Clique e assine a partir de 9,90/mês

Gigantes da tecnologia fazem ‘home office’ a fim de evitar coronavírus

Depois de terem casos de funcionários infectados, Facebook, Google e Amazon dispensaram a vinda dos trabalhadores até seus escritórios

Por Da Redação - Atualizado em 6 Mar 2020, 18h54 - Publicado em 6 Mar 2020, 17h47

O Facebook e o Google, da Alphabet, recomendaram na quinta-feira (6) que seus funcionários na área da Baía de São Francisco trabalhem de casa para minimizar o risco de disseminação do coronavírus. O Facebook disse que está “recomendando fortemente que todos os empregados da área e funcionários temporários trabalhem de casa a partir de sexta-feira”.

A empresa de Mark Zuckerberg afirmou ainda que tem “tomado medidas para reduzir o risco do COVID-19” para funcionários, inclusive interrompendo visitas sociais aos escritórios do Facebook.

A Amazon, segundo a agência Reuters, seguiu Facebook e Microsoft e recomendou que seus funcionários de Seattle trabalhem de casa até o final do mês, depois que um dos empregados da gigante do varejo testou positivo para o coronavírus na terça-feira.

Um funcionário da Amazon que trabalhou no complexo de escritórios South Lake Union em Seattle e dois outros funcionários da empresa em Milão também foram infectados com o vírus. A Microsoft disse na quarta-feira (4) que alguns funcionários “essenciais” devem continuar indo para seus locais de trabalho e que a empresa seguirá as diretrizes do governo para desinfetar suas instalações.

Publicidade