Blogs e Colunistas

13/01/2011

às 11:01 \ Política & Cia

Lula tem legado importante, mas deixa atrás uma herança maldita — e já vai tarde

(Publicado originalmente dia 1º de janeiro de 2011)

O presidente Lula encerra o mandato com uma decisão vergonhosa — a de não extraditar o terrorista e assassino Cesare Battisti para a Itália, como mandaria a legislação, o bom senso, o sentimento de justiça e as relações com um país amigo (leia post).

É como um escultor que dá seu toque final a uma obra. No caso, uma obra que o presidente parece ter perseguido com obstinação — a permanente tentativa de desmoralização das instituições. É esta a herança maldita, eivada de descaso moral, que transmite à nova presidente, Dilma Rousseff.

Lula deixa um legado positivo em realizações, que não se pode negar: a manutenção da estabilidade econômica que herdou dos antecessores Itamar Franco (1992-1995) e Fernando Henrique Cardoso (1995-2003), na qual se baseou o grande crescimento do PIB e a formidável geração de empregos ocorridos em sua gestão, ambos impulsionados por uma conjuntura internacional extraordinariamente favorável. E, entre outros aspectos louváveis, a marcante distribuição de renda, também estribada na “rede de proteção social” do antecessor FHC, que seu governo ampliou e aprofundou.

Em compensação, em matéria de herança maldita, o presidente que hoje deixa o Planalto…

* Viu seu governo ser tisnado por escândalos nos Correios, na compra de ambulâncias, na montagem de dossiês fajutos para prejudicar adversários, na transformação da Casa Civil em balcão de negócios.

* Desmoralizou o quanto pôde o Congresso Nacional, por meio de seu então braço direito, o chefe da Casa Civil, José Dirceu, que edificou um esquema de compra de apoio parlamentar, o mensalão, qualificado pelo procurador-geral da República como “formação de quadrilha”.

* Silenciou espantosamente diante da explosão do mensalão, para se pronunciar tardiamente dizendo-se “traído”, sem jamais apontar quem o traiu e por quê.

* Como parte do mesmo processo, fez composições com qualquer grupo político disposto a trocar apoio parlamentar por benesses governamentais, “não importando o quanto de incoerência essas novas alianças pudessem significar diante do que propunha, no passado, a aguerrida ação oposicionista de Lula e de seu partido na defesa intransigente dos mais elevados valores éticos na política”, como brilhantemente recordou o Estadão em editorial de 9 de setembro do ano passado. No saco de gatos governista o antes purista PT passou a conviver com o que há de pior na política brasileira, gente como José Sarney, Jader Barbalho, Renan Calheiros, Paulo Maluf e Fernando Collor.

* Envergonhou os brasileiros de bem quando comparou com bandidos comuns trancafiados em prisões brasileiras os dissidentes da ditadura cubana, e confraternizou com o ditador Raúl Castro no exato momento em que um deles morria em consequência de uma greve de fome.

* Envergonhou os brasileiros de bem estreitando laços com regimes ditatoriais, como os de Cuba ou do tenebroso Irã, ou com caudilhos autoritários como o venezuelano Hugo Chávez, e concordando em que o governo se abstivesse sistematicamente na ONU de condenar as violações de direitos humanos nesses países e em outros como a China, o Sudão e a Síria, aliando-se, na organização internacional, ao que há de pior em matéria de regimes autoritários.

* Desmoralizou as agências reguladoras, que deveriam ser órgãos técnicos e apartidários, para normatizar e fiscalizar áreas fundamentais da economia e da vida do país como o petróleo, as telecomunicações, a saúde pública ou a aviação, loteando-as entre políticos, cortando sua autonomia e reduzindo seus recursos no Orçamento.

* Desmoralizou o Tribunal Superior Eleitoral, zombando em público das sucessivas multas e advertências que recebeu por violar a lei ao fazer campanha para sua candidata à Presidência, Dilma Rousseff, em horário de trabalho e utilizando espaços e outros recursos públicos.

* Desmoralizou o Tribunal de Contas da União, ao apontá-lo seguidamente como entrave à execução de obras públicas nas quais a corte detectou problemas, e mandando seguir obras cuja paralisação havia sido determinada pelo TCU.

