Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Alerj derruba veto e autoridades serão revistadas em prisões

Só ficam dispensados da revista mecânica gestantes e portadores de marca-passo; advogados e até governadores terão que ser revistados

Por Da Redação Atualizado em 5 out 2017, 10h18 - Publicado em 5 out 2017, 10h17

Advogados, juízes, delegados, ministros e até governadores terão que passar por revista mecânica (com equipamentos de detecção de metal, raio-X ou scanners) ao entrar em presídios do Rio de Janeiro a partir de agora. A medida será possível com a derrubada de um veto do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Pezão havia vetado o Projeto de Lei 1362-A, dos deputados Milton Rangel (DEM) e Flávio Bolsonaro (PSC). No entanto, em votação realizada nesta quarta-feira, o veto foi derrubado por unanimidade, após acordo de líderes.

Um dos autores da proposta, Rangel comemorou a derrubada do veto. “A ideia é acabar com os privilégios de castas, que só beneficia presos de alto escalão. Defendemos um tratamento igualitário”, disse.

De acordo com o texto, só ficam dispensados da revista mecânica gestantes e portadores de marca-passo. Em caso de suspeita fundada, será realizada busca manual nos pertences, da qual só estão dispensadas crianças e adolescentes.

(Agência Brasil)

Continua após a publicidade

Publicidade