Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Anonymous: documentário conta história do hacktivismo

Filme lota salas de exibição durante festival e é ovacionado pelo público

Por Renata Honorato, de Austin 14 mar 2012, 04h43

Se o objetivo de Brian Knappenberger era conquistar a simpatia da audiência através de uma visão romântica do grupo cracker Anonymous, certamente ele conseguiu. O filme WE ARE LEGION: The Story of the Hacktivists, parte da programação do South by Southwest (SXSW) deste ano, não só lotou as salas onde foi exibido, como deixou gente para fora.

Leia mais:

Começa o maior festival geek do mundo

Geeks do SXSW movimentam economia da pacata Austin

‘Google + não é uma rede social’, diz Vic Gundotra

Games ganham área especial em festival de tecnologia

‘A internet é o futuro da espiritualidade’, diz ator de ‘The Office’

Play, Android e Maps: as grandes apostas do Google

Jovens, loucos e conectados

Biz Stone, Al Gore, Sean Parker e o ativismo digital

Pinterest ganhará versão para iPad, diz cofundador do site

Continua após a publicidade

O filme, um dos selecionados para o festival de cinema de Sundance, em janeiro, conta em 89 minutos a trajetória do hacktivismo nos Estados Unidos, o surgimento do Anonymous, a participação do grupo na Primavera Árabe e o seu papel fundamental no movimento global Occupy. Baseado em entrevistas com atuais e ex-participantes do grupo, acadêmicos e ativistas digitais, o diretor buscou no documentário mostrar o Anonymous como um retrato contemporâneo da geração Y, que usa a internet para expressar seus anseios e decepções. A qualidade técnica na produção do filme é notável, bem como a escolha dos personagens. Para contrastar com o tema denso, Knappenberger apostou no humor e usou vários jargões característicos da comunidade digital, como meme, troll e LOL cat. O objetivo: conquistar a confiança desse nicho. A abordagem histórica de WE ARE LEGION não desaponta o público. Através de uma vasta investigação, o diretor conversou com membros do Cult of the Dead Cow e do Electronic Disturbance Theater, dois coletivos hackers fundados nas décadas de 80 e 90, respectivamente. O diretor também optou pela ordem linear dos acontecimentos, explicou o 4chan e abordou protestos recentes, cuja organização deu-se na rede. Embora alguns entrevistados tenham passado a imagem de imaturos – talvez tenha sido esse o objetivo de Knappenberger -, o documentário de forma geral é uma boa opção àqueles que tentam entender os movimentos sociais que nascem web. Não há previsões para a exibição do filme no Brasil. Mais informações em www.wearelegionthedocumentary.com. Assista a seguir ao trailer do documentário (em inglês):

Leia mais:

Começa o maior festival geek do mundo

Geeks do SXSW movimentam economia da pacata Austin

‘Google + não é uma rede social’, diz Vic Gundotra

Games ganham área especial em festival de tecnologia

‘A internet é o futuro da espiritualidade’, diz ator de ‘The Office’

Play, Android e Maps: as grandes apostas do Google

Jovens, loucos e conectados

Biz Stone, Al Gore, Sean Parker e o ativismo digital

Pinterest ganhará versão para iPad, diz cofundador do site

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)