Blogs e Colunistas

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Nova pesquisa

candidatos

Em campanha

O Ibope acaba de registrar uma pesquisa presidencial que tem tudo para incendiar mais ainda a corrida eleitoral.

Será a primeira pesquisa feita após eventos importantes da campanha. As entrevistas serão realizadas no final de semana e a divulgação está prevista para a noite de terça-feira, no Jornal Nacional.

A pesquisa captará a emoção do enterro de Eduardo Campos, a polêmica entrevista de Dilma Rousseff ao Jornal Nacional, o lançamento oficial da candidatura de Marina Silva e os primeiros programas eleitorais na TV.

E certamente balizará o debate entre os presidenciáveis, marcado para terça-feira, na Band.

Nesta semana, alguns institutos têm feito pesquisas por encomendas de bancos, todas elas não registradas e, portanto, sem permissão para serem divulgadas.

Todas as que vazaram para as campanhas de Dilma e de Aécio Neves, no entanto, deixaram as cúpulas de ambas muito, muito preocupadas.

Por Lauro Jardim

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Tô fora

Programas na TV começam em agosto

O eleitor tem o controle

O início da campanha eleitoral na TV é sempre muito aguardado por candidatos e partidos, que gastam rios de dinheiro com propaganda e fazem alianças de olho no tempo de exposição na TV. Os programas são vistos como divisores de água dentro dos comitês de campanha. Não foi diferente com as propagandas que começaram hoje às 13h.

O eleitorado brasileiro, no entanto, já desinteressado nas eleições, mostra que não está disposto a assistir o desfile de candidaturas minuciosamente planejado.

Aos números: às 12h59, imediatamente antes do início da propaganda obrigatória, Globo, Record e SBT marcavam 8, 7 e 5 pontos, respectivamente, de acordo com dados prévios do Ibope para a Grande São Paulo.

Entre as 13h e as 13h50, quando o horário eleitoral terminou, a Globo e Record passaram a marcar 5 pontos cada, o SBT 3 pontos, a Band 2 pontos e a Cultura apenas 1 ponto.

Em comparação com a audiência que as TVs abertas registraram na Grande São Paulo ontem, no mesmo horário, tem-se o seguinte quadro: a Globo caiu 52%; a Record perdeu 30%; o SBT caiu 47%; e a Band, 40%.

E a tendência é cair ainda mais.

Por Lauro Jardim

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

22:33 \ Televisão

O ibope mais alto

 

JN: Dilma na frente

JN: Dilma na frente

A entrevista de Dilma Rousseff ao Jornal Nacional de hoje rendeu à Globo 27 pontos de audiência, de acordo com números do Ibope para a Grande São Paulo. (O JN como um todo cravou 28 pontos, mas o bloco com a presidente alcançou um ponto a menos).

Dilma teve,  portanto, mais telespectadores ligados às suas respostas do que Aécio Neves e Eduardo Campos, que foram ao JN na  segunda-feira e terça-feira passadas. (leia mais sobre o ibope das entrevistas da semana passada aqui).

De qualquer forma, mais do que o Ibope de hoje, o que é tão importante quanto essa audiência é a colossal repercussão que a entrevista teve nas redes sociais desde a primeira  - excelente -pergunta feita por William Bonner, além dos trechos em vídeos que já circulam no YouTube.

 

Por Lauro Jardim

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Pesquisa Ibope

candidatos

Pesquisa Ibope antecipada

O Ibope quer antecipar para a última semana de agosto a pesquisa presidencial prevista, antes da morte de Eduardo Campos, para ser feita na primeira semana de setembro.

Por Lauro Jardim

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

10:59 \ Televisão

O ibope da tragédia

JN: ibope em alta

JN: ibope em alta

A edição de ontem, basicamente centrada na cobertura da morte de Eduardo Campos, fez subir um pouco a audiência do Jornal Nacional. De acordo com o Ibope, a média alcançou 26 pontos na Grande São Paulo.

O share, ou a participação do telejornal entre os aparelhos ligados, foi de 41% – ou seja, em cada cem televisores, 41 estavam sintonizados na Globo.

Na segunda-feira e na terça-feira, a média do JN ficou entre 23 e 24 pontos na Grande São Paulo ( leia mais aqui ).

No Rio de Janeiro, o JN cravou 33 pontos.

Por Lauro Jardim

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

O ibope de Eduardo Campos

Campos de olho nos evangélicos

Campos: ontem foi a vez dele

A entrevista de Eduardo Campos no Jornal Nacional de ontem registrou 23 pontos de audiência na Grande São Paulo, de acordo com números do Ibope. A  mesma audiência de Aécio Neves anteontem.

