Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Usuário de internet pode ajudar no combate ao spam

Brasileiros que utilizam banda larga doméstica e softwares de gerenciamento de e-mails como o Outlook devem fazer alteração no programa

O Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) anunciou nesta quarta-feira a última etapa da campanha para a redução do envio de spams na web. Com o nome “Gerência da Porta 25”, o projeto pretende tirar o país do topo da lista dos maiores emissores de spams do mundo: de acordo com o The Spamhaus Project, o Brasil ocupa a sétima posição. O problema, contudo, atinge apenas usuários domésticos de banda larga que utilizam softwares de gerenciamento de e-mails como Outlook e Thunderbird, entre outros, e não costumam fazer as atualizações de segurança daqueles programas. Pessoas que utilizam serviços de webmail (leitores de e-mails como Gmail e Hotmail) não precisam se preocupar.

Leia mais:

Como funcionam as ameaças mais comuns da internet

O usuário é fundamental no combate ao spam. Ele deve realizar uma alteração nos softwares de gerenciamento de e-mail, bloqueando a chamada a porta 25 (conexão padrão utilizada pelos serviços de e-mail). Sem conhecimento do usuário, essa porta é usada por grupos de spammers que invadem o computador e espalham mais spams na rede. A atualização é importante porque, a partir de dezembro, as companhias de telecomunicações vão bloquear o tráfego proveniente de computadores que ainda utilizam a porta 25.

O usuário deve alterar o número da porta de saída do programa de e-mails de “25” para “587” como descrito a seguir. Acesse a opção do menu “Ferramentas” e clique em “Contas”: uma nova janela vai aparecer. Nela, selecione a aba “e-mail” e, na sequência, clique na opção “Propriedades”. Novamente, uma nova janela se abrirá. Clique sobre a aba “Avançado”. Para finalizar, altere o valor do campo “Números de porta do servidor: E-mails de saída (SMTP)” de “25” para “587” e clique em “OK” (confira a imagem abaixo). Agora, basta fechar o aplicativo e reiniciá-lo.

“É preciso deixar claro, que o foco da campanha são pessoas que utilizam máquinas e softwares antigos”, diz Eduardo Levy, representante dos provedores de infraestrutura de telecomunicações no CGI.br e diretor executivo do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil). Em caso de dificuldades na realização da alteração, o usuário deve entrar em contato com o provedor de e-mails para solucionar dúvidas. Também para auxiliar neste processo, o CGI.br disponibilizou o site http://www.antispam.br.

alteracao da porta de email alteracao da porta de email

alteracao da porta de email (/)