Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Trump telefona para Bolsonaro para parabenizá-lo pela eleição

Segundo o presidente do PSL, Gustavo Bebianno, americano convidou o capitão da reserva para visitar os Estados Unidos

Por Edoardo Ghirotto Atualizado em 28 out 2018, 22h57 - Publicado em 28 out 2018, 22h47

Donald Trump telefonou para o presidente eleito Jair Bolsonaro após a vitória deste domingo, informou o presidente do PSL, Gustavo Bebianno. A conversa foi traduzida por André Marinho, filho do empresário Paulo Marinho, que é fluente na língua. Segundo pessoas que estavam presentes na casa de Bolsonaro, o presidente americano parabenizou o capitão da reserva e o convidou para visitar os Estados Unidos. De acordo com Bebianno, Trump também disse que deseja incentivar as relações bilaterais entre os dois países.

Segundo a coluna Radar, integrantes da campanha de Bolsonaro articulam uma agenda do capitão com Trump. O encontro ocorreria antes de Bolsonaro tomar posse.

Trump e Bolsonaro têm sido comparados desde o começo da corrida eleitoral, principalmente pela imprensa internacional. O jornal britânico The Guardian, por exemplo, apresentou o presidente eleito neste domingo como o “Trump dos trópicos”, acrescentando que ele era um “candidato perigoso”, em reportagem publicada em abril.

Por diversas vezes, Bolsonaro declarou sua admiração por Trump, afirmando que ele tem feito um “excelente” governo. “Diminuiu a carga tributária e resgatou o emprego”, disse sobre o americano durante participação no programa Roda Viva, da TV Cultura, em julho. “Ele quer a América grande, eu quero o Brasil grande. Ele fala em Deus, eu também falo em Deus. Ele defende a família, eu também defendo a família.”

Na última sexta-feira, dois dias antes do segundo turno, Steve Bannon, ex-assessor de Trump, declarou apoio a Bolsonaro. “O capitão Bolsonaro é um brasileiro patriota e, acredito, um grande líder para seu país nesse momento histórico”, afirmou o líder conservador em mensagem enviada à agência Reuters. Em entrevista à BBC Brasil de sua casa em Washington, Bannon também fez muitos elogios a Bolsonaro. O americano descreveu o deputado como alguém “líder”, “brilhante”, “sofisticado” e “muito parecido” com Trump.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)