Clique e assine a partir de 9,90/mês

Eleições 2018: Jair Bolsonaro é eleito presidente do Brasil

Capitão da reserva obteve 55,13% dos votos válidos; seu adversário, Fernando Haddad (PT) ficou com 44,87%

Por Da Redação - Atualizado em 29 out 2018, 14h26 - Publicado em 28 out 2018, 23h39

Os brasileiros foram às urnas neste domingo, 28, para eleger o 38º presidente da República e os governadores de treze estados e do Distrito Federal. Jair Bolsonaro (PSL) foi eleito o novo presidente. Com 99,99% das urnas totalizadas, ele tem 55,13% dos votos válidos — seu adversário, Fernando Haddad (PT), tem 44,87%.

Após a vitória, o capitão da reserva fez dois discursos, empregando tons distintos a públicos diferentes. No primeiro deles, transmitido ao vivo no Facebook a seus seguidores, Bolsonaro manteve o tom belicoso contra a esquerda e a imprensa. Em seguida, no “discurso da vitória”, veiculado também ao vivo por emissoras de televisão, o presidente eleito adotou retórica mais conciliadora. Em ambos, falou em governar com respeito à democracia e à Constituição.

Já nos estados, foram eleitos: Wilson Lima (AM), Waldez Góes (AP), Romeu Zema (MG), Reinaldo Azambuja (MS), Helder Barbalho (PA), Wilson Witzel (RJ), Fátima Bezerra (RN), Coronel Marcos Rocha (RO), Antonio Denarium (RR), Eduardo Leite (RS), Comandante Moisés (SC), Belivaldo Chagas (SE), João Doria (SP). No Distrito Federal, foi eleito Ibaneis Rocha.

Confira como foi a apuração do segundo turno das eleições 2018:


23:59 – No bunker do PT, clima de velório e declarações de guerra

No bunker montado pelo PT em um hotel nos Jardins na Zona Sul de São Paulo, o clima foi do pranto à revolta com a eleição no segundo turno de Jair Bolsonaro (PSL). O resultado adverso já era esperado, mas a militância só começou a sentir o baque quando saiu a pesquisa de boca de urna que mostrava o capitão da reserva com cerca de 10 milhões de votos a mais do que o professor petista, o que acabou se confirmando com a apuração das urnas.

Leia mais

O candidato do PT à presidência da República Fernando Haddad faz seu pronunciamento após a apuração dos votos em São Paulo – 28/10/2018 Paulo Whitaker/Reuters

23:57 – Rosa Weber afirma que Justiça Eleitoral saiu muito maior das eleições

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, afirmou que o TSE está “saindo muito maior destas eleições”. A ministra fez a declaração ao ser questionada se o tribunal não teria sido derrotado no enfrentamento à disseminação de fake news, as notícias falsas. “Não houve uma intercorrência que não tivesse sido pelo menos encaminhada a apuração. Temos ações (apurando o assunto) que teremos resposta no tempo adequado, mas nós saímos sim vitoriosos destas eleições”, afirmou Rosa.

Leia mais

Rosa Weber, presidente do TSE: as respostas serão dadas no tempo adequado das investigações Adriano Machado/Reuters

23:39 – General Heleno diz que Bolsonaro não tem programa, mas ‘esboço’

Em entrevista diante da casa de Jair Bolsonaro (PSL), o general da reserva Augusto Heleno afirmou que o presidente eleito não tem um programa de governo, mas um “protocolo de intenções bem-elaborado”, um “esboço”. Segundo ele, há muito tempo que essas ideias vêm sendo trabalhadas.

Provável futuro ministro da Defesa, ele disse ser contra a elaboração de um programa antes da definição da equipe que irá para o governo. Ele embarcará nesta terça-feira para Brasília, onde irá trabalhar para estruturar a futura gestão.

Leia mais

O general da reserva Augusto Heleno, em visita a Jair Bolsonaro, em sua casa, no Rio – 28/10/2018 Fernando Molica/VEJA

23:29 – Imprensa estrangeira repercute vitória de Bolsonaro: ‘Trump do Brasil’

Grandes veículos da imprensa estrangeira repercutiram na noite deste domingo a vitória de Jair Bolsonaro nas eleições presidenciais. Boa parte dos sites se dedicaram a publicar matérias explicando aos leitores detalhes sobre quem é Bolsonaro, desde sua formação militar, passando por falas controversas, e polarização do país, até sobre como o resultado das urnas reflete as insatisfações da população com o Partido dos Trabalhadores.

Leia mais

BBC destaca vitória de Jair Bolsonaro //Reprodução

23:08 – Vizinhos cercaram casa de Bolsonaro, que não os cumprimentou

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, frustou as dezenas de pessoas que se aglomeraram diante de sua casa para vê-lo. Apesar dos pedidos para que fosse cumprimentar os vizinhos de condomínio, ele ficou quase todo o tempo em casa, de onde fez um pronunciamento pela TV e recebeu amigos e correligionários, como o general Augusto Heleno, provável futuro ministro da Defesa.

