pela proliferação do mercado de alto luxo, em especial na cidade de São Paulo, aonde moram a maioria dos rentistas. Faltou dizer também que, apesar das bobagens ditas em contrário, nossa dívida externa é hoje de 240 bilhões de dólares.E que a inflação, medida pelo IGPM, já chegou a 11,32%. Luís Inácio, em seu governo(?) , o que houve de bom não era novo, e o que era novo não foi bom. Naquilo que Luís Inácio foi FHC (a responsabilidade fiscal do primeiro mandato, o aumento das políticas de distribuição de renda e a continuidade do aumento do salário mínimo, por exemplo), ele foi bem. Quando Luís Inácio foi Lula (na demagogia, no ufanismo, na política externa inacreditavelmente incompetente, no estouro das contas públicas do segundo mandato e no total desaprêço pelas instituições, por exemplo), ele foi muito mal.
    Com relação a você, amigo, os votos de um grande ano e que continue nos brindando com sua enorme competência e, mais importante, com seu extraordinário caráter.
    Um forte abraço.

    Obrigado por seus votos e palavras sobre o colunista. Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como este a partir do dia 17.

  268. Fabiola

    -

    02/01/2011 às 20:03

    Concordo plenamente com tudo que foi dito…Mas o pior é o povo brasileiro compactuar com tudo isso e ainda ser ”enganado” por essa pessoa que descumprindo as leis e diretrizes do país da o pior exemplo…E a ***** reina com Dilma e Palocci no poder: esperem e verão…

  269. Beto Roberto.

    -

    02/01/2011 às 20:02

    Foi o momento difícil de minha existência ver uma pessoa do maios baixo nível subir a Presidência. O PT é todo assim… sem moral e ética …bandidos…

  270. nilson

    -

    02/01/2011 às 19:46

    Como político gosta de demonstrar eloquencia e perfumar suas palavras.
    “O presidente Lula tomou uma decisão soberana”. Então quer dizer que se ele tivesse extraditado seria uma decisão de subserviência. Os presidentes dos países que extraditam os bandidos dos outros,não passam de uns bunda-mole que se deixam serem subjugados por outros países.
    Tudo isto para não explicar o porque da extradição de dois atletas cubanos que desejavam asilo no país. O “digníssimo” ministro da justiça à época,( Tarso Sogro) saiu com a pérola de que era deles o desejo de voltar à Cuba.
    Mentira deslavada, pois assim que chegaram em Cuba, logo um deles tratou de fugir de lá.
    Atletas não são dígnos de morarem no Brasil. Terroristas sim, pois temos até uma como presidente.

  271. Agmar Vieira Junior

    -

    02/01/2011 às 19:07

    Além de tudo o que foi dito, pelo desrespeito e ao baixo nível levou o cargo mais importante da Nação – a Presidência da República – além da sua extrema covardia, de tomar a decisão sobre o caso Battisti no último dia do seu governo, deixando o “abacaxi” para sua sucessora, para não sofrer as pressões internacionais, já vai tarde mesmo e que nunca mais volte, o mais espertalhão dos brasileiros, como “nunca antes na história desse País”.

  272. Rosely - Em Luto! Desconfiada se nos livramos mesmo!

    -

    02/01/2011 às 18:25

    Meu caro desanimado! Conte para nós onde está a enquete?

    O Corrieri della Sera possui uma matéria sobre acionar a nova presidente (http://www.corriere.it/esteri/11_gennaio_02/cardozo-bene-lula_d0bc35e2-169e-11e0-9c76-00144f02aabc.shtml?fr=box_primopiano)

    bem como uma enquete junto aos italianos!

    http://www.corriere.it/appsSondaggi/pages/corriere/archivio.jsp

  273. Drika Rabelom

    -

    02/01/2011 às 18:19

    Excelente texto Ricardo!!!
    Como sempre, provaca a ira de algumas pessoas que não conseguem disfarçar a própria ignorância. Isso não importa, vc foi demais!

  274. Lulu

    -

    02/01/2011 às 18:03

    Parabéns pela matéria.Esse é o verdadeiro Lula. O presidente das maracutais.

  275. fernando

    -

    02/01/2011 às 18:01

    Muito bom o artigo. O “lula”, só mostra como é egocentrico, dando guarida para esse assassino, só por que que “são de esquerda”.É muito bom ver jornalistas exporem sua forma de pensar, sem medo de retaliações de puxa sacos do governo(que elegem esses picaretas para obterem benefícios próprios). O Brasil tem uma história longa desde o descobrimento, e não começou com esse gordo **** do lula.

  276. Luis Carlos Ribeiro

    -

    02/01/2011 às 17:31

    Parabéns pelo texto Setti. Belíssima e cristalina conclusão, pura verdade. Esse cidadão já vai tarde.A sociedade brasileira não merece conviver com tanta mediocridade,despreparo e cinismo.

  277. MARCOS ANTONIO

    -

    02/01/2011 às 16:51

    Setti, voce economizou muito, este **** nunca prestou, é um oportunista e ***** *****, um dia será desmascarado, ele que espere!!! prefiro olhar pra um ***** ***** ****** do que pra cara deste sujeito!!!

  278. Marcelo Oliveira

    -

    02/01/2011 às 16:38

    A única coisa que este **** ****** ****** me deixou de legado foi a perda de mais de 70% em minha aposentadoria, na de minha mãe, e tias. Todos nós temos aposentadoria acima do mínimo sim, e para isso contribuímos religiosamente, segundo a lei, para o INSS. Hoje vivemos orçamentos apertados, ano a ano sobrando menos dinheiro, o nossas preocupações aumentando pelo medo de já já não termos dinheiro nem para pagar nosso plano de saúde. Se o Brasil tem a maioria da população na baixa renda, A CULPA NÃO É MINHA!!!

  279. Marcos Biancardi

    -

    02/01/2011 às 16:24

    Inacreditável o que o Brasil faz consigo mesmo. Lula é essa joça toda porque a nação aceitou ser cooptada pela insidiosa propaganda petista e pelo profundo complexo de inferioridade que ainda é como se lhe batesse ás nádegas águas vindo de uma lodaçal maldito. E o lodaçai tem hálido e forma petista. Um partido eivado de pessoas jocosas suspeitas e todo tipo defalacatruas e desrespeito ao passado e á história. Curioso essa gente de “esquerda”, vivem espalhando suas gnóse marxiana e socialista sob o amparo do “zeitgeist”, do espírito da historia e, consoante e coeretemente com seu, ai sim, passado maldito, vivem a querer reescrevê-la sob a tinta vermelha de suas intepretações particulares e voltada aos seu interesse imediato. Na verdade, não existe a história para a esquerda, existe a versão dela por meio da lupa qu utilizam para falsear a verdade. Lula já vai tarde, ele fé horripilante, desonesto e golpista. Mas vamos nós assim mesmo, nesse paradoxo todo, convivendo com istiutuições que, pelos seus homens falhos, vão realizando essa procissão escabrosa e indigna com que nos brindam estes tempos bicudos.

  280. rafinha

    -

    02/01/2011 às 16:15

    a verdadeira obra do pt é essa ai do caso batiste criminoso é com eles mesmo

  281. Geraldo Guerra

    -

    02/01/2011 às 16:13

    Me incluo, com muito orgulho, entre 20 milhões que consideram seu governo regular. Os 80 milhões são como ele preguiçosos, afronta as leis, gosta de uma mamata, o que é dos outros deve-se distribuir mas os dele não, e, enfim, se considera um Deus.

  282. Paula Regina

    -

    02/01/2011 às 16:04

    O Presidente Lula, quando tomou posse pegou o país estabilizado economicamente, ao
    invés de tomar para si os méritos do crescimento econômico deveria ter implantado programas que melhorasse principalmente a segurança e saúde, contraditório ao que o presidente Lula sempre pregou,em suas propagandas e em seus discursos seguidos ou não de choro, seu antecessor, a figura principal de todas as mudanças que os brasileiros estão vivendo hoje, principalmente as classes mais pobres que hoje tem mais qualidade de vida, Fernando Henrique Cardoso, que merece todas as homenagens, por ter virado uma página muito importante em nossa história, este sim, ao invés de criar um marketing sem cima de algum personagem que pudesse criar de si próprio, como foi o caso de Lula, Fernando Henrique Cardoso governou para implantar uma mudança em nosso país, deixou programas fortes de inclusão social, sem contar com o Plano Real, que é o responsável por todas as mudanças que presenciamos hoje, FHC sim, olhou para as classes menos favorecidas. Não podemos ser injustos e deixar que um marketing totalmente manipulado, pregue o mérito de tudo que estamos vivenciando a alguém que pega tudo pronto e atribui a si, chora para comover a população e para aumentar sua popularidade, criando um personagem “sofredor”, como se no Brasil, passar dificuldades seja algo tão distante da realidade de TODOS. Não deixemos que fique registrado na história deste país o mérito REAL de todas as mudanças que presenciamos hoje em nosso país. Fernando Henrique Cardoso pegou o país com uma inflação absurda, naquela ocasião a vida do pobre era bastante limitada, a mudança que ele provocou com a estabilidade econômica beneficiou muito a classe menos favorecida, Todos os benefícios ligados ao fator econômico que presenciamos hoje se deve à estabilidade econômica que a equipe de Fernando Henrique Cardoso teve a coragem de implantar, é ridículo o Lula comparar seu governo com o de Fernando Henrique Cardoso, haja vista que os números provocados pela estabilidade econômica , que Lula apresenta não são méritos de seu governo. Devemos respeitar o ex presidente Lula, que deu continuidade no governo FHC, e com certeza também teve seus acertos, e também considerando que FHC teve seus erros, mas não podemos deixar de nos lembra do bem que o plano real fez para todo o nosso país, que este plano promoveu uma mudança leva ao caminho de ser um país desenvolvido, promovendo uma vida mais digna e com igualdade de direitos e obrigações para todos. Boa sorte à presidente Dilma, que ela não apenas dê continuidade em seus governos anteriores,mas que também não passe todo o seu governo nos mostrando números provocados pela estabilidade econômica, mas que continue o trabalho de construir um país mais justo, que tenha a visão de focar na segurança e possa ver o quanto a impunidade está deixando nosso país a cada dia mais violento, que possa foca a saúde, trazendo mais benefícios para aqueles que estão mendigando para serem atendidos, não podemos deixar de lembrar os méritos de todos que contribuíram para o nosso crescimento e que ela não fique todo o seu governo fazendo propaganda de si.

  283. Regina Mara

    -

    02/01/2011 às 15:59

    Parabéns pelo post, Ricardo!
    P.S.: POLIGLOTO, Brasileiro das 16:30h do dia 01/01? POLIGLOTO??? AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!!!!!! Só podia ser petralha mesmo…

  284. Rosely

    -

    02/01/2011 às 15:56

    Quando deixei de ser gerenta e passei a vice-presidenta contratei uma assistenta que era uma parenta. Como assistenta, ela deixou de ser dependenta do marido! Ao ter um problema com um produto comprado, ligou para a empresa e reclamou com uma atendenta!!!

    Parece que para atender a um chilique à la Kirchner, os puxa-sacos de plantão passarão a atentar contra a língua e criar neologismos somente para atender aos disparates autoritários.

    Livramo-nos do presidentO ****** e ganhamos novas bobagens!

  285. João, o Desiludido

    -

    02/01/2011 às 15:51

    Prezado Setti,

    Nunca, na história deste país, alguém escreveu algo que sintetizasse tão bem esta fraude que nos deixa. Parabéns!!!

  286. RitaZ

    -

    02/01/2011 às 15:46

    Oi Setti,
    não deixei de acompanha-lo em nenhum momento, não faria isso, adoro seus textos:simples, claros, exatos e sobretudo honestos, acredito eu, com o que você pensa, com o que você sabe – e sabe tanto que invariavelmente nos ensina- coerente com sua enorme experiência, você para mim é certeza de aprendizado.
    Deixei de acessar os comentários pois sua decisão, que eu respeito, de abrir o espaço aos fanáticos ( que têm um escroto como espelho)tornou esse, que era um dos lugares mais agradaveis do blog, em um ambiente que faz mal a qualquer pessoa com um mínimo de educação, não dá!, porém hoje entro para te parebenizar pelo texto, irretocável como de costume e para te desejar um maravilhoso 2011, muito sucesso, grande jornalista!
    Estarei aquí diariamente, tenha certeza, porém sem entrar nos comentários,simplesmente porque não suporto ler as vilanias que alguns escrevem para você.
    Gde abç
    Rita

  287. Cesar

    -

    02/01/2011 às 15:22

    Caberia incluir nesta extensa lista:

    A introdução de diretrizes político-ideológicas, durante o governo Lula, na nossa política externa, que descaracterizou uma tradição secular de orientação diplomática exercida pelo Itamaraty, de discrição e foco nas negociações bem mediadas, sem apupos nacionalistas, histerismos, demonstrações de parcialidades e a picuinha do não alinhamento com os EEUU, como se viu na condução recente das crises externas, em especial nos desmandos de Chávez, na crise de Honduras-Zelaya, e na relação com o Irã, já citada acima. Também ressalta-se a omissão do confisco de bens brasileiros no exterior, tais como os ocorridos na Bolívia e no Equador e o aumento das tarifas pagas ao Paraguai em Itaipu, ou seja, se um governo de esquerda grita, obedecemos, por pura orientação ideológica. Registre-se também a tentativa de excluir o inglês como requisito obrigatório para os candidatos a Diplomatas, teríamos um caso inédito no mundo: Diplomatas de Carreira monoglotas;

    - A desastrada condução do processo de renovação dos caças da Força Aérea Brasileira. Passou por cima da análise técnica da FAB, anunciou, em set/09, antecipadamente e equivocadamente (e etilicamente), o vencedor da concorrência, o Rafale francês,depois voltou atrás,numa trapalhada só. Deixa o governo sem tomar nenhuma decisão, ficando a FAB em compasso de espera e a capacidade operacional de nossa defesa aérea comprometida;

    - Caos aéreo de 2006, tremenda incompetência e falta de gestão de nossos aeroportos, que, após 4 anos, continuam com uma infra-estrutura sofrível (justificativa: o POLVO passou a voar mais, esta é a razão dos problemas). Mais um pepino para a D. Vilma resolver;

    - Pérola dita em um dos seus discuros (mais ou menos assim): “Os que são contra o Bolsa-Família são os mesmos que são a favor de se pagar 4.000 dólares para doutores estudarem no exterior” (minha obs.: bolsa gordíssima), ou seja, misturou alhos com bugalhos e deu mais uma mostra da raiva do que sente dos “Doutores”, como se o estudo e o aperfeiçoamento profissional fossem a razão dos males do Brasil, e não a solução;

    Mesmo deixando o governo com alto índice de aprovação, Lula sai manchado, além dos fatos apresentados no artigo, pelos vários escândalos no seu governo, a tentativa de segregar e onerar a classe média, como se ela fosse a vilã de nossas desigualddes (claro, pagamos poucos impostos), e uma soberba, uma falta de modéstia impressionante, só faltou soltar um L’État c’est moi”, óbvio que no vocabulário lulístico (tipo: quem manda nessa p… sou eu!!!).

    Que se fique a lição: A nação é maior do que qualquer político, em qualquer época. Lula, você foi nosso funcionário, nunca foi e jamais será um cidadão diferenciado, como você disse certa vez, e voltará a ser o que sempre foi, um cidadão ordinário, como os demais.

    !!!Que se vaya!!!

  288. jairo

    -

    02/01/2011 às 15:20

    o lula arrumou bastante coisa no primeiro mandato,mas porem no segundo mandato começou desmoralizar leis para punir infratores criada para melhor proteger o cidadão de bem,incentivou a criminalidade com amenizar dessas leis, sendo assimfavoreceu o aumento de impostos que foram sua bandeira de campanha na primeira eleição, o mesmo defensor dos direitos do trabalhadores de repentevirou contra favorecendo os grandes banqueiros, impediu o assino batiste de ir para as mãos dos conterraneos seus para punirem como quiserem afinal de contas ele é de lá, não seria isso favorecer a maldade entre os humanos.

  289. tobias

    -

    02/01/2011 às 15:07

    o molusco ou crustaceo deveria ser deportado junto com o batistti,para felicidade do povo brasileiro.

  290. Luiz

    -

    02/01/2011 às 15:03

    Ricardo Setti é um ENERGÚMENO.A sociedade organizada
    mostrou aos inconformados e derrotados,Veja, Globo, Estadão e outros insetos caseiros os,(TUCANALHAS)que esta oposição BURRA nunca mais conquistará o poder.

    Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como este a partir do dia 17.

  291. pedro

    -

    02/01/2011 às 14:34

    Cara, se eu te ver em algum lugar aki em BH, eu te espanco, seu safado!

    Que belo nível, hein, Pedro? Que democrata! Que belos argumentos você traz à discussão. Próprios da Alemanha nazista ou do Irã do Ahmadinejad, que você deve adorar.

  292. Marcelo

    -

    02/01/2011 às 14:33

    Excelente artigo. Eu fico realmente feliz quando vejo que ainda existem pessoas que insistem em escrever VERDADES.

    Obrigado e um ótimo 2011.

  293. Rodolfo

    -

    02/01/2011 às 14:29

    Esse sujeito é uma VERGONHA MUNDIAL!
    Não existe oposição, a imprensa está toda COMPRADA, não existe independência entre os 3 Poderes, está tudo nas mãos da ***** Lulla/Sarney!
    O pior é assitir à oposição acenar com uma “oposição leal e vigorosa” e o povo, POBRE COITADO, acreditando que esse ***** foi o maior Presidente da história do Brasil!
    A última cena dos PETRALHAS em SBC, berço dos MILITONTOS e dos SINDICALISTAS, aplaudindo a dupla Lulla/Sarney foi a coisa mais SURREAL que eu já vi na pol[itica brasileira!
    Fechou com chave de ouro o Governo Lulla!
    Estamos literalmente nas mãos de DEUS! Que ELE nos ajude!

  294. josimara

    -

    02/01/2011 às 14:27

    há ja vai tarde, logo agora que o titririca ghegou?

  295. Jose Fernando

    -

    02/01/2011 às 14:19

    Foi lindo: Chico Buarque, o ***** do jabuti, faz uma singela homenagem a lula, após seus 8 anos de perambulâncias promovendo o auto-endeusamento. Acompanhava-o o coral do espanto: Erenice, Os Sarneys, Collor, Renan, e os 10 mil artistas-fantasmas.a música, escolhida a dedo, e interpretada com maestria pelo bando, digo, banda, foi:Vai trabalhar vagabundo! quase chorei.

  296. Álvaro Tadeu Andreoli

    -

    02/01/2011 às 14:10

    Caro Ricardo Setti, bom dia !
    Para começasr os indices de popularidade é mais uma das mentiras, que repetida, torna-se uma “verdade”, (para os trouxas é claro). A verdadeira popularidade é o resultado das eleições presidênciais, (“quem votar em Dilma é em mim, que está votando”), portanto miseros:45% !!!
    Quanto a envergonhar os homens de bem, eu tenho netos, e quando no futuro eles não entender a omissão e o povo “ovelha”, que fomos nestes dias, eu quero dizer a eles que não se envergonhem de mim, pois não apoiei esta pouco vergonha, e percebi a realidade do Brásil, e o caminho escuro que estavam nos levando. Mas agora com a presidente empossada a Sra. Dra. Dilma Rousseff, o teatro vai continuar, querendo nos auto-iludir e ao mundo, que somos uma nação democratica, livre, e com cidadãos ricos , acima dos paisécos do primeiro mundo. O governo do Presidente Lula encerrou como ele merecia, com a pouca vergonha de inocentar o assassino italiano, CESARE BATTISTI ! Acorda Brásil, nós somos melhores que tudo isto, merecemos lideres a nossa altura.

  297. josimara

    -

    02/01/2011 às 14:01

    lula já vai tarde, mas deixa seu rabo para trás que pra mim o rabo de lula é a dilma qye afinal nen deveria ter entrado.

  298. toninho

    -

    02/01/2011 às 13:49

    Parabens pelo seu lúcido balanço desta era, que todos queremos esquecer. Só os vagabundos e irresponsáveis não enchegam o óbvio.

  299. jose de lima

    -

    02/01/2011 às 13:39

    Só quero aqui fazer um comentário será que vamos continuar com a lei do Paulo Maluff (rouba mas faz), será que agora vamos botar os filhos do lula *** ***** pelos *** **** ***** **** ***** ****? ou vamos continuar dizendo mais eles podem são filhos do Lula . Adeus lula já vai tarde , como todo coisa ruim não vem sozinha , ainda deixou para nós ela , mais como sou filho de uma mulher e sempre achei as mulheres muita sensatas , ela (ELA) a gente nota que ela não tem ligações com este populísmo de baixaria m e se ver o caso dos sem terra a maioria das empresas do agronegócio que produz de verdade neste pais , tem verbas com os ZE RAINHA TEM e com clausula que diz , não precisa pagar.

  300. armi

    -

    02/01/2011 às 13:32

    Pão, circo e sexo ao povo.
    Infelizmente para mostrar o que realmente é uma democracia, os comentários desequilibrados dos admiradores do socialismo deve ser publicado.
    Só mostra o grande contraste entre as classes, de um lado os informados, formado não por intelectuais mas sim por pessoas que buscam se informar, do outro os DESEQUILIBRADOS que possuem poucas palavras em seu vocabulário, das quais os xingamentos e injurias tem destaque.
    Nos acusam de rancorosos, nos acusam de “Elite” eu vos garanto que sues ídolos petistas, possuem mais dinheiro do que aqueles que vós chamais de elite.
    A pior ditadura é a do proletariado, seguido por seu exercito de bestas alucinadas, cuspindo palavrões e gritando injurias aos que amam a liberdade de informar-se.
    Gostaria que algum filhote do socialismo cita-se algum projeto que o governo petista tenha feito sem ter sido herdado do outro, que teve pulso firme de frear a inflação, cortar gastos e salários mesmo que isso custa-se sua popularidade como político.
    Este sim, deve ser aplaudido, pois se gozas de uma estabilidade hoje, lhes garanto que ela não nasceu em 8 anos de mandato.
    Não passa de um falastrão mentiroso, fanfarrão e covarde, acolhe-dor de criminosos alheios, o Brasil já esta infestado de criminosos, e nosso “psidente” acolhe os alheios.
    É a dignificação do apedeuta e seus adoradores pseudo intelectuais.