Por Lauro Jardim

terça-feira, 12 de agosto de 2014

7:32 \ Televisão

Repercussão colossal

Aécio: na bancada

Aécio: na bancada

A entrevista ao Jornal Nacional ainda é um dos momentos mais importantes da campanha. Mas já foi mais. A entrevista de Aécio Neves de doze minutos ontem ao JN registrou vinte pontos, de acordo com números prévios do Ibope para a Grande São Paulo.

Há quatro anos, a entrevista de José Serra, nas mesmas condições, rendeu 32 pontos. Em 2006, a audiência do candidato tucano à presidência, Geraldo Alckmim foi de 49%.

Ainda assim, ressalte-se, é uma aparição que repercute nas redes sociais mais do que qualquer ato de campanha. E qualquer escorregada de um candidato pode fazer um estrago monstro para sua campanha. Neste sentido, Aécio passou no teste.

(Atualização, às 13h23: no resultado consolidado do Ibope, a audiência subiu. Deu 23 pontos na Grande São Paulo. No Rio de Janeiro, a entrevista registrou 30 pontos)

Por Lauro Jardim

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

11:39 \ Televisão

Em alta

Aguinaldo: viés de alta

Aguinaldo: viés de alta

Com duas semanas no ar, Império continua com audiência em alta. A novela de Aguinaldo Silva, bateu ontem seu recorde no Rio de Janeiro (39 pontos) e igualou sua melhor marca em São Paulo (35 pontos), de acordo com o Ibope.

Por Lauro Jardim

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

6:36 \ Televisão

Dois vices

SS: motivos para sorrir

SS: motivos para sorrir

O clima não tem como andar agradável nos corredores da Record. Em julho, pelo segundo mês consecutivo, o SBT está empatado com a Record no segundo lugar. Ambas as redes registraram cinco pontos de audiência na audiência nacional (o PNT) de 7h às 24h, segundo o Ibope.

Corresponde a 13% de participação quando considerados apenas os televisores ligados (o share),

A Globo tem o triplo de cada uma de suas concorrentes diretas: dezesseis pontos, com 41% de share.

No horário nobre, de 18h às 24h o SBT também encostou na Record. Subiu de seis pontos para sete pontos, com 12% de share, e empatou com a emissora de Edir Macedo. A Globo manteve em julho a sua audiência de junho – ou seja, 24 pontos com 45% de share.

(Atualização às 17h02: a assessoria do SBT entrou em contrato para informar que no período marcou 5,2 pontos de audiência contra 5,1. O Radar usou o critério de arredondamento das casas decimais para informar o empate com a Record).

Por Lauro Jardim

Pista de pouso

Pista de pouso: mexeu com a popularidade de Aécio?

Pista de pouso: mexeu com a popularidade de Aécio?

Desde ontem, o Ibope está nas ruas para mediar a temperatura da sucessão presidencial, numa pesquisa encomendada pela Globo. Servirá, sobretudo, para medir se houve (e o tamanho do) estrago que o caso do aeroporto de Cláudio produziu na candidatura Aécio Neves.

Tucanos garantem que, por pesquisas internas, nada mudou. Petistas, também se dizendo de posse de “pesquisas internas”, garantem o contrário.

De acordo com o registro da pesquisa no TSE, as 2506 entrevistas serão feitas até quinta-feira, que deve ser a data provável de sua divulgação no Jornal Nacional.

Por Lauro Jardim

terça-feira, 29 de julho de 2014

Cinco pesquisas

Presidenciáveis

Novos números do Ibope

A Globo pagou 443 948 reais ao Ibope para saber como anda o humor do eleitor em São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Minas Gerais e Distrito Federal. As cinco pesquisas, que serão divulgadas amanhã, foram registradas no TSE na sexta-feira passada.

Entre sábado e o dia da divulgação, serão entrevistados 1 512 paulistas, 1 204 fluminenses, 1 204 pernambucanos, 1 512 mineiros e 1 204 brasilienses. Os eleitores responderam sobre candidatos aos governos estaduais, ao Senado e à Presidência da República.

Por Lauro Jardim

domingo, 27 de julho de 2014

Ibope no topo

presidenciaveis

Presidenciáveis de olho nas pesquisas

A campanha mal começou e 560 pesquisas eleitorais registradas no TSE já movimentaram 13,2 milhões de reais desde janeiro. Somados, os institutos de pesquisa receberam 7,9 milhões de reais de contratantes e gastaram 5,3 milhões reais quando decidiram ir a campo por conta própria.