Leia mais

O ator Alexandre Frota, que foi visitar Jair Bolsonaro, em sua casa, no Rio, após a vitória - 28/10/2018
O ator Alexandre Frota, que foi visitar Jair Bolsonaro, em sua casa, no Rio, após a vitória – 28/10/2018 Fernando Molica/VEJA

23:01 – Zema diz que não fará privatizações em Minas no momento

O governador eleito em Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), prometeu que não realizará privatizações, ao menos por enquanto. A afirmação foi feita em seu primeiro pronunciamento, na noite deste domingo, após a confirmação da vitória na disputa pelo Palácio Tiradentes.

“Não é prioridade porque isso (as privatizações) está longe de resolver os problemas de Minas”, disse. Zema afirmou ainda que uma equipe procurou representantes do governo federal em Brasília para discutir a dívida do Estado.

Leia mais


22:58 – ‘É hora de pacificar o Brasil’, diz Doria após ser eleito em SP

Em seu primeiro discurso após a vitória nas urnas, o governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), adotou tom conciliatório. Em fala iniciada pouco antes das 21 horas deste domingo, o tucano disse que “é hora de pacificar o Brasil” e que será “governador para todos, os que me elegeram e os que não me elegeram”. “É hora de pacificar o Brasil, não podemos de forma alguma iniciar o ano com o Brasil dividido. […] Temos que somar e agregar todos os brasileiros. Temos que ter desprendimento e grandeza para governar para todos”, declarou.

Leia mais

João Doria (PSDB) discursa após ser eleito governador do estado de São Paulo TV Globo/Reprodução

22:48 – Trump telefona para Bolsonaro para parabenizá-lo pela eleição

Donald Trump telefonou para o presidente eleito Jair Bolsonaro após a vitória deste domingo, informou o presidente do PSL, Gustavo Bebianno. A conversa foi traduzida por André Marinho, filho do empresário Paulo Marinho, que é fluente na língua. Segundo pessoas que estavam presentes na casa de Bolsonaro, o presidente americano parabenizou o capitão da reserva e o convidou para visitar os Estados Unidos.

Leia mais

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, e Jair Bolsonaro, presidente eleito do Brasil Kevin Lamarque/Reuters - Adriano Machado/Reuters

22:44 – Bebianno deixará comando do PSL e diz que governo será de centro-direita

O presidente do PSL e braço direito de Jair Bolsonaro nesta campanha, Gustavo Bebianno, afirmou na noite deste domingo, que o presidente eleito irá fazer um governo de “centro-direita” e que irá isolar o PT “à esquerda”. À frente do comando do partido desde março, o advogado afirmou, também, que dá seu “papel por concluído por aqui”, num aceno que pode deixar a presidência do PSL. A legenda deverá ser reassumida por Luciano Bivar, que havia se afastado do posto após Bolsonaro ingressar na sigla.

Leia mais


22:23 – ‘Nas comunidades, viam que tenho alma de pobre’, diz Wilson Witzel

Numa casa de show na zona oeste carioca, o governador eleito do Rio, Wilson Witzel (PSC), comemorou sua vitória ao lado de apoiadores, como o pastor Everaldo, o senador eleitor neste ano Arolde de Oliveira e o novo deputado estadual — o mais bem votado na disputa a uma vaga na Assembleia Legislativa do Rio — Rodrigo Amorim.

Leia mais

Wilton Junior/Estadão Conteúdo

22:01 – ‘Eleição não foi sobre economia’, diz Guedes após vitória de Bolsonaro

Continua após a publicidade

Escolha de Jair Bolsonaro para comandar a economia a partir de 1º de Janeiro, o economista Paulo Guedes afirmou depois da vitória do candidato do PSL que o tema economia não foi o foco desta eleição. O tema é apontado por uma série de especialistas como a grande prioridade para o avanço do país. “Essa eleição não foi sobre economia. A economia foi muito pouco importante, foram valores e princípios que ele defende. A corrupção na política e a violência que têm que acabar. A população brasileira votou em princípios, não votou em economia”, disse a VEJA.

Leia mais


21:52 – Haddad não telefonou e não pretende ligar para Bolsonaro

O candidato do PT, Fernando Haddad, decidiu que não vai ligar para o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, recém-eleito presidente da República do Brasil neste domingo (28), para parabenizá-lo pela vitória.

Leia mais


21:37 – RO: Coronel Marcos Rocha (PSL) é eleito governador com 66%

O candidato do PSL ao governo de Rondônia, Coronel Marcos Rocha, foi eleito governador com 66,34% dos votos válidos, que excluem nulos e brancos. Seu adversário, Expedito Junior, do PSDB, teve 33,66%, com 100% das urnas apuradas.

Leia mais


21:35 – Bolsonaro ataca esquerda em rede social; na TV, prega conciliação nacional

Em seus dois primeiros discursos após ser eleito o 38º presidente da República da história do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL) empregou tons distintos a públicos diferentes. No primeiro deles, transmitido ao vivo no Facebook a seus seguidores, Bolsonaro manteve o tom belicoso contra a esquerda e a imprensa. Em seguida, no “discurso da vitória”, veiculado também ao vivo por emissoras de televisão, o presidente eleito adotou retórica mais conciliadora. Em ambos, falou em governar com respeito à democracia e à Constituição.