  301. adilson costa martins

    -

    02/01/2011 às 13:31

    eu queria saber se vcs não tem nada para fazer ao invés de ficar criticando o melhor presidente do Brasil desde que eu me conheço por gente,hoje tenho 36 anos e saiu da presidencia com a maior popularidade de todos os tempos,obrigado pelo espaço.

  302. Berta Reel

    -

    02/01/2011 às 13:22

    Desejo felicidades a todos os amigos do blog. Quanto ao que disse Berta Reel em 01/01/2011 às 14:15: Peço desculpas por ter dito que os eleitores de Dilma são ignorantes e que aceitaram toda riqueza ao Brasil, todo conforto, saúde, felicidades, lugar importante entre as potências do mundo votando em Dilma. São eleitores cegos. O restante não posso generalizar.

  303. Eduardo Leão

    -

    02/01/2011 às 13:00

    Herança bendita de FHC:

    1 – Conivência com a corrupção

    Um dos primeiros gestos de FHC ao assumir a Presidência, em 1995, foi extinguir, por decreto, a Comissão Especial de Investigação, instituída no governo Itamar Franco e composta por representantes da sociedade civil, que tinha como objetivo
    combater a corrupção.

    2 – O escândalo do Sivam

    O contrato para execução do projeto Sivam foi marcado por escândalos. A empresa Esca, associada à norte-americana Raytheon, e responsável pelo gerenciamento do projeto, foi extinta por fraudes contra a Previdência. Denúncias de tráfico de influência derrubaram o embaixador Júlio César dos Santos e o ministro da Aeronáutica, Brigadeiro Mauro Gandra.

    3 – A farra do Proer

    O inesquecível PROER: Em 1995 o ex-presidente Cardoso deu uma amostra pública do seu compromisso com o capital financeiro e, na calada de uma madrugada de um sábado em novembro de 1995, assinou uma medida provisória instituindo o PROER, um programa de salvação dos bancos que injetou 1% do PIB no sistema financeiro – um dinheiro que deixou o sofrido Tesouro Nacional para abastecer cofres privados, começando pelo Banco Nacional, então pertencente à família Magalhães Pinto, da qual um de seus filhos era agregado. Segundo os ex-presidentes do Banco Central, Gustavo Loyola e Gustavo Franco, a salvação dos bancos engoliu 3% do PIB, um percentual que, segundo economistas da Cepal, chegou a 12,3%.

    4 – Caixa-dois de campanhas

    As campanhas de FHC em 1994 e em 1998 teriam se beneficiado de um esquema de caixa-dois. Em 1994, pelo menos R$ 5 milhões não apareceram na prestação de contas entregue ao TSE. Em 1998, teriam passado pela contabilidade paralela R$ 10,1 milhões.

    Engavetamento da CPI dos Bancos. Disposto a controlar a crise aberta pelas suspeitas sobre o sistema financeiro, o presidente Fernando Henrique Cardoso ameaçou e “convenceu” as lideranças do Senado a engavetar os requerimentos para instalação de uma CPI sobre os bancos. Em compensação, o ministério da Fazenda se comprometeu (e nunca cumpriu) a prestar contas ao Senado sobre o PROER. Decepcionada, a CNBB distribuiu nota dizendo não ser justo “que se roube o pouco dinheiro de aposentados e trabalhadores para injetar no sistema financeiro, salvando quem já está salvo ou já acumulou riquezas através da fraude e do roubo”.

    5 – Propina na privatização

    A privatização do sistema Telebrás e da Vale do Rio Doce foi marcada pela suspeição. Ricardo Sérgio de Oliveira, ex-caixa de campanha de FHC e do senador José Serra e ex-diretor da Área Internacional do Banco do Brasil, é acusado de pedir propina de R$ 15 milhões para obter apoio dos fundos de pensão ao consórcio do empresário Benjamin Steinbruch, que levou a Vale, e de ter cobrado R$ 90 milhões para ajudar na montagem do consórcio Telemar.

    Modificação na lei de Patentes. Cedeu em tudo que os EUA queriam e, desdenhando às súplicas da SBPC e universidades, Fernando Henrique Cardoso acionou o rolo compressor no Congresso e alterou a Lei de Patentes, dando-lhe um caráter entreguista e comprometendo o avanço científico e tecnológico do país.

    6 – A emenda da reeleição

    O instituto da reeleição foi obtido por FHC a preços altos. Gravações revelaram que os deputados Ronivon Santiago e João Maia, do PFL do Acre, ganharam R$ 200 mil para votar a favor do projeto. Os deputados foram expulsos do partido e renunciaram aos mandatos. Outros três deputados acusados de vender o voto, Chicão Brígido, Osmir Lima e Zila Bezerra, foram absolvidos pelo plenário da Câmara.

    7 – Grampos telefônicos

    Conversas gravadas de forma ilegal foram um capítulo à parte no governo FHC. Durante a privatização do sistema Telebrás, grampos no BNDES flagraram conversas de Luiz Carlos Mendonça de Barros, então ministro das Comunicações, e André Lara Resende, então presidente do BNDES, articulando o apoio da Previ para beneficiar o consórcio do banco Opportunity, que tinha como um dos donos o economista Pérsio Arida, amigo de Mendonça de Barros e de Lara Resende. Até FHC entrou na história, autorizando o uso de seu nome para pressionar o fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil.

    8 – TRT paulista

    A construção da sede do TRT paulista representou um desvio de R$ 169 milhões aos cofres públicos. A CPI do Judiciário contribuiu para levar o juiz Nicolau dos Santos Neto, ex-presidente do Tribunal, para a cadeia e para cassar o mandato do Senador Luiz Estevão (PMDB-DF), dois dos principais envolvidos no caso.

    Subserviência internacional: Um único exemplo: ao visitar a embaixada norte-americana, em Brasília, para apresentar a solidariedade do povo brasileiro aos EUA por ocasião dos atentados de 11 de setembro de 2001, Cardoso e seu ministro do exterior, Celso Lafer, levaram um chá de cadeira de 40 minutos e só foram recebidos após passarem por uma revista que lhes fez até tirar os sapatos.

    9 – Os ralos do DNER

    O DNER foi o principal foco de corrupção no governo de FHC. Seu último avanço em matéria de tecnologia da propina atende pelo nome de precatórios. A manobra consiste em furar a fila para o pagamento desses títulos. Estima-se que os beneficiados pela fraude pagavam 25% do valor dos precatórios para a quadrilha que comandava o esquema. O órgão acabou sendo extinto pelo governo.

    O escândalo da privatização (1): A privatização do sistema Telebrás e da Vale do Rio Doce foi marcada pela suspeição. O ex-caixa de campanha de Fernando Henrique Cardoso e de José Serra, um tal Ricardo Sérgio de Oliveira, que depois foi agraciado com a diretoria da Área Internacional do Banco do Brasil, não conseguiu se defender das acusações de pedir propinas para beneficiar grupos interessados no programa de privatização. O mala-preta de Cardoso teria pedido R$ 15 milhões a Benjamin Steinbruch para conseguir o apoio financeiro de fundos de pensão para a formação de um consórcio para arrematar a cia. Vale do Rio Doce e R$ 90 milhões para ajudar na montagem do consórcio Telemar.

    10 – O “caladão”

    O Brasil calou no início de julho de 1999 quando o governo FHC implementou o novo sistema de Discagem Direta a Distância (DDD).Uma pane geral deixou os telefones mudos. As empresas que provocaram o caos no sistema haviam sido recém-privatizadas. O “caladão” provocou prejuízo aos consumidores,às empresas e ao próprio governo. Ficou tudo por isso mesmo.

    11 -Desvalorização do real

    FHC se reelegeu em 1998 com um discurso que pregava “ou eu ou o caos”. Segurou a quase paridade entre o real e o dólar até passar o pleito. Vencida a eleição, teve de desvalorizar a moeda. Há indícios de vazamento de informações do Banco Central. O deputado Aloizio Mercadante, do PT, divulgou lista com o nome dos 24 bancos que lucraram muito com a mudança cambial e outros quatro que registraram movimentação especulativa suspeita às vésperas do anúncio das medidas.

    12 – O caso Marka/FonteCindam

    Durante a desvalorização do real, os bancos Marka e FonteCindam foram socorridos pelo Banco Central com R$ 1,6 bilhão. O pretexto é que a quebra desses bancos criaria risco sistêmico para a economia. Chico Lopes, ex-presidente do BC, e Salvatore Cacciola, ex-dono do Banco Marka, estiveram presos, ainda que por um pequeno lapso de tempo. Cacciola retornou à sua Itália natal, onde vive tranqüilo.

    O fiasco dos 500 anos: O Brasil completou seu 500º aniversário sem uma festa decente. Em nome da contenção de gastos determinado pelo FMI, Cardoso proibiu as comemorações, que ficaram reduzidas às armações do então ministro do Esporte e Turismo, Rafael Greca. O fiasco foi total. Índios e sem-terra foram agredidos pela polícia porque tentaram festejar a data em Porto Seguro. De concreto mesmo, ficou uma caravela que passou mais tempo viajando do Rio de Janeiro até a Bahia do que a nau que trouxe Pedro Álvares Cabral de Portugal até o Brasil em 1500 e um stand superfaturado na Feira de Hannover. A caravela deve estar encostada em algum lugar por aí e Paulo Henrique Cardoso, filho do presidente, está respondendo inquérito pelo superfaturamento da construção do stand da Feira de Hannover.

    13 – Base de Alcântara

    O governo FHC enfrenta resistências para aprovar o acordo de cooperação internacional que permite aos Estados Unidos usarem a Base de Lançamentos Espaciais de Alcântara (MA). Os termos do acordo são lesivos aos interesses nacionais. Exemplos: áreas de depósitos de material americano serão interditadas a autoridades brasileiras. O acesso brasileiro a novas tecnologias fica bloqueado e o acordo determina ainda com que países o Brasil pode se relacionar nessa área. Diante disso, o PT apresentou emendas ao tratado – todas acatadas na Comissão de Relações Exteriores da Câmara.

    2001. Racionamento de energia: A imprevidência do governo Cardoso, completamente submisso às exigências do FMI, suspendeu os investimentos na produção de energia e o resultado foi o apagão no setor elétrico. O povo atendeu a campanha de economizar energia e, como “prêmio”, teve as tarifas aumentadas para compensar as perdas de faturamento das multinacionais que compraram as distribuidoras de energia nos leilões de desnacionalização do setor. Uma medida provisória do governo Cardoso transferiu o prejuízo das distribuidoras para os consumidores, que lhes repassaram R$ 22,5 bilhões.

    14 – Biopirataria oficial

    Antigamente, os exploradores levavam nosso ouro e pedras preciosas. Hoje, levam nosso patrimônio genético. O governo FHC teve de rever o contrato escandaloso assinado entre a Bioamazônia e a Novartis, que possibilitaria a coleta e transferência de 10 mil microorganismos diferentes e o envio de cepas para o exterior, por 4 milhões de dólares. Sem direito ao recebimento de royalties. Como um único fungo pode render bilhões de dólares aos laboratórios farmacêuticos, o contrato não fazia sentido. Apenas oficializava a biopirataria.

    2001. Acordo de Alcântara: Em abril de 2001, à revelia do Congresso Nacional, o governo Cardoso assinou um “acordo de cooperação internacional” que, na prática, transfere o Centro de Lançamento de Alcântara para os EUA. O acordo ainda não foi homologado pelo Congresso graças à resistência da sociedade civil organizada.
    Acordos com FMI: Em seus oito anos de mandato, Fernando Henrique Cardoso enterrou a economia do país. Para honrar os compromissos financeiros, precisou fazer três acordos com o FMI, hipotecando o futuro aos banqueiros. Por trás de cada um desses acordos, compromissos que, na prática, transferiram parte da administração pública federal para o FMI. Como resultado, o desemprego, o arrocho salarial, a contenção dos investimentos públicos, o sucateamento da educação e saúde, a crise social, a explosão da criminalidade.

    15 – O fiasco dos 500 anos

    As festividades dos 500 anos de descobrimento do Brasil, sob coordenação do ex-ministro do Esporte e Turismo, Rafael Greca (PFL-PR), se transformaram num fiasco monumental. Índios e sem-terra apanharam da polícia quando tentaram entrar em Porto Seguro (BA), palco das comemorações. O filho do presidente, Paulo Henrique Cardoso, é um dos denunciados pelo Ministério Público de participação no epísódio de superfaturamento da construção do estande brasileiro na Feira de Hannover, em 2000.

    Planalto, TRT de São Paulo e cercanias: O famoso Eduardo Jorge Caldas, ex-secretário-geral da Presidência, um dos mais eficazes “gerentes financeiros” da campanha de reeleição de Fernando Henrique Cardoso, se empenhou vivamente no esquema de liberação de verbas para o TRT paulista. As maus línguas ainda falam em superfaturamento no Serpro, lobby para empresas de informática, ajuda irregular à Encol e manipulação de recursos dos fundos de pensão na festa das privatizações.

    16 – Eduardo Jorge, um personagem suspeito

    Eduardo Jorge Caldas, ex-secretário-geral da Presidência, é um
    dos personagens mais sombrios que freqüentou o Palácio do Planalto na era FHC. Suspeita-se que ele tenha se envolvido no esquema de liberação de verbas para o TRT paulista e em superfaturamento no Serpro, de montar o caixa-dois para a reeleição de FHC, de ter feito lobby para empresas de informática, e de manipular recursos dos fundos de pensão nas privatizações. Também teria tentado impedir a falência da Encol.

    Autoritarismo: Passando por cima do Congresso Nacional, Fernando Henrique Cardoso burlou o espírito da constituição e administrou o país com base em medidas provisórias, editadas e reeditadas sucessivamente. Enquanto os presidentes José Sarney e Fernando Collor, juntos, editaram e reeditaram 298 MP’s, Cardoso exerceu o poder de forma autoritária, editando mais de 6.000 medidas provisórias.

    17 – Drible na reforma tributária

    O PT participou de um acordo, do qual faziam parte todas as bancadas com representação no Congresso Nacional, em torno de uma reforma tributária destinada a tornar o sistema mais justo, progressivo e simples. A bancada petista apoiou o substitutivo do relator do projeto na Comissão Especial de Reforma Tributária, deputado Mussa Demes (PFL-PI). Mas o ministro da Fazenda, Pedro Malan, e o Palácio do Planalto impediram a tramitação.

    O escândalo dos computadores: A idéia de equipar as escolas públicas com 290 mil computadores se transformou numa grande negociata com a completa ignorância da Lei de Licitações. Não satisfeito, o governo Cardoso fez mega-contrato com a Microsoft para adoção do sistema Windows, uma manobra que daria a Bill Gates o monopólio do sistema operacional das máquinas. A Justiça e o Tribunal de Contas da União suspenderam o edital de compra e a negociata está suspensa.

    18 – Rombo transamazônico na Sudam

    O rombo causado pelo festival de fraudes transamazônicas na Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia, a Sudam, no período de 1994 a 1999, ultrapassa R$ 2 bilhões. As denúncias de desvios de recursos na Sudam levaram o ex-presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA) a renunciar ao mandato. Ao invés de acabar com a corrupção que imperava na Sudam e colocar os culpados na cadeia, o presidente Fernando Henrique Cardoso resolveu extinguir o órgão. O PT ajuizou ação de inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal contra a providência do governo.

    Mudanças na CLT: Fernando Henrique Cardoso usou seu rolo compressor na antiga Câmara dos Deputados para aprovar um projeto que “flexibiliza” a CLT, ameaçando direitos consagrados como férias, décimo terceiro salário e licença maternidade. Graças à pressão da sociedade civil o projeto estancou no senado.

    19 – Os desvios na Sudene

    Foram apurados desvios de R$ 1,4 bilhão em 653 projetos da
    Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste, a Sudene. A fraude consistia na emissão de notas fiscais frias para a comprovação de que os recursos recebidos do Fundo de Investimentos do Nordeste (Finor) foram aplicados. Como no caso da Sudam, FHC decidiu extinguir o órgão. O PT também questionou a decisão no Supremo Tribunal Federal.

    Explosão da dívida pública: Quando Cardoso assumiu a presidência da República, em janeiro de 1995, a dívida pública interna e externa era de R$ 153,4 bilhões. Outro dia, em abril de 2002, essa dívida já era de R$ 684,6 bilhões. Hoje, a dívida alcança 61% do PIB.

    20 – Calote no Fundef

    O governo FHC desrespeita a lei que criou o Fundef. Em 2002, o valor mínimo deveria ser de R$ 655,08 por aluno/ano de 1ª a 4ª séries e de R$ 688,67 por aluno/ano da 5ª a 8ª séries do ensino fundamental e da educação especial. Mas os valoresestabelecidos ficaram abaixo: R$ 418,00 e R$ 438,90, respectivamente. O calote aos estados mais pobres soma R$ 11,1 bilhões desde 1998.

    Violação aos direitos humanos: Exemplo: em 1996, o Brasil ganhou as manchetes mundiais pelo chamado “Massacre Eldorado do Carajás”, no qual 19 sem-terra foram assassinados no sul do Pará.

    21 – Abuso de MPs

    Enquanto senador, FHC combatia com veemência o abuso nas edições e reedições de Medidas Provisórias por parte José Sarney e Fernando Collor. Os dois juntos editaram e reeditaram 298 MPs. Como presidente, FHC cedeu à tentação autoritária. Editou e reeditou, em seus dois mandatos, 5.491medidas.

    Explosão da violência:Fernando Henrique Cardoso transformou o Brasil num país super violento. Na última década, o número de assassinatos subiu quase 50%. Pesquisa feita pela Unesco em 60 nações colocou o Brasil no 3º lugar no ranking dos países mais violentos. Ao final do mandato do presidente Cardoso, cerca de 45 mil pessoas são assassinadas anualmente no Brasil.

    22 – Acidentes na Petrobras

    Por problemas de gestão e falta de investimentos, a Petrobras
    protagonizou uma série de acidentes ambientais no governo FHC que viraram notícia no Brasil e no mundo. A estatal foi responsável pelos maiores desastres ambientais ocorridos no País nos últimos anos. Provocou, entre outros, um grande vazamento de óleo na Baía de Guanabara, no Rio, outro no Rio Iguaçu, no Paraná. Uma das maiores plataformas da empresa, a P-36, afundou na Bacia de Campos, causando a morte de 11 trabalhadores. A Petrobras também ganhou manchetes com os acidentes de trabalho em suas plataformas e refinarias que ceifaram a vida de centenas de empregados.

    Renda em queda e desemprego em alta: A Era FHC foi marcada pelos altos índices de desemprego e baixos salários.

    23 – Apoio a Fujimori

    O presidente FHC apoiou o terceiro mandato consecutivo do corrupto ditador peruano Alberto Fujimori, um sujeito que nunca deu valor à democracia e que fugiu do País para não viver os restos de seus dias na cadeia. Não bastasse isso, concedeu a Fujimori a medalha da Ordem do Cruzeiro do Sul, o principal título honorário brasileiro. O Senado, numa atitude correta, acatou sugestão apresentada pelo senador Roberto Requião (PMDB-PR) e cassou a homenagem.

    Desenvolvimento Humano. Segundo o Human Development Report 2001 (ONU), o Brasil ficou na 69ª posição, atrás de países como Eslovênia (29º posição), Argentina (34º posição), Uruguai (37º posição), Kuwait (43º posição), Estônia (44º posição), Venezuela (61º posição) e Colômbia (62º posição).

    24 -Desmatamento na Amazônia

    Por meio de decretos e medidas provisórias, o governo FHC desmontou a legislação ambiental existente no País. As mudanças na legislação ambiental debilitaram a proteção às florestas e ao cerrado e fizeram crescer o desmatamento e a exploração descontrolada de madeiras na Amazônia. Houve aumento dos focos de queimadas. A Lei de Crimes Ambientais foi modificada para pior.

    25 – Os computadores do FUST

    A idéia de equipar todas as escolas públicas de ensino médio com 290 mil computadores se transformou numa grande negociata. Os recursos para a compra viriam do Fundo de Universalização das Telecomunicações, o Fust. Mas o governo ignorou a Lei de Licitações, a8.666. Além disso, fez megacontrato com a Microsoft, que teria, com o Windows, o monopólio do sistema operacional das máquinas, quando há softwares que poderiam ser usados gratuitamente. A Justiça e o Tribunal de Contas da União suspenderam o edital de compra e a negociata está suspensa.

    26 – Arapongagem

    O governo FHC montou uma verdadeira rede de espionagem para vasculhar a vida de seus adversários e monitorar os passos dos movimentos sociais. Essa máquina de destruir reputações é constituída por ex-agentes do antigo SNI ou por empresas de fachada. Os arapongas tucanos sabiam da invasão dos sem-terra à propriedade do presidente em Buritis, em março deste ano, e o governo nada fez para evitar a operação. Eles foram responsáveis também pela espionagem contra Roseana Sarney.

    27 – O esquema do FAT

    A Fundação Teotônio Vilela, presidida pelo ex-presidente do PSDB, senador alagoano Teotônio Vilela, e que tinha como conselheiro o presidente FHC, foi acusada de envolvimento em desvios de R$ 4,5 milhões do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Descobriu-se que boa parte do dinheiro, que deveria ser usado para treinamento de 54 mil trabalhadores do Distrito Federal, sumiu. As fraudes no financiamento de programas de formação profissional ocorreram em 17 unidades da federação e estão sob investigação do Tribunal de Contas da União (TCU) e do Ministério Público.

    28 – Mudanças na CLT

    A maioria governista na Câmara dos Deputados aprovou, contra o voto da bancada do PT, projeto que flexibiliza a CLT, ameaçando direitos consagrados dos trabalhadores, como férias, décimo terceiro e licença maternidade. O projeto esvazia o poder de negociação dos sindicatos. No Senado, o governo FHC não teve forças para levar adiante essa medida anti-social.

    29 – Obras irregulares

    Um levantamento do Tribunal de Contas da União, feito em 2001, indicou a existência de 121 obras federais com indícios de irregularidades graves. A maioria dessas obras pertence a órgãos como o extinto DNER, os ministérios da Integração Nacional e dos Transportes e o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas. Uma dessas obras, a hidrelétrica de Serra da Mesa, interior de Goiás, deveria ter custado 1,3 bilhão de dólares. Consumiu o dobro.

    30 – Explosão da dívida pública

    Quando FHC assumiu a Presidência da República, em janeiro de 1995, a dívida pública interna e externa somava R$ 153,4 bilhões. Entretanto, a política de juros altos de seu governo, que pratica as maiores taxas do planeta, elevou essa dívida para R$ 684,6 bilhões em abril de 2002, um aumento de 346%. A dívida já equivalia em 2001, preocupantes 54,5% do PIB.

