Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Romero Britto e Ratinho serão os novos embaixadores do turismo brasileiro

Artista plástico e apresentador de televisão foram escolhidos pela Embratur para 'divulgar o país no exterior e fomentar o turismo internacional' no Brasil

O artista plástico Romero Britto e o apresentador de televisão Ratinho serão os novos embaixadores do turismo brasileiro. Eles serão oficialmente anunciados nos próximos dias pelo Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), ao lado do lutador Victor Belfort e o do produtor de filmes Frederico Lapenda.

A indicação de embaixadores do turismo brasileiro faz parte do projeto “Nova Embratur”, uma iniciativa criada para divulgar o país no exterior e fomentar o turismo internacional” no Brasil, segundo o site da autarquia.

Até o momento, integram a seleta lista de escolhidos o lutador Renzo Gracie, o ex-jogador Ronaldinho Gaúcho, o biólogo Richard Rasmussen, o cantor Amado Batista e a dupla sertaneja Bruno e Marrone. Até o final do ano, a Embratur pretende contar com 15 embaixadores.

Questionado por VEJA, o presidente da Embratur Gilson Machado Neto disse que a “disponibilidade, popularidade e cessão gratuita de suas imagens”, além da influência nas redes sociais, são os principais critérios que balizam a escolha para o cargo voluntário.

Ronaldinho Gaúcho

Na quinta-feira 5, Ronaldinho Gaúcho foi anunciado como embaixador do turismo brasileiro. A escolha foi contestada nas redes sociais, uma vez que o ex-jogador, pentacampeão mundial com a seleção brasileira em 2002, teve seu passaporte apreendido e está proibido de deixar o país.

Em novembro do ano passado, o Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (TJ-RS) determinou a apreensão dos passaportes de Ronaldinho Gaúcho e do seu irmão, Roberto Assis Moreira, devido ao não pagamento de uma dívida por dano ambiental em Porto Alegre.

Em 2015, os irmãos e a empresa Reno Construções e Incorporações foram condenados por construção ilegal de um trapiche, com plataforma de pesca e atracadouro na orla do Lago Guaíba, em área de preservação permanente, sem licenciamento ambiental.

Conforme o TJ-RS, a sentença transitou em julgado em fevereiro de 2015. Sem serem localizados, eles foram intimados por edital em 2017. O valor das multas e da indenização chega a 8,5 milhões de reais.

A VEJA, Gilson Machado Neto disse que “a falta de passaporte é uma questão pessoal do Ronaldinho com a justiça e em nada atrapalha a sua utilização como embaixador do turismo”. Ele destaca o “alcance” das postagens do ex-jogador nas redes sociais como um “benefício” da escolha.

No sábado 7, Ronaldinho publicou duas fotos em seu perfil oficial no Instagram agradecendo o convite da Embratur. “Muito feliz em ser um dos embaixadores do turismo brasileiro. Espero poder ajudar em mostrar esse nosso país que é tão bonito por natureza”, diz a publicação, que foi curtida por mais de 503 mil seguidores.