Leia mais


21:15 – RR: Denarium, do PSL, é eleito governador, com 53%

O pecuarista Antonio Denarium, do PSL, partido de Jair Bolsonaro, foi eleito o novo governador de Roraima. Com 99,32% das urnas apuradas, ele tinha 53,58% dos votos válidos. José de Anchieta Jr. (PSDB) teve 46,42%. Os votos válidos excluem brancos e nulos.

Leia mais

//Reprodução

21:13 – Haddad visitará Lula ainda nesta semana

Derrotado nas eleições de 2018, Fernando Haddad vai ainda nesta semana retomar as visitas periódicas ao ex-presidente Lula, com quem deve discutir estratégias para a oposição ao governo de Jair Bolsonaro. Haddad não irá a Curitiba nesta segunda-feira, quando repousará em casa, mas deve ir até a carceragem da Polícia Federal na capital paranaense entre terça e quarta-feira.

(Por Guilherme Venaglia)


21:10 – Waldez Góes se reelege no Amapá

O governador Waldez Góes (PDT) se reelegeu no Amapá com 52,38% dos votos válidos nesse segundo turno. O candidato João Capiberibe (PSB) recebeu 47,62% dos votos.

Leia mais


20:55 – Derrotado, Paes diz que procura emprego na iniciativa privada

Favorito nas primeiras pesquisas eleitorais, o ex-prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes (DEM) foi derrotado por larga margem de votos pelo candidato Wilson Witzel (PSC), a grande surpresa da eleição estadual fluminense. Em coletiva após a divulgação do resultado (59,86% para Witzel e 40,14% para Witzel), o ex-emedebista disse que vai para a iniciativa privada.

“Vou procurar emprego para pagar as contas de casa”, disse Paes, que respondeu com um “Deus me livre” a pergunta se estaria disposto a assumir algum cargo no governo de Witzel.

Leia mais

 


20:37 – Reduto de esquerda no Rio tem brigas após resultado das urnas

No conhecido reduto da esquerda no Rio, a Praça São Salvador, no bairro do Flamengo, na zona sul da cidade, houve confusão e agressões após a vitória de Jair Bolsonaro (PSL) para o cargo de presidente da República. Um grupo de cerca de doze eleitores bolsonaristas bateu boca com eleitores de Fernando Haddad (PT).

Leia mais

Apoiadores de Jair Bolsonaro (PSL) e de Fernando Haddad (PT) entram em conflito durante manifestação no Rio de Janeiro – 28/10/2018 Sergio Moraes/Reuters

20:30 – Após derrota, Haddad prega ‘coragem’ e se projeta para 2022

Em seu discurso após a derrota nas eleições presidenciais de 2018, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) pediu, em um tom emotivo, “coragem” a uma plateia formada por militantes e políticos aliados e colocando a sua “vida à disposição desse país”. “Não tenham medo. Nós estaremos aqui, nós abraçaremos a causa de vocês. A vida é feita de coragem”, disse o petista, pouco depois de citar as eleições presidenciais de 2022, projetando-se para liderar o PT após o pleito deste domingo.

Leia mais

Posted by Fernando Haddad on Sunday, October 28, 2018


20:22 – Bolsonaro vence em 16 unidades da federação; Haddad em 11

Jair Bolsonaro (PSL) ganhou em 15 estados e no Distrito Federal, enquanto seu oponente, o candidato do PT, Fernando Haddad, liderou em 11 estados. Bolsonaro venceu no Acre, no Amapá, no Amazonas, no Distrito Federal, no Espírito Santo, em Goiás, no Mato Grosso, no Mato Grosso do Sul, em Minas Gerais, no Paraná, no Rio Grande do Sul, no Rio de Janeiro, em Rondônia, em Roraima, em Santa Catarina e em São Paulo.

Continua após a publicidade

Leia mais


20:08 – Primeira-dama Michelle Bolsonaro quer atuar em trabalhos sociais

Reservada, ela evita fazer aparições públicas ao lado do marido, o presidente eleito Jair Messias Bolsonaro (PSL), de 63 anos. Mas a partir de 1º de janeiro de 2019, Michelle de Paula Firmo Reinaldo Bolsonaro, de 36 anos, promete assumir um papel de primeira-dama atuante em trabalhos sociais.

Com uma diferença de idade entre eles de 27 anos, os dois se conheceram na Câmara dos Deputados, em Brasília, onde ela, natural de Ceilândia, no Distrito Federal, era secretária parlamentar. Michelle trabalhava na liderança do PSB (Partido Socialista Brasileiro), então comandado pelo atual governador de São Paulo, Márcio França.