    31 – Avanço da dengue

    A omissão do Ministério da Saúde é apontada como principal causa da epidemia de dengue no Rio de Janeiro. O ex-ministro José Serra demitiu seis mil mata-mosquitos contratados para eliminar focos do mosquito Aedes Aegypti. Em 2001, o Ministério da Saúde gastou R$ 81,3 milhões em propaganda e apenas R$ 3 milhões em campanhas educativas de combate à dengue. Resultado: de janeiro a maio de 2002, só o estado do Rio registrou 207.521 casos de dengue, levando 63 pessoas à morte.

    32 – Verbas do BNDES

    Além de vender o patrimônio público a preço de banana, o governo FHC, por meio do BNDES, destinou cerca de R$ 10 bilhões para socorrer empresas que assumiram o controle de ex-estatais privatizadas. Quem mais levou dinheiro do banco público que deveria financiar o desenvolvimento econômico e social do Brasil foram as teles e as empresas de distribuição, geração e transmissão de energia. Em uma das diversas operações, o BNDES injetou R$ 686,8 milhões na Telemar, assumindo 25% do controle acionário da empresa.

    33 – Crescimento pífio do PIB

    Na “Era FHC”, a média anual de crescimento da economia brasileira estacionou em pífios 2%, incapaz de gerar os empregos que o País necessita e de impulsionar o setor produtivo. Um dos fatores responsáveis por essa quase estagnação é o elevado déficit em conta-corrente, de 23 bilhões de dólares no acumulado dos últimos 12 meses. Ou seja: devido ao baixo nível da poupança interna, para investir em seu desenvolvimento, o Brasil se tornou extremamente dependente de recursos externos, pelos quais paga cada vez mais caro.

    34 – Renúncias no Senado

    A disputa política entre o Senador Antônio Carlos Magalhães
    (PFL-BA) e o Senador Jader Barbalho (PMDB-PA), em torno da presidência do Senado expôs publicamente as divergências da base de sustentação do governo. ACM renunciou ao mandato, sob a acusação de violar o painel eletrônico do Senado na votação que cassou o mandato do senador Luiz Estevão (PMDB-DF). Levou consigo seu cúmplice, o líder do governo, senador José Roberto Arruda (PSDB-DF). Jader Barbalho se elegeu presidente do Senado, com apoio ostensivo de José Serra e do PSDB, mas também acabou por renunciar ao mandato, para evitar a cassação. Pesavam contra ele denúncias de desvio de verbas da Sudam.

    35 – Racionamento de energia

    A imprevidência do governo FHC e das empresas do setor elétrico gerou o apagão. O povo se mobilizou para abreviar o racionamento de energia. Mesmo assim foi punido. Para compensar supostos prejuízos das empresas, o governo baixou Medida Provisória transferindo a conta do racionamento aos consumidores, que são obrigados a pagar duas novas tarifas em
    sua conta de luz. O pacote de ajuda às empresas soma R$ 22,5 bilhões.

    36- Assalto ao bolso do consumidor

    FHC quer que o seu governo seja lembrado como aquele que deu proteção social ao povo brasileiro. Mas seu governo permitiu a elevação das tarifas públicas bem acima da inflação. Desde o início do plano real até agora, o preço das tarifas telefônicas foi reajustado acima de 580%. Os planos de saúde subiram 460%, o gás de cozinha 390%, os combustíveis 165%, a conta de luz 170% e a tarifa de água 135%. Neste período, a inflação acumulada ficou em 80%.

    37 – Explosão da violência

    O Brasil é um país cada vez mais violento. E as vítimas, na maioria dos casos, são os jovens. Na última década, o número de assassinatos de jovens de 15 a 24 anos subiu 48%. A Unesco coloca o País em terceiro lugar no ranking dos mais violentos, entre 60 nações pesquisadas. A taxa de homicídios por 100 mil habitantes, na população geral, cresceu 29%. Cerca de 45 mil pessoas são assassinadas anualmente. FHC pouco ou nada fez para dar mais segurança aos brasileiros.

    38 – A falácia da Reforma agrária

    O governo FHC apresentou ao Brasil e ao mundo números mentirosos sobre a reforma agrária. Na propaganda oficial, espalhou ter assentado 600 mil famílias durante oito anos de reinado. Os números estavam inflados. O governo considerou assentadas famílias que haviam apenas sido inscritas no programa. Alguns assentamentos só existiam no papel. Em vez de reparar a fraude, baixou decreto para oficializar o engodo.

    39 – Subserviência internacional

    A timidez marcou a política de comércio exterior do governo FHC. Num gesto unilateral, os Estados Unidos sobretaxaram o aço brasileiro. O governo do PSDB foi acanhado nos protestos e hesitou em recorrer à OMC. Por iniciativa do PT, a Câmara aprovou moção de repúdio às barreiras protecionistas. A subserviência é tanta que em visita aos EUA, no início deste ano, o ministro Celso Lafer foi obrigado a tirar os sapatos três vezes e se submeter a revistas feitas por seguranças de aeroportos.

    40 – Renda em queda e desemprego em alta

    Para o emprego e a renda do trabalhador, a Era FHC pode ser considerada perdida. O governo tucano fez o desemprego bater recordes no País. Na região metropolitana de São Paulo, o índice de desemprego chegou a 20,4% em abril, o que significa que 1,9 milhão de pessoas estão sem trabalhar. O governo FHC promoveu a precarização das condições de trabalho. O rendimento médio dos trabalhadores encolheu nos últimos três anos.

    41 – Relações perigosas

    Diga-me com quem andas e te direi quem és. Esse ditado revela um pouco as relações suspeitas do presidenciável tucano José Serra com três figuras que estiveram na berlinda nos últimos dias. O economista Ricardo Sérgio de Oliveira, ex-caixa de campanha de Serra e de FHC, é acusado de exercer tráfico de influência quando era diretor do Banco do Brasil e de ter cobrado propina no processo de privatização. Ricardo Sérgio teria ajudado o empresário espanhol Gregório Marin Preciado a obter perdão de uma dívida de R$ 73 milhões junto ao Banco do Brasil. Preciado, casado com uma prima de Serra, foi doador de recursos para a campanha do senador paulista. Outra ligação perigosa é com Vladimir Antonio Rioli, ex-vice-presidente de operações do Banespa e ex-sócio de Serra em empresa de consultoria. Ele teria facilitado uma operação irregular realizada por Ricardo Sérgio para repatriar US$ 3 milhões depositados em bancos nas Ilhas Cayman – paraíso fiscal do Caribe.

    42 –Violação aos direitos humanos

    Massacres como o de Eldorado do Carajás, no sul do Pará, onde 19 sem-terra foram assassinados pela polícia militar do governo do PSDB em 1996, figuram nos relatórios da Anistia Internacional, que recentemente denunciou o governo FHC de violação aos direitos humanos. A Anistia critica a impunidade e denuncia que polícias e esquadrões da morte vinculados a forças de segurança cometeram numerosos homicídios de civis, inclusive crianças, durante o ano de 2001. A entidade afirma ainda que as práticas generalizadas e sistemáticas de tortura e maus-tratos prevalecem nas prisões.

    43 –Correção da tabela do IR

    Com fome de leão, o governo congelou por seis anos a tabela do Imposto de Renda. O congelamento aumentou a base de arrecadação do imposto, pois com a inflação acumulada, mesmo os que estavam isentos e não tiveram ganhos salariais, passaram a ser taxados. FHC só corrigiu a tabela em 17,5% depois de muita pressão da opinião pública e após aprovação de projeto pelo Congresso Nacional. Mesmo assim, após vetar o projeto e editar uma Medida Provisória que incorporava parte do que fora aprovado pelo Congresso, aproveitou a oportunidade e aumentou alíquotas de outros tributos.

    44 – Intervençãona Previ

    FHC aproveitou o dia de estréia do Brasil na Copa do Mundo de
    2002 para decretar intervenção na Previ, o fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil, com patrimônio de R$ 38 bilhões e participação em dezenas de empresas. Com este gesto, afastou seis diretores, inclusive os três eleitos democraticamente pelos funcionários do BB. O ato truculento ocorreu a pedido do banqueiro Daniel Dantas, dono do Opportunitty. Dias antes da intervenção, FHC recebeu Dantas no Palácio Alvorada. O banqueiro, que ameaçou divulgar dossiês comprometedores sobre o processo de privatização, trava queda-de-braço com a Previ para continuar dando as cartas na Brasil Telecom e outras empresas nas quais são sócios.

    45 – Barbeiragens do Banco Central

    O Banco Central – e não o crescimento de Lula nas pesquisas – foi naquele ano o principal causador de turbulências no mercado financeiro. Ao antecipar de setembro para junho o ajuste nas regras dos fundos de investimento, que perderam R$ 2 bilhões, o BC deixou o mercado em polvorosa. Outro fator de instabilidade foi a decisão de rolar parte da dívida pública estimulando a venda de títulos LFTs de curto prazo e a compra desses mesmos papéis de longo prazo. Isto fez subir de R$ 17,2 bilhões para R$ 30,4 bilhões a concentração de vencimentos da dívida nos primeiros meses de 2003. O dólar e o risco Brasil dispararam. Combinado com os especuladores e o comando da campanha de José Serra, Armínio Fraga não vacilou em jogar a culpa no PT e nas eleições.

  304. Maria Terzi Voltolino

    -

    02/01/2011 às 12:38

    Estes 8 (oito ) anos de governo do Lula, foram de pesadelos para os brasileiros, que ficaram sabendo
    das MARACUTAIAS que ele aprontava e punha BODES EXPIATÓRIOS para se livrar e depois falava que não sabia de nada! Como o povo acreditou, diante
    da cara fingida de encenação! Sabia mentir muito bem !Quanto dinheiro público jogado fora!

  305. Maria Terzi Voltolino

    -

    02/01/2011 às 12:23

    Esse urubú político José Dirceu, está voltando e querendo por mordaça na imprensa, querendo garantir
    seu reinado de ***** ****** ******* ,como já fez
    anteriormente, mas seu reinado sujo acabou, porque
    o povo, agora, está mais atento e não tem mêdo de
    urubú malandro.Vai baixar em aterro de carniça!

  306. Maria Terzi Voltolino

    -

    02/01/2011 às 12:12

    Na 1ª eleição do Lula, recebeu o meu voto, mas, com o passar dos anos e seu trabalho, fiquei muito
    decepcionada, e, hoje em dia digo também JA VAI TARDE! com o dinheiro público nas mãos, ***** quem ele quis e deixou um rastro de maldição para
    os políticos, que hoje em dia, ninguém ,
    mais acredita nesta classe.Não consigo olhar foto
    do Lula, sem sentir nojo pelas suas desconsiderações com nossas Instituições Democráticas. Lula, vai emboras e não volte nunca mais !

  307. elionier

    -

    02/01/2011 às 12:07

    Desmoralizou tudo pq é da sua propria índole. Propocolo nunca foi seu forte. Como sempre sua megalomania fala mais alto. Se Deus quiser, Lula nunca mais.

  308. JONATAS

    -

    02/01/2011 às 12:02

    tudo manipulado!

  309. Paulo Boccato

    -

    02/01/2011 às 12:01

    Caro Paulo, conforme seu pedido não publicamos a mensagem. Ricardo Setti está em férias e longe da redação de VEJA. Mas disse que seu relato interessa e que entrará em contato a partir do dia 17.
    Obrigado.

  310. Frederico

    -

    02/01/2011 às 12:01

    Ricardo, este brilhante texto ficará para a História, pois nele está dito tudo o que gostariamos de dizer, eu e mais 49 milhões de cidadãos, sobre o Presidente “Lulla”. Parabéns e continue firme com a coragem demonstrada.

  311. roberto

    -

    02/01/2011 às 11:54

    Lula so poderá ter credibilidade no dia que ele disser *** **** ***** *****

  312. Rodrigo

    -

    02/01/2011 às 11:51

    Que coisa, não? O PSDB, que caminha para a quarta derrota consecutiva em 2014, é que deveria dizer o que diz o Ricardo Setti. Aliás, basta ouvir figuras como Alckmin e Aécio para morrer de RAIVA de votar nesse partido. Que época nojenta!

  313. Paulo

    -

    02/01/2011 às 11:36

    A VEJA é mesmo propriedade do PSDB. Lula errou muito, muito quando apadrinhou os corruptos. Mas
    o Brasil de hoje não é mais o Brasil de FHC… ainda bem!!! Denegrir a imagem do governo Lula é o principal objetivo da veja. Mas isso não vai recriar o PSDB que já morreu…com FHC!!!!

    Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como este a partir do dia 17.

  314. luiz antonio barbosa

    -

    02/01/2011 às 11:35

    Vocês sem verbas das publicidades governamentais quebram, e agora vão quebrar… porque cospem no prato que comem. Não é só vocês, outras m´dias também irão para o beleléu que saber… vão ****.

    Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como este a partir do dia 17.

  315. Gaspar

    -

    02/01/2011 às 11:34

    #

    Gaspar
    -

    02/01/2011 às 0:02

    estes jornalistas muitas vezes ainda são patrocinados por estatais como Petrobrás e Banco do Brasil, para falar m*.
    Veja a quarta maior revista do mundo e a Globo a segunda maior rede de TV do mundo vão continuar as custas do governo de Sao Paulo e de uma centena de seguidores como este povinho que apoia este tipo de coluna.

    VEJA, dependendo de verbas públicas? Conte outra piada, porque esta é ridiculamente sem graça.

    #

    Gaspar
    -

    02/01/2011 às 0:02

    estes jornalistas muitas vezes ainda são patrocinados por estatais como Petrobrás e Banco do Brasil, para falar m*.
    Veja a quarta maior revista do mundo e a Globo a segunda maior rede de TV do mundo vão continuar as custas do governo de Sao Paulo e de uma centena de seguidores como este povinho que apoia este tipo de coluna.

    VEJA, dependendo de verbas públicas? Conte outra piada, porque esta é ridiculamente sem graça.

    Resp.: A CARAPUÇA LHE CAIU MUITO BEM NÃO VÉI? A RESPOSTA VEIO IMEDIATA…RSRSR

    ESSE BLOG É O REFÚGIO DOS RECALCADOS DE PLANTÃO CAÍ AQUI POR ENGANO, VOU EMBORA PARA O BLOG DO PAULO HENRIQUE AMORIM. KKKKKKK

    “Lula se sentará na página da História ao lado de Vargas.

    E FHC, no colo do presidente Dutra (o da rodovia)”

    Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como este a partir do dia 17.

  316. CARLOS LAMOUNIER DIVINOPOLIS MG

    -

    02/01/2011 às 11:23

    COM CERTEZA NO ANO 3000 O BRASIL E O MUNDO SERÃO OUTROS , OS COSTUMES , AS TECNOLOGIAS , AS CIDADES , O PLANETA , NÃO HAVERA MAIS POBREZA , MAIS MISERIA ,A POPULAÇÃO DO BRASIL SERA DE APENAS 45 MILHÕES DE HABITANTES , MAS O BRASIL SERÁ 200 VEZES MAIS RICO QUE HOJE , MAS VÃO LEMBRAR QUE TUDO ISSO COMEÇOU NO INICIO DO SECULO 21 COM A ELEIÇÃO DE UM HOMEM UM MITO , LULA DA SILVA .

  317. CARLOS LAMOUNIER

    -

    02/01/2011 às 11:18

    O lula será lembrado até no ano 3000 , será lembrado por mudar seu país no longinquo seculo 21 , uma epoca que o Brasil era marcado pela pobreza , miseria e desigualdade . os Brasileiros do ano 3000 vão olhar para trás e vão dizer como que numa epoca primitiva e barbara do seculo 20 e 21 ,houve um HEROI , QUE PENSAVA ALEM DO SEU TEMPO , ESTE HEROI E LUIS INÁCIO LULA DA SILVA .

  318. Jean

    -

    02/01/2011 às 11:11

    Análise perfeita. Eu acrescentaria também a imensa dívida publica que Lula vai deixar para a sua sucessora e as legislações ineficientes que Lula nunca se empenhou para reformar.

  319. luiz torres breyner

    -

    02/01/2011 às 11:03

    Apesar de ser aplaudido nada fez pelo ensino, pela saúde, pela segurança, combate a corrupção, infraestrutura. Se a economia dependesse dele estaríamos ferrados. Viva meirelhes!

  320. guga

    -

    02/01/2011 às 11:02

    como vc queria que um ***** ******** se comportasse?

    essa gente pra chegar ao poder roubou e matou…

    defender ditaduras na áfrica, na ásia e américa latina é o que se pode esperar de uma quadrilha assim….

    proteção ao terrorista italiano faz parte do pacote…

    essa popularidade lulista fou construída com bilhões dos cofres públicos….

    há oito anos o Brasil está se rasgando moralmente… uma lástima!

    e vcs queriam que herenice guerra ficasse fora da “festa”?

    Zé Dirceu vai continuar “mamando” e zombando da ingenuidade do povo (sem-noção e pobre) brasileiro….

  321. Zeca

    -

    02/01/2011 às 10:39

    Carlos Mendes – dobrar o PIB ele não dobrou, mas a dívida interna conseguiu triplicar. Quanto da 12a. economia para a oitava, todos os países dos chamados BRIC subiram mais que o Brasil; aliás se comparada a economia chinesa a gente não chegou nem na metade.
    Dias atrás eu li sobre a “prova” de doutorado do grande economista lulista: Mercadante. Nada de defender tese, apenas elogios sobre as bravatas do chefe. A certa altura o prof. Delfin Netto o interrompeu e disse: – menos … o mar subiu e o barco Brasil subiu junto – você não vai me dizer que o Lula “ordenou” que o mar subisse.

  322. MURILO

    -

    02/01/2011 às 10:05

    bom dia, leio seu post todos os dias, mas raramente opino. PARABÉNS. artigo de primeira grandeza para ler e guardar. e mostrar a todos os incautos, quem na verdade foi (me recuso a escrever seu nome). ótimo mesmo, adorei.

  323. JULIANO

    -

    02/01/2011 às 9:59

    Espelho espelho meu tem presidente melhor do que eu resposta do espelho não tem ex presidente vc soube enganar todo mundo se rodiou de corruptos não trabalhou só passeou com o dinheiros dos trouchas meu conselho faça igual o GETULIO saio da vida para entrar na historia

  324. sandra

    -

    02/01/2011 às 9:41

    Lula entrou para a história do Brasil como o Presidente mais querido pelo povo, deixou para trás getúlio e JK. Morram de inveja!

  325. Nelson

    -

    02/01/2011 às 9:24

    Como demoraram passar estes oito anos. Até que enfim terminaram. Só nos resta agradecer a história , que não privará a população da verdade.A história com o tempo, deixará claro tudo o que foi feito neste período e as pessoas envolvidas virão a tona e serão expostas a luz.

  326. Eudo

    -

    02/01/2011 às 9:09

    É impressionante como ele só citou momentos ruins da politica de Lula, atitude que me leva a crer que, como qualquer bom artista, foi espelho do que lhe é próprio, aquelas coisinhas maldosas que são inerentes a pessoas como o autor deste texto. Não consegue escrever sobre si mesmo, pois teme comprometer sua autoestima e como um escape, vai e fala mal do vizinho. É mais fácil!!!! Coisa de urubu atrás de carniça.

  327. Leandro

    -

    02/01/2011 às 9:02

    Caro Ricardo, você esqueceu uma: imiscuiu o país vergonhosamente em assuntos internos de Honduras no caso do chapeleiro golpista louco, enfiando em nossa política externa uma das mais ridículas páginas da história do Itamarati. Já foi tarde e espero que não volte nunca mais.

  328. brasileiro comunizado pelo PT

    -

    02/01/2011 às 8:42

    O apedeuta tem ódio de crianças, talvez por ter sido abandonado ainda criança, na estrada por um caminhão pau-de-arara na vinda para São Paulo ou, a sua relação conturbada com filhos, principalmente, os ******. A marca desse ódio é bastante visível na discriminação dos programas sociais, como no RIO capital, onde milhares de crianças pobres estão jogadas nas calçadas, aparentando maus-tratos e exploradas por falsos-mendigos criminosos, o adulto que aplica achaques contra pedestres aparenta saúde e veste roupas boas pois é companheiro,usa a criança como isca ludibriando idosos, o criminoso vota no apedeuta e recebe muito dinheiro dos programas sociais, mas, a infeliz da criança nem leite bebe de nenhuma bolsa social, enfim: o apedeuta odeia criança. Outro fato corrobora com a falta de atenção do apedeuta com as crianças, são os pífios índices internacionais que medem a educação nos países. Um bom exemplo dessa humilhação com crianças pobres no RIO-RJ, pode ser vista na Rua Conde de Bonfim, aliás, a maioria dessas crianças abandonadas a própria sorte, são negras, provando que o apedeuta, bem…vocês já sabem o que a mãe de um dos filhos dele declarou na imprensa sobre o pensamento dele.

  329. Sofia Maria

    -

    02/01/2011 às 8:34

    Setti,meus parabéns por seu brilhante texto,objetivo,didático, sucinto.e incontestável.Tudo que está escrito ali é real e comprovável,não se trata de mera suposição,de “achismos”.Portanto,conclui-se que os adoradores do reizinho da banânia,estão hipnotizados,obcecados e perderam a capacidade de raciocinar ,analisar e concluir por si próprios

  330. gaúcha indignada

    -

    02/01/2011 às 8:30

    Voltei, estou indignada com as manifestações dos petralhas abaixo. Não tem jeito, DIGNIDADE “não se compra” e isto “elles” não conhecem, a iniciar pelo “chefe”. O Luis da Silva vai ficar na história como o ex-presidente mais CORRUPTO que o Brasil já teve. ETA HERANÇA MALDITA. FORA GENTALHA!

  331. Maria

    -

    02/01/2011 às 7:52

    Ricardo,
    Perfeito!
    Abs

  332. Maurício Deirós/Japão

    -

    02/01/2011 às 7:00

    Meu caro Ricardo, parabenizo-lhe pelas sábias e verdadeiras palavras(para a descomprometida minoria pensante). Por vezes, daqui da distante “terra do sol nascente”, fico a questionar o porquê de o governo do GRUPO DOMINANTE conseguir desafiar com descabido acinte às instituições não só do Brasil, mas mundiais, e não ser repudiado pela maioria. Será hipnotismo, ilusionismo ou ignorância do povo ? Com certeza é a última alternativa, onde a grande massa de analfabetos políticos chafurda no assistencialismo do Estado, levando vantagem em tudo, sem qualquer esforço. Não podemos desconsiderar também o execrável fisiologismo tão presente nas rodas políticas. Enfim, o tempo é o melhor remédio, e espero que um dia o eleitorado brasileiro receba vacinação em massa de sensatez e patriotismo. Um abraço e muito sucesso nesse novo ano a você e a todos que entendam que o Brasil não pode ter donos.