O Ibope, que negocia a venda do seu setor e pesquisas eleitorais, é o líder em recebimento de recursos — 2,4 milhões de reais.

Por Lauro Jardim

quarta-feira, 23 de julho de 2014

18:22 \ Governo

O alívio de Mercadante

Mercadante: chefe da Casa Civil de fato

Mercadante: todo contente

Aloizio Mercadante não esconde o alívio hoje. O motivo: o resultado da pesquisa do Ibope, divulgada ontem.

Nem tanto pelas prospecções de primeiro turno, que mostraram números bem semelhantes aos do Datafolha, veiculados na semana passada.

No confronto com Aécio Neves, segundo o Ibope, Dilma venceria por 41% a 33%. A margem dá alguma folga aos petistas em comparação aos dados do Datafolha, que apontaram Dilma com 44% e Aécio, 41%.

Com quem falou hoje Mercadante comemorou o resultado. Não por acaso. As últimas horas antes de vir a público o último Ibope foram de alta tensão no Palácio do Planalto.

Mercadante e a cúpula da campanha de Dilma temiam uma nova pesquisa mostrando Dilma e Aécio colados num eventual segundo turno.

Por Lauro Jardim

sexta-feira, 18 de julho de 2014

O novo Ibope

presidenciaveis

Pesquisas até as eleições

A partir de agora, a sucessão pega fogo, e as pesquisas  de intenção de voto para presidente comandarão parte do espetáculo. Ontem, teve Datafolha. Na semana que vem, Ibope. E assim sucessivamente até as eleições.

Isso sem contar os institutos menores ou – há uma centena deles por aí – aqueles com credibilidade zero, mas que serão usados por políticos para fazer barulho com números sem sentido, seja no horário eleitoral, seja na internet.

Os pesquisadores do Ibope entram em campo hoje e fazem entrevistas até terça-feira. A Globo deve divulgar os resultados no Jornal Nacional de quarta-feira ou quinta-feira. Serão feitas 2002 entrevistas. A pesquisa custará 170 000 reais à Globo.

Por Lauro Jardim

terça-feira, 15 de julho de 2014

6:37 \ Televisão

Bom ou ruim?

Ibope alto ou baixo?

Ibope alto ou baixo?

A estreia de O Rebu, ontem, registrou uma audiência de 23 pontos na Grande São Paulo, de acordo com números prévios do Ibope (No horário, SBT, Record e Band marcaram somadas quinze pontos). Uma audiência boa ou ruim?Há argumentos para os dois lados.

É boa se a Globo considerar que nas últimas quatro noites de segunda-feira, com Tela  Quente, a audiência média foi de dezoito pontos. – e isso num período que o Ibope andou mais alto que o de meses anteriores, por causa da Copa.

É  um ibope fraco, porém, se o parâmetro forem as estreias das últimas novelas da faixa das 23 horas: Saramandaia e Gabriela, exibidas em 2013 e 2012, respectivamente, cravaram 27 pontos em suas estreias; O Astro , de 2011, alcançou 28 pontos.

(Atualização às 15:37: o número consolidado da estreia de O Rebu na Grande São Paulo foi de 24 pontos)

Por Lauro Jardim

domingo, 13 de julho de 2014

19:34 \ Futebol

O Ibope da final

Argentinos invadem Maracanã

Argentinos invadem Maracanã

A audiência da vitória da Alemanha sobre a Argentina hoje rendeu números semelhantes à goleada da Holanda contra o Brasil ontem.

Os dados prévios do Ibope mostram que na Grande São Paulo a Globo manteve a liderança com 29 pontos, contra oito da Band. Record e SBT não transmitiram a partida e obtiveram três e quatro pontos, respectivamente.

A final da Copa da África do Sul, entre Espanha e Holanda, em 2010, registrou 31,7 pontos de audiência para a Globo e 7,6 para a Band.

O passeio alemão em cima do Brasil, na semana passada, deu à Globo 34 pontos e dez à Band.

Nas demais praças a audiência do jogo de hoje no Maracanã ficou assim:

RJ – 33 pontos com 57% de participação, um crescimento de +15 pontos ou +85% em relação à faixa horária.
A Band bateu quatro pontos, a Record três e o SBT também três.

BH – 29 pontos com 59% de participação, um crescimento de +16 pontos ou +128% em relação à faixa horária.
Band e Record ficaram com quatro pontos cada e o SBT, três.