Leia mais

Jair Bolsonaro posa para foto ao lado da esposa Michelle na Escola Municipal Rosa da Fonseca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro – 28/10/2018 Ricardo Moraes/Reuters

 

20:01 – Rosângela Moro celebra vitória de Jair Bolsonaro: ‘Feliz’

A advogada Rosângela Moro declarou seu apoio a Jair Bolsonaro (PSL) e celebrou a vitória do novo presidente do Brasil neste domingo. Em seu perfil no Instagram, que é fechado para seguidores, a esposa do juiz federal Sergio Moro publicou um vídeo em que a estátua do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, se move e assume a famosa posição de atletas após uma vitória, com a legenda “Feliz”, seguido por um post com uma ilustração do mapa do Brasil, com a bandeira ao fundo e a frase: “Sob nova direção”.

Leia mais

Reprodução/Instagram

19:57 – Maílson da Nóbrega: Desafios de Bolsonaro não têm paralelo na nossa história

Jair Bolsonaro enfrentará, como presidente, os maiores desafios dos últimos tempos, talvez da história republicana. Além de ter de pacificar um país polarizado pela disputa eleitoral, que resvalou para a violência física em vários momentos, inclusive contra ele próprio, o êxito do seu governo dependerá da adoção de difíceis e polêmicas medidas.

Leia mais


19:49 – Festa da vitória de Bolsonaro tem confusão na avenida Paulista

A celebração da vitória de Jair Bolsonaro (PSL) na Avenida Paulista, em São Paulo, acaba de registrar um confronto entre manifestantes e homens da Polícia Militar. Desde o final da tarde, eleitores do capitão da reserva se concentravam na capital paulista. Após o anúncio da vitória de Bolsonaro, houve um princípio de confronto e a PM expulsou um grupo de jovens reunidos no fundo do Museu de Arte de São Paulo (Masp). A tensão foi controlada rapidamente e os bolsonaristas aplaudiram os policiais.

Leia mais

Manifestantes entram em confronto com a PM em São Paulo (SP), na Avenida Paulista, após o anúncio da vitória de Jair Bolsonaro – 28/10/2018 //Reprodução

19:45 – MS: Reinaldo Azambuja, do PSDB, é reeleito governador, com 52%

O governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, do PSDB, foi reeleito neste domingo (28). Com 99,88% das urnas apuradas, ele teve 52,35% dos votos válidos, que excluem brancos e nulos. Seu adversário, o candidato do PDT Juiz Odilon, registrou 47,65%.

Leia mais

Reinaldo Azambuja (PSDB), candidato ao governo de Mato Grosso do Sul
Reinaldo Azambuja (PSDB) é reeleito governador do Mato Grosso do Sul André Romeu/Folhapress

19:38 – João Doria é eleito governador de São Paulo

O ex-prefeito paulistano João Doria (PSDB) foi eleito neste domingo governador de São Paulo. Com 98,49% das urnas apuradas no estado, o tucano recebeu 51,77% votos válidos e não pode mais ser superado matematicamente pelo atual governador Márcio França (PSB), que tem até o momento 48,23% dos votos válidos.

Leia mais


19:36 – Militantes acompanham em silêncio apuração em QG petista

Clima de velório em hotel onde a militância petista acompanha a apuração em São Paulo. Apoiadores de Fernando Haddad nutriam alguma esperança após as últimas pesquisas, de, ao menos, reduzir a margem para o agora presidente eleito Jair Bolsonaro.

O ex-prefeito de São Paulo deve discursar entre 20h e 21h, pregando a união nacional e buscando colocar o partido como a principal oposição ao governo eleito.

(Por Guilherme Venaglia)


19:34 – Hélder Barbalho é eleito governador do Pará

O ex-ministro Hélder Barbalho (MDB) foi eleito neste domingo governador do Pará. Com 92,17% das urnas apuradas no estado, o emedebista tem 55,22% dos votos válidos e não pode mais ser alcançado por seu adversário, o deputado estadual Márcio Miranda (DEM), que tem 44,78%.

Leia mais

//Reprodução

19:32 – Eduardo Leite (PSDB) é eleito governador do RS

Aos 33 anos, Eduardo Leite (PSDB) foi eleito o novo governador do Rio Grande do Sul. O tucano venceu o atual governador, José Ivo Sartori (MDB) por 53,40% contra 46,60%, com 97,17% das urnas apuradas.

Leia mais

Eduardo Leite (PSDB) é eleito governador do Rio Grande do Sul Facebook/Divulgação

19:29 – Com 91% das urnas apuradas, Doria lidera disputa em SP

Com 95,35% das urnas apuradas em São Paulo, o ex-prefeito paulistano João Doria (PSDB) tem leve vantagem sobre o atual governador paulista, Márcio França (PSB). Doria recebeu até o momento 51,73% dos votos válidos, o equivalente a 10.467.508 votos, contra 48,27% de França, que correspondem a 9.766.512 votos válidos.

Leia mais


19:27 – Os onze homens fortes de Jair Bolsonaro

O presidente eleito Jair Bolsonaro tem em sua retaguarda onze homens fortes, distribuídos em postos que vão da Economia à Educação, da articulação política às estratégias para redes sociais. Entre civis e militares, familiares e amigos recentes, o núcleo duro da campanha de Bolsonaro envolve três nomes já indicados como ministros, seus três filhos políticos, o presidente do seu partido, o vice-presidente eleito e colaboradores de seu plano de governo, possíveis ocupantes de cargos no primeiro escalão do governo que começa em 1º de janeiro.

