Clique e assine a partir de 9,90/mês

Na convenção do PSDB, Aécio é vaiado e sai pela porta dos fundos

Senador ficou por cerca de cinco minutos na convenção nacional do PSDB, em Brasília

Por Ana Clara Costa e Guilherme Venaglia - Atualizado em 9 dez 2017, 13h08 - Publicado em 9 dez 2017, 12h36

O presidente licenciado do PSDB, senador Aécio Neves (MG), ficou por apenas 5 minutos na convenção do PSDB. Ele chegou discretamente, foi vaiado na entrada, mas logo foi recebido por seus aliados, que o aplaudiram. A rápida aparição fazia parte da estratégia do senador, que cogitou não ir ao evento ao longo da semana com receio de ser vaiado. No fim, ele saiu pela porta dos fundos acompanhado dos deputados mineiros Caio Nárcio e Paulo Abi-Ackel.

Em rápida entrevista, o senador falou que o partido, enfim, chegou a um “entendimento”. “Nós temos uma chapa que é de entendimento. O governador Geraldo Alckmin com um vice como o governador Marconi Perillo representam a união do partido”, afirmou ele, referindo-se à composição da nova chapa. Próximo de Aécio, Perillo deve assumir a sigla quando Alckmin se licenciar do cargo para disputar a presidência da República.

O senador também disse “esperar” que Alckmin faça o partido se engajar na aprovação da reforma da previdência. “É uma questão programática do PSDB e eu espero que o governador Alckmin leve o partido por esse caminho. Pior do que aprovar a reforma sem os votos do PSDB é não aprovar porque não tiveram os votos do PSDB”, concluiu o tucano.

Publicidade