* Desmoralizou uma instituição que por décadas figurava entre as mais confiáveis entre os brasileiros, os Correios, aparelhando-0s politicamente e deixando que o que antes era um centro de excelência em ninho de corrupção.

* Desestimulou os brasileiros que se esforçam por estudar e avançar em seu progresso educacional, ao passar invariavelmente a impressão de orgulhar-se de não possuir um diploma universitário e de, mesmo podendo, não ter estudado além do ensino elementar.

* Desmoralizou com frequência a majestade do próprio cargo, transformando a figura do presidente em palanqueiro vulgar, encantado pela própria voz, proferindo uma catarata diária de discursos e frequentes e constrangedores disparates, que dividiu o país entre “eles” e “nós”, falou em “extirpar” um partido político legítimo, o DEM, e zombou do candidato da oposição à Presidência, José Serra (PSDB), quando este se viu envolvido em incidente provocado por baderneiros no Rio de Janeiro.

* Fez o possível para desmoralizar a História, ao martelar em seus discursos e, indireta e insidiosamente, na caríssima propaganda de seu governo, que o Brasil começou com sua chegada ao Planalto, há oito anos, quando “os brasileiros se reencontraram com o Brasil e consigo mesmos” — desconsiderando e desrespeitando o trabalho de antecessores, principalmente FHC, e agindo como se o que a propaganda oficial chama de “reencontros” não ocorresse em surtos desde, pelo menos, a Inconfidência Mineira (1789). E depois passando pela Independência (1822), a República (1889) e, mais recentemente, pelos anos JK (1955-1961), as esperanças suscitadas com a eleição de Jânio Quadros (1961), o “Brasil Grande” da ditadura militar, o extraordinário movimento das Diretas-Já (1983-1984), o surto de civismo que significou a vitória de Tancredo Neves no Colégio Eleitoral, em janeiro de 1985, e a comoção gigantesca que acompanhou sua morte, em abril do mesmo ano, o delírio otimista do Plano Cruzado (1986), o apoio ao Plano Real (1994) e a eleição em primeiro turno de FHC (ainda em 1994).

Nesse sentido, não importam seus índices de popularidade: Lula deixa uma herança maldita.

E já vai tarde.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado

556 Comentários

  • Miele L'Abbate*59 - San Paolo

    -

    4/11/2014 às 12:12

    JÁ vai tarde, Lulão. JÁ vai tarde, Dilmão. Os reais progressistas-capitalistas-sulistas já encontraram o Caminho-da-Paz-51. Viva 1117-Todos-Santos-SP = Dia da Libertação na Avenida Paulista. Parabens, 2.500 irmãos-bandeirantes = Honra-do-Solo-Pátrio = Terra-da-Prosperidade. Acqua a catinelle, na Represa da Cantareira. Oremos, Setti… Amen.

  • Leniéverson Azeredo

    -

    9/3/2014 às 9:42

    Zica Brasileiro, é aí que você se engana. O PT será varrido nas próximas eleições. Eu creio nisso.

  • Zica Brasileiro

    -

    30/1/2014 às 13:10

    Ela se reelegerá no 1º turno de 2014, e ele em 2018, pois não pode haver três turnos seguidos, é tão certo como este sol que nos ilumina.

  • VILELA

    -

    3/10/2013 às 22:50

    É o verdadeiro chefe da quadrilha (mensalão)

  • Eagel

    -

    25/4/2013 às 6:40

    A herança maldita continua. O homem “contamina” a presidente Dilma e temo que queira voltar mais adiante, em 2018. Ele se acha imortal e eterno, porque, afinal, a camarilha que o cerca considera-o “deus”, não é mesmo?
    Abração