Leia mais

Continua após a publicidade
Gustavo Bebianno, Paulo Guedes, General Heleno e Onyx Lorenzoni Andre Valentim/Marcos Ramos/Agência o Globo/Wilton Junior/AE/Flickr

19:25 – Romeu Zema é eleito governador de Minas Gerais

Com 77% das urnas apuradas, o candidato Romeu Zema (Novo) aparece com 71,4% dos votos em Minas Gerais. O senador e ex-governador tucano Antonio Anastasia recebeu 28,6% até agora.

Leia mais

Romeu Zema, candidato ao governo de MG pelo Novo exame/Exame

19:15 – Jair Bolsonaro é eleito presidente do Brasil

O deputado federal fluminense Jair Messias Bolsonaro, de 63 anos, foi eleito neste domingo, 28 de outubro de 2018, o novo presidente da República. Com 92% das urnas totalizadas, ele lidera a apuração com 55,63% dos votos válidos — seu adversário, Fernando Haddad (PT) tem 44,37%.

Leia mais


19:11 – RJ: Witzel é eleito governador

Com 96,04% das urnas apuradas, o ex-juiz federal Wilson Witzel (PSC) foi eleito o novo governador do Rio de Janeiro. Ele teve 59,66% dos votos válidos. Seu adversário, o ex-prefeito do Rio Eduardo Paes (DEM) tem 40,34%.

Leia mais

O governador eleito do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC) Facebook/Reprodução

19:03 – Resultado parcial: Bolsonaro lidera com 55,70% dos votos válidos 

Com 88,44% das urnas apuradas, Jair Bolsonaro (PSL) lidera a corrida à Presidência da República, com 55,70% dos votos válidos. Fernando Haddad (PT) aparece com 44,30% dos votos.


19:00 – Boca de urna: Bolsonaro lidera com 56% dos votos; Haddad tem 44%

Pesquisa de boca de urna do Ibope mostra o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) na liderança, com 56% dos votos válidos. Fernando Haddad (PT) tem 44%. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos.


18:48 – Santa Catarina: Comandante Moisés é eleito governador

Com 80% das urnas apuradas, o Comandante Moisés (PSL) será o novo governador de Santa Catarina. Até agora, o candidato do partido de Jair Bolsonaro recebeu 71,09% dos votos.

Leia mais


18:46 – Bolsonaro vai acompanhar apuração com a família e lideranças do PSL

Candidato a presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro vai acompanhar a apuração das urnas em casa, ao lado da família e de lideranças do partido. Ao final da contagem dos votos, está previsto um pronunciamento a ser transmitido pelos canais Globo e Record. Os primeiros números da disputa serão conhecidos a partir das 19h.

Por volta das 17h, chegaram ao condomínio do candidato, na Barra da Tijuca, o deputado federal Onyx Lorenzoni, cotado para ser seu ministro da Casa Civil, o general Augusto Heleno, o senador Magno Malta e o presidente da Uniao Democrática Ruralista, Nabhan Garcia.

Leia mais


18:41 – RN: Fátima Bezerra (PT) é eleita governadora com 57% dos votos

A senadora Fátima Bezerra, do PT, foi eleita neste domingo (28) a nova governadora do Rio Grande do Norte. Com sua vitória, o partido elege pela primeira vez o governo do estado. Com 90,77% das urnas apuradas, ela teve 57,46% dos votos válidos. Os votos válidos excluem brancos e nulos. Seu adversário, Carlos Eduardo, do PDT, teve 42,54%.

Leia mais

Facebok/Reprodução

18:36 – Para presidente do Instituto Lula, instituições são sólidas e brasileiros estão mais críticos

O presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, tentou ver um lado positivo na provável vitória de Jair Bolsonaro (PSL) neste domingo. Integrante da campanha de Fernando Haddad (PT) e amigo de longa data do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ele disse que o país sai mais politizado do pleito, “com disposição de criticar e fiscalizar mais” o próximo governo. Ele também ensaiou o que pode ser o discurso do partido após as eleições, seja qual for o presidente: as instituições são sólidas e conterão qualquer posição autoritária.

(Por Eduardo Gonçalves e Guilherme Venaglia)


18:34 – Sergipe: Belivaldo Chagas é eleito governador

Belivaldo Chagas (PSD) venceu a eleição ao governo de Sergipe. Com 82,61% das urnas apuradas, o ex-vice-governador tem 64,36% dos votos válidos e não pode mais ser alcançado pelo deputado federal Valadares Filho (PSB), que aparece com 35,64%.

Leia mais

Belivaldo Chagas (PSD) é eleito governador de Sergipe Facebook/Reprodução

18:31 – RJ: Com 44% das urnas apuradas, ex-juiz Witzel lidera com 60%

Com 44,90% das urnas apuradas, o ex-juiz federal Wilson Witzel (PSC) lidera a corrida para o governo do Rio de Janeiro, com 60,11% dos votos válidos. Seu adversário, o ex-prefeito do Rio Eduardo Paes (DEM) tem 39,89%.