    Caro Maurício, obrigado por seu comentário e suas palavras. Ricardo Setti está em férias e responderá a comentários como este a partir do dia 17.
    Abraços

  333. LuLLa, você já FOI tarde!

    -

    02/01/2011 às 6:10

    LuLLa, DiLLma e demais petralhas, vocês vêm escapando da justiça dos homens (da corrupta justiça dos homens, *** ***** *****), mas não vão escapar da Lei do Retorno.
    .
    Vídeo que mostra de forma incontestável quem é você e o que você fez, LuLLa (chego a ter pena do que você vai sofrer por ter desrespeitado tanto a população pobre): http://www.youtube.com/watch?v=t-OA1P-wm0k&NR=1

  334. Geraldo Jose Antonio da Silva

    -

    02/01/2011 às 3:55

    Esse Cidadao que Numca Respeitou nem os proprios principio da Moralidade e da Etica e Fez Alinca com a Corrupcao, que quis Calar a Imprensa e nem os Polegos que sempre esteve do seu lado o Respeitou, pois so Falou Mentiras, Nois Brasileiros Deveria nao ser tao Passivo com tal situacao Deveriamos sim lutar exigir os nossos direito de Cidado e que esses tipo de politicos Populista s que so pensao em se proprio que nao tem comprometimento com o Brasil mais sim com o que vao lucrar em beneficio proprio, Deveriamos ao inves de Brigarmos nos Estadio de Futebol Brigarmos pela moralidade pela etica e exigirmos que esses politicos pagassem o preco de nao serem reeleitos.

  335. Aos estultos "bijuxinthebox" e "Elisangela"...

    -

    02/01/2011 às 3:10

    Vocês aprenderam português em escola pública durante o mandato de LuLLa, acertei? Parem de escrever tolices! Poupem-nos de suas aulas ridículas, despropositadas e inoportunas!
    .
    .
    Do Novo Dicionário Eletrônico Aurélio versão 5.11a para os disparatados “bijuxinthebox – 01/01/2011 às 16:46″ e “Elisangela – 01/01/2011 às 16:15″:
    .
    .
    PRESIDENTA [feminino de presidente]
    .
    Substantivo feminino.
    1. Mulher que preside.
    2. Mulher de um presidente.
    .
    .
    PRESIDENTE [do latim praesidente]
    .
    Substantivo de dois gêneros.
    1. Pessoa que preside.
    2. Pessoa que dirige os trabalhos duma assembléia ou corporação deliberativa.
    .
    Substantivo masculino.
    3. O presidente da República.
    .
    Adjetivo de dois gêneros.
    4. Governador de Estado [brasileirismo antigo].

  336. Juju

    -

    02/01/2011 às 2:04

    Impressionante como algumas pessoas se aproveitaram das férias dos colunistas para aparecerem por aqui e criticá-los, pois sabem que não receberão as respostas que merecem…além de covarde, tal atitude é feia e indigna…se eu fosse os moderadores, sequer publicaria tais comentários, pois, de tão ridículos, merecem apenas nosso descaso…criticam e criticam a revista, mas não saem daqui, não param de lê-la…eu, por exemplo, não visito os blogs dos puxa-sacos de plantão para demonstrar minha indignação por lá…para quê? Com que intuito? Aparecer? Posso não concordar com uma palavra sequer desses jornalistas, mas, acima de tudo, respeito a liberdade de opinião de cada um e jamais insultaria a credibilidade desses profissionais ou dos meios para os quais trabalham…se não gosto, simplesmente não leio, mas isso por uma questão de respeito, que certas pessoas parecem não ter…lamentável!!!!!!!!!! Esse é o retrato do Brasil da mediocridade, representado por essas pessoas que alegam defender a democracia, mas que não perdem uma oportunidade de ofender àqueles que não dizem o que elas querem ouvir…por isso Veja é uma das maiores revistas do país!!!! Mesmo os que dizem detestá-la não deixam de lê-la…isso é que é sinônimo de sucesso!!!!!

  337. José Roberto Marinho

    -

    02/01/2011 às 1:51

    COncordo com o já vai tarde.

  338. Jorge Sá de Miranda Netto

    -

    02/01/2011 às 1:42

    Tudo bem, mas quanto “à marcante distribuição de renda”, fico com a opinião do sociólogo Chico Oliveira (Estadão, página H9 – 1/1/11):”O que houve foi uma transferência de renda a partir do governo para os estratos mais pobres. Distribuição ocorre quando existe a mudança de renda de uma classe social para outra. Nesse sentido não houve nenhum avanço.”

  339. Desanimado

    -

    02/01/2011 às 1:10

    Encontrei esta enquete na net. Não é científica, mais mostra a opinião dos blogueiros. Então vamos maneirar nesta história de quase 90%. Só vale para os petralhas com poucos neurônios.

    Resultado da enquete
    Você já votou nesta enquete.

    Do que mais você sentirá falta no governo Lula?

    Carisma do presidente – 20.53% – 7315 votos Programa de governo – 3.51% – 1249 votos
    Política econômica – 2.98% – 1060 votos
    Das gafes e metáforas – 11.35% – 4042 votos
    Não sentirei falta – 61.64% – 21961 votos
    Total 35627 vot

  340. HENRIQUE

    -

    02/01/2011 às 0:57

    Vai para o inferno LULA, sentará no colo de Hitler,chegará o seu dia. Quando os atletas Cubanos pediram guarida ao Brasil, os devolveu a Fidel, *** ***** do tirano. Essa popularidade é mentirosa comprada de instituto falho, como comprou todas as mídias. Estranho, após eleição gastarem tanto dinheiro com compra de mais urnas “programadas” eletrônicas. da para desconfiar…

  341. Paulo

    -

    02/01/2011 às 0:53

    Esses petistas querem nos fazer acreditar que o Brasil começou em 2003. Só cérebros bem pequenos como os deles podem aceitar tese tão simplista sem qualquer questionamento.

  342. Gilberto Mendes

    -

    02/01/2011 às 0:32

    O governo Lula foi o maior engodo que o BRASIL viveu, já vai tarde. Iludiu o POVO com credito facil, varias instituiçês quebraram e foram socorridas com dinheiro publico, vetou o cadastro positivo justamente para nâo mostrar o rombo causado na sociedade, deixou os aposentados em dificuldades financeiras com o credito consignado. O filho **** ****** , com o trafego de influência na cara dura e todas as instituiçôes ficaram curvadas perante seu governo, gracás a DEUS que passou e virou passado.

  343. Eduardo

    -

    02/01/2011 às 0:29

    Engraçado, os petralhas insistem em dizer que a situação atual do país nada tem a ver com FHC (fingem que o PLANO REAL não existiu, ou que foi Lula quem o criou), mas jamais explicam de que maneira o governo Lula levou o Brasil a uma situação favorável. Se a estabilização econômica não é a base firme do desenvolvimento, então qual é a base verdadeira, petralhas?

  344. Rosely

    -

    02/01/2011 às 0:23

    Fico impressionada com as defesas indefensáveis ao Grande Chefe! Petralhas parecem viver de mentiras!!! Adoram repeti-las como se verdade fossem! Incluindo em na imprensa “especializada” como Carta Capital!

    A análise de Setti é precisa! Assim como de outros colunistas de Veja que nos lavam a alma!

    Dos cegos seguidores do Grande Chefe, pode-se concluir que: 1) ou fazem parte das benesses e esquemas para amigos do Rei; 2) ou são contemplados pelos bolsa-voto; 3) ou são alienados!

  345. jose angelo dos santos

    -

    02/01/2011 às 0:03

    Voce esqueceu do fenomeno, lembra do Lulinha, aquilo é fazer fortunas. Em qualquer pais, um politico deste sairia amordaçado.

  346. Gaspar

    -

    02/01/2011 às 0:02

    estes jornalistas muitas vezes ainda são patrocinados por estatais como Petrobrás e Banco do Brasil, para falar m*.
    Veja a quarta maior revista do mundo e a Globo a segunda maior rede de TV do mundo vão continuar as custas do governo de Sao Paulo e de uma centena de seguidores como este povinho que apoia este tipo de coluna.

    VEJA, dependendo de verbas públicas? Conte outra piada, porque esta é ridiculamente sem graça.

  347. valdir

    -

    02/01/2011 às 0:02

    Neide minha querida, se você nasceu em berço esplêndido, otimo!!! Mas existem milhões de brasileiros vivendo na sua quase total miséria, onde apesar de todos os defeitos esse governo se preocupou em ajudar com os chamados programas sociais, se houve desvio ou má aplicações das verbas, cabe aos orgãos competentes em apurar. Numa guerra sempre haverá mortos e feridos não existe política social perfeita, seria utopia pensar dessa maneira, estamos vivendo no Brasil com “s”. Para aqueles que idolatram o seu antecessor, leiam a “Carta aberta a FHC”, escrita pelo professor emérito da Universidade Federal Fluminense, publicada pela revista Carta Capital.

  348. Ezequiel Martins

    -

    02/01/2011 às 0:01

    Sabe aquele tipo de discussão filosófica. Este copo está meio cheio, não, não, está meio vazio. No seu caso, parece que este copo está sempre meio vazio.
    É por isso que revistar como a Veja parecem ter uma relação esquizofrênica com a realidade. Afinal de contas, de que diabos vocês estão falando? E, prá quem afinal?
    Se ao menos vocês mantivessem um mínimo de honestidade jornalística…

    Você não tem ideia do que seja honestidade jornalística. Um colunista então não pode exprimir livremente sua opinião sem ser ofendido? Belo democrata, você.

  349. Rosely

    -

    01/01/2011 às 23:54

    A ato de **** ***** em relação a Battisti é mais uma agressão às instituições, às leis e à moral…

    Ele fez o que já se esperava! Afinal, ***** protege bandido!

    Mais uma vergonha e imoralidade ao Brasil aos olhos do mundo!

    E…pior, nossos jovens carecem de exemplo de ética, obediência à Constituição, às leis! Vergonhoso!

    Tire o cavalinho da chuva, caro **** *****! Esqueça os cobiçados Prêmio Nobel da Paz e Presidência da ONU! Sem contar que mostrou, mais uma vez, sua incompetência para obter a tão cobiçada Cadeira Permanente no Conselho de Segurança da ONU!

    É possível que amanhã tudo já esteja esquecido! AQUI! Mas espero que tenha repercussão internacional!

    Espero que um dia a justiça acorde e penalize o Grande Chefe que cometeu tantos abusos e crimes contra o BRASIL! (a começar pelos bens pessoais e dos Filhos do Rei)

  350. Nicolau

    -

    01/01/2011 às 23:47

    Espero que nao tenhamos uma reprise do Collor.como e possivel, q um Presidente que teve seu Governo envolvido em tanta corrupçao, e q nao SABIA de nada. Invente uma candidata COMPANHEIRA e a populaçao endossa .a conclusao so pode ser uma. Cada povo tem o governo q merece, Governo corrupto e sem vergonha para um Povo SEM VERGONHA pois nao tem escolhao propria. Faz tudo q mandam fazer, e quem paga nao e o LULA e o BRASIL.

  351. Rosely

    -

    01/01/2011 às 23:40

    A °popularidade° de **** ***** lá fora üe questionável: afinal o planalto investiu em matéria paga! Na Alemanha, por exemplo o noticiüario quase diariamente fala sobre o Brasil, economia, Henrique Meireles mas, gracas aos céus, nao se ouve a voz do *****, nem seu nome! É um alívio para os ouvidos!

  352. lolla

    -

    01/01/2011 às 23:33

    adorei este resumão!
    rachei de rir de alguns panacas que não suportam a verdade sobre os ptralhas mas continuam lendo a revista!!
    o que não consigo entender é como alguns ainda podem achar que a nova presidenta será melhor que o anterior se eles compartilham da mesma raiz do mal: a sede de poder.
    a gente tá é roubado, opa quer dizer, continuamos roubados!
    feliz ano novo!

  353. juca deschanps

    -

    01/01/2011 às 23:32

    Assim é a petralhada: mesmo empossando a legítima vencedora da eleição, permanece a patrulha de plantão. Fariam parte eles, daquele monte de “aspones” pagos com o dinheiro dos contribuintes, para ficarem de plantão e responderem às verdades que aparecem nas colunas “sem medo”???
    Por favor, pequem o seu “bebê chorão” e vão trabalhar, vagabundos!!!

  354. juca deschanps

    -

    01/01/2011 às 23:23

    Começaram a aparecer as “viúvas” do molusco. Quando eu vi, pela televisão, aquela figura doentia tomando o caminho do aeroporto – se bem que, no meu entendimento, deveria ter saído de pau-de-arara (aquele, da ****), emocionado pelo excesso de consumo *** ****, respirei aliviado: Deus existe, e é maior que todos os mensaleiros e seu chefe reunidos!!!

  355. Carlos N Mendes

    -

    01/01/2011 às 23:21

    Nossa, se o monstro político descrito acima conseguiu dobrar o nosso PIB e levar a nação de 12a. para 8a economia do mundo em quatro anos, o quê faria se tivesse tido o mesmo berço de FHC? Já teríamos ultrapassado a China e colocado um brasileiro em Marte.

  356. cícero romão

    -

    01/01/2011 às 23:20

    renato das 19h29min, vai pra casa rapaz, leva o padilha contigo, o molusco que agora quer ser crustáceo, foi pra casa, vai ser **** domesticus, vai torrar om *** **** ****, vai entrar em depré e vai ****

  357. Andrea Valdore da Silva

    -

    01/01/2011 às 23:20

    Como posso acreditar ou confiar num colunista que não publica o que lhe é favorável?

  358. Rielda Cecília Lobato

    -

    01/01/2011 às 23:16

    Nem estrague seu dia,Sr.Setti, com os petralhas que volta e meia reclamam,”magoadinhos”,com os excelentes jornalistas de Veja!! Voces e Veja são a única válvula de escape e esperança,de nós que temos olhos e ouvidos,e os usamos,tomando conhecimento de toda e tanta falcatua,corrupção,paternalismo,fraude,mentira demagogia,etc,etc… Continuem sendo imparciais, corajosos,independentes,denunciem,contem a verdade,evitem que Erenice e petralhadas passem incólumes neste país!! Se fosse um país livre do jugo petralha todos os que já foram denunciados por suas imundícies,já estariam na cadeia! Seria até bonito de se ver,finalmente teria que ser construído um presídio só para elles,a lista é imensa!! Gente,não desejem mais um infortúnio para nós,gaúchos,só o “mala” do Tarso Dias(Genro,não é sobrenome do dito,tem uma “historinha” atrás disto),já se previa talvez,que alguém da família iria ser um petralha(elles adoram historinhas),nunca as coisas com elles são como devem ser,ou seja,transparentes.

  359. J.B.CRUZ

    -

    01/01/2011 às 23:13

    Uns nasceram para mandar, outros para serem mandados…Uns nasceram para admirar, outros para serem admirados…¨NAPOLEÃO BONAPARTE ¨…

  360. Sandro Ferreira

    -

    01/01/2011 às 23:12

    Setti. Resumo realmente magnifíco que aponta um comportamento deplorável, que nos envergonha e deveria envergonhar mais ainda quem elegeu Lula da Silva, que ao invés de defender os interesses do povo brasileiro, entregou a petrobrás na Bolívia, deu o seu perdão para dívidas de países africanos, prometeu ajuda financeira acima da nossa capacidade para o Haiti, como se estivesse sobrando dinheiro dos nossos impostos para tais atitudes. Afinal os nossos hospitais públicos estão uma “maravilha”, assim como a educação e a segurança.

  361. Eurico Domingues da Silva

    -

    01/01/2011 às 23:10

    Que essa triste trajetória, que hoje se encerra,sirva de alerta para Dilma:valorizar o conhecimento e a educação, desprezando “os assessores” venais que só prejudicaram o Lula com seus péssimos “aconselhamentos”…

  362. Edgard

    -

    01/01/2011 às 23:01

    Poucas vezes eu li tanta besteira junta escrita em tão pouco espaço.

  363. Vítor

    -

    01/01/2011 às 22:54

    Além do mais , não fique pagando de “riquinho ” na internet, é vergonhoso e autoafirmativo, e todos sabemos que quem precisa se autoafirmar, normalmente não o tem. Então, eu concluo aqui que por isso e pela incoêrencia de seu comentário, quem não tenha condição de sair do país seja o sr.

  364. Vítor

    -

    01/01/2011 às 22:50

    Caro “alberto santo andré” ,
    o sr. está equivocado em relação à popularidade do presidente, lá, o reconhecimento que o Lula tem é tão intenso quanto aqui no Brasil. Porém naturalmente à as “vejas e globos ” de lá e também há uma parte de burguesia que se consideram os donos do país e da verdade, que exalam arrogância e desleixo pelos problemas dos outros que me parece bem seu caso .

  365. nicolau

    -

    01/01/2011 às 22:50

    Obrigado pela sua lucidez,e memoria eo que falta a 55 milhoes de Brasileiros.FORA LULA GRACAS A DEUS.

  366. Kitty

    -

    01/01/2011 às 22:45

    Caro Ricardo,
    De Battisti é um terrorista é um assassino frio
    e cruel,matou quatro pessoas!! Deve pagar por esses
    crimes.Em quanto,a lista postada na sua conceitada
    coluna,é antológica. Em poucas líneas você soube
    resumir todo o que Lula não devería ter feito no transcurso de oito anos de mandato.Vou guarda-la
    para compartir-la com pessoas que compartilham
    nossas ideas.Parabéns,adorei….

    Obrigado, cara Kitty. Abraços

  367. Jose Maria

    -

    01/01/2011 às 22:40

    Resumo magnífico de uma trajetória que, felizmente, termina. Orar é bom e, eu gosto. Que a Dilma Rousseff não descumpra os seus votos a carta magna e, nos dê, conforme o prometido, um horizonte, real esperança a esse povo extraordinário.

  368. berlatto

    -

    01/01/2011 às 22:31

    Engaçado essa cambada de petralhas, falam mal da Revista Veja mas estão aqui toda hora.
    Sei o motivo disso, caro Setti – lá no íntimo destes vigarista eles sabem que aqui tem uma revista imparcial, corajosa e independente. Tem jornalistas que falam a verdade, e dão o nome as coisas como realmente são. Vai na contramão de muitas por aí que estão a soldo e totalmente dependentes da publicidade oficial.
    Tomara que essa turma ignorante aprendam alguma coisa. Embora ache dificil, pois petistas ainda não se tornaram bípede, né! Abs.
    Em tempo: graças a Veja, a Erenice Guerra e sua turma não estão mais dando as cartas na Casa Civil e cobrando sua “taxa de sucesso”. Este é só um ex., petralhas! Querem mais…

  369. alberto santo andre

    -

    01/01/2011 às 22:14

    ao vitor, caso voce houvesse ido a europa ,estados unidos ,japao ou mesmo ao mexico veria ,que a popularidade do lula la fora na realidade so o e nas propagandas institucionais no brasil ,pois com excecao dos seus puxa sacos como correa ,evo moralles, e chavez , lula la fora so serviu de bobo da corte, visto que em todas as empreitadas a nivel internacional, que se propos a fazer so serviu de galhofa,apenas um conselho antes de afirmar pelos outros saia do brasil, nem que seja a trabalho como eu o fiz e vera que a realidade e bem outra, como mostra os relatorios do banco mundial e da onu sobre o brasi ,caso nao tenha capacidade para sair ,leia os relatorios que estao na internet, ai sim voce podera afirmar alguma coisa, ate la voce e apenas mais um petralha ,analfabeto funcional como mais setenta e quatro por cento o sao ,como voce. em paises como a alemanha, na fabricada da dailmer em hamgurgo, a maioria nem sabe direito onde fica o brasil embora a mercedes tenha uma importante fabrica no pais, apenas alguns diretores que vieram ao brasil o sabem, e conhecem bem as boates de sao paulo e sao bernardo do campo levados e custeados que foram pelos diretores do sindicato dos metalurgicos,com dinheiro dos trabalhadores.

  370. Salatiel Duarte silva

    -

    01/01/2011 às 22:10

    Daqui a alguns anos estaremos discutindo quem descobriu o Brasil. Se Lula ou Dilma.
    Me engana que eu gosto.

  371. Gerson (PR)

    -

    01/01/2011 às 22:08

    É um presidente que vai entrar para a História: nunca antes houve outro que tenha maltratado tanto as instituições, que tenha vilipendiado tanto a liturgia do cargo, que tanto tenha prevaricado… Vai tarde, mas antes tarde que nunca. Tomara jamais volte!

  372. Giba

    -

    01/01/2011 às 22:00

    Lula se foi. Antes tarde do que nunca. Porém deixou um rabo para trás juntamente com os ptralhas que nos olham com soberba do alto do poder.

  373. niki vanderval

    -

    01/01/2011 às 21:51

    Hoje o mundo ficou um pouco melhor… Que Deus nos livre e quarde de uma volta deste auto denominado crustáceo!

  374. MTULIO

    -

    01/01/2011 às 21:42

    Lula deixou os ideais Petistas quando experimentou o poder! É fácil governar um país quando recebe a economia estabilizada e a maioria dos países estão bem! Foi o governo mais corrupto de todos os tempos.

  375. Maria josé Diniz

    -

    01/01/2011 às 21:39

    Eu tinha muita esperança com o Lula. Mas foram tantas mentiras , tantas decepções que eu desisti dele na época do mensalão. Hoje acho que vivemos num país “do faz de conta”.Uns são cegos, outros são da Turma do me engana que eu gosto.

  376. Zeca

    -

    01/01/2011 às 21:34

    Completando:
    Sr Neto e demais simpatizantes:
    - quanto ao bandido Batisti, levem ele para morar com vocês em suas casas junto a suas famílias.

  377. Zeca

    -

    01/01/2011 às 21:29

    Leitor Nelo – o fato de ser comunista não lhe dá o direito de ofender quem não é.
    O fato de não ser paulista não lhe dá o direito de ofender quem o é.
    Finalmente – como o sr. vive em uma democracia (que é um sistema que só existe em regimes de direita, ou alguém já ouviu dizer que existe democracia em regimes comunistas), ninguém lhe obriga a ler a Veja ou os jornalistas da revista.

  378. Marcos José

    -

    01/01/2011 às 21:14

    Espero que ele suma de vez! Se dependesse da minha vontade, sequer existiria!