DF – 36 pontos com 62% de participação, um crescimento de +20 pontos ou +128% em relação à faixa horária.
Band e Record com três pontos e SBT com seis.

Recife – 38 pontos com 60% de participação, um crescimento de +22 pontos ou +138% em relação à faixa horária.
Band, Record e SBT somaram cinco pontos cada.

Por Lauro Jardim

sábado, 12 de julho de 2014

19:14 \ Televisão

O Ibope da nova goleada

Nova derrota brasileira

Nova derrota brasileira

A despedida do Brasil na Copa das Copas registrou uma audiência compreensivelmente mais baixa que a média dos outros jogos da seleção.

De acordo com números prévios do Ibope para a Grande São Paulo, Brasil X Holanda rendeu à Globo 29 pontos e à Band oito pontos. De qualquer forma, foi um ibope alto, do tamanho do sofrimento da torcida. Record e SBT, que não exibiram o novo fiasco, cravaram três pontos e dois pontos, respectivamente.

Nas partidas anteriores do Brasil, o ibope médio foi de 35 pontos à Globo e dez pontos à Band.

Nas outras grandes regiões metropolitanas, os resultados foram esses:

RJ –  Globo:32 pontos com 58% de participação, um crescimento de +16 pontos ou +98% em relação à faixa horária.  Band 5 pontos, Record 3 pontos e SBT 3 pontos.
BH – Globo: 31 pontos com 62% de participação, um crescimento de +17 pontos ou +120% em relação à faixa horária.. Band 4 pontos , Record 3 pontos  e SBT 3 pontos.
DF –  Globo:38 pontos com 66% de participação, um crescimento de +24 pontos ou +175% em relação à faixa horária. Band 4 pontos ,  Record 2 pontos  e SBT 2 pontos.
Recife – Globo: 40 pontos com 66% de participação, um crescimento de +19 pontos ou +89% em relação à faixa horária.  Band 4 pontos, Record 4 pontos  e SBT 2 pontos.
(Atualização: os números consolidados de São Paulo e Rio foram respectivamente 31 e 33  pontos)
Por Lauro Jardim

quarta-feira, 9 de julho de 2014

17:48 \ Televisão

Excelente terça-feira, mas…

Globo: ibope da Copa

Globo: melhor terça-feira do ano

Com a exibição do histórico jogo de ontem, a Globo alcançou a maior audiência do ano numa terças-feira na faixa horária das 7h às 24h em São Paulo. De acordo com o Ibope, a Globo alcançou dezenove pontos e 42% de participação. No Rio de Janeiro, registrou 23 pontos e 51% de participação.

Um recorde para os padrões da TV aberta em 2014. Mas longe das médias de poucos anos atrás. Em 2008, por exemplo, a audiência nacional da Globo entre 7h e 24h foi dos mesmos dezenove pontos – e sem a Copa para vitaminar a audiência.

Por Lauro Jardim

terça-feira, 8 de julho de 2014

18:50 \ Futebol

O ibope do vexame

brasil alemanha]

O teto é 34 pontos

O histórico Brasil X Alemanha registrou uma audiência em linha com os outros jogos do Brasil desde o início da Copa.

Aos números: de acordo com dados prévios do Ibope para a Grande São Paulo, a partida rendeu 34 pontos à Globo e dez pontos à Band.  (SBT e Record, que não exibiram a partida, cravaram dois pontos cada). A audiência apenas do segundo tempo foi de 32 pontos.

Há quatro anos, o jogo do Brasil contra a Holanda pelas quartas de final da Copa da África do Sul,  o último da seleção em 2010,  rendeu à Globo 45 pontos e à Band, onze pontos.

Nas outras grandes regiões metropolitanas foram esses os resultados de audiência:

*RJ – 39 pontos com 65% de participação, um crescimento de +21 pontos ou +112% em relação à faixa horária da Globo.
Band fez 6 pontos. SBT, 3 pontos. Record, 1 ponto.

*BH – 34 pontos com 66% de participação, um crescimento de +17 pontos ou +102% em relação à faixa horária da Globo.
Band fez 5 pontos. SBT, 2 pontos. Record, 1 ponto.

*DF – 39 pontos com 68% de participação, um crescimento de +21 pontos ou +120% em relação à faixa horária da Globo.
Band fez 4 pontos. SBT, 3 pontos. Record, 2 pontos.