Leia mais

Wilton Junior/Estadão Conteúdo

18:29 – SP: com 64,56% das urnas apuradas, Doria tem 52,17% e França, 47,83%

João Doria (PSDB) tem 52,17% dos votos válidos na disputa pelo governo de São Paulo, frente a 47,83% de Márcio França (PSB). Até o momento, 64,56% das urnas foram apuradas.


18:22 – Haddad ganha na França e Alemanha; Bolsonaro, na Suíça e Inglaterra

O resultado das eleições 2018 na França, Reino Unido, Alemanha e Suíça já são conhecidos, feitos por contabilização extraoficial, baseada nos extratos emitidos pelas seções. Jair Bolsonaro (PSL) ganhou no Reino Unido e na Suíça, com 61,38% e 58,4% dos votos, respectivamente. Na França, onde a votação no exterior deu a vitória a Fernando Haddad, o petista teve 69,45% dos votos. Na Alemanha, o petista conseguiu 56% dos votos, segundo a Deutsche Welle.

Leia mais

Continua após a publicidade

18:18 – Com 46% das urnas apuradas, Doria lidera disputa em SP

Com 46,93% das urnas apuradas em São Paulo, o ex-prefeito paulistano João Doria (PSDB) tem leve vantagem sobre o atual governador paulista, Márcio França (PSB). Doria tem até o momento 52,56% dos votos válidos, contra 47,44% de França. A disputa pelo Palácio dos Bandeirantes teve 11.951.356 votos no total e 3.417.185 abstenções. A esta altura, os votos em branco são 484.173 e os nulos, 1.590.357.

Leia mais


18:17 – Amapá: Waldez lidera com pequena margem sobre Capi

Waldez Góes (PDT) lidera a apuração com 51,14% dos votos ao governo do Amapá, com quase 70% das urnas apuradas. O candidato João Capiberibe (PSB) segue de perto com 48,86%.

PDT/Divulgação - Geraldo Magela/Agência Senado

18:10 – Minas Gerais: apuração mostra Zema com 68% dos votos

Com 30% das urnas apuradas, o candidato Romeu Zema (Novo) aparece com mais de 68% dos votos em Minas Gerais. O senador e ex-governador tucano Antonio Anastasia está com 31,37%.

Leia mais


18:08 – “Estou confiante”, diz Haddad ao chegar para apuração em SP

O candidato do PT, Fernando Haddad, acaba de chegar a um hotel na região central de São Paulo, acompanhado da esposa, Ana Estela Haddad. Ele disse estar “confiante” por um resultado positivo.

Esperado por apoiadores, Haddad parou para cumprimentar crianças e subiu para um espaço reservado do hotel ao som de gritos de “vamos virar”.

(Por Guilherme Venaglia)

O candidato a presidência da República, Fernando Haddad (PT) chega ao hotel Pestanan, em São Paulo, para acompanhar a apuração dos resultados das eleições de 2018 Jefferson Coppola/VEJA

18:07 – RJ: com 33,93% das urnas apuradas, Witzel tem 60,24% e Paes, 39,76%

Wilson Witzel (PSC) lidera a corrida ao governo do Rio de Janeiro. O candidato tem 60,24% dos votos válidos, frente a 39,76% de Eduardo Paes (DEM). Até o momento, 33,93% das urnas foram apuradas.


18:03 – SP: com 29,35% das urnas apuradas, Doria tem 53,14% e França, 46,86%

João Doria (PSDB) lidera a corrida ao governo de São Paulo. O candidato tem 53,14% dos votos válidos, frente a 46,86% de Márcio França (PSB). Até o momento, 29,35% das urnas foram apuradas.

Os candidatos Márcio França e João Doria Jr. se abraçam durante debate promovido pelo Rede Record, na sede da emissora na zona oeste de São Paulo – 19/10/2018 Adriana Spaca/FramePhoto/Folhapress

17:55 – Haddad: ligar ou não ligar para Bolsonaro em caso de derrota

Nem figuras do alto escalão da campanha de Fernando Haddad (PT) sabem dizer se, em caso de vitória de Jair Bolsonaro (PSL), ele deve ceder ao protocolo e telefonar para parabenizar o adversário.

Leia mais


17:50 – Famosos que apoiam Haddad levam livros para votar no 2º turno

Celebridades que apoiam Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleições para a Presidência levaram livros para votar neste domingo. O movimento, que recebeu o nome “Mais livros, menos armas”, é baseado em uma declaração do petista durante a campanha – de que quer os brasileiros “com um livro em uma mão e uma carteira de trabalho assinada na outra”.

Bruno Gagliasso, por exemplo, levou o livro da O Ódio que Você Semeia, da escritora americana Angie Thomas, para votar no Rio. Em Belo Horizonte, a atriz Débora Falabella, também eleitora do candidato petista, preferiu levar O Livro das Semelhanças, da poeta mineira Ana Martins Marques. Além deles, alguns dos principais artistas do país também aderiram ao movimento.