  379. Jose Antonio

    -

    01/01/2011 às 21:11

    Ele não sair do governo, deixou tentaculos para manobrar o que desejar. A Dilma não terá brilho proprio para implementar qualquer politica. A proposito: quem é Dilma Rousef? Alguém pode responder? Jose Antonio

  380. Vítor

    -

    01/01/2011 às 21:10

    Só um detalhe a acrescentar, acompanho o blog desde que começou. E me parece que houve uma mudança no comportamento seu Setti, os seus posts eram imparciais no começo, não sei se era para poder conquistar os leitores. Mas agora o Sr. mostra sua cara verdadeira e aproxima-se mais e mais do estilo horroroso de Mainard e o Reinaldo. e é por isso que, decepcionado, seja o momento de nunca mais voltar a abrir seu blog e esse site desta revista vergonhosa.

  381. sonia

    -

    01/01/2011 às 20:45

    QUE BOM QUE ACABOU! SERÁ? SEM OPOSIÇÃO TENHO MINHAS DÚVIDAS ESSE DISCURSO DE EMBATE CIVILIZADO ,NÃO GOSTO DISSO, ESSA PRAGA ESTA SE PREPARANDO PRA VOLTAR DAQUI 4 ANOS.

  382. Sergio

    -

    01/01/2011 às 20:44

    Nada para acrescentar tudo o que li é razoável!!!

  383. antonio

    -

    01/01/2011 às 20:38

    Já vai tarde e tomara que não volte nunca mais. Nem ele e nem mais ninguém da sua laia. Faço votos que o ***** se encarregue de livrar o Brasil desse senhor.

  384. Eduardo Leão

    -

    01/01/2011 às 20:31

    Depois desse artigo, definitivamente, desisto dessa revistinha panfletária. Ainda levava em consideração algumas opiniões de Ricardo Setti. Reinaldo Azevedo, Augusto Nunes e Diogo Mainardi são lamentáveis e representam o que de pior existe em termos de jornalismo. Pois agora eu digo: a revista veja vai direto prá lata de lixo. E já vai tarde.

  385. waldir pedrosa de amorim

    -

    01/01/2011 às 20:24

    O legado dos oitos anos de governo Lula teve bom respaldo.Mas deixa uma herança maldita em altos impostos e gastos públicos exagerados. Na política externa foi um fracasso total. Amigos de ditadores e governantes não democráticos

  386. Vítor

    -

    01/01/2011 às 20:22

    Não podendo negar o alto reconhecimento de Lula pela população e pela opinião internacional, essa revistinha e seus colunistas passam agora a afirmar que a situação positiva em que se encontra o país agora é fruto do governo do glorioso FHC, que vergonha. Tentativa frustrada, naturalmente.
    Como disse o leitor Renato abaixo, recolham-se à insignificancia, porque essa revista não chega aos pés do Presidente Lula, em matéria de competência, história, reconhecimento e especialmente caráter(em matéria de caráter essa revista não compete com 95% dos brasileiros).

  387. Isabel da Silva

    -

    01/01/2011 às 20:19

    O povo que defende o governo do Lulla, desce o pau neste nos excelentes colunistas e na Revista Veja, mas frequentam com uma regularidade impressionante todos os blog da Veja e com certeza lêem assíduamente a revista. È de ambiguidade que eu não entendo

  388. João Menezes

    -

    01/01/2011 às 20:18

    Meu Caro Setti.
    Feliz 2011. No caso Battisti, o nefasto Tarso Genro, deve nomear aquele para secretário de justiça do Rio Grande do Sul, como agradecimento aos gaúchos por sua eleição. Quanto ao resto da camarilha, são **** até o último suspiro; sobram razões quanto aos últimos (?) estertores do farabundo **** ****. Deus nos livre dos presságios para os próximos anos.

  389. Gerson (PR)

    -

    01/01/2011 às 20:13

    Hasta la vista, ***** acéfalo (Mula-sem-cabeça)!

  390. alberto santo andre

    -

    01/01/2011 às 20:10

    a revista veja, por requerer QIs maiores que os apresentados pelos petralhas, para que possam acompanhar a realidade brasileira nao pode proibi-los de a ler e tampouco de que a tentem entender, pois afinal hoje temos setenta e quatro por cento de analfabetos plenos e funcionias no brasil,segundo relatorio do banco mundial,sendo que este relatorio nao e tendencioso, pois este nao depende de propaganda instituconal do governo brasileiro para sobreviver.

  391. FLAVIO

    -

    01/01/2011 às 20:05

    chora elite,chora elite ,chora veja e todos que estão se remoendo de um operario ter entrado para historia mundial como o mais popular presidente de uma nação.Fez sucesso lá fora,recorde de empregos,familias pobres viraram classe media,ajudou nordestinos que comiam farinha com agua a comer uma carninha de vez em quando(fhc e vocês da elite queriam que esses comessem é nada.)
    fez brotar emprego(fhc foi recordista de desemprego)inflação sempre controlada(fhc no final de seu governo deu até arrepios)risco Brasil quase zero,jogos olimpicos,copa do mundo,petrobrás uma das maiores empresas do mundo,etc……..
    chupa elite que ficara mais doida quando daqui uns 8 anos vai,lula ganhar de novo.ou vocês acham que se ele se candidatar alguém ganha dele?

  392. Sou eu mesmo!

    -

    01/01/2011 às 19:55

    Os autoritários, os megalômanos não se adaptam mais a falta de poder, não se acostumam a uma vida comum e normal, porque vai lhes faltar a pompa e a circunstância, vai lhes faltar o cordão dos puxa sacos e isso é como se fosse uma espada entrando nos seus coracoes ferindo-os de morte!
    Esperem só um pouquinho que logo ele vai retornar nos avioes presidenciais, que ele tanto ama, mandados pela Dilma para levá-lo a Brasilia e a outros locais! Coisa que os outros ex presidentes não terão!

  393. Van Helsing

    -

    01/01/2011 às 19:54

    Renato deixa de ser mané vai para o blog da carta capital.

    Petralha **** ******

    A revista VEja é para bipedes, quadrupedes leem carta capital ou época

  394. catson aruak

    -

    01/01/2011 às 19:53

    Não somente já vai tarde, como seria muito bom para o Brasil se tal personalidade **** ***** ****** ***** ****** *******

  395. gaúcha indignada

    -

    01/01/2011 às 19:52

    Interessante, os petralhas, que dizem não gostar da revista Veja, eis que o seu quadro é composto de jornalistas com dignidade e mostra toda a PODRIDÃO que é o PARTIDO DA TAXA DE SUCESSO, ao contrário dos jornalistas progressistas, estão aqui dando “pitacos”. Como assinante e leitora assidua, é a melhor revista do País. Finalmente, quanto ao Luis da Silva, cuidado com o ******, CARA (de pau).

  396. joaquim

    -

    01/01/2011 às 19:51

    Esse é um dos blogs da chamada oposição raivosa. É no minimo tendencioso e discriminatorio. resumir desta forma o mandato de um presidente que deixa o poder com tamanha popularidade é no minimo se achar o senhor da razao e chamar quase toda a população brasileira de ignorante. tenha dó.

  397. alberto santo andre

    -

    01/01/2011 às 19:50

    ao luiz gonzaga ,parece-me que realmente voce nao conheceu o lula, do fim da decada de sessenta e inicio da decada de setenta quando o conheci ,primeiro ele nao fez um curso tecnico,fez um curso profissionalizante ,na escola senai, que a epoca formava profissionais para a industria ,visto que esta estava comecando a se desenvolver no brasi ,assim como ele milhares de pessoas inclusive eu ,fizeram cursos que eram baseados em trigonometria leitura e interpretacao de desenho e pratica ,sendo a epoca os mais concorridos os cursos de ferramenteiro ,fresador e eletricista,lula desde que entrou na villares equipamentos na av vergueiro em sao bernardo do campo ,sempre foi um pessimo profissional tendo chegado a lider de tornearia de producao, da villares equipamentos , por como se dizia na giria operaria ,pendurar no saco do chefe ,e entregar colegas de trabalho,se aproximou de paulo vidal neto que era presidente do sindicato dos metalurgicos de sao bernardo que a epoca ja tinha cincoenta por cento da base sindicalizada ,base esta que contava com mais de cento e vinte mil metalurgicos ,conseguiu atraves de um acordo ,feito com paulo vidal para que fizessem um rodizio de comando no sindicato, visto que o estatudo a epoca nao permitia a reeleicao ,e saiu candidato unico o que fez com que fosse eleito,logo apos sua eleicao em uma madrugada de uma quinta feira de marco de 1975,em uma assembleia ,ele em segunda chamada com pouco mais de duzentos cupinchas mudou o estatuto ,e prometeu ao paulo o apoiar para deputado ,pelo entao mdb , [desde sua eleicao para presidente do sindicato, o que ele fazia no sindicato era beber e jogar na sede do sindicato a rua joao basso] apos isto fez inumeros acordos espurios com as direcoes das grandes empresas principalmente as montadoras ,como no caso da ford brasil na av taboao onde ele manteve uma reuniao com o entao presidente da ford e dois dias apos mais de dois mil e setecentos funcionarios forem colocados na rua ,sem que uma palavra de ordem contra as demissoes fosse declarada pelo sindicato[menos de dois anos depois quando foram dispensados por roubo, pessoas ligadas ao sindicato, chegaram a depredar dentro da fabrica da ford] alem de que nunca houve uma greve das automobilisticas sem que as mesmas estivessem com os patios lotados de carros prontos,[A UNICA EMPRESA ONDE LULA E O SINDICATO DE SAO BERNARDO,NUNCA SIQUER PUSERAM OS PES NAS SUA PORTARIAS, FOI A TERMOMECANICA SAO PAULO ENQUANTO ERA VIVO O SENHOR, OU COMO O CHAMAVAM DENTRO DA EMPRESA ,O DOUTOR SALVADOR ARENA ]pois o mesmo ja perguntava o preco pois dizia que o que o sindicato queria era dinheiro.TODA A ESTRUTURA SINDICAL DA ERA LULA TEVE COMO MENTOR MAURICIO SOARES E ALMIR PAZIANOTO , O LULA COMO CARA DE PAU QUE SEMPRE, FOI SIMPLESMENTE ABAINAVA O DISCURSSO.

  398. eunice.fassina

    -

    01/01/2011 às 19:35

    DEUS PAI TODO PODEROSO;LIVRAI NOS DO MAL E DO grampola tambem…. se isso é nome ou fictício…H.BARBOSA; ASSINO EM BAIXO; FALO PARA MEUS FILHOS E NETOS;LUTO CONTRA TUDO ISSO… NO VOTO!!!!!

  399. Fred Albano

    -

    01/01/2011 às 19:32

    Lula ****
    *****
    vergonha do verdadeiro Brasil

  400. Renato

    -

    01/01/2011 às 19:29

    Nossa, quanto lixo… Quem já iria tarde seria essa revistinha fascistóide que é a (Não)Veja. De qualquer maneira, Lula é parte da História deste país. Já esta coluna e todo o resto da revistinha, quando muito, mera nota ao pé da página – e olha lá. Benvindos à irrelevância/insignificância.
    Só mais um lembrete: se o Lula envergonhou tanto o Brasil, algo está errado nas avaliações de popularidade dele no exterior. E como sempre, o que ele fez de bom é apenas “continuação” do glorioso FHZ, mas tem total responsabilidade sobre seus erros. Criticar assim é fácil demais, não concorda o nobre colunista?

  401. laranja mecanica

    -

    01/01/2011 às 19:26

    La se foi o gigante politico e anão moral fazer oque sempre fez…Nada, a nao ser politicagem de boteco. Grande escola.. Espero nunca mais ouvir sua voz e linguagem chula. Poderiam emprestar o aerolula para ficar em cuba ou venezuela para sempre.

  402. Teotônio Puhl Corrêa

    -

    01/01/2011 às 19:25

    Dilma é mais sóbria e mais preparada do que Lula. Chega de “carisma” e demagogia. Não votei nela, mas tenho esperança em seu governo. Tchau, Lula.

  403. Jairo Magalhães Bernardelli

    -

    01/01/2011 às 19:23

    Só posso concordar com o Setti e dizer: uffff….

  404. Colette Drummond

    -

    01/01/2011 às 19:21

    Concordo totalmente com o post. Que alívio, a saída do Lula. Dilma tem mais compostura. TEnho alguma esperança.

  405. Rodrigo

    -

    01/01/2011 às 19:19

    E você, Grampola, que me diz? O Ministério público federal já dá como certa a condenação dos réus do mensalão. E Lula, dirá o quê? kkkkkkkkkkkkkk

  406. grampola

    -

    01/01/2011 às 19:14

    Vem aí mais 4 anos de chororô da oposição rançozaaa.
    Chora canalhadaaaa, tucanalhadaaa invejozaaa.
    Viva Lulaaa, Viva Dilmaaaa.

  407. grampola

    -

    01/01/2011 às 19:10

    chora Veja, vocês é que são ilibados né?
    Cadê os 20 mil livraos?

  408. alberto santo andre

    -

    01/01/2011 às 19:01

    parabens pelas verdades aqui relatadas ricardo setti ,porem gostaria de acrescer a sua lista ,a divida publica federal que chega a 1,7 trilhoes de reais ,alem da divida externa, paga ,segundo o lula e que fecha 2010 em 240 bilhoes de dolares , e uma desmontagem da nossa industria que regrediu ao mesmo nivel de 1947 em relacao percentual ao pib ,sem contar sua pinochice, onde nos ultimos meses ,passou a inaugurar ate banheiro quimico em obras ,porem de tudo de ruim que fica e a ideia de impunidade e a montagem de um supremo federal, com cara petista e automaticamente tendencioso e inoperante ,alem de um congresso eleito por analfabetos reais e funcionais em sua maioria, e que no maximo de producao, sera no minimo omisso.

  409. Véio João

    -

    01/01/2011 às 18:35

    Parabéns Sr.Ricardo.Salvei em favoritos para reler toda vez que algúem me falar em Lula.

  410. Marcia

    -

    01/01/2011 às 18:33

    Ótimo!Faço minhas as suas palavras.Pena que os 83% se fazem de cegos.

  411. Vera Lucia Cardoso

    -

    01/01/2011 às 18:23

    Simplesmente sensacional!!!

  412. Paulo Bento Bandarra

    -

    01/01/2011 às 18:20

    Muito bem colocado, jornalista Ricardo Setti. É preciso que as cabeças pensantes não esqueçam que Lula lutou contra tudo isto que está posto hoje em dia com sucesso. Que no seu passado e do PT e como candidato passou 20 anos condenando tudo isto que foi iniciado por FHC no governo Itamar, lutando para dar o calote na dívida e expulsar o FMI do nosso país! Tivemos mais de uma década pagando um risco país absurdo apenas pelo risco de Lula atingir o poder e um dia vir a ser coerente e honesto com o que pregava para os outros e colocar em prática a política do PT e que acusava os outros de não fazer. Bilhões em prejuízo através dos anos pelo risco Lula. Infelizmente as idéias capitalistas que deram os quase 8% este ano apenas, depois de sete anos medíocres abaixo dos países vizinhos, não foram jamais defendida por ele e pelo PT. Estes quase 8% que fazem para o “Valdir” Lula o maior presidente do mundo! Mesmo que nos anos anteriores fosse baixíssimo o PIB!

  413. Luiz Gonzaga

    -

    01/01/2011 às 18:11

    O Messias da Era 2003/2010

    Esperei até o último segundo do dia trinta e um de dezembro para publicar este texto. Nele tento sumarizar minha visão pessoal do ex-presidente que, obrigado pelas normas constitucionais, teve de transferir o cargo para sua sucessora.

    Pensei em quatro ângulos que poderiam ajudar a compreender sua atuação neste longo período de oito anos. Seus comportamentos podem ser analisados como organizados abaixo:

    • O comportamento pessoal
    • O comportamento político
    • O chefe de estado
    • A imagem internacional
    O comportamento pessoal

    De origem pobre e com experiências de família desestruturada do sertão nordestino, amargando toda sorte de conflitos, não se pode culpabilizá-lo apenas pelas suas fragilidades intelectuais e suas atitudes irresponsáveis. Há de se compreender que para sobreviver num meio competitivo que não acolhe indivíduos desqualificados intelectual e tecnicamente foi obrigado a desenvolver estratégias de sobrevivência para garantir espaço pessoal. Suas aprendizagens para a consolidação dessas estratégias poderiam levá-lo a se comportar como um infrator comum assaltando, roubando ou associando-se a gangues de delinqüentes. Seu instinto de auto-preservação indicou que seria um risco desnecessário tomar esse rumo. Inscreveu-se num curso técnico e tornou-se operário metalúrgico. Sua forte ambição e sua necessidade de compensar suas precárias possibilidades de ascensão social o atraíram para um local que lhe oferecesse duas vantagens: pouco esforço físico e rapidez para atingir cargos mais elevados. Sua capacidade de comunicar-se aliada as habilidades de “representar” um comportamento amistoso e conciliador o levou a ocupar postos cada vez mais altos na burocracia do sindicato. Dotado de forte capacidade de persuasão e usando uma linguagem simples, aprendizagem que o levou a uma posição de destaque entre os companheiros, iniciou sua caminhada de liderança nos períodos onde as greves ocupavam um importante espaço no processo de industrialização do Brasil.

    Suas energias reprimidas pelos conflitos acumulados da sua origem social, pelo abandono do pai e pelas precárias condições em que viveu sua infância e adolescência foram – somadas ao objetivo de se tornar uma pessoa importante – acrescidas de uma forte determinação em alcançar um “status” social que compensasse suas fragilidades intelectuais e sua baixa auto-estima.

    Sempre teve trânsito fácil entre operários, empresários e autoridades constituídas quando passou a liderar litígios trabalhistas. Fez acordos ambivalentes onde sempre premiou os poderosos e agradou os operários. Preferia atuar como indutor de comportamentos e nunca como ator, permanecendo nos bastidores sempre que percebia algum risco em se posicionar pessoalmente. Essa técnica foi aperfeiçoada para mantê-lo como interlocutor das partes envolvidas, sem risco de exposição desnecessária. Suas frases “eu não sabia” e “fui traído pelos aloprados” o manteve inimputável diante de inúmeros escândalos que monitorava dos bastidores.

    Através de metáforas e provérbios populares desqualificava opositores e os ridicularizava para manter-se imune e em cena. Através de sofismas e brincadeiras procava risos e fortalecia sua empatia entre os que, por falta de conhecimento lógico, aceitavam seus argumentos destituídos de embasamento real. E ao mesmo tempo o achavam divertido. Usou o “circo no discurso” como ferramenta de convencimento fácil e as “promessas de pão” para alimentar esperanças que nunca poderiam se tornar reais posto que eram oferecidas no tom messiânico da irrealidade.

    Os ataques às idéias e êxitos de seus oponentes eram expropriadas e imediatamente incorporadas aos seus feitos logo que pudessem lhes ser úteis. Eram rebatizadas com novos nomes e acrescidas com complementos irrelevantes para que pudessem ser reconhecidas como de sua autoria. Escolheu o nome Lula para facilitar sua popularidade e como marca publicitária pelo fato de ter ganhado esse apelido de seus companheiros de sindicato. Essa marca facilitaria seu uso em posteriores anseios eleitorais.

    Usou a lenda de Robin Hood (um fora-da-lei) e a Floresta de Sherwood (PT) para manipular as massas de supostos “oprimidos” que, mesmo sem esforço ou mérito poderiam auferir ganhos lutando contra os supostos “opressores” representados pelos “ricos de olhos azuis”. Essa luta de classes, mesmo obsoleta e desmoralizada pela História, ainda surte efeitos enormes entre pessoas de baixo nível de conhecimento e qualificação para o mercado. Aponta para a esperança de “subir na vida” sem esforço.

  414. carlos nascimento

    -

    01/01/2011 às 18:11

    Gostaria de fazer um registro e que lá na frente os devotos e seguidores do “petismo radical”, procurem entender o processo democrático em sua plenitude
    Ganharam as eleições e assumiram, tudo dentro da maior normalidade, isso é DEMOCRACIA, agora , quando forem defenestrados do poder não venham com o costumeiro rancor e nem provoquem arruaças, aprendam, se eduquem, saibam pelo menos na vitória serem coerentes, parem de agredir aos outros que não compartilham dos seus ideais e nem dos seus comportamentos.
    Em 2014 vamos novamente ter eleições e esperamos que até lá vcs saibam o que é a DEMOCRACIA.

  415. Rodrigo

    -

    01/01/2011 às 18:04

    E você, Hélio, que me diz de o Ministério Público Federal já estar prevendo a condenação dos réus do mensalão? O que o Lula irá dizer, o que ele irá dizer? kkkkkkkkkkkkk.

  416. Sylvia

    -

    01/01/2011 às 18:02

    Ricardo, receba o meu aplauso por emprestar a sua voz a milhões de brasileiros que gostariam de gritar em alto e bom som todas essas verdades, e não só, pois há mais, muito mais a gritar.
    Adeus, “seu” Lula. Até nunca mais.
    Amém e aleluia!!!

  417. marco antonio

    -

    01/01/2011 às 18:02

    Ricardo,

    Os institutos de pesquisa dizem que Lula tem 83% de aprovação, mas sua candidata teve 55% dos votos válidos. Então não somos apenas 4% que rejeitaram o que de errado aconteceu no governo Lula. Fazer o certo é obrigação de quem está lá, para isso foi eleito, o errado, nós temos de cobrar e eles de pagarem. Concordo plenamente com o que você escreveu Ricardo, porque foi isso mesmo que aconteceu no governo que já vai tarde. Lula desmoralizou todas as instituições deste país, foi praticamente um palanqueiro durante 8 anos.
    Ele pegou o país arrumado e pronto para crescer, agora está passando uma herança maldita para sua candidata. Creio que a bomba vai explodir no colo dela. O tempo dirá.
    Abraços
    Marco

  418. H. Barbosa

    -

    01/01/2011 às 17:56

    Não importa meu pesar por ter votado no Lula para seu primeiro mandato, porque ao menos consegui manter o senso crítico e a responsabilidade para reconhecer que o desrespeito às Leis e a sucessão de escândalos do governo Lula nunca foram vistos em nenhum outro governo desde a redemocratização. O pior do Lulismo foi evidenciar que uma “personalidade” ainda tem o poder de enfraquecer instituições e sobrepujar as leis impunemente, como seria normal acontecer em regimes autoritários que o povo brasileiro retoricamente condena.