*Recife – 41 pontos com 73% de participação, um crescimento de +14 pontos ou +55% em relação à faixa horária da Globo.
Band fez 4 pontos. SBT, 2 pontos. Record, 2 pontos.

Por Lauro Jardim

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Depois do Datafolha, o Ibope

presidenciaveis

Novos números só depois da Copa

Depois do Datafolha de hoje, a próxima fornada de pesquisas só surgirá depois da final da Copa. O Ibope irá a campo na segunda quinzena de julho para medir o pulso da corrida presidencial.

Por Lauro Jardim

sábado, 28 de junho de 2014

15:54 \ Televisão

O ibope de Brasil X Chile

Neymar: dificuldade em campo

Neymar: dificuldade em campo

Brasil X Chile registrou a menor audiência da Globo em jogos do Brasil desde o início da Copa. Aos números: de acordo com dados prévios do Ibope para a Grande São Paulo, a partida rendeu 34 pontos à Globo e dez pontos à Band.

Nas outras regiões metropolitanas o resultado para a Globo foi melhor:

Rio de Janeiro – 37 pontos com 71% de participação

Recife – 44 pontos com 75% de participação

Distrito Federal – 38 pontos com 70% de participação

Belo Horizonte – 35 pontos com 72% de participação

Por Lauro Jardim

segunda-feira, 23 de junho de 2014

18:54 \ Televisão

O Ibope da goleada

Felipão: plim-plim

Felipão: plim-plim

A goleada do Brasil sobre Camarões rendeu à Globo 36 pontos de audiência na Grande São Paulo, de acordo com dados prévios do Ibope.  A Band, que também exibiu a partida, cravou dez pontos.

São números semelhantes aos obtidos pelas duas emissoras no empate entre Brasil e México na semana passada. Record e SBT registraram dois pontos, cada.

Quatro anos atrás, a terceira partida do Brasil na primeira fase da Copa da África do Sul, às 11h  da manhã registrou na Grane São Paulo 45 pontos na Globo e doze na Band.

A audiência de hoje na Grande São Paulo foi na verdade o mais baixo entre as cinco principais praças da Globo. Eis os números:

São Paulo – 36 pontos com 60% de participação
Rio de Janeiro – 40 pontos com 69% de participação
Recife – 43 pontos com 78% de participação
Belo Horizonte – 37 pontos com 66% de participação
Distrito Federal – 37 pontos com 67% de participação

Por Lauro Jardim

sexta-feira, 20 de junho de 2014

8:03 \ Televisão

Mais telespectadores

Globo: ibope da Copa

Globo: ibope da Copa

Um informe interno que corre na cúpula da Globo faz uma detalhada radiografia do comportamento da audiência da emissora na primeira rodada da Copa 2014 comparado com a Copa 2010. E conclui que o resultado até agora é bom.

Baseado nos números do PNT do Ibope, que mede a audiência de quinze regiões metropolitanas e compõe a audiência Brasil, o estudo abarcou os dezesseis jogos da primeira rodada da fase classificatória.

A audiência domiciliar média da Globo foi de 22,4 pontos, dois pontos a mais do que a registrada no mesmo período da Copa de 2010. Foi um crescimento de 10%.

Em número de telespectadores, isso significa que a Globo foi assistida por 20, 4 milhões de pessoas contra 16,2 milhões em 2010 – um crescimento de 26% no público total.

Por Lauro Jardim

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Não mexeu

Dilma: à espera dos novos números

Dilma: à espera dos novos números

Quem na CNI teve acesso aos números da pesquisa Ibope a ser divulgada logo mais, às 9h30,com a intenção de votos da corrida presidencial (leia mais aqui) garante que a sessão de vaias e xingamentos à Dilma Rousseff não teve efeito  – positivo ou negativo – nos números que serão apresentados.

As 2002 entrevistas foram feitas até segunda-feira. Ou seja, nem o péssimo desempenho do Brasil contra o México anteontem influiu no resultado.

(Atualização, às 9h37: com a divulgação dos números, confirma-se que a sessão de xingamentos em nada alterou a popularidade de Dilma)

Por Lauro Jardim

quarta-feira, 18 de junho de 2014

15:03 \ Futebol

CBF 1 X 0 Fifa

 

Poder mantido na CBF

CBF: penca de patrocinadores

O Ibope Inteligência mediu, numa pesquisa inédita a ser divulgada nos próximos dias, o quanto as marcas patrocinadoras oficiais de Fifa e CBF são associadas pelo consumidor à Copa do Mundo e à seleção brasileira. É o chamado recall de patrocínio.

