Clique e assine a partir de 8,90/mês

Doria anuncia ‘apoio incondicional a Alckmin’

Prefeito de São Paulo, que chegou almejar a vaga de candidato à Presidência, chamou governador de "próximo presidente do Brasil" durante convenção do PSDB

Por Guilherme Venaglia - 9 dez 2017, 13h07

O prefeito de São Paulo, João Doria, anunciou neste sábado “apoio incondicional” à candidatura do governador Geraldo Alckmin à Presidência durante a convenção nacional do PSDB. Em seu discurso no evento, em Brasília, Doria pediu que os militantes aplaudissem de pé “o futuro presidente do Brasil”.

“Aplaudam de pé o futuro presidente do Brasil, Geraldo Alckmin”, disse o prefeito durante uma fala inflamada. Doria fez alusão à sua vitória em São Paulo para dizer que os tucanos derrotaram o PT.

Doria agora tem manifestado apoio à candidatura de Alckmin depois de ter travado uma “guerra fria” com o governador por também almejar a vaga de candidato do partido à Presidência. O prefeito, que é cria de Alckmin e foi eleito no primeiro turno das eleições de 2014 graças ao governador, chegou a ser criticado até mesmo pelos tucanos por ter “queimado a largada” ao se empenhar demais em seu projeto político de ser presidente.

Doria foi alvejado por causa das viagens pelo país, interpretadas como uma estratégia para fortalecer seu projeto político de ser presidente da República.

Ainda em seu discurso, Doria disse que o PSDB vai derrotar o PT no Brasil. “Assim como em São Paulo, nós vamos derrotar o PT no Brasil”, afirmou. Na mesa, sorrisos e aplausos com uma exceção: o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, que ainda mantém a intenção de ser o candidato do partido.

Continua após a publicidade
Publicidade