  419. Hélio

    -

    01/01/2011 às 17:54

    Neide, caso vc não saiba, rampa se escreve com M e o correto é IGNORANTE, e nao INGNORANTE, como vc escreveu. Acho q vc deveria enxergar a si propria antes de atribuir defeitos aos outros…

  420. Guilherme

    -

    01/01/2011 às 17:51

    Ricardo,

    Brilhante sua análise do legado que o padrinho deixa para sua ilustre afilhada. Resta saber qual o julgamento que a história o reservará e qual o Lula que será mostrado as proximas gerações.

    Parabens pelo blog que sempre acompanho. Continue compartilhando conosco suas opiniões sobre todos os temas. Inclusive aguardamos mais atualizações na sessão bytes de memória.

    Feliz 2011!!!

  421. neide

    -

    01/01/2011 às 17:50

    Quem é este Valdir???? oxiiiii vai lamber botas Valdir!

  422. NandoEsposito

    -

    01/01/2011 às 17:47

    Tchau Lula, tiranete ignorante mergulhado na sua iconoclastia putrefata. Setti, foi até bonzinho..até nunca mais..

    Seu lugar é a curva de Rudge Ramos, donde não deveria nem ter saido. Os assassinios de Cesare Battisti, tem a sua cumplicidade cruel e sanguinária.

  423. rubens

    -

    01/01/2011 às 17:45

    Vai ficar todos os processos na gaveta o justiça, como acontece com todos os governos que sai, pode apostar!!

  424. neide

    -

    01/01/2011 às 17:39

    Vai, vai. oh meu Deus, eu não aguentava mais!!!
    Desceu a ranpa um ingnorante sem categoria, e sobe a outra sem noção! kkkkkkk

  425. Rodrigo

    -

    01/01/2011 às 17:34

    Com a condenação dos réus do mensalão, que o Ministério Público Federal já prevê, segundo o jornalista Frederico Vasconcelos, Lula terá de dizer quem o traiu. Eu quero ver, eu quero ver, eu quero assistir a esta cena na TV. Lula terá de dizer, e dessa vez ele não poderá fugir. kkkkkkkkkkkkkkkk

  426. anderson

    -

    01/01/2011 às 17:31

    Infelizmente, os escândalos vão continuar, Dilma
    já nos informou como será seu governo, mesmo antes de assumir a presidência.

  427. tom

    -

    01/01/2011 às 17:27

    Nao sei mas me parece que a maioria dos brasileiros 84% nao concordam com o colunista.Inclusive eu que vi no governo Lula os investementos crescerem muito na educaçao!

  428. Rodrigo

    -

    01/01/2011 às 17:26

    Pois é, Lasaro Sousa, e o que você me diz do Ministério público federal já estar esperando a condenação dos réus do mensalão? E esperando mesmo. Quero só ver a cara do Lula tendo de se explicar. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  429. Lasaro Sousa

    -

    01/01/2011 às 17:14

    choooora tucano. em 2014 0 Lula estará de volta.

  430. HELI ROBERTO DA SILVA

    -

    01/01/2011 às 17:10

    É, Ricardo, bom que ainda tenham jornalistas, no Brasil,que podem e têm coragem de escrever o vai neste post.Enquanto os houver a história será contada como de fato aconteceu e não sob as lentes e penas alugadas, compradas ou sabujas voluntárias que querem reescrever a história a partir do ponto de vista distorcido,mistificado e mitificado do lulismo.Concordo, este senhor já vai tarde!Um dia estará nas páginas do livro da história onde efetivamente merece, e garanto, não serão nas quais onde figura hoje, até porque a história será escrita pelos nossos pósteros e estes hão dizer as verdades que muitos, atualmente, estão comprometidos demais para dizê-la.
    FORMIGA-MG

  431. odivar meneghetti

    -

    01/01/2011 às 17:09

    Concordo plenamente, já vai tarde e tomara que não volte nunca mais, está sendo substituido por outro palhaço, o tiririca.

  432. Marcelo Rodrigues de Sousa

    -

    01/01/2011 às 17:05

    “Lula já vai tarde”.E junto consigo leva 11 caminhões de mudança.Para quem chegou apenas com a mulher e uma cachorrinha no Palácio da Alvorada…

  433. Celso de Castro

    -

    01/01/2011 às 16:58

    Não bastasse tudo o que relaciona o autor do comentário anterior, convem acrescentar que a filha de FHC foi fantasma do Senado, o filho, um ****** pouco investigado, e o próprio FHC comprou a reeleição (pelo menos o PFL expulsou dois que venderam seus votos), vendeu o Brasil e o dinheiro sumiu. É pouco?

  434. ANDRE RODRIGUES

    -

    01/01/2011 às 16:55

    voce faz parte de uma grande minoria,graças á Deus!

  435. hilton

    -

    01/01/2011 às 16:47

    Sarmone, e Lula tava aonde? e agora ta com eles… o fato é que eles são ruins, que **** de ficar FHC FHC FHC…..

  436. bijuxinthebox

    -

    01/01/2011 às 16:47

    Cometi o erro mais grosseiro, estuprando o verbo estuprar. Desculpem, foi a empolgação…

  437. bijuxinthebox

    -

    01/01/2011 às 16:46

    Faço minhas as palavras da Elisangela, das 16h15: NÃO É PRESIDENTA, É PRESIDENTE!!! Na transmissão pela tv, apenas o SBT – vejam só! – usou a palavra certa, pois Globo, Band e Record apressaram-se a chamar a dita cuja de presidenta, estrupando a língua portuguesa sabem por qûe? Simplesmente porque a dita cuja pediu para ser chamada assim!!! Os jornais, que têm muito mais tempo de vida e seus nomes a zelar, e cujas manifestações linguísticas permanecem escritas para a posteridade – tendo, portanto muito mais responsabilidade com a língua pátria – praticamente todos, Estadão, Folha, O Dia … contornaram o problema dizendo que ela “tomou posse na prsidência”. É uma forma de não se comprometer, mas em algum momento terão de nomear cargo e pessoa, e aí veremos o que farão. Já a Veja e O Globo, sempre mais corajosos (um pouquinho só…) disseram a coisa certa: Presidente Dilma Roussef. Vamos ter de redobrar a vigilância até mesmo com o uso da nossa língua! Haja Deus!!!

  438. hilton

    -

    01/01/2011 às 16:44

    Tu ganhou quanto Valdir?

  439. Caíque

    -

    01/01/2011 às 16:42

    Lamentável Lula e lamentável todo o lulismo.
    Engraçado que os petistas de plantão sempre vem com a mesma ladainha. Não contestam nada do que RS fala (como poderiam?) mas mesmo assim tentam desqualificá-lo (rancoroso? Céus! Do que?!?!?!).
    Uma pessoa que conheço, após passar anos sofrendo ao trabalhar ao lado de um petista típico resolveu seu problema colocando um papelzinho com 3 letras à sua frente: E, C, T. Intimamente ela assumiu o compromisso de que não iria se aborrecer cada vez que o petista externasse sua incompatibilidade com qualquer dos 3 conceitos. Sua vida ficou melhor porque não mais se estressou com as invectivas do colega de trabalho. A saber: as 3 letras respondem por: ÉTICA (que petistas não tem), CRÍTICA (que não aceitam) e TRABALHO (nem sabem o que é).

  440. Fatima Pires Almeida

    -

    01/01/2011 às 16:41

    Desisto da REVISTA VEJA…

  441. rubens

    -

    01/01/2011 às 16:40

    E verdade sormani, mais como se diz na linguagem popular “PASSADO COMIDIDO, E PASSADO ESQUECIDO” e o senhor ricardo não ve isso.

  442. neide

    -

    01/01/2011 às 16:39

    vai mesmo ****! vai morar com Chavito o teu companheiro de bandidagem!!!!!!

  443. Mauro M Silva

    -

    01/01/2011 às 16:38

    Existem dois tipos de pessoas que apoiam Lula- os que nao leem jornais e o usam para outras finalidades ou quem tem interesses proprios- e’ incrivel que depois de toda essa desgovernanca ainda tem pessoas que o apoiam…esta tao claro toda a corrupcao, toda a irresponsabilidade desse desgoverno (nao posso chamar isso de governo) que somente os iletradoe e ignorantes nao conseguem ver.

  444. joserenato

    -

    01/01/2011 às 16:37

    Se a globo e a veja tivessem o poder que tinham antigamente Dilma não seria eleita… mas, esse tempo acabou hoje todos são iguais.felismente as pessoas leem e assistem outros canais.

  445. bijuxinthebox

    -

    01/01/2011 às 16:36

    Só esta resumidíssima lista já dá uma idéia do que foram estes oito anos para aqueles que ainda raciocinam, amam o conhecimento e a liberdade, têm compostura e dignidade, respeitam o próximo e têm amor e preocupação com as crianças. O que virá agora? Brigas internas pra decidir quem é mais o quê, quem leva o quê, quem lucra o quê. Greves por todo canto, principalmente dentro do funcionalismo público, aparelhado, ocupado por petistas e seus cúmplices – quando a conjuntura nacional e internacional obrigar a presidente a fechar, por pouco que seja, as torneiras dos recursos públicos. Também teremos praticamente uma canonização da mulher como se fosse um ente à parte, puro e sublime, quando se sabe que desde que o mundo é mundo a mulher é sempre o pivô de guerras, tragédias, deturpações das leis, exploração da vaidade e de praticamente todas as mazelas morais humanas – talvez não por sua própria culpa, mas isso é outra história. Também, e justamente por causa da sublimação e santificação da mulher, teremos com certeza o aborto e a aprovação das leis que os gays querem para ter ainda mais poder. Teremos mais aproximação perigosa com os ditadores de sempre. E, last but not least, o fortalecimento do anti-americanismo – fazendo da rejeição a Obama por incompetência uma prova de que o capitalismo não se sujeita às teses tão inocentes e puras e generosas e solidárias das esquerdas, e não respeitam um presidente “progressista” como o queniano que eles elegeram sem saber que não é americano.
    Nossa sorte, acho, ou espero, é que elles são tão abjetos, vaidosos e mercenários que vão acabar se comendo uns aos outros (comendo no sentido metafórico estritamente ligado ao vernáculo, e não àquela gíria grosseira de implicações sexuais).
    Que nojo!!!

  446. glauco

    -

    01/01/2011 às 16:35

    Dilma tem uma qualidade que jamais ví em nenhum petista na minha vida; num debate com Serra promovido pelo UOL ela teve a sensatez de reconhecer a importancia do plano Real,não aprovado na época,( como tudo) pelo PT(desaprovado, porém totalmente APROVEITADO); O MUNDO ajudou lula crescer na economia e mesmo assim cresceu abaixo da media dos emergentes e esse crescimento se relaciona a politica macro economica do governo anterior(e ele não se conforma com isso); e já vai tarde!

  447. Raul

    -

    01/01/2011 às 16:34

    Otimo o seu comentário.
    Mas antes de sair o atual cidadão ainda tinha que dar uma lambuzada e sair andando no caso Battisti.

  448. neide

    -

    01/01/2011 às 16:34

    **** ****** !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  449. Barba

    -

    01/01/2011 às 16:33

    Ricardo, você, Nunes e Reinaldo são os jornalistas inprescindíveis ao País. Tem conteúdo, são isentos e falam a simples verdade…Coisa que os “outros” não intendem!!! Abraços e feliz 2011!!!

  450. Brasileiro

    -

    01/01/2011 às 16:30

    Que matérias mais incoerente ! Sem respeito ou fundamentação alguma ! O Brasil meu caro, cresceu como nunca havia crescido antes. O Brasil consolidou-se como econômia MUNDIAL. O Brasil tem índices cada vez menores de desemprego e pobreza. O presidente Lula, fez o que nenhum presidente POLIGLOTO, PÓS GRADUADO, MESTRE , JAMAIS FEZ !
    E aposto com o senhor, que a Dilma será a surpresa mais agradável da História do Brasil.

  451. HENRIQUE

    -

    01/01/2011 às 16:28

    Deixa uma herança que chama-se Dilma, tomara que lhe de bofetadas quando vestir o poder, pois nao aguentará ser mandada.E que va tarde para o limbo José Alencar, tratado a pão de ló com dinheiro do povo brasileiro, escória maldita.

  452. sormani

    -

    01/01/2011 às 16:26

    Não votei na Dilma, na verdade votei no Serra, mas como vivo em uma democracia respeito a vontade da maioria. Comentários como um postado aqui ” dividiram país em civilizado e ético (azul) e selvagem, truculento e incivilizado (vermelho).” são descabidamente preconceituosos e beiram o fascismo. A democracisa se faz com respeito à vontade da maioria, seja ela qual for.

  453. Isabel da Silva

    -

    01/01/2011 às 16:24

    È por isto que o PT não investe na Educação, mantem o desfavorecidos com o Bolsa Família , pela escrita e pelo vocabulário , logo se percebe que é adorador e serviente do Lula. Como diz a frase de Henry Pete “A educação faz um povo ser fácil de ser liderado, mas difícil de ser dirigido, fácil de ser governado , mas impossível de ser escravizado”.

  454. Marcelo Carvalho

    -

    01/01/2011 às 16:22

    Creio que vivo em outro país, há muito tempo não leio veja, entrei por acaso e me deparo com a parcela mínima que acha o LULA um zero à esquerda. Acho que quem entrou para a história foi a veja e os seus articulistas. Mudaram a história, hahahahaha. Inveja realmente é a pior sentimento e vê-lo destilado assim, é a cara da veja.

  455. sormani

    -

    01/01/2011 às 16:16

    “Bem, você é um prodígio para apontar os aliados do presidente, mas você se lembra que
    Jader Barbalho – Foi presidente da SUDAM durante o governo FHC, que inclusive ocassionou à época a extinção do órgão.
    Sarney era aliado do FHC.
    Renan Calheiros foi ministro da “justiça” durante o governo FHC
    Paulo Maluf foi disputado pelos seus votos rouba mais faz, pelo grupo de poder do então presidente sociologo.
    Será que ficaram ruins somente após passarem a apoiar o governo Lula ou eram antes, não me lembro de você ou a Veja falarem mal de FHC por parte destas alianças, com estas pessoas de “BEM”.
    - Quanto aos dossies vejo que não se lembram de um tal de Ricardo Sérgio, (Assuntos Internacionais do BB), assessor do José Serra.
    - Emenda da reeleição – compra de votos.”
    Muito bem lembrado Rodrigues.

  456. Elisangela

    -

    01/01/2011 às 16:15

    Não é PRESIDENTA!!! É A PRESIDENTE!

  457. rubens

    -

    01/01/2011 às 16:14

    A verdade e que eu não sei qual o governo, que não se envolveu em nenhum escandalo na historia desse pais, por que se tiver algum me digam por favor!!

  458. hilton

    -

    01/01/2011 às 16:12

    A mulher disse que vai continuar com a obra de Lula, obra aqui no nordeste significa ****, não vai ser dificil a missão dela, um vez que o orgulhoso mobral só fez *****. O cara não fez nada(…manter o que o outro fez, não é fazer.),só deu dinheiro a um bando de gente ruim.O mundo tá bom de acabar e logo(azar da **** viver num tempo desse.).

  459. sp

    -

    01/01/2011 às 16:10

    Quando o Brasil se livrar da Era da Mediocridade petista, este texto sera adotado como referencia nas aulas de Historia. Parabens, e obrigado!

  460. Sol

    -

    01/01/2011 às 16:09

    Feliz Ano novo Ricardo!
    Que maravilha ler no dia de hoje tua coluna. Está brilhante! Disse tudo. O tempo se encarregará de mostrar quem foi este presidente tirano, mal educado, infrator de leis e de respeito aos brasileiros que realmente trabalham e fazem deste País um País próspero apesar de tanto teatralizar em vez de governar. Deixará a herança maldita para Dilma, e não vai ser fácil pra ela. O País sofre de eterno atraso em obras de infra estrutura, as quais os projetos são ultrapassados antes mesmo de sairem do papel, estamos pagando por isso.
    Que alegria de ver Lula dar bye bye, vai tarde mesmo.

  461. Léo Neto

    -

    01/01/2011 às 16:04

    Veja e Setti: Parabéns pela lucidez e honestidade com o leitor!

  462. maria cristina

    -

    01/01/2011 às 16:03

    Este sr. deve ficar como exemplo de que podemos piorar, e em muito, na escolha de nossos representantes. Temo que continuaremos sob a batuta dessa pessoa, recuso-me a citar o seu nome, pois a sra. que ora ocupa esse lugar, é uma enorme desconhecida para todos nós. Ele se constituiu no que há de pior como exemplo. Desrespeitou e desafiou, descaradamente, as instituições, as leis, a ordem, a justiça. Se mostrou preguiçoso, sem cultura, contador de vantagens, além de alcoolista inventerado;envergonhou-nos, a quem ele se referiu como as elites desse país, como se estudar, trabalhar, sermos honestos fosse motivo de achaque, piadas; demonstrou o comportamento de uma pessoa claramente possuidora de um sentimento de inferioridade que, o fato de ocupar o lugar mais alto na hierarquia de uma nação, não lhe serviu para entender que neste momento ele teria sido alçado às ‘elites’ e como tal já não seria um cidadão comum. Infelizmente, não há muito o que comemorar, a não ser o fato de que, espero, não tenhamos que ficar ouvindo este festival de bobagens que assolou as nossas vidas nesses 8 anos. Espero que, mesmo sendo a eleita do ex, que esta sra. possa adquirir personalidade própria nos poupando da presença desta figura infame. Gostaria de saber aonde se esconderam os mais de 43 mi de brasileiros que não votaram nele para que entendamos as contas dos 87% de popularidade… Espero que a oposição cumpra com o seu papel pois ser oposição não significa vergonha mas o contra ponto em qualquer regime democrático que se preze. Somente o tempo poderá nos responder o que tudo isso terá significado em nossas vidas o que, certamente, caberá à história a ser contada futuramente. Aproveito a oportunidade para desejar a todos e, em especial, ao responsável por esse blog, Ricardo Setti,um novo ano repleto de bons motivos para ainda nos orgulharmos de sermos brasileiros.

  463. acc

    -

    01/01/2011 às 16:03

    Concordo com toda as letras. Esse foi um presidente que só acertou com a continuidade de Plano Real e colheu os frutos do mesmo, ele não plantou nada de bom.

  464. rubens

    -

    01/01/2011 às 16:02

    voces paulistano ficam se glorificano por escolher o Geraldo Alkimim,dizendo que sabem escolher, mas para quem escolheu o tiririca como parlamentar, em tão que diria para o governo do estado ahahahahaha!!!

  465. Jose Tobias Caetano Souza

    -

    01/01/2011 às 15:57

    Tomara que e Presidenta tenha mais educacao e bons costumes do que esta saindo, por que moral tanto um como outro nao tem muita nao!!!

  466. Gerson

    -

    01/01/2011 às 15:56

    Acredito que seu histórico como jornalista não permitiria esse samba de uma nota só que se tornou a sua coluna. Há alguns comentários de outras colunas que são expostos na sua ou na do Augusto Nunes ou na do Reinaldo Azevedo. Você com certeza é o mais democrático dos três e o mais educado, por isso desejo a você mais independência nas críticas que fizer a quem quer que seja, sem delírios golpistas, nem teorias conspiratórias. Lamento apenas a sua ligação temática com os outros dois jornalistas cujo tom nos posts quase sempre beira o preconceito .

  467. valdir

    -

    01/01/2011 às 15:53

    Herança maldita é termos uma revista preconceituosa, tendensiosa, omissa durante a ditadura militar, com empregados subservientes, que escreve para uma classe que pensa que são os donos do País. Lula foi e será o maior Presidente que esta Nação já teve. Os numeros falam por se só, crescimento do PIB em quase 8%.

  468. Annie

    -

    01/01/2011 às 15:52

    Obrigada por estas palavras tão verdadeiras e reais. As eleições de 2010, dividiram o país em civilizado e ético (azul) e selvagem, truculento e incivilizado (vermelho). Já passou da hora desse troglodita ir, se é que vai mesmo…
    Feliz 2011.

  469. Quaker

    -

    01/01/2011 às 15:50

    Lula libertou um terrorista assassino e colocou no banco dos réus toda a corte italiana.
    Faltou com o respeito ao povo de uma nação amiga e com o povo brasileiro.
    Atitude vergonhosa e insana.Lula nos 8 anos de governo facista debochou de todas as instituições brasileira e não satisfeito,passou a atingir as outras nações por orientação vindas de Cuba.
    As palavras usadas por Lula referente aos USA foi
    de uma ignorância e agressão jamais vista por um chefe de estado brasileiro.Lula é realmente um mal que precisa ser combatido já.`
    Da extrema esquerda só podemos esperar isto.
    Hoje começa o governo Dilma nada mais nada menos que de extrema esqueda.Vai fazer tudo contra a democracia e aos pouquinhos introduzirá o comunísmo estilo cubano no Brasil.
    Como diz Hugo Chaves lá na Venezuela.
    A Pátria o socialísmo ou a morte!
    “Aqui podemos dizer.
    “Pátria,a democracia ou a morte”.
    O pt um dia,trará os anos 60 de volta.Aí o bicho vai pegar.

  470. rodrigues

    -

    01/01/2011 às 15:50

    Bem, você é um prodígio para apontar os aliados do presidente, mas você se lembra que
    Jader Barbalho – Foi presidente da SUDAM durante o governo FHC, que inclusive ocassionou à época a extinção do órgão.
    Sarney era aliado do FHC.
    Renan Calheiros foi ministro da “justiça” durante o governo FHC
    Paulo Maluf foi disputado pelos seus votos rouba mais faz, pelo grupo de poder do então presidente sociologo.
    Será que ficaram ruins somente após passarem a apoiar o governo Lula ou eram antes, não me lembro de você ou a Veja falarem mal de FHC por parte destas alianças, com estas pessoas de “BEM”.
    - Quanto aos dossies vejo que não se lembram de um tal de Ricardo Sérgio, (Assuntos Internacionais do BB), assessor do José Serra.
    - Emenda da reeleição – compra de votos.

  471. Cético

    -

    01/01/2011 às 15:50

    Me expliquem essa matemática. 84% de aprovação porém 49% do eleitorado não votou na candidata fabricada pelo governo.

  472. ricardo souza

    -

    01/01/2011 às 15:50

    Discurso típico de quem comeu Perú estragado.Análise respeitosamente fraca e cristalinamente invejosa e rancorosa.Catar coquinho enfiar a viola no saco ou arrumar uma boa lavagem de roupa.Escolha e faça um contrato de no mínimo doze anos.

