Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Feira de tecnologia CeBIT abre as portas para público na Alemanha

Evento criado nos anos 70 deve atrair mais de 350.000 visitantes a Hanover

Por Da Redação
6 mar 2012, 08h20

Nesta terça-feira, a feira de tecnologia e telecomunicações CeBIT, que acontece em Hanover, na Alemanha, abre oficialmente suas portas ao público. Realizada em um espaço de 450.000 metros quadrados, o evento é conhecido por apresentar as últimas tendências para a indústria, além de oferecer ótimas oportunidades de negócios para as empresas do setor. Para a edição de 2012, o Brasil foi escolhido como país parceiro, o que significa que as iniciativas nacionais terão mais destaque no decorrer do evento – que termina no próximo sábado, dia 10.

A apresentação do evento aconteceu na tarde desta segunda-feira, e contou com a presença da presidente Dilma Roussef, que compareceu como convidada especial da chanceler alemã, Angela Merkel. Na ocasião, a presidente afirmou que a falta de tecnologia acentua a exclusão social e a desigualdade. “Seus benefícios não podem ser privilégio de poucos. O Brasil fez uma opção clara nos últimos anos por universalizar o acesso às tecnologias e estimular seu desenvolvimento no país”, disse.

A CeBIT surgiu em 1970, como parte da Feira de Hanover, voltada às diversas áreas da indústria. Devido ao grande sucesso, em 1986, seus organizadores optaram por criar uma apresentação separada apara as empresas TI. Durante a década de 90, quando aconteceu a famosa bolha da internet, o evento chegou a reunir mais de 850.000 pessoas. O público estimado para este ano é de aproximadamente 350.000 de atendentes.

Em 2011, a feira registrou a presença de 334.000 visitantes, atraídos pela febre dos tablets, smartphones e das TVs 3D – tema amplamente abordado durante a Consumer Electronics Show (CES) um mês antes. Para este ano, os temas principais da feira são a segurança na internet e a computação em nuvem – dois assuntos em alta devido aos ataques recentes realizados por grupos crackers, como o Anonymous.

Mais de 4.000 expositores de 70 países devem apresentar seus produtos e soluções para o mercado. O Brasil ainda tem uma participação tímida na CeBIT, com apenas 76 empresas, além de 20 organizações estatais e privadas.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.