Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Amazon investiga venda de dados confidenciais, segundo o ‘WSJ’

A companhia investiga se alguns de seus funcionários venderam dados confidenciais de clientes a companhias de terceiros, particularmente na China

Por AFP 16 set 2018, 22h01

A empresa americana Amazon investiga denúncias que indicam que alguns de seus funcionários venderam dados confidenciais de clientes a companhias de terceiros, particularmente na China, segundo informou neste domingo o jornal The Wall Street Journal (WSJ).

Segundo o jornal, que não deu números, funcionários da Amazon vendem dados internos e outra informação confidencial, geralmente através de intermediários, a comerciantes que vendem seus produtos no site da companhia americana.

  • Na Amazon, os clientes podem comprar produtos vendidos diretamente pela empresa junto com produtos de muitos outros comerciantes.

    A prática sob investigação é uma violação da política da companhia. Acontece particularmente na China, segundo o jornal, citando o exemplo dos intermediários em Shenzhen, que trabalham para funcionários do grupo vendendo informação sobre volumes de vendas por pagamentos que oscilam entre 80 e mais de 2.000 dólares.

    Consultada, a Amazon ainda não respondeu.

    Continua após a publicidade
    Publicidade