  • Isayas

    -

    19/4/2013 às 14:09

    O DIABO QUE TANTO O AMA E O CONTRARIO QUE O CARREGUE!
    O que foi mostrado no excelente post e seus deleterios efeitos na sociedade por talvez 2 ou 3 gerações são incalculáveis, sabedores nós que por onde adentra o comunismo a destruição geral viceja abundantemente, sendo as legítimas pragas de gafanhotos apocalípticos.
    A mente de um revolucionario é como um caldeirão sempre a ferver – ele vive como um animal – do momento e da manutenção da barriga para baixo, bem sabemos que são materialistas e ateus e filhotes da ideias e métodos de ação do precursor dos genocidios Marx.
    E observe como os comunistas agem na farsa de “amor preferencial pelos pobres”, mas assim se comportam com os mais fracos, ideario de seu mentor:
    “As classes e as raças que forem fracas demais para dominar as novas condições de vida devem perecer.” (Marx and Engels On Britain, Progress Publishers 1953;Written: by Marx, March 4, 1853;First Published: in the New York Daily Tribune of March 22, 1853 and republished in the People’s Paper of April 16, 1853;Transcribed: by Andy Blunden)
    “Entre todas as nações e os grupelhos étnicos da Áustria, só houve três portadores do progresso, que desempenharam um papel ativo na história e que ainda retêm sua vitalidade – Os alemães, os poloneses e os magiares. Por esta razão, eles agora são revolucionários. A missão principal de todas as outras raças e povos – grandes e pequenos – é perecer no holocausto revolucionário.” (Engels, “Der Magyarische Kampf”; trans. as “Hungary and Panslavism” in Blackstock and Hoselitz: 59.
    Para os comunistas quanto mais o caos existir tanto melhor para a descontrolar uma sociedade batendo-se entre si a população, facilitar a dominação de um povo desagregado, como em mais ações de reduzir a 1/6 de penas a soltura dos presidios e proteger o PCC junior, os matadores até aos 18 anos, e que deverá ser bem relembrado em 2014.
    Para isso o PT aqui tem o seu MST braço armado rural e teria o PCC, conforme denuncias, o braço armado promotor do caos urbano, e os acima citados ensainado para se alistarem nas fileiras após a maioridade.
    Quem vota no PT compartilha de todas suas más ações patrocinadas, pois o PT-Lula-Dilma tem um discurso e outra prática prejudica a sociedade em geral e quem assim procede candidata-se a ser a próxima vítima da feroz bandidagem com explícito apoio oficial do governo PT!

  • Bruno

    -

    24/2/2013 às 9:30

    Temos que bater em Lula nas urnas e nas ruas! Chega de mentiras e distorçoes da realidade, proprias de um governo esquisofrenico. (desculpe a falta de acento)

  • Kitty

    -

    6/1/2013 às 9:57

    Bom domingo caro Ricardo,
    Este texto na época que foi postado, eu comentei que ele era antológico e que sempre serviria como consulta, e já podemos constatar a sua validade com o vários acontecimentos envolvendo o ex-presidente e o PT nestes últimos tempos. Como, por exemplo, os desdobramentos do escândalo do mensalão, impensáveis na época em que o texto foi postado;e não menos importante o vergonhoso caso Rosegate, onde o privado e o publico se fundiram numa coisa só.Lula parece que por causa da sua popularidade acha que tudo pode, que não tem limites e que o Brasil é uma mera extensão do seu quintal! Novamente, parabéns por este brilhante texto.
    Um abraço//Kitty

  • Theodor

    -

    21/11/2012 às 7:04

    Herança maldita, sim, sem a menor dúvida. E ele já foi tarde. Mas será que foi mesmo? Porque o ilustríssimo senhor nove dedos continua por aí, azucrinando a nossa paciência, enchendo os nossos ouvidos e o nosso saco, sem contar que não desce do cangote da pobre presidente Dilma, não deixa que ela governe sossegada. Esse cara é insaciável, se puder quer ser dono do mundo inteiro. Pelo amor de Deus…

  • Kleiton

    -

    13/11/2012 às 22:36

    Está na hora desta corja do PT ir para cadeia.

  • brenno fischer

    -

    29/9/2012 às 21:19

    A herança maldita de Lula está comprovada com o mensalão. Fora petralhas!

  • P. WAY

    -

    15/9/2012 às 0:35

    Tens razão em boa parte do que escreveste, mas foi só entrar um presidente que tivesse passado pelo mesmo “chão” que a maioria dos Brasileiros que o pobre começou a ser visto, esse homem tirou muita gente da miséria com os auxílios bolsas. Não só critique as coisas ruins, veja as coisas boas também! Ele pode até ser “analfabeto” mas te garanto que ele trabalhou com pessoas melhores do que ele a nível de conhecimento e não com analfabetos.