  473. luciana lfellows

    -

    01/01/2011 às 15:34

    obrigada por este espaço onde existe inteligencia, bom senso e consciencia. estou aqui assistindo a posse da criatura e imaginando quanto tempo vai durar essa pessoa mediocre no governo, se os investidores estrangeiros que mamam juros astronomicos pagos pelo hot money que nos sustentam resolverem ir pra China ou India ou para quem pague juros melhores , adeus ideologia barata !! So existimos porque exportamos materia prima a peso de banana para os outross paises, o resto é uma massa ignobil que trabalha de manha pra comer de noite e acha otimo!! Triste ver tudo isso e vai ficar cada vez pior Ha muito ja perdemos o bonde da historia!! Feliz 2011

  474. Diego

    -

    01/01/2011 às 15:31

    Excelente texto, Setti. Magestral, fantástico, espetacular retrato da realidade. Vá e não volte nunca mais, Lula.

  475. Gilda Maria guimaraes

    -

    01/01/2011 às 15:31

    Por isso é que a Veja perdeu o rumo. Escrever para 4% só do Brasil foi o que lhe restou.
    Querem reagir? Façam deste e-mail a manchete de amanhã!!!

  476. Luiz Corrêa

    -

    01/01/2011 às 15:31

    Os petralhas não tomam jeito. Em todos os comentários postados não apresentam um argumento sequer que vá de encontro aos que o Sr. Setti arrola. Apenas tentam desqualificá-lo. são muito primários. E nós vamos ser governados por uma porta. Cadê a oposição. O lulla é um embuste.

  477. Rodrigo

    -

    01/01/2011 às 15:30

    E em 2011 teremos o julgamento do “mensalão”. O MPF já prevê a condenação dos réus. Lula vai ter de se explicar muuuuuuuuuuuuuuuiiiiiiitoooooooooo!

  478. Euler Darlan

    -

    01/01/2011 às 15:28

    Setti, você é um IDIOTA travestido de colunista.

  479. Cobi

    -

    01/01/2011 às 15:25

    Parabéns pelo texto, R. Setti… Que a clareza, a honestidade intelectual e isenção continue iluminando suas letras e sons. O fanatismo só faz mal às pessoas e você dá mostra do valor do amor ao jornalismo.

  480. ivan

    -

    01/01/2011 às 15:24

    Simplesmente muito bem explanada! Pena que o zé povinho, na sua magnifica ignorãncia não sabe ler e interpretar o que o “CARA”, digo,o “*****” nos deixou! Não dar educação e estudo ao povo é isso que dá “CABRESTO NELES’.

  481. Leninbolivar

    -

    01/01/2011 às 15:23

    Só a esperança é capaz de vencer o ódio!!!
    Nunca mais uma minoria vai ditar as regras em benefício próprio!!! Ah! Seti vai morar em dubai e deixa o nosso povo ser feliz!!! Estou indo ****** e pensei num ótimo ***** para as páginas da revistaveja!!!

  482. Edy Marin Fields

    -

    01/01/2011 às 15:21

    VOU SENTIR MUITA FALTA DA NOSSA EX PRIMEIRA DAMA, PELO “CONJUNTO DA OBRA”
    MEU SENHOR, EU QUERO MORAR NO PARAGUAYYYYY………..

  483. mari paula

    -

    01/01/2011 às 15:21

    A Dilma descobriu que ainda existe pobreza!
    Pensei que o Deus Lula já tinha acabado com a pobreza!
    Logo ela vai descobrir que não temos educação, segurança e saude!!! Essa é a herança do Lula, a propaganda enganosa!

  484. Rafael Lopes

    -

    01/01/2011 às 15:20

    Belo resumo da ópera!

  485. Fer

    -

    01/01/2011 às 15:18

    Caro Setti…fico feliz em ver que você deu uma “pausa” nas suas férias para nos prestigiar com texto tão primoroso…ratifico todas as suas palavras…esse senhor Lula, que, na minha opinião, foi um dos piores presidentes que o país já teve (presidente com letra minúscula, mesmo) desonrou a instituição da Presidência da República com seu reiterado comportamento indecoroso, pouco diplomático, com sua total falta de classe e compostura…é…Lula vai tarde, muito tarde…nunca antes da história “destepaiz” 8 anos custaram tanto a passar…e que ele nos deixe em paz para sempre, amém!
    PS: Agora iremos ver como Dilma se comportará mediante a “herança maldita” que recebeu…ela sim, recebeu um baita presente de grego, ao contrário do que sempre propalou o EX-presidente fanfarrão (graças a Deus podemos colocar esse EX na frente de seu nome)…Lula deveria, inclusive, convidar seu amiguinho italiano, aquele condenado por 4 homicídios, para morar com ele, ou então filiá-lo ao PT…acho que o referido se sentiria em casa…

  486. J.B.CRUZ

    -

    01/01/2011 às 15:15

    Em todos os setores da vida temos os eficazes e os ineficientes..Quero particularmente parabenizar a VEJA, de longe o melhor orgão informativo do BRASIL..Equipe fantástica onde sobressai nomes realemtente capacitados para dar informações ao BRASIL que pensa..Sob o comando desta família maravilhosa OS CÍVITAS, Jornalistas conscientes do que fala escreve e opina como; REINALDO AZEVEDO, AUGUSTO NUNES,RICARDO SETTI, LAURO JARDIM e demais auxiliares é o que ainda nos faz ter esperança em dias melhores para o nosso querido BRASIL..Acompanho VEJA desde seu lançamento em 11/09/1.968 e tenho notado a seriedade de todos os jornalistas que ao longo deste tempo sempre tiveram compromisso com a notícia em sí e não com invenções e ataques a quem quer que seja..Para mim o lema da revista sempre foi a fato e não o boato..Nesta nova década que se inicia quero parabenizar todos que trabalham na VEJA pela linha de bem informar sem se curvar a ameaças e bajulamentos..A VEJA é a VERDADE que nunca para de caminhar,por mais longo que seja o percurso, sempre ela chega a seu destino…mAIS UMA VEZ PARABÉNS A veja E a todo povo BRASILEIRO no novo GOVERNO da PRESIDENTA DILMA, que DEUS nos proteja…Apesar de lula o BRASIL continua a sua caminhada…

  487. Renato Lattan

    -

    01/01/2011 às 15:14

    Pena que, de casa nova, o senhor tenha perdido a capacidade de fazer análises livre do apego a ideologias retrógradas. Lamentável.

  488. Pedro

    -

    01/01/2011 às 15:13

    A intenção mesmo é de desacreditar todas as instituições, para criar a convicção de que toda virtude emana da pessoa de Lula, e só aquilo que goza de sua benção pode prosperar. Só fico imaginando a decepção dos lulistas da Carta Capital com o favorecimento de Cesare Batistti.

  489. claudia

    -

    01/01/2011 às 15:10

    continuará……………Feliz ano novo

  490. Ana Maria Souza

    -

    01/01/2011 às 15:09

    Aí…aí…aí…”Mas é ciúme, ciúme de você
    Ciúme de você, ciúme de você”, o senhores fazem o papel mediocre de: “filhotes da ditadura”!

  491. francisco

    -

    01/01/2011 às 15:08

    O Povo além de tem memória curta, os institutos de impressa todos comprados através cotas de publicidade pública não podendo falar a verdade sobre o presidente e suas façanhas (compadre comprando empresa de viação e os filhos adquirindo fortunas sem explicação). Assim é o Brasil.

  492. Jose Luiz

    -

    01/01/2011 às 15:05

    Tem razão o autor. Afinal a 8 anos atrás, não havia engarrafamentos, pois só a elite possuía automóveis, só a elite tinha direito à boas escolas, a boa alimentação, a participar das decisões nacionais e de orgulhar-se de ser cidadãos brasileiros. de 1994 a 2002 não houve escândalos, tais como Eduardo Jorge, Sérgio Mota, Luiz Ricardo, compra de votos para a reeleição, privatizações, etc.

  493. amadeu araujo

    -

    01/01/2011 às 15:05

    prabens pela reportagem

  494. Doispesoseduasmedidas

    -

    01/01/2011 às 15:03

    “No Brasil, sucesso é ofensa pessoal”
    Alfredo Stroessner, se você se recorda, além de assassino, abrigou no Paraguay vários nazistas e mesmo assim, viveu confortavelmente em uma mansão em Brasília. O que escreveu você quando o Brasil se recusou a extraditá-lo? E quando FHC apoiou o golpe de Alberto Fujimori? O que escreveu você?

  495. Roy Rogers

    -

    01/01/2011 às 14:56

    Ah! Agora voce disse tudo! Parabéns e feliz ano novo.

  496. ademar branco

    -

    01/01/2011 às 14:55

    Seu Roberto Macedo, das 13:40 hs.
    Deixa de ser petralha estúpido; hoje o mundo não está mais dividido entre direita e esquerda; só ignorantes do PT é que ainda têm esta visão dos tempos da Guerra Fria. A esquerda acabou com a queda do Muro de Berlim; nem os comunistas chineses são mais de esquerda, ora bolas. Hoje o mundo se divide entre os que querem um Estado ditatorial que tenta subjugar seu povo e impor a este povo um gravame financeiro através de impostos para sustentar toda a caterva de oportunistas que lhe dá apoio – e este é o caso do PT e Lula – e os que querem um Estado democrático em que se busca o bem estar da população como um todo, com impostos reduzidos, investimento em educação e infra-estrutura, para que o povo mesmo produza o crescimento do país através do investimento privado. Acorda meu amigo, nós estamos no século XXI!

  497. Heloísa Nascimento

    -

    01/01/2011 às 14:52

    Finalmente, um texto que reflete o que muitos brasileiro sentiram e sentem por este (des)governo vergonhoso de Luiz Inácio. Um populista dos mais medíocres deixa o governo, manchando ainda mais uma vez nossa História.

  498. cristina arce

    -

    01/01/2011 às 14:50

    Muito pior que herança maldita o legado deste sr e sua “equipe”(lamentavelmente muitos ficao)
    Os HEREDEIROS ,pagarao muito, mais muito caro a escolha dos 8 anos , nunca ninguem disse a os BRASILEIROS ,que uma sociedade miseravel e carente de tudo o basico , nao se melhora com ESMOLAS e sem com boas qualidades minimas basicas de vida
    Os indices socio culturais continuao dos piores possiveis ,a culpa notadamente tem dois nomes
    o MUNDO REAL ,nunca deveras exibido e o MUNDO
    DA FANTASIA ,este do consumo de masas sem nenhuma qualidade que os politicos “festejao muito ajudados por uma midia toda ela,PARCIALMENTE DEMOCRATICA E LIVRE’.

  499. Cws Multiradio

    -

    01/01/2011 às 14:49

    UM ***** É ***** VIDA INTEIRA…não importa se presidente ou *****… ****** é tudo igual….VAI TARDE **** *******…

  500. fabio

    -

    01/01/2011 às 14:46

    NÃO É QUE LULA JÁ VAI TARDE, LULA APENAS FARÁ UMA PAUSA E VOLTARÁ EM 2014.DOA A QUEM DOER. INCLUSIVE À IMPRENSA QUE COSTUMA INDUZIR O POVO Á SEUS PRÓPRIOS INTERESSES.

  501. marcelo fogaça

    -

    01/01/2011 às 14:44

    diferentemente(AINDA BEM) da “herança” do XAMÃ SOCIÓLOGO[INFLAÇÃO CREESCENTE(APESAR DE INFINITAMENTE INFERIOR ANTES DE SEU GOVERNO) INSTABILIDADE, DESEMPREGO RECORDE, "NEOLIBERALISMO" SUICIDA, DESMONTE DAS INSTITUIÇÕES PUBLICAS, SUCATEAMENTO DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR, ETC]

  502. berlatto

    -

    01/01/2011 às 14:39

    Prezado Ricardo, ressumiste com maestria os 8 anos do Lulo-Petismo.
    O legado do apedeuta aos brasileiros é a total desmoralisação das instituíções brasileira.
    De resto, o que salvou o governo Lula foi a maré positiva da economia mundial (só pegou uma crise, já com o país arrumado) nestes últimos anos. Seguiu direitinho a cartilha neo-liberal de FHC e graças, principalmente ao agronegócio teve tranquilidade para governar, ou melhor, viajar pelo mundo afora falando suas bobagens. Eis a verdade.
    Como diz o nosso amigo Augusto Nunes: Lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Abs.

  503. sidney cordes junior

    -

    01/01/2011 às 14:38

    essa materia deveria ser impressa em panfletos e ser entregue aos 80% de quem avaliam como bom o governo dele ,e nao esquecer os 47 milhoes de eleitores da dilma

  504. João Oriente

    -

    01/01/2011 às 14:38

    Concordo plenamente com Ricardo Setti, corrupção , escandalos e outras maracutaias foram a marca registrada de seu governo. Eu tinha certeza absoluta que ele não ia extraditar o assassino italiano Cesare Batistti!! Foi o grand finale de seu governo. Claro que houve pontos positivos no seu governo, mas a lama da corrupção jogou tudo por terra!!!! Collor foi deposto por muito menos, o azar dele é que ele não tinha o apoio do PT, senão ele não teria sido deposto.

  505. EL

    -

    01/01/2011 às 14:37

    Ja vai tarde!
    Mas o que me preocupa,é que o risco desse senhor voltar é muito grande,pois ele mesmo ja disse que se dilma não for “bem” ele pode voltar,esse status de salvador da pátria não lhe pertence, e nem deve existir em democracias sólidas.
    abraços

  506. Carlos Rigon

    -

    01/01/2011 às 14:36

    NADA . ABOSLUTAMENTE NADA, FOI CRIADO NESSE .GOVERNO. E SIM DADA A CONTINUAÇÃO DO GOVERNO F.H.C. QUE CRIOU A POLITICA DA ESMOLA E ESSE GOVERNO SOUBE APROVEITAR MELHOR QUE OS OUTROS.
    **** ****** *******, TOMARAM O PODER E AGORA E O QUE É PIOR, ELES PEGARAM O BARCO COM A MARÉ A FAVOR DELES. QUE FAZER.
    VAMOS TRABALHAR E PAGAR A CONTA, UM DIAS QUEM SABE NOSSOS FILHOS VERÃO ESSES ******NA CADEIA.

  507. biribinha

    -

    01/01/2011 às 14:35

    Abolutamente correto a sua analise.Unico comportamento predileto,todos os dias,era falar bem dele mesmo.Ja vai muito tarde.

  508. Marcio Oliveira

    -

    01/01/2011 às 14:35

    Acho que esse povo não entendeu. O índice de 90% de aprovação de lula ao deixar o governo.. deixar o governo.

  509. Malu-Rio

    -

    01/01/2011 às 14:33

    A posse de Geraldo Alckimin também foi um alento para nós cariocas e fluminenses. São Paulo resiste! Que diferença! Atitude! Democracia!
    Dá vontade de continuar estudando, trabalhando e enfrentando o culto a ignorância da era “eu não sabia”. Parabéns, aos cidadãos paulistas e feliz 2011 a todos!

  510. ISIDORIO

    -

    01/01/2011 às 14:32

    Ricardo Setti fique tranquilo ,pois nem JESUS CRISTO agradou a todos, mas concordo com quase tudo que vc citou, só faltou vc falar da dívida pública, que o Gov. LULA varreu pra debaixo do tapete.

  511. Luiz Correia de Menezes

    -

    01/01/2011 às 14:32

    O Brasil é imenso. Os interesses são múltiplos. Não é possível atender todos. Cada Governo carrega uma “tocha” no tempo. Uns andam rápido outros mais devagar. Todos foram importantes para um número de brasileiros. Eu gostaria de ver uma maior participação das Indústrias nacionais no domínio da tecnologia moderna para gerar mais empregos qualificados e menos esmolas. A coluna mostra fatos ocorridos, os quais agradam uns e desagradam outros, como tudo na vida. Dilma é um fato concreto e desejo sorte na empreeitada.

  512. Nelo de Carvalho

    -

    01/01/2011 às 14:31

    Dá para ver que a Veja e os seus Jornalistas têm um discurso padronizado de tudo que eles acham o que é bom e mau. O discurso é sempre o mesmo, repetitivo, uma padronização que supõe que o leitor é um idiota, estúpido e reacionário. Além de tudo, um cidadão retrógado de extrema direita.

    Chegar ser cansativo, o discurso que essa gente tem sobre, por exemplo, Cuba, Iraq, Venezuela e o que eles acham não se enquadrarem no chamando mundo democrático, fazendo acreditar ao leitor que a única e a pura democracia que existe é aquela traçada pelos parâmetros norte americanos. Mas infelizmente é uma pena acreditar que existem milhares de brasileiros ou até milhões que acreditam nessa visão estúpida que os Jornalistas da Veja tem sobre o Mundo e daquilo que eles acham não se enquadrarem aos parâmetros de seus patrões.

    É uma pena ver que nesse meio de informação, a Veja, a intelectualidade tem um nível muito baixo, onde tudo vale a pena: como mentir, enganar as pessoas e difamar.

    Com relação ao PT e Lula, mesmo sendo tudo aquilo que o Jornalista diz ser, hoje o PT é o maior partido do Brasil, um verdadeiro partido de massas que conquistou a maioria da população Brasileira, e as provas estão aí. 12 milhões de votos de diferença, maioria no Senado e na Câmara. Quem é a Veja e onde tira suas referências para dizer que tudo está errado e perdido?

    Por último, sobre o Terrorismo, terroristas são aqueles que andaram apoiando ditaduras e promoveram golpes de Estados. O Italiano Batisti é um herói, sim, que vem fugindo das injustiças, acusado pelos resíduos de uma fúria e mentalidade que não superou o anacronismo de uma era e ideologia: o fascismo. Que é o que caracteriza a Veja no seu modo de informar os brasileiros e a classe media Paulista, tão ignorantes como os fascistas de 1964.

  513. gustavo

    -

    01/01/2011 às 14:30

    Setti: parabéns pelos textos sempre brilhantes e coerentes. Infelizmente a corrupção sempre existirá seja em governos de direita ou de esquerda. Permita-me discordar levemente, penso que o governador Cabral tem razão: Lula passará a história como o melhor presidente do Brasil até hoje. Abração e feliz 2011 !

  514. Roger

    -

    01/01/2011 às 14:22

    Pessoas como esse tal de “paulinho” que escreveu a mixórdia abaixo, representam, de forma escancarada e desavergonhada, o que há de pior no povo brasileiro.

    Suas palavras remetem ao que de mais asqueiroso ocorre nos meandros da sociedade e nos porões da politicalha nacional: a famigerada Lei de Gerson. O malfadado “jeitinho brasileiro”, levado às alturas por essa “lei”, (cujo bordão definitivo tem origem em uma propaganda de cigarros de 1976, protagonizada pelo meiocampista tricampeão de futebol Gérson de Oliveira Nunes) preconiza que o mais importante é “levar vantagem em tudo”. Infelizmente essa frase infame encontrou tamanha guarida nesta terra dos “espertalhões”, corruptos e sem ética, que quem não a segue é tido como “trouxa”, “bunda mole”. E a mentalidade doentia por trás de quem acha que isso deve ser seguido traz em si uma deficiência tremenda em compreender como funcionam as instituições, como funcionam as formalidades inerentes a um país sério e democrático de verdade. Algo que os seguidores desse “líder” desconhecem completamente. Aliás, chamá-lo de líder é algo tão irresponsável quanto ignóbil: um líder de verdade jamais seria levado por essa “lei” e jamais deixaria essa herança maldita, brilhantemente relembrada pelo Setti. Um líder de verdade, além de carismático, respeita as instituições, não se eleva – nem se enleva –
    acima de seu cargo e de suas atribuições e não atropela os predecessores, achincalhando-os com ilações precipitadas e mentiras deslavadas. Leia mais sobre grandes líderes como Churchill, Gandhi, Dalai Lama etc.. para entender o que de fato eles foram e fizeram.

    Para eles, bonito mesmo não é estudar, se formar, empreender, pagar seus impostos corretamente e em dia (e quantos impostos!!), obter acesso a crédito subsidiado para poder gerar emprego, riqueza e depois entregar ao país o produto com valor agregado. Bonito mesmo é ter um figurão – de preferência da Casa Civil – como ammigo e conseguir com ele um “esquema forte” para poder receber rios de dinheiro do governo (nosso dinheiro) com contratos que seguem regras que se aplicam para nós mortais – não para eles! Isso é mais do que vergonha. Isso é o assassinato da cidadania, da ética, da moral e dos bons costumes. Isso é o princípio do fim de uma sociedade e de um país. Mas ainda há tempo. A mudança tem de partir da célula-mater da sociedade: A Família! Somente quando pais e mães entenderem a importância que terá a extirpação dessa “lei” e de outras mazelas nacionais de suas vidas, então teremos realmente o início, a passos lentos, de um novo tempo.

    Para finalizar, cito o grande líder e estadista Winston Churcill:
    “A vida dá lições que só se dão uma vez”.

    Espero que nosso povo se lembre disso dentro dos próximos longos 4 anos.

  515. carlos d. Lara

    -

    01/01/2011 às 14:16

    LAMENTAVELMENTE, SÓ O TEMPO NOS DIRÁ O QUANTO DEIXAMOS DE ANDAR PARA FRENTE, NOSSOS PASSOS EM RELAÇAO AO MUNDO, FORAM PASSOS DE ANÓES, EMQUANTO O MUNDO AVANÇOU A PASSOS DE GIGANTE, FICAMOS NOS DIVIDENDO ENTREO NORTE E SUL- ELITE E POBREZA (isso mesmos ..pobreza) O BEM E O MAL…..COMO DIZIA UM MILITAR TEMPOS ANTERIORES
    “”"”"DE UM CARGO A UM ***** IGNORANTE, E VOCE VERÁ O QUANTO APARECERÁ DE PUXA SACO, BAJULADORES, E ATÉ PESSOAS TECENDO ELOGIOS CULTURAL AO TAL OCUPANTE DESSE CARGO..[é o nosso caso hoje….lamento!!!!)

  516. Berta Reel

    -

    01/01/2011 às 14:15

    Povo ignorante e cego! O diabo ofereceu toda riqueza ao Brasil, todo conforto, saúde, felicidades, lugar importante entre as potências do mundo, pediu pouco… votem em Dilma. Riqueza não é tudo no universo. Uma mulher que sequer acredita no Deus único e verdadeiro não poderia jamais chegar a presidencia de um país que já nasceu Terra da Santa Cruz. O governo petista vai fazer muitos brasileiros se afastarem de Deus. Setti omitiu o principal do legado de Lula-Dilma:
    a continuidade da mentira!

