Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Haddad não telefonou e não pretende ligar para Bolsonaro

Segundo integrantes da campanha do petista, presidente eleito não tratou adversário com 'civilidade' e não merece gesto de diálogo

Por Eduardo Gonçalves Atualizado em 29 out 2018, 01h17 - Publicado em 28 out 2018, 21h49

O candidato do PT, Fernando Haddad, decidiu que não vai ligar para o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, recém-eleito presidente da República do Brasil neste domingo (28), para parabenizá-lo pela vitória.

Segundo dirigentes do PT, Bolsonaro não tratou Haddad com civilidade durante a campanha e, por isso, não merece o gesto de diálogo, que é praxe entre os postulantes a cargos do Executivo.

“Ele foi um candidato extremamente agressivo com Haddad, alimentou fake news sobre a sua vida pessoal e xingou-o nas redes sociais”, disse o coordenador da campanha de Haddad e integrante da Executiva Nacional do PT Emídio de Souza. Para justificar a atitude, Haddad lembrou os aliados que fora chamado de “canalha” pelo adversário e que na semana passada Bolsonaro falou em “banir os marginais vermelhos da pátria”.

  • O dirigente irá visitar o ex-presidente Lula na carceragem de Curitiba na manhã desta segunda-feira. Já Haddad deve tirar a segunda para descansar e ir a Curitiba na terça-feira.

    Continua após a publicidade
    Publicidade