Entre fevereiro e maio, aqueles que associavam as patrocinadoras da Fifa ou da CBF à Copa do Mundo passaram de 37% para 42%. Uma lupa sobre esse crescimento mostra que os patrocinadores da CBF puxaram a alta: o reconhecimento passou de 40% para 47%. Já os da Fifa tiveram aumento menor, de 37% para 42% dos entrevistados.

Algumas marcas patrocinadoras são mais associadas à Copa que outras. A mais relacionada foi lembrada por 70% dos consumidores ouvidos pelo Ibope; a menos ficou com 20%. Não patrocinadores foram lembrados por 25% dos entrevistados em maio.

Por Lauro Jardim

Vaia em questão

Dilma: vaias no Itaquerão

Dilma: vaias no Itaquerão

A pesquisa do Ibope, encomendada pela CNI, que mostrará a intenção de votos na corrida presidencial  será divulgada na manhã de sexta-feira.

Não há nela qualquer pergunta específica sobre os xingamentos do Itaquerão, mas o resultado da pesquisa estará certamente contaminado pelo impacto do já célebre coro contra Dilma Rousseff.

Uma subida de Dilma será fatalmente atribuída, ao menos em parte, à vaia de quinta-feira passada; assim como uma nova queda no percentual de intenção de votos será lida da mesma forma.

Por Lauro Jardim

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Xingamento pesquisado

Dilma: os xingamentos pesquisados

Dilma: os xingamentos pesquisados

Os xingamentos dirigidos à Dilma Rousseff no Itaquerão ajudam ou atrapalham a presidente na corrida eleitoral?

Por encomenda da CNI, o Ibope está em campo desde sábado para aferir como está a corrida presidencial. Será a primeira pesquisa pós-vaia.

De acordo com o que o Ibope registrou no TSE, as 2002 entrevistas serão feitas até quinta-feira. Portanto, a divulgação dos números deve ocorrer entre quinta-feira e sexta-feira…

Por Lauro Jardim

sábado, 14 de junho de 2014

O Ibope do Rio

Cabral e Pezão: liderando no Senado e subindo para o governo

Cabral e Pezão: liderando no Senado e subindo para o governo

A nova pesquisa Ibope que verificou o pulso da corrida eleitoral no Rio de Janeiro, e será divulgada nos próximos dias, vai mostrar que a disputa está acirrada, tanto para o Senado como para o governo. Aos números:

Para o governo, Garotinho aparece com 18%, Marcelo Crivella com 16%, Pezão com 13%, Lindbergh Farias com 11%, Cesar Maia com 8% e Miro Teixeira com 1%.

Para o Senado, se as eleições fossem hoje Sérgio Cabral venceria com 26%, Romário seria o segundo colocado, com 22%, seguidos de Jandira com 20%.

A pesquisa foi encomendada pela Firjan.

Por Lauro Jardim

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Ibope para o Rio

candidatos Rio

Pesquisa durante a Copa

A Firjan quer saber como anda o humor do eleitor fluminense, mesmo com as indefinições que rondam os palanques de Luiz Fernando Pezão e Lindbergh Farias (leia mais aqui). Encomendou uma pesquisa ao Ibope, registrada ontem.

Foram entrevistados 1 024 eleitores entre o dia sete e a quarta-feira, 11. O resultado deve sair no dia 17.

Por Lauro Jardim

quinta-feira, 12 de junho de 2014

19:09 \ Televisão

20 pontos em quatro anos

Divisão da audiência

Divisão da audiência

A Copa é um bom exemplo para mostrar a queda de audiência da TV aberta. A Globo, na recém terminada partida Brasil X Croácia, registrou 35 pontos de audiência, de acordo com dados prévios do Ibope para a Grande São Paulo. A Band, que também exibiu o jogo, cravou oito pontos.

Há quatro anos, na estreia do Brasil na Copa da África do Sul, a Globo cravou 45 pontos e a Band, onze pontos. Uma queda de vinte pontos percentuais de uma Copa para outra.

Já àquela altura, a audiência da TV aberta estava sendo dividida com a TV paga. Agora, essa migração acentuou-se. Em 2010, dez milhões de residências possuíam TV paga; agora, são 18,5 milhões de domicílios.

Se a comparação for com a Copa de 2002 e 2006, a diferença chega a ser constrangedora: ali, a Globo alcançou 64 pontos e 65 pontos de audiência, respectivamente. Em 2014, pouco mais da metade disso.

Por Lauro Jardim
 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados