Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Delação de Funaro: medida provisória rendeu R$ 1,5 mi a Eunício

Delator relata que dinheiro teria sido repassado por meio de notas fiscais de uma empresa do próprio presidente do Senado

Conforme a delação premiada de Lúcio Funaro, Eduardo Cunha também costumava informar o doleiro sobre o andamento dos projetos e das negociatas que renderiam propina ao grupo no Congresso. Um dos relatos feitos por Cunha a Funaro envolve a aprovação de uma medida provisória que beneficiava a empresa Hypermarcas. Segundo o delator, o presidente do Congresso, Eunício Oliveira, recebeu 1,5 milhão de reais em propina. O doleiro disse que notas fiscais da Confederal, empresa pertencente a Eunício, foram usadas para mascarar o recebimento do dinheiro.

O conteúdo da delação de Funaro:

Temer recebeu e intermediou propinas

Moreira Franco recebeu R$ 6 mi em propina na Caixa

Geddel recebeu R$ 1 mi da Odebrecht

Joesley Batista prometeu R$ 100 mi por silêncio

A nova conta secreta de Cunha

‘Bancada do Cunha’ era comprada com propina

Cunha pediu compra de votos por impeachment

Propinas ao PMDB por projetos no Congresso

Leia esta reportagem na íntegra assinando o site de VEJA ou compre a edição desta semana para iOS e Android. Aproveite também: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Eunício, seu assaltante!

    Curtir