  517. Ceci Cardoso

    -

    01/01/2011 às 14:07

    Os adoradores dessa doença chamada petralhismo deveriam, antes de criticar o seu artigo, considerar que 44% dos votos válidos NÃO foram para a candidata do pt. E tem mais: façam uma continha simples, o pt deixou de levar quase 80 MILHÕES DE VOTOS de brasileiros que ainda têm vergonha na cara e NÃO SE CONFORMAM com tantos desmandos e descaso com o dinheiro público.
    Parem de defender este DESGOVERNO MALDITO, que só **** e NÃO FAZ!!!
    Esses índices de aprovação desse EX-presidente não passam de MUITA GRANA investida em publicidade enganosa, para ludibriar pessoas IMBECIS, que não enxergam um palmo à frente do nariz!
    É isso!

  518. maria mello

    -

    01/01/2011 às 13:58

    em compensação senti orgulho do discurso do nosso governador Geraldo Alkimim,que não fez como os demais que ficaram bajulando o Ex presidente.
    São Paulo é mesmo grande e independente.
    E nós paulistanos soubemos escolher o governador.
    feliz ano novo!

  519. Erika Bittencourt

    -

    01/01/2011 às 13:57

    Parabéns pelo texto. Um resumo importante para não esquecermos dos fatos, já que somos conhecidos como um povo sem memória. Precisamos deixar registrada a história que pessoas como este ex-presidente teima em passar a limpo. Mais grave: usando corretivo para apagar fatos que nos envergonham imensamente e retocar com maquiagem de péssima qualidade uma história marcada por escândalos, ignorância, arrogância e muita corrupção. É lógico que há fatos positivos nesta jornada de 8 anos que os críticos não descartam, pelo contrário, fazem questão de registrar, mas há também muito do que nos envergonharmos e isso não pode ser varrido para debaixo do tapete. Sinto muito ex-presidente! Os líderes são cobrados pelo que fizeram e pelo que deixaram de fazer!!!

  520. L.C

    -

    01/01/2011 às 13:53

    Setti,
    O ponto divergente é que essas instituições se auto desmoralizam com seus atos. Não é o Lula quem o faz. Pode-se dizer por esse seu raciocínio que Lula desmoralizou também o Serra por ex.
    O que Lula faz é apenas tocar no ponto fraco das instituições e dos partidos

  521. altamiro saraiva filho

    -

    01/01/2011 às 13:49

    Ainda bem que o esse molusco já vai……

  522. Oscar

    -

    01/01/2011 às 13:49

    Ricardo,
    nossa, a petralhada continua infestando os ambientes. Pela “qualidade” dos comentários dos canalhas você os atingiu em cheio. Pau neles, sem dó.

  523. Renato

    -

    01/01/2011 às 13:48

    E o dia de ficarmos livres do home chegou. Foi-se; nunca mais; suma; mude-se para cuba, venezuela, bolívia ou Irã ja que admira tanto os ditadores desses países. Pra completar, nada de ver a posse da sucessora. É melhor assistir o desenho do pica-pau….

  524. L.C.Cambraia

    -

    01/01/2011 às 13:42

    BRILHANTE……..

  525. ROBERTO MACEDO

    -

    01/01/2011 às 13:40

    ESSE PESSOAL DA DIREITA + A ARISTOCRACIA PAULISTANA
    NAO ACEITA O OBVIO.PSDB + DEM + O GLOBO + FOLHA + VEJA + ESTADAO, NAO ELEGEM MAS NADA NESSE PAIS.
    DIREITA NUNCA MAIS.

  526. Ariano

    -

    01/01/2011 às 13:40

    E sobre “popularidade” e aprovação:

    “Maioria” nada mais é do que a obviedade matemática/numérica que é. Se “maioria” fosse sinônimo de certeza da melhor escolha, os ganhadores de BBB / A Fazenda seriam sempre os mais éticos, corretos (Dado “Bato em mulher” Dollabela e etc…).

    Pensando em “maioria” na política: Collor, Tiririca e tantos outros exemplos cabais.

    Se nível de aprovação, se “maioria” fossem totalmente ligadas a ÉTICA, CORREÇÃO e a MELHOR escolha, tal argumento teria sentido. Como não é o caso, é apenas uma ladainha: “Ah, mas ele é aprovado por XX % da população”.

    Francamente? Não quer dizer nada além do óbvio.

    Ètica, precisão, lógica, verdade… Essas coisas sim importam.

  527. felício tolentino caldeira brant

    -

    01/01/2011 às 13:39

    Apenas complementando meu ponto de vista, diri que lula não “vai tarde”…NEM SIQUER DEVERIA TER VINDO !!!Quem conhece sua história, sabe que usou de má-fé ao cortar o dedo para aposentar-se, o que não acontece com outros que sofreram o mesmo problema (a legislação paga um determinado valor para cada dedo!), sendo que poderia continuar trabalhanndo (???)…Que sempre mentiu e compactupu com as prefeituras do pt, no tocante à coleta de lixo e transportes coletivos (propinas para os intermediários e o partido), usado pelos maniqueistas do partido para alcançar poderes! Que agora voltaram, na esperança de transformar em fantoche a eleita presidente que um dia sonhou comunizar o país!

  528. Ariano

    -

    01/01/2011 às 13:36

    Antonio e outros:

    “críticas superficiais e equivocadas”..? Leia ponto a ponto e tente negar tudo que o colunista aqui organizou.

    E o governo FHC teve seus “escândalos”? Claro. Agora, dá sequer pra começar a comparar a gravidade e a quantidade da imundície acontecida no governo Lula com FHC?

    Petistas adoram tentar NIVELAR: “ah, nós somos sujos, mas vocês também”. Sinto muito… Não dá pra comparar a muito superior gravidade e a intensidade da SUJEIRA em 8 anos de Lula com o que veio antes.

    Nivelar NÃO é possível. E os argumentos aqui colocados são FATOS, com muito pouca opinião/interpretação. E contra FATOS assim, só a ignorância para aliená-los ou a malícia/maldade para negá-los e distorcê-los.

    Infelizmente, coisa bastante típica do PT e desse governo Lula que – felizmente – acaba.

  529. run, dont walk.

    -

    01/01/2011 às 13:34

    é isso Setti. sem tirar nem por. as realizações são obrigação, pois é muito bem remunerado para fazer isso, e olha não deve ser tão dificil, vide o que fez quando deputado, NADA.

  530. marcio cardoso

    -

    01/01/2011 às 13:32

    84 % de aprovação é um tapa na tua cara e dessa revistinha .

  531. Aparecido de Sant' Anna

    -

    01/01/2011 às 13:29

    Li o se texto e fiquei admirado…..mesmo sem ser um eleitor do ex presidente Lula….pude perceber que o senhor não é de de longe imparcial…..É este realmente o papel da imprensa ou de um jornalista. Não lembro de comentarios tão agressivos na despedida o nosso ex presidente Fernando Henrique Cardoso e acompanho bem a politica,mesmo ele sendo um Exemplar presidente teve tanto tropeço…..Mas tqambem lembro que ele sempre se preservava….e colocava alguem pra falar em nome dele ….diria herança da ditadura militar…O maior erro do Lula é que em seu oito anos de governo errado ou certo ele sempre deu a cara a tapa e isto eu o addmiro….Não deixo de reconhecer os seus erros….Mas uma revista como veja….merecia um jornalista mais qualificado em suas opiniões…..penso.

  532. Ariano

    -

    01/01/2011 às 13:27

    Excelente. Obrigado por organizar tão habilmente e precisamente essa “herança maldita” deixada por Lula, apesar de seus óbvios méritos.

    Tão óbvios quanto os de FHC – mas esse, se depender apenas do PT e de Lula, será apenas um coadjuvante corcunda de nossa história. O que é um absurdo com FHC, com nossa história, com o povo brasileiro.

  533. capeta

    -

    01/01/2011 às 13:23

    Tem gente que ta fora da casinha. Lula nunca teve 90% de aprovação. As urnas mostraram que mesmo tem a máquina na mão. Metade da população não o quer. Quando os portugueses chegaram ao Brasil deram espelhos e bugigangas aos indios. Lula fez o mesmo.. e os indios de agora gostaram. Os EUA são melhores que nós porque tem instituições fortes. Com o Lula o Brasil deu marcha ré. O tempo dirá.

  534. adriano, PR

    -

    01/01/2011 às 13:22

    Já vai tarde esse BUFÃO

  535. felício tolentino caldeira brant

    -

    01/01/2011 às 13:22

    Em suma, amealhou os piores momentos da história brasileira, envergonhando RIO BRANCO, quando se intrometeu em assuntos como a tentativa de deflagrar uma guerra civil em HONDURAS, ou escudar o IRÃ contra a ONU! Amigo dileto de ditadores assassinos, enlameou nossa diplomacia, quando e em todas as vezes em que se travestiu, sem ter a mais ínfima capacidade para tanto, de diplomata, abraçando chavez, morales, irmãos castro…Foi, de fato, o mais ignorante,falso mentiroso presidente que o Brasil já teve!!! O que não compreendo, é o índice que apresenta de 87%, já que as urnas apontaram cerca de 50% de aceitação. Graças a falsidade de Marina, que ficou em cima do muro, após ser expurgada de um partido que reconheceu ser corrupto, mas do qual saiu após mancomunar, por anos a fio, com seus escandalos!

  536. José Maria

    -

    01/01/2011 às 13:20

    ***. Como podes falar de um homem que deu ao país um lugar de destaque no cenário mundial. “Ele é o cara!”. Sabe quem disse isso, ***? Graças a ele (Lula), o Brasil saiu do anonimato e hoje é ouvido por todos. Não foram os generais (detentores da liberdade/bem maior)que deram ao país tal destaque. Não foi aquele pedante da sociologia que o deu. Foi ele, um nordestino de quem a maioria duvidava. Foi ele, por quem a elite deste país torcia contra. O homem é quase uma unanimidade. Ele deu certo. Que pena, deves achar. Que pena, deve achar a elite *** na qual estás incluído. O bom, vocês acham, é quando paira o caos, e aí como solução a turma do “sabe tudo” propõe um letrado ***, tipo FHC. E aí, para a surpresa e desagrado da maioria, vem o dedo de Deus. Ele aponta para o nordeste e… Ah, como bom seria se o homem pudesse analisar as coisas segundo à luz da Divindade, deixando de lado sua ‘sapiência’ ***… Perdoa-o Lula, ele (Ricardo Setti) não sabe o que escreve.

  537. Celso

    -

    01/01/2011 às 13:19

    Não sou lulista. Abomino qualquer prática ilícita na condução de políticas públicas. Para mim os fins não justificam os meios. Porém, a maioria do povo brasileiro aplaude o “futuro ex-presidente” porque o mesmo deu a ele pão e circo. O povo sem educação não sabe reconhecer ou não quer reconhecer a falta de ética de políticos, desde que seus pratos estejam cheios. Não que seja necessário passar fome, mas, cobrar atitudes corretas é necessário. Mas, o medo de perder as benesses fez com que a maioria se calasse e achasse tudo normal. Acho que teremos de conviver por muito tempo com o Lula. Não se assustem se ele voltar em 2014.

  538. Antônio

    -

    01/01/2011 às 13:09

    Veja e seus colunistas encerram sua “cobertura” do governo Lula da mesma forma como começaram: com críticas superficiais e equivocadas. O Brasil precisou nesses oito anos de uma oposição séria e competente. A impressa poderia ter cumprido seu papel de fiscalização, mas veículos como VEJA tentaram fazer oposição, de forma rasteira e equivocada, o que só contribuiu para os altos índices de popularidade do Presidente que sai.

  539. Paulinho

    -

    01/01/2011 às 13:05

    Lula é esperto, inteligente e não importa o que vc, colunista, pensa a respeito. O importante é agradar a ‘massa’ e quem o apoia. Se o Diabo ‘subisse a terra’, depois de um longo papo com nosso ex, com toda a certeza o apoiaria e levaria ainda, o cargo de Ministro das Minas e Energia. Lula é um grande Líder, pois acredita em tudo que diz.

  540. jorge luis

    -

    01/01/2011 às 13:04

    agora é torçer para que a atual governante,não cometa tamanhas irregularidades a faça com voltemos a confiar nas nossas instituições,,,

  541. ygor valeriano cardoso

    -

    01/01/2011 às 13:01

    Um dia quem sabe e se a oposição fizer a sua parte,o Brasil ficará livre do PT e tudo de ruim que este partido representa para o país,com sua política de achaques, aparelhamento estatal, corrupção, dôsssies e toda a sorte de indignidades.

  542. ATENTO

    -

    01/01/2011 às 12:58

    -Faltou citar a “honrosa” atuação do Governo Brasileiro, na proteção do aprendiz de ditador hondurenho, o muy amigo Manuel Zelaya, que desmoralizou mais uma das nossas instituições, o Itamaraty.

    -Favor, Setti, faça um up-grade no texto e inclua mais erra desventura.

    Obrigado por sua visita e sua sugestão. Ricardo Setti está em férias e uma equipe do site de VEJA está moderando os comentários. A partir do dia 17, ele vai responder a comentários como o seu.

    Abraços

  543. Nogueira

    -

    01/01/2011 às 12:54

    Pena que o povão só assista aos jornais populares e estes nao ousam falar mau do governo tão abertamente e tão bem pautado em fatos, o povo só ve as cetas basicas e as bolas disso e daquilo, que inclusive foi criado no governo FHC com regras e com finalidade de dar assistencia a quem precisava e nao com fins eletoreiros como o governo Lula fez, parabens pelo texto.

    Nogueira

  544. Brasileiro de Luto

    -

    01/01/2011 às 12:53

    =
    =
    JÁ VAI TARDE, E QUE NÃO VOLTE, JAMAIS!!!!!!!
    -
    -
    Por falar em mal exepplo. Acabo de ver que a filha da Dilma vai desfilar com ela…. FAVAS PARA AS TRADIÇÕES… começamos muito bem!!!!!!
    -
    -
    DEPOIS DE LULA DESMORALIZAR OC ARGO, NADA MELÇHOR DO QUE A CONTINUIDADE, POR PARTE DA DILMA. Coneçou bem…


    ” SINTO VERGONHA DE MIM
    Sinto vergonha de mim, por ter sido educador de parte deste povo, por ter batalhado sempre pela justiça, por compactuar com a honestidade, por primar pela verdade, e por ver este povo já chamado varonil, enveredar pelo caminho da desonra.
    Sinto vergonha de mim, por ter feito parte de uma era que lutou pela democracia, pela liberdade de ser e ter que entregar aos meus filhos, simples e abominavelmente a derrota das virtudes pelos vícios, a ausência da sensatez no julgamento da verdade, a negligência com a família, célula-mater da sociedade, a demasiada preocupação com o ‘eu’ feliz a qualquer custo, buscando a tal ‘felicidade’ em caminhos eivados de desrespeito para com o seu próximo.
    Tenho vergonha de mim pela passividade em ouvir, sem despejar meu verbo a tantas desculpas ditadas pelo orgulho e vaidade, a tanta falta de humildade para reconhecer um erro cometido, a tantos ‘floreios’ para justificar atos criminosos, a tanta relutância em esquecer a antiga posição de sempre ‘contestar’, voltar atrás e mudar o futuro.
    Tenho vergonha de mim, pois faço parte de um povo que não reconheço, enveredando por caminhos que não quero percorrer…

    ” Tenho vergonha da minha impotência, da minha falta de garra, das minhas desilusões e do meu cansaço. Não tenho para onde ir, pois amo este meu chão, vibro ao ouvir o meu Hino e jamais usei a minha Bandeira para enxugar o meu suor, ou enrolar o meu corpo na pecaminosa manifestação de nacionalidade.
    Ao lado da vergonha de mim, tenho tanta pena de ti, povo deste mundo!
    ‘De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude. A rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto’. Rui Barbosa
    -
    -

  545. jose aparicio correa

    -

    01/01/2011 às 12:52

    Nossa todo mundo fala que a ve@ja é preconceituosa eu achava mas pensava assim eles são das elites é normal não gostar de pobres ,mas o preconceito de vocês chega a ser nojento sinceramente eu quero o pt + 20anos no poder e a imprensa golpista na lata do lixo.

  546. Daniela Lemes

    -

    01/01/2011 às 12:51

    tinha que extradita é você, *** esse texto retrata bem o rancor e despeito dessa oposição corrupta. o Brasil tem autonomia para tomar suas próprias decisões. não precisa seguir ordens de ninguém, muito menos de ditadores alienados, que acham que são donos do mundo.

  547. Claudia Pereira

    -

    01/01/2011 às 12:51

    Ricardo Setti, PARABENS!!! Voce conseguiu em um pagina resumir a pessima qualidade de Presidente que foi Lula. Temos que ter um Presidente para lidar com a riqueza do Brasil e nao um presidente que deixa claro que pobreza e orgulho. Falta de estudo e honrra

  548. GERALDO

    -

    01/01/2011 às 12:48

    Ricarto 7 tem legado importante, mas convive com inveja maldita.

  549. Carolina Souza

    -

    01/01/2011 às 12:47

    Lamentável tentar mudar o que pensam quase 90% dos brasileiros. Lula foi o melhor presidente do Brasil e deixa ótima herança.

  550. eduardo

    -

    01/01/2011 às 12:45

    Fique com suas conclusões que os outros 95% da populaçao não estão nem ai para o que o Sr. levantou. Na primeira parte, o que aconteceu de bom, tudo oi continuidade do anterior. Na segunda parte, nada citado das falcatruas do anterior. Escreves para ignorantes ou todos devem ler?

  551. Luiz

    -

    01/01/2011 às 12:43

    Ricardo Setti, ***. você faz parte daqueles 4% de inconformados e derrotados e, continuará.

  552. flavio alves

    -

    01/01/2011 às 12:41

    Excelente a visão do jornalista, fazendo um resumo da trajetória do presidente Lula. Creio que o presidente errou em confiar nos “mui” amigos.
    Obrigado.

  553. carlos nascimento

    -

    01/01/2011 às 12:02

    Grande Ricardo Setti,

    Sua estréia no primeiro dia do ano – 01/01/11 – é ANTOLÓGICA, o “molusco” desmoralizou quase tudo, a única coisa que êle jamais irá desmoralizar, são os neurônios brilhantes de gente como vc, que jamais se curvará, jamais irá ter calças arriadas, jamais venderá consciência, são jornalistas como vc que nos dão CORAGEM, de que nem tudo está “comprado” ou “vendido”, meu prezado amigo virtual, renovo minhas energias, e espero quem sabe um dia, transformar minha amizade virtual em uma fonte real de luminosas ESPERANÇAS.
    FELIZ ANO NOVO – A LUTA CONTINUARÁ FIRME E AVANTE !

    Carlos Nascimento.

    Olá, Carlos Nascimento. Agradeço em nome do Setti por seus simpáticos votos e palavras. Ele está de férias. A partir do dia 17, vai responder a comentários como o seu. Um grande abraço e um feliz ano novo, Domitila Becker

  554. Ellen Dastry

    -

    01/01/2011 às 11:41

    Ricardo. Você é um jornalista brilhante há anos, acho que nasceu assim, mas seu texto de hoje é superação. Fabuloso!!!! Sinto-mefansendo parte de sua análise e concordo plenamente com todos os pontos abordados. O “crustáceo” já vai tarde, muito tarde.

    Cara, Ellen Dastry. Obrigado por sua visita e seu comentário. Ricardo Setti está em férias. A partir do dia 17, ele vai responder a comentários como o seu. Um grande abraço, Domitila Becker

  555. Emilio

    -

    01/01/2011 às 11:27

    Saudações.
    Lavei a minha alma com este texto. Queria que todos os brasileiros pudessem ter acesso e entender.
    Melhor mesmo seria falar pessoalmente para este medíocre presidente todas estas palavras.

    Obrigado por sua visita, Emilio. Ricardo Setti está em férias e uma equipe do site de VEJA está moderando os comentários. A partir do dia 17, ele vai responder a comentários como o seu. Abração

  556. Mara Cardoso

    -

    01/01/2011 às 11:12

    Depois de tudo ,não me surpreenderia se Bin Laden estivesse confortavelmente instalado por aqui, e o Lula com certeza absoluta, diria” bem -vindo ,companheiro Bin, voce e teus chacais,tem guarida neste país”.Já vai tarde, só espero que não seja tarde demais.

  557. gaúcha indignada

    -

    01/01/2011 às 11:04

    Os últimos 8 anos foram marcados por desvios, descaminhos, taxa de sucesso, maracutaias, enfim um governo sem qualquer ética e dignidade. No ocaso de seu mandato (no apagar das luzes), o Luis da Silva negou a extradição do criminoso italiano Battisti. Malsinada decisão é ostensivamente afrontosa a todos os pricípios de Direito Internacional. O governo italiano deve cancelar, imediatamente, a cidadania obtida pela Marisa Letícia. QUE VERGONHA!!!!!!

  558. Zeca

    -

    01/01/2011 às 10:49

    Ricardo, bom 2011.
    Esqueceste de um problema gravíssimo e que poderá trazer sérios problemas talvez num futuro não tão distante:
    - jogou classe contra classe e regiões contra regiões.
    Esperemos que isso morra com a saída do irresponsável, mas é preocupante.


    Caro, Zeca. Obrigado por sua visita e seu comentário. Ricardo Setti está em férias e uma equipe do site de VEJA está moderando os comentários. A partir do dia 17, ele vai responder a comentários como o seu. Volte sempre!

  559. Almir Bohana

    -

    01/01/2011 às 10:42

    E já vai tarde.
    E tomara que não volte nunca mais,para o nosso bem.
    Estabilidade economica, crescimento do PIB, geração
    de empregos e outros tem influencia decisiva da
    iniciativa privada.
    Saúde, educação, transportes, saneamento básico, -
    corrupção, escandalos, politica internacional, des-
    respeito as leis e lotemento do governo mancharam
    a imagem de Lula.
    Lula não vai fazer falta. Analfabeto, ignorante,
    grosseiro e sem escrupulos deixa uma maldição para
    o Brasil. O que todo a mundo deve fazer é esquecer,
    de uma vez por toda, que tivemos um presidente chamado Lula.Ja vai tarde, com 4 anos de atrazo.

  560. anonimo

    -

    01/01/2011 às 10:08

    Muito bom o resumo da trajetória do Presidente Lula. Isso é História, esse é o legado que ele deixará para as próximas gerações.
    Uma série de maus exemplos – exemplos antidemocráticos.
    Talvez o pior presidente que o Brasil já teve. “E já vai tarde.”

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados