Clique e assine a partir de 8,90/mês

Covid-19: Butantan inicia processo de registro da CoronaVac na Anvisa

João Doria anunciou que os primeiros documentos com dados sobre a vacina chinesa foram submetidos à agência para início do processo da análise

Por Da Redação - Atualizado em 2 out 2020, 16h43 - Publicado em 2 out 2020, 13h50

O governador do estado de São Paulo, João Doria, anunciou nesta sexta-feira, 2, que o Instituto Butantan registrou na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) a documentação para início da análise que poderá conceder o registro da vacina CoronaVac no Brasil.

“Os primeiros documentos já foram enviados pelo Instituto Butantan para iniciar o processo de análise e obtenção do registro da vacina contra o coronavírus“, disse Doria em coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira, 2.

Na terça-feira, 29, a Anvisa anunciou alteração da forma de recebimento de pedidos para liberação de vacinas para Covid-19. Desde então, as organizações envolvidas no desenvolvimento dos imunizantes contra o novo coronavírus podem enviar a documentação de forma fracionada, permitindo a aceleração do processo de revisão dos dados realizado pela Anvisa. O procedimento é chamado de “submissão contínua”.

LEIA TAMBÉM: Quando a pandemia apressa a ciência

Segundo Dimas Covas, presidente do Instituto Butantan, foram submetidos documentos disponíveis até o momento sobre o andamento dos testes clínicos da vacina CoronaVac.

“A meta é permitir que possamos agilizar, dentro dos protocolos científicos e absolutamente dentro do protocolo da Anvisa, e permitir que com a CoronaVac possamos iniciar a imunização dos brasileiros de São Paulo e também dos demais brasileiros em outras partes do país, não apenas aqui no estado de São Paulo”, completou o governador.

Essa é a segunda submissão recebida pela agência para início do processo de aprovação de uma vacina contra a Covid-19. Na quinta-feira, 1, a Anvisa anunciou o recebimento dos primeiros documentos para solicitação do registro da vacina desenvolvida pela Astrazeneca em parceria com a Universidade Oxford.

ASSINE VEJA

O novo perfil que Bolsonaro quer para o STF Leia nesta edição: os planos do presidente para o Supremo. E mais: as profundas transformações provocadas no cotidiano pela pandemia
Clique e Assine
Continua após a publicidade
Publicidade