Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Exagerou na ceia? Conheça alimentos para desinchar

Retenção de líquido pode ser consequência de uma dieta com excesso de sódio. Para diminuir inchaço, o ideal é consumir comidas que estimulem os rins

Por Da Redação - 25 dez 2013, 05h20

A retenção de líquido pelo corpo pode ser consequência de problemas como alergias, doenças renais e moléstias cardiovasculares. Mas ela também é resultado de um motivo mais simples: a má alimentação, especialmente o consumo excessivo de sódio e álcool – frequente nas festas de fim de ano.

Ao ser ingerido, o sódio se deposita em diversas partes do organismo e suga a água, que vai parar nos vasos sanguíneos localizados logo abaixo da pele, resultando no inchaço e no aumento da pressão arterial. Segundo Celso Cukier, nutrólogo do Hospital Albert Einstein, o sódio pode demorar até três dias para ser eliminado do corpo. Enquanto está no organismo, cada grama é capaz de reter 200 mililitros de água. “É muita coisa”, diz o médico.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o consumo de, no máximo, 2 gramas de sódio por dia, o equivalente a 5 gramas de sal (40% do sal de cozinha é composto por sódio). Mas, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o brasileiro consome, em média, 12 gramas de sal por dia, ou 4,8 gramas de sódio, o dobro do recomendado pela OMS. “Pensando em celebrações como o Natal, em que comemos em grande quantidade de embutidos e enlatados, a ingestão de sal pode chegar a 20 gramas em um dia. Essa quantidade é capaz de reter de 1 a 2 litros de água no corpo”, diz Cukier.

Leia também:

Publicidade

Os alimentos campeões de sódio no Brasil

Eliminar esse líquido não é o mesmo que emagrecer. “Perder água, músculo ou osso diminui o peso do corpo, mas não significa emagrecimento. Emagrecer é perder gordura. Mesmo assim, certamente diminuir o inchaço faz com que uma pessoa se sinta melhor”, diz Luciano Giacaglia, endocrinologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Tudo que estimula o trabalho dos rins contribui para reduzir a retenção de líquido. É o caso de água, chás, vegetais e alimentos diuréticos. Praticar atividade física também ajuda. “Exercitar-se é a melhor maneira de aumentar o fluxo nas veias e vasos linfáticos, propiciando a eliminação do excesso de liquido”, diz Giacaglia.

Conheça alimentos que combatem o inchaço.

Publicidade

Fontes: Celso Cukier, nutrólogo do Hospital Albert Einstein; Henrique Suplicy, endocrinologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia (SBEM) e Metabologia e da Universidade Federal do Paraná; Luciano Giacaglia, endocrinologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Publicidade