Clique e assine a partir de 8,90/mês

Bolsonaro deve anunciar Luiz Philippe de Orleans e Bragança como vice

Candidato do PSL disse a VEJA que acordo está ''bastante azeitado''; anúncio oficial ocorrerá na convenção paulista do partido

Por Gabriel Castro - Atualizado em 4 ago 2018, 20h01 - Publicado em 4 ago 2018, 19h08

O presidenciável Jair Bolsonaro já prepara o anúncio de que o ativista político Luiz Philippe de Orleans e Bragança será o seu vice na disputa presidencial. A formalização da chapa ocorrerá na manhã deste domingo, na convenção do PSL paulista.

Bolsonaro e Luiz Philippe tiveram uma conversa demorada neste sábado. No dia anterior, eles já haviam conversado por telefone e pessoalmente. VEJA apurou que o PSL considera a busca por um vice encerrada. “Está ganhando forma”, disse Bolsonaro a VEJA neste sábado, em referência à chapa com Luiz Philippe. “O negócio está bastante azeitado”, completou.

https://www.instagram.com/p/BmEN-bBFl_G/?taken-by=julianlemosdaseguranca

A jurista Janaina Paschoal anunciou neste sábado sua recusa ao convite formulado por Bolsonaro para que ela integrasse a chapa como vice. Mas, antes mesmo disso, a preferência de Bolsonaro e do PSL já havia mudado. A leitura é a de que ela não seria o melhor nome para lidar com o Congresso e negociar em nome do governo – função que Bolsonaro pretende atribuir ao vice.

Com a recusa de Janaína Paschoal, a alternativa a Luiz Philippe seria o general Hamilton Mourão, filiado ao PRTB. Mas pesou o fato de o apoio ao príncipe ser mais intenso do que ao militar nas redes sociais, que são parte importante da estratégia de campanha do deputado.

Formado em administração de empresas e com mestrado em cientista político pela Universidade de Stanford, na Califórnia, Luiz Philippe é trineto da princesa Isabel – mas está fora da linha de sucessão caso haja uma improvável volta do país à monarquia. O pai dele, príncipe Eudes, abriu mão do direito ao trono.

Continua após a publicidade
Publicidade