Leia mais

Bruno Gagliasso votando com livro Marcello Sa Barretto/Agência Brasil

17:43 – Vereadora do PSL é presa por suspeita de compra de votos para Haddad

A vereadora Josefa Eliana da Silva Bezerra, do PSL, partido do candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro, foi presa em flagrante neste domingo no município de Santana do Ipanema (AL), a cerca de 200 quilômetros da capital Maceió. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE-AL), ela estava distribuindo lanches e brindes a eleitores com adesivos e camisetas que faziam referência ao também presidenciável Fernando Haddad (PT).

Leia mais

A vereadora do PSl em Santana do Ipanema, município de Alagoas Facebook/Reprodução

17:39 – Ibaneis é eleito governador do Distrito Federal

Ibaneis Rocha (MDB) foi eleito governador do Distrito Federal neste domingo. Com 80,99% das urnas apuradas, ele aparece com 70,45% dos votos válidos, enquanto seu oponente, Rodrigo Rollemberg (PSB), está com 29,55%.

Leia mais

Ibaneis (MDB) é eleito governador do Distrito Federal Facebook/Reprodução

17:31 – Vizinhos de Bolsonaro começaram a festejar no início da tarde

No início da tarde deste domingo 28, vizinhos de Jair Bolsonaro já se reuniam nos quintais de suas casas, em torno de churrasqueiras, para iniciar as comemorações pela possível vitória do candidato do PSL à Presidência. A festa começou a ser preparada ainda cedo em algumas das 150 casas do Condomínio Vivendas da Barra, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. O som de música sertaneja era volta e meia interrompido pelo espocar de fogos de artifício.

Leia mais


17:14 – Boca de urna no RS: Leite tem 52% e Sartori, 48%

A pesquisa de boca de urna realizada pelo Ibope neste domingo no Rio Grande do Sul indica que Eduardo Leite (PSDB) tem 52% da intenção de votos contra 48% de José Ivo Sartori (MDB), governador que tenta a reeleição. Como a margem de erro é de 3 pontos porcentuais para mais ou para menos, os dois estão tecnicamente empatados.

Leia mais

Eduardo Leite e José Ivo Sartori, candidatos ao governo do Rio Grande do Sul, participam de debate realizado pela TV Globo – 25/10/2018 TV Globo/Reprodução

17:13 – Boca de urna: no Rio, Witzel tem 55% e Paes, 45% dos votos

Segundo pesquisa de boca de urna do Ibope, Wilson Witzel (PSC) deve se eleger governador do Rio de Janeiro neste domingo. O candidato aparece com 55% dos votos, enquanto seu rival, Eduardo Paes (DEM), aparece com 45% dos votos. A margem de erro é de 3 pontos porcentuais para mais ou para menos.

Continua após a publicidade

Leia mais


17:11 – Minas Gerais: boca de urna aponta vitória de Zema

A pesquisa Ibope de boca de urna aponta Romeu Zema (Novo) como o próximo governador de Minas Gerais, com 66% dos votos. Antonio Anastasia (PSDB) deve receber 34% dos votos dos mineiros.

Leia mais


17:05 – Boca de urna: em São Paulo, Doria tem 52% e França, 48% dos votos

O Ibope começou a divulgar as primeiras pesquisas de boca de urna do segundo turno. Segundo a pesquisa, João Doria (PSDB) tem 52% dos votos para o Governo de São Paulo, enquanto Márcio França (PSB) tem 48%. Doria e França estão tecnicamente empatados, no limite da margem de erro, que é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos.

Leia mais

João Doria (PSDB) e Márcio França (PSB), candidatos ao governo de São Paulo, participam de debate realizado pelo SBT – 23/10/2018 SBT/Reprodução

16:47 – Witzel diz que expectativa é de vitória; Paes está otimista com pesquisas

Líder nas pesquisas de intenção de voto na eleição do governo do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC) disse que a expectativa é de vitória, ao chegar para votar, no bairro do Grajaú, na zona norte do Rio. “No primeiro turno nos surpreendemos positivamente. Nesse segundo turno não vai ser diferente. Espero o fechamento das urnas, que é a melhor pesquisa que tem”, afirmou.

Nos últimos dias de campanha, Witzel perdeu espaço para o adversário Eduardo Paes (DEM), segundo as pesquisas de intenção de voto. Paes conversou rapidamente com jornalistas ao chegar para votar no Gávea Country Club, na zona sul do Rio, e afirmou estar animado com o resultado. “Tenho certeza que hoje a gente vai ter essa virada”, disse.

Leia mais

Wilson Witzel (PSL) e Eduardo Paes (DEM) Magalhães Jr./Photopress/Vanessa Ataliba/Brazil Photo Press/Folhapress

16:39 – Médica diz que só daria alta a eleitores de Bolsonaro

Uma médica de Campo Grande foi criticada pela secretaria de saúde de sua cidade depois de dizer nas redes sociais que só daria alta a eleitores que pretendessem votar em Jair Bolsonaro, do PSL, para presidente da República. A médica Beatriz Padovan Vilela chegou a apagar a mensagem depois que o post viralizou.

