Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

No aniversário de 30 anos da web, criador diz temer ‘futuro disfuncional’

'Estou muito preocupado com a indecência e a propagação da desinformação', disse o cientista inglês Tim Berners-Lee, que inventou a rede mundial em 1989

Estrutura que deu cara à internet como é conhecida hoje, a world wide web, ou rede mundial de computadores ,completa 30 anos nesta terça-feira, 12 de março. Criado em 1989, o sistema permitiu o compartilhamento de textos, sons e vídeos por meio de endereços eletrônicos e navegadores de internet, ainda comuns nos dias de hoje.

O criador da world wide web, o cientista inglês Tim Berners-Lee, originalmente inventou a rede para que cientistas do CERN, a Organização Europeia para a Investigação Nuclear sediada na Suíça, pudessem compartilhar documentos de pesquisa. Nesta terça-feira, em entrevista à rede britânica BBC, o homem por trás do www pediu uma ação global para evitar que a rede mergulhe em um “futuro disfuncional” com problemas como o vazamento de dados, ataques cibernéticos e desinformação.

Berners-Lee destacou que as pessoas têm se dado conta de que suas informações podem ser “manipuladas” e lembrou o escândalo da empresa de consultoria britânica Cambridge Analytica, que recolheu dados de milhões de usuários do Facebook para supostamente ajudar a campanha do republicano Donald Trump nas eleições presidenciais de 2016 dos Estados Unidos.

“Estou muito preocupado com a indecência e a propagação da desinformação. Quando foi revelado o caso da Cambridge Analytica, as pessoas se deram conta de que as eleições podem ser manipuladas com a utilização de dados que elas mesmas forneceram”, declarou Berners-Lee.

Veja também

Além disso, o inventor da web publicou uma carta aberta indicando três áreas que ameaçam a rede hoje em dia, insistindo na atividade maliciosa como a pirataria cibernética e o assédio, nos modelos de negócio que premiam o ‘clickbait’ (termo para conteúdos compartilhados com “iscas” no título, para conseguir mais acessos) e em discussões polarizadas e agressivas.

Segundo o criador da world wide web, esses problemas poderiam ser contidos mediante novas leis e sistemas que limitem o comportamento na rede. “Necessitamos de cooperação na web com o governo, a população civil e agentes públicos que tomem decisões e atuem quando os interesses do setor privado ameacem os bens públicos”, opinou Berners-Lee.

(com EFE)