Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Joesley, em áudio: “Janot quer ser presidente da República”

VEJA teve acesso a conversas gravadas entre os delatores da JBS no período em que eles negociavam a colaboração premiada

Há três semanas, VEJA revelou em primeira mão o conteúdo da gravação que resultou no cancelamento do acordo de delação dos executivos da JBS. Nela, Joesley Batista e Ricardo Saud, diretor de relações institucionais do grupo, conversam sobre detalhes do acordo que, àquela altura, estava prestes a ser formalizado. As conversas sugeriam que a negociação contara com a orientação de um assessor do procurador Rodrigo Janot, que determinou uma investigação sobre o caso, pediu a prisão do seu antigo assessor e suspendeu os benefícios dos delatores. Nos próximos dias, o Supremo Tribunal Federal decidirá se as provas apresentadas pela JBS na vigência do acordo continuam válidas, entre elas um diálogo que compromete o presidente Michel Temer (PMDB) e outro que alveja o senador Aécio Neves (PSDB-MG). Agora, novas gravações obtidas por VEJA prometem acirrar ainda mais esse debate.

OUÇA AQUI essa conversa.

O áudio que provocou a reviravolta no caso foi entregue acidentalmente à Procuradoria-Geral da República pelos executivos da JBS. Mas não foi apenas um — foram quatro. VEJA teve acesso a todos. São gravações de conversas entre os próprios executivos da empresa. Na principal delas, Joesley e Saud haviam acabado de deixar a sede da PGR, onde se reuniram para mais uma rodada de negociações. No caminho para o aeroporto, eles conversam com Francisco de Assis e Silva, o diretor jurídico do grupo, sobre as impressões captadas na reunião. Fica claro que já tinham apresentado os diálogos demolidores com Temer e Aécio.

“Achei que ganhamos eles”, diz Saud. “Nós só temos um risco”, pondera Assis e Silva. “O compromisso político do Janot com o Temer”, completa Silva, dando a entender que havia alguma aliança entre o procurador e o presidente. Saud adverte: “Mas não tem (o risco) com o Aécio (…). Nós temos as duas op­ções. Ele não pode se dar bem com o PSDB e o PMDB”, completa, sugerindo que Janot não teria condições de proteger tucanos e peemedebistas simultaneamente. O diretor jurídico então conclui: “Eles (os procuradores) querem f… o PMDB”. Em outro momento, Joesley diz: “Janot quer ou ele ser o presidente da República, ou indicar quem vai ser”.

Defesa

Em nota, a J&F, empresa que controla a JBS, afirma que os áudios sigilosos obtidos por VEJA não foram entregues acidentalmente ao Ministério Público e diz que eles já estavam sob a guarda do ministro Edson Fachin e haviam sido considerados quando o acordo de delação dos executivos da JBS foi homologado. “Diferentemente do que foi publicado por VEJA, os áudios a que se refere o texto desta sexta-feira (29/9) intitulado ‘Eles querem f… o PMDB!’ não foram entregues ‘acidentalmente’ à PGR pelos executivos da JBS, nem são mais recentes que os demais já divulgados. Na verdade, tais gravações já haviam sido recuperadas dos aparelhos entregues há meses por Joesley Batista à Polícia Federal, e estavam com sigilo decretado pelo STF por se tratarem de diálogos entre advogados e clientes”.

Leia esta reportagem na íntegra assinando o site de VEJA ou compre a edição desta semana para iOS e Android.
Aproveite também: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Rafael Ferrão

    E esse povo pelego , sindicalista e esquerdista dessa revista queria elevar o Janot a salvador da pátria… Essa operação toda é uma grande piada e cada vez fica mais claro isso. Janot o maior bandido solto do país!!!

    Curtir

  2. Antonio Rubens Fagundes Pereira

    CADA UM TEM O INIMIGO QUE MERECE. O DO JANOT É O JOESLEY.

    Curtir

  3. Seria muito bom! Bolsonaro 2018!

    Curtir

  4. Se for pra continuar combatendo a corrupção, Janot tem meu voto! Teve coragem de ir atrás tanto do PT, qt do PMDB e do PSDB!

    Curtir

  5. Ciro, o que o Janot tem feito não é corrupção também? Se a corrupção lhe agrada, você aceita?

    Curtir

  6. O “SONHO” acabou kkkkk

    Curtir

  7. O “SONHO” de Vovó Mafalda se transformou em pesadelo kkkkkk

    Curtir

  8. Esse Ciro (29 set 2017 – 15h07) deve ser o Gomes, para falar tanta besteira! Puts!

    Curtir