Leia mais

Médica apoiadora de Bolsonaro diz em rede sociais que só dá alta se concordar com voto do paciente Redes Sociais/Reprodução

16:32 – Mesário infarta e morre em zona eleitoral no Rio

O mesário João Carlos Félix, de 50 anos, que prestava serviço às eleições de 2018 na 156ª zona eleitoral, localizada no Centro Federal de Educação Tecnológica de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, teve um ataque cardíaco e morreu no local nesta manhã.

Ao fazer o primeiro balanço do andamento das votações no segundo turno no estado, a diretora-geral do TRE-RJ, Adriana Brandão, lamentou a morte e se solidarizou com a família de Félix. “Lamentavelmente aconteceu, e eu gostaria de aproveitar a oportunidade para, em nome do TRE do Rio, prestar minha solidariedade à família deste mesário que estava ali em uma missão nobre e de cidadania.” A seção foi deslocada para outra sala e a votação continuou normalmente.

Leia mais


16:26 – Doria diz contar com apoio do PSL ‘verde amarelo’; França crê em vitória

Candidato do PSDB ao governo paulista, o ex-prefeito João Doria chegou para votar na manhã deste domingo (28) acompanhado do prefeito Bruno Covas (PSDB), do ministro das Comunicações, Gilberto Kassab (PSD), da deputada eleita do PSL Joice Hasselmann, da senadora eleita Mara Gabrilli (PSDB) e outras lideranças do PSDB. Após votar, ex-prefeito de São Paulo mais uma vez exaltou o PSL de Jair Bolsonaro e o voto “Bolsodoria”.

Já o governador de São Paulo, Márcio França, que tenta a reeleição, disse que está otimista com o resultado das eleições. “São Paulo vai dar um recado firme na direção da verdade”, afirmou, após votar.

Leia mais

Márcio França (PSB) e João Doria (PSDB) votam em São Paulo Aloisio Mauricio /Fotoarena/Marcelo Chello/CJPress/Folhapress

16:17 – Japão: em seção de Nagoia, Bolsonaro vence com 93% dos votos

Nas redes sociais, circulam boletins de votação de diversos países da Ásia e do Oriente Médio. Nas cidades do Japão — segundo país com mais eleitores brasileiros, atrás apenas dos Estados Unidos —, Jair Bolsonaro (PSL) lidera com folga em relação a Fernando Haddad (PT). Uma das seções eleitorais de Tóquio fechou com 261 votos para Bolsonaro contra 45 de Haddad, totalizando 85% dos votos válidos para o candidato do PSL. Já em uma das seções da cidade de Nagoia, Bolsonaro recebeu 372 contra 27 do petista, chegando a 93% dos votos válidos.

Leia mais

Boletins de Urna de Tóquio no Japão Reprodução/Twitter

16:14 – ‘Bolsonaro morreu pela boca’, diz Dilma Rousseff, em Minas

A ex-presidente Dilma Rousseff disse, neste domingo, que o candidato do PSL à Presidência da República Jair Bolsonaro “morreu pela boca”, ao votar em um colégio, na região da Pampulha, em Minas Gerais. “O candidato Bolsonaro morreu pela boca. Teve uma revelação clara sobre o que ele pensava”, afirmou a petista, que foi derrotada na disputa por uma cadeira no Senado.

Leia mais


16:04 – Ciro Gomes: ‘Não quero fazer campanha para o PT nunca mais’

Candidato à Presidência que ficou em terceiro lugar no primeiro turno, Ciro Gomes (PDT), chegou às 12h11 deste domingo ao local de votação, na Secretaria da Saúde do Estado do Ceará, na Praia de Iracema, em Fortaleza, acompanhado da sua mulher, Giselle Bezerra. Sobre a ausência de um apoio efetivo à candidatura de Fernando Haddad (PT), Ciro afirmou que não se manteve neutro, mas que não devia apoio. “Eu não quero fazer campanha para o PT nunca mais”, disse. 

Leia mais


15:41 – Voto dos presidenciáveis

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, votou na manhã deste domingo acompanhado da esposa, Ana Estela Haddad, em uma escola no bairro de Moema, na zona sul de São Paulo. Ele foi recepcionado por um grupo de manifestantes a seu favor, que o aguardavam com rosas e livros, em um sinal, segundo deles, de defesa “do amor e do professor”. No prédio em frente, assim como no primeiro turno, moradores batiam panelas contra o ex-prefeito.

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) votou às 09h20 deste domingo na Escola Municipal Rosa da Fonseca, dentro da Vila Militar, em Deodoro, na Zona Oeste do Rio.  Diferente do primeiro turno, o esquema de segurança foi muito mais reforçado. Eleitores, até mesmo crianças, foram revistados ao entrar na escola. Na porta da seção do candidato, quatro guardas do exército, seis agentes da polícia federal e um cão farejador faziam a segurança. Bolsonaro vestia colete a prova de balas.

Fernando Haddad, candidato à Presidência da República do PT vota em uma escola no bairro de Moema, em São Paulo – 28/10/2018 Nelson Almeida/AFP
Jair Bolsonaro candidato à Presidência da República pelo PSL vota na Escola Municipal Rosa da Fonseca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro – 28/10/2018 Ricardo Moraes/Reuters
Publicidade