  • ari alves

    -

    11/8/2012 às 3:54

    Já foi tarde, esse miserável.

  • José C. Teixeira Mattos

    -

    31/7/2012 às 20:20

    Pois é, Setti, você tem toda razão: ele já foi tarde.

    Mas… será que o “cara” já foi, mesmo? Olha ele aí todo dia, falando que o mensalão não existiu e enchendo a pciência da presidente Dilma!

  • Annette

    -

    1/7/2012 às 18:53

    E se vai tarde… Hahahahaha, graças a Deus. Mas ele ainda anda assombrando por aí. Tchau, Lula, suma, vai embora, deixe a Dilma governar.

  • Eleitor desiludido

    -

    17/6/2012 às 3:26

    Ele é quem deixou a verdadeira herança maldita! O pior é que esse sujeito ainda pode voltar, meu Deus…

  • Descrente

    -

    16/6/2012 às 1:55

    Será que ele deixou mesmo para TRÁS a herança?… E a Dilma, não é manipulada pelo lulalato?

  • Odis

    -

    4/6/2012 às 22:57

    Pois é, Setti, ele já foi tarde — mas voltou! Não para de encher o nosso saco, mesmo depois de doente. O homem não sossega. E, conforme disse ao Ratinho, parece estar louco para pegar o lugar da presidente Dilma.

  • Fureaccilla

    -

    23/5/2012 às 13:45

    Meu medo é que ele volte. Regrediremos um século. Até prefiro a Dilma, juro.

  • Nilson de lima

    -

    9/4/2012 às 20:13

    e a “estória” da dívida externa… que fiasco … mas apesar de tudo ainda ainda acho que foi o período de maior crescimento econômico no brasil

  • Cláudia

    -

    16/3/2012 às 18:07

    Perfeito, verdadeiro, um espetáculo de escrita e realidade do que aconteceu com o Brasil sob os “devaneios Lula”.
    Pena que muitos brasileiros “não enxergam” a total incongruência (para não falar outra coisa) que foi o “Lula” da oposição e o “Lula” Presidente “todopoderoso”.

  • Marinho

    -

    9/3/2012 às 13:01

    Seu comentário é de muito mau gosto, caro Marinho, e assim sendo precisei deletá-lo.

  • bruno

    -

    22/2/2012 às 21:38

    Prezado Ricardo perdoem os esquerdistas apaixonados pelo lula, eles não sabem o que falam…..

  • Razumikhin

    -

    12/2/2012 às 19:59

    Não posso publicar comentário ofensivo como o seu, Razumikhin.

  • joeliton

    -

    17/1/2012 às 10:14

    É por isso que esse site tem tão pouca credibilidade na internet! Vocês nunca aprovam comentários contrários a opinião de vocês! É o único site de notícias(será, ou será manipulação?) que os comentários precisam de aprovação! A liberdade de expressão só vale para vocês, mas para o povo brasileiro não! Vocês omitem, calam-se! Hipócritas!

    Se não temos credibilidade, o que é que você veio fazer aqui?

    E, sim, todo site de respeito tem profissionais fazendo a mediação dos comentários, para que não se publiquem barbaridades, ofensas, manifestações racistas, palavrões etc.

    Excepcionalmente, estou publicando seu comentário ofensivo, que xinga um grupo sério de profissionais de omissos e hipócritas, com dois objetivos: 1) mostrar que publicamos, sim, comentários contrários — você escreveu grossa bobagem em sentido contrário porque não é leitor costumeiro; 2) mostrar o seu nível para os demais leitores.

  • Kitty

    -

    3/1/2012 às 23:36

    OHHH! meu Deus!! Como você escreve bem caro Ricardo! Esta resenha, sobre o legado de Lula, eu já escrevi aqui,é disse que era antológica. Uma consulta permanente para quem quer conhecer a trajetória do ex-presidente,seus acertos e os muitos,infelizmente, desacertos!Foi bom para mim voltar a re-ler muitos dos meus comentários, que na época tremia de medo de fazê-lo, mas, aos poucos, criei a coragem necessária, e ainda estou escrevendo alguns!Foi neste post que um grupo de pessoas que lhe querem bem,afastaram do blog os ignorantes e mal-caráter, que, aproveitando-se que VC estava de ferias,escreviam ofensas e desaforos á sua pessoa ou ao tema aqui postado!
    Foi muito prazeroso voltar e ler muitos dos comentários escritos na época!!!Um abraço da Kitty
    Agradecemos em nome do Ricardo Setti.
    Abraços,
    Equipe do blog

