Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Número de obesos cresce cada vez mais

Aumentou o índice de obesidade entre os americanos, segundo um relatório da fundação Robert Wood Johnson e do Fundo da Saúde dos Estados Unidos (TFAH, na sigla em inglês). O documento, divulgado na quarta-feira, mostrou que a obesidade entre adultos aumentou em 23 estados.

O relatório adverte para as doenças desencadeadas pelo excesso de peso, como problemas cardíacos, acidente vascular cerebral (AVC) e diabetes tipo 2, além do aumento dos gastos com saúde.

“Nossos custos com saúde estão aumentando junto com a nossa cintura”, disse o diretor executivo da TFAH, Dr. Jeff Levi. As crianças americanas também estão engordando: em 30 estados o número de jovens obesos e com sobrepeso é igual ou superior a 30%.

Além da preocupação com a saúde, Levi alertou para as complicações econômicas que o excesso de peso pode gerar. “Como iremos competir com os outros países se a nossa economia e força de trabalho está obesa e com a saúde debilitada?”, disse.

Objetivos – O governo americano traçou uma meta para tentar diminuir a taxa de obesidade no país. O ideal é que, no próximo ano, os estados reduzam para 15% o índice de pessoas obesas. Mas, de acordo com o relatório, isso não funcionará.

O Mississipi é o estado com maio número de pessoas com excesso de peso: 32,5% dos adultos e 44,4% das crianças. O Colorado é o único estado onde a taxa de obesidade adulta fica abaixo de 20%.

O documento da TFAH e da fundação Robert Wood Johnson adverte ainda que, devido a alta de preços dos alimentos, em especial dos nutritivos, a crise econômica pode aumentar o número de obesos. Além disso, o estresse, depressão e ansiedade também podem colaborar com o ganho de peso.