Clique e assine com até 92% de desconto

Médica diz que só daria alta a eleitores de Bolsonaro

Mensagem foi seguida por reações da secretaria de saúde local e do conselho de medicina do estado do Mato Grosso do Sul

Por Da Redação Atualizado em 28 out 2018, 18h52 - Publicado em 28 out 2018, 16h35

Uma médica de Campo Grande foi criticada pela secretaria de Saúde de sua cidade depois de dizer nas redes sociais que só daria alta a eleitores que pretendessem votar em Jair Bolsonaro, do PSL, para presidente da República.

A médica Beatriz Padovan Vilela chegou a apagar a mensagem depois que o post viralizou.

A Secretaria Municipal de Saúde Pública de Campo Grande (Sesau) afirmou que “não concorda e não corrobora com opiniões, seja de conotação política ou não, que contrariem os códigos éticos profissionais, neste caso o da medicina, uma vez que o mesmo reforça que o profissional jamais utilizará seus conhecimentos para causar sofrimento físico ou moral do ser humano ou para permitir e acobertar tentativa contra sua dignidade e integridade”.

  • O Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul disse, em comunicado, que “a denúncia sobre a médica será encaminhada para o setor responsável para análise dos fatos e possível abertura de sindicância”.

    Continua após a publicidade
    Publicidade