  • josé Ferreira de Farias

    -

    19/12/2011 às 1:38

    Críticas a VEJA devem ser dirigidas a seu diretor de Redação, por meio do email veja@abril.com.br

    Se bem que há leitores tão mentecaptos que não conseguem distinguir o que é a revista e o que são colunistas independentes que escrevem no SITE da revista.

  • Razumikhin

    -

    19/11/2011 às 19:22

    O legado importante de *ula foi ter seguido à risca a política de FHC. Isso criou as condições para que o país crescesse e distribuísse renda. Mas, em compensação, *ula deixa uma herança maldita – o aparelhamento petista do estado, a institucionalização da roubalheira do dinheiro público e a destruição da indústria brasileira.
    Foi um péssimo presidente, um péssimo exemplo para os brasileiros.

  • Marcelo Rocha

    -

    31/10/2011 às 20:56

    Que ironia, Setti!
    Uma pessoa que falou um monte de asneira ao longo de tanto tempo, corre o risco de parar de falar…

  • antonio

    -

    27/10/2011 às 1:27

    o texto é real parabens ,chega de promessas sindicais
    o país não aguenta pagar o preço , e não temos oposição os sindicatos negociaram com o governo lula com cargos e outras benfeitorias a nivel nacional.deus abençoe a presidenta que exonera os ministros herdaos do lula e mancham seu governo o ultimo com seu patrtido ongs e filiados aguardemos

  • brito

    -

    27/10/2011 às 1:22

    lula deixa um passado duvidosoprometeu dar calote no fmi e beijou bush e foi seu servo,prometeu governo socialista e se aliou a todos para manter a governabilidade e concordo com a matér presidenta da história de brasil fernando henrique cardoso q presente o plano real e os programas sociais

  • brito

    -

    27/10/2011 às 1:21

    lula deixa um passado duvidosoprometeu dar calote no fmi e beijou bush e foi seu servo,prometeu governo socialista e se aliou a todos para manter a governabilidade e concordo com a matéria do texto lula herdou tudo de bom um presentão do melhor presidenta da história de brasil fernando henrique cardoso que presente o plano real e os programas sociais

  • lbrito

    -

    27/10/2011 às 1:17

    a Presidenta dilma moraliza os escandalos de ministros e partidos feudos nanicos como pc do b que pode manchar a credibilidade de dilma

  • Capriccio

    -

    16/10/2011 às 20:51

    Adorei esse texto!

  • rossi

    -

    9/9/2011 às 22:53

    É LAMENTÁVEL TUDO O QUE ESTA AÍ.
    MAS É A MAIS ABSOLUTA VERDADE.
    MUITOS NÃO VÃO ACEITAR, CLARO A VERDADE DÓI!!!

  • Domingos dos santos

    -

    27/7/2011 às 13:53

    Muito interesante o artígo,gstaria de parabeliza-lo,porem também gostaria de dizer que discordo de parte da materia,pois de fato Lula foi um bom canidato no que diz respeito a parte economica,até ai tudo bem,porem quando tratamos de robalhera,ficamos condisonado apenas a dele,porque?resposta:porque foi a mais destacada na grande impresa,porque?porque ele embora não foi totalmene cntra o sistema virgente(capitalismo-neoliberalismo) e portanto a favor da elite,deixou de lado o rebaixamento total a elite e a o EUA,coisa que FHC,elogiado não o fez,prova é a questão da base de ALCANTRA(PERDOI-ME SE O NOME ESTIVE ERRADO,É AQUELA DO MARANHÃO),BEM COMO A APLICAÇAO DAS MEDIDAS NEOLIBERAL,QUE O FMI ditou para oi paises probre.em suma na minha opinião problema é:presisamo de uma revolução contra o sistema economico virgete de modoa a termina a desingualdade em nosso pais,bm como moralisa-lo,porem a elite não vai deixar.

