Clique e assine com até 92% de desconto

Por que a curva de casos sobe no país e a de mortes se mantém estável?

Maior conhecimento sobre a doença e aumento do número de testes estão entre as explicações para o fenômeno

Por Da redação Atualizado em 25 jul 2020, 19h07 - Publicado em 25 jul 2020, 18h37

Neste sábado, 25, o Brasil registrou 5.147 novos casos de Covid-19 e 1.211 mortes provocadas pela doença. Pelo critério da média móvel, calculada a partir da soma do número de casos e mortes nos últimos sete dias, dividida por sete, o país registrou no sábado 45.664 novos casos e 1.096 mortes.

Nos últimos dias, as curvas de casos e de mortes têm se comportado de forma diferente. Enquanto os novos casos vêm subindo de forma consistente, os registros de mortes seguem em um ritmo mais estável, ainda que em um patamar alto e preocupante. Qual a explicação para essa diferença?

Segundo os especialistas, uma das explicações está relacionada à curva de aprendizado sobre a doença. “Sabemos muito mais hoje sobre o vírus do que há alguns meses atrás, o que ajuda os tratamentos a serem mais eficazes”, afirma o infectologista Bruno Scarpellini.

  • Na soma de motivos que levam neste momento a um aumento maior de novos casos do que o do número de mortes, os profissionais de saúde também enfatizam o aumento do número de testes para Covid-19 entre a população. Ainda que a quantidade de exames no Brasil seja bem menor do que o ideal, houve uma evolução grande nesse campo. De acordo com o Ministério da Saúde, desde o início da pandemia, o Brasil ampliou em 869% a capacidade de realização de exames RT-PCR na Rede Nacional de Laboratórios de Saúde Pública.

    Continua após a publicidade
    Publicidade