  • JHONI

    -

    11/7/2011 às 21:42

    Seu comentário, contendo palavrão e não apenas críticas, que publicamos normalmente, sem qualquer problema, foi suprimido tendo em vista as regras de civilidade do blog. Veja o link
    http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/tema-livre/amigos-depois-de-mais-de-8-meses-de-blog-e-40-mil-comentarios-nao-havera-mais-asteriscos-comentarios-com-linguagem-inconveniente-serao-deletados-vejam-minhas-razoes-e-as-regras-para-comentarios/

  • frida berenstein

    -

    14/6/2011 às 12:19

    Leia-se o primeiro parágrafo da matéria, que explica a vergonha brasileira. Acho que logo mais precisaremos usar burka.

  • Eduardo Queiroz

    -

    11/6/2011 às 18:30

    Concordo plenamente com todo artigo, exceptuando quando diz que “Lula deixa um legado positivo em realizações…”. O que há de realização quando esse senhor apenas colhe os frutos do que foi plantado pelo governo FHC (que ele se opôs ferozmente quando estava na oposição) e se aproveita da situação econômica extremamente favorável à economia brasileira em relação às commodities (matérias-primas) vendidas pelo Brasil? O que ele plantou para o futuro que pudesse ajudar este novo governo petista ou mesmo as gerações futuras? O que deixou foi a corrupção, a tomada do poder pelo que há de pior na política (Sarney, Collor, Jader Barbalho, Renan Calheiros, etc., como menciona), a cupinização (aparelhamento) do estado e outras doenças graves…

  • Disraeli

    -

    9/5/2011 às 12:41

    Esperar o que de um indivíduo como esse. Ele deixou um grande legado, a desgraça da saúde, da educação, da segurança, a desmoralisação do País internacionalmente. Aí tem eleitores do pt que quando precisam de se socorrer de atendimento da saúde pública, reclama, no entanto continua votando na cambada do pt, com raríssima execções de alguns membros. Tristr País.

  • DIONISIO DAMIANI

    -

    29/4/2011 às 10:35

    Com certeza, vai tarde!!!
    O grande problema é resolver todo estrago provocado por ele, Lula! Está aí a copa, possivelmente inviabilizada pelo caos nos aeroportos, estádios, mobilidade urbana…

  • austin locksmith

    -

    8/4/2011 às 5:09

    I just couldnt leave your web page without telling you that I genuinely enjoyed the info you present to your readers..

  • M.A.S.

    -

    4/4/2011 às 8:45

    E que HERANÇA meu caro Ricardo Setti.E como ainda existe pessoas que acham que nada disso existiu. São cegos e são admiradores do tal PT.

    Pois é, Maura, e alguns resultados econômicos — para não dizer os morais — estão aí: inflação em alta, crescimento em queda, juros disparando, consumo caindo… E a Polícia Federal chega à conclusão de que houve, sim, uso do dinheiro público no mensalão, e que esse dinheiro financiou até o gerente-geral do lulalato.

  • SergioD

    -

    24/3/2011 às 16:53

    Ricardo, só agora li esse seu post. Discordo de muitas de suas críticas ao governo Lula. Com outras, como no caso Battisti, fecho com você. Bem, é a sua visão e quem sou eu para querer discutir, principalmente quando o assunto é o ex-Presidente.
    Dei uma boa passada pelos comentários, e fiquei impressionado com a profundidade dos debates. Um pena que estava de férias e não dispunha de tempo nem conexão internet muito boa, apenas pelo celular. Gostaria de parabenizar Wilsoleaks Alves e Carlos Cassaro por manter um debate de alto nível, cada um procurando duelar apenas com argumentos, sem agressões. Bem, alguns leitores não tem muita paciência para com as idéias discordantes, mas, no geral, o nível dos debates foi ótimo.
    No mais, concordo com a opinião do Pedro Moreira Lima. Copiando nosso ex-Presidente, nunca antes na história desse país um governo foi tão fiscalizado e cobrado pela imprensa. Nunca antes na história desse país vi a PF com tanta liberdade de ação. E nunca antes na história desse país vi a Procuradoria Geral da República com tanta independência, diferente de certa época em que algumas denúncias eram sumariamente engavetadas.
    Um abraço e mais uma vez parabéns aos leitores.
    PS: Ricardo, eu poderia sugerir ao Pedro Moreira Lima escrever um artigo sobre a história de seu pai para você publicar aqui no BLOG?

    Caro SergioD, em relação a seu PS, claro que sim!!! Abraço

  • Reginaldo Gadelha

    -

    22/3/2011 às 22:51

    Para mim esse indivíduo será lembrado sempre como o; lullalau.

  • acc

    -

    17/3/2011 às 15:54

    Foi tarde!homem que soube ser presidente!Deixa um legado terrível! Foi, talvez, o pior dos presidentes.O geverno mais corrupto do país, jamais visto na historia.foi tarde demais.

  • Wilsoleaks Alves

    -

    4/2/2011 às 7:35

    Senhor Setti
    Aqui neste mesmo post tive um embate com um leitor de nome Cassaro que se pautava unicamente pela retórica de seu colega blogleiro.
    Pois bem, agora que a Câmara hondurenha aprovou a emenda que possibilita à reeleição, onde ficam as justificativas para se expulsar um presidente eleito que pretendia unicamente fazer uma consulta popular que nem era sobre reeleição?
    A liberdade de imprensa não pressupõe apenas uma imprensa livre, mas o direito de livre expressão, baseado neste axioma pergunto-lhe Senhor Ricardo:
    ONDE?
    Está meu direito de questioná-lo sobre as matérias veiculadas em sua revista, em sua coluna e na de seus amigos, que influenciaram a tantas pessoas, e que posteriormente se revelaram falsas premissas?

    Seu direito está aí, na publicação de mais um comentário. E, na parte que me cabe, quando comecei o blog o caso de Honduras já havia saído de pauta e nem uma única vez comentei o caso Zelaya e suas consequências. Quanto ao direito de questionar meus colegas, peço que faça-o nas colunas deles.

  • Wilsoleaks Alves

    -

    3/2/2011 às 20:11

    Caro Wilson, você postou um comentário criticando duramente — e até passando dos limites — o Reinaldo Azevedo, colega aqui do site de VEJA. Não acho correto publicar.

    Peço que você escreva tudo aquilo para ele, tá?

    Abraços

  • Juju

    -

    17/1/2011 às 2:13

    De fato, com esta tragédia no Rio, só podemos nos solidarizar e lamentar as vidas perdidas tão bestamente…nessas horas nos lembramos o quanto somos frágeis…hoje estamos vivos, amanhã poderemos não estar mais…e, no final das contas, iremos todos para o mesmo lugar, não? Ricos ou pobres, letrados e iletrados, homens e mulheres…
    Infelizmente, era uma tragédia anunciada, mas que pouco foi feito para evitá-la…
    Quanto ao sr. WilsoLEAKS, não sei o que o senhor quis dizer com ficar “alardeando” o vasto currículo…como o senhor se referiu a mim diretamente, entendi que tal comentário também foi para mim, ou me engano? Nunca falei de meu currículo aqui, meu caro…nem acho que seja o caso…aqui eu apenas leio os ótimos artigos de Ricardo Setti, comento-os e só…já disse isso uma vez…e acredito ter sido educada com o senhor na medida do possível, já que o senhor me citou mais de uma vez…assim como também nunca o achei grosseiro ou deselegante, apenas um pouco cansativo em seus argumentos, visto que repetitivos…nada mais, nada menos…eu busquei rebater e brigar com aqueles que se aproveitaram da ausência do jornalista para agredirem sua reputação com palavras grosseiras, de baixo calão…nunca foi o seu caso…e só passei a responder ao senhor, pois citou-me diretamente…
    Se essa coluna serviu, ao menos, para que o senhor tentasse abrir a cabeça e a mente para novas ideias e argumentos, já lucramos com esse debate…
    Desejo-lhe tudo de bom…

  • roberto stone

    -

    16/1/2011 às 23:54

    Caro Ricardo,
    De fato, Lula teve acertos e desacertos e por certo cometeu muitos erros, mais do que os você enumera neste post. Mas ele não foi tarde. Foi na data marcada. Mesmo com seu recorde de popularidade jamais visto, teve que dar lugar à sucessora. Ruim teria sido a prorrogação do seu mandato ou uma nova tentativa de reeleição